sábado, 22 de março de 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I

O destaque
Do bloco carnavalesco,
No tríduo momesco,
Foi o obcecado, donjuanesco,
Nababesco,
Fanfaronesco,
Pedantesco
Ter comportamento quixotesco
Quando perpetrou um ataque
De modo burlesco,
Caricaturesco
Para conquistar um tedesco,
Achando ser uma gata com badulaque.
Que tava com um atabaque.
Levou um trampesco.

Constatação II
Rico usa preservativo; pobre, camisinha.

Constatação III (Pseudo sextilha para ser recitada pelo técnico do time ao fazer uma preleção aos jogadores de defesa).
Chutar a bola pra frente
Sem que ela saia pra fora
E no pé do companheiro
É de ficar assaz contente
E, daí, saindo um gol se comemora
Seja com um golaço ou frango do goleiro.

Constatação IV
Rico sofre de climatério masculino; pobre, é broxa.

Constatação V
Rico infere; pobre, chega à conclusão (quando deixam, é claro...).

Constatação VI
Murchou o riso
Quando o dentista Narciso,
Qual um “pitoniso”,
Nada indeciso,
Nem impreciso
Ou de improviso
Deu o terrível pré-aviso
Que ela teria de extrair o siso.

Constatação VII
Não se pode confundir proteja com projeta, até porque tem muita gente dizendo “que Deus nos proteja” ao assistir os vários partidos políticos apresentarem seus esquemas de governo que algum mau caráter, ou vários, projeta, naquele esquema de empulhação, embromação, enrolação, enganação, tapeação. A recíproca, provavelmente é só verdadeira no céu, onde um ou outro anjo da guarda projeta para que proteja quem tem conta no exterior, não declarada no Brasil, ou alhures e que intervenha para que um receptor do mensalão não seja cassado e coisas desse jaez.

Constatação VIII
Deu na mídia: “Correspondência revela amante de Einstein”. Evidentemente, para o mestre, como para tantos, a prevaricação, como tudo, era uma questão relativa...

Constatação IX
Rico vive envolvido com um recíproco cafuné; pobre, com uma indefectível comichão.

Constatação X
Rico faz uso da profilaxia; pobre fica a mercê do destino.

Constatação XI
Rica faz operação para botar silicone nas, digamos, partes principais; pobre, forra com enchimento.

Constatação XII (De conselhos úteis).
O chimarrão, segundo os entendidos, é um coadjuvante para evitar um ateroma que, segundo o dicionário Houaiss e que Rumorejando já divulgou é “depósito lipídico na superfície interna das paredes das artérias” que pode provocar um acidente vascular cerebral ou um infarto. Por outro lado (qual lado?), quem toma um chimarrão extremamente quente corre o risco de vir a sofrer de um câncer no esôfago. Portanto, prezado leitor, se o Amigo está a fim de tomar um chimarrão capriche na temperatura do dito. De nada!
P.S. De tereré, muito apreciado no Paraguai e no Mato Grosso, este assim chamado escriba não entende nada. Só sabe que se toma com água gelada o que faz supor que se os ingleses apreciassem tais bebidas não iriam optar pela água gelada, já que apreciam a cerveja fora do gelo*, o que, para nós brasileiros, é inconcebível, mormente quem aprecia a loira “estupidamente gelada”.
*Não foi possível averiguar se eles chegam a esquentar em banho-maria, o que, cá entre nós, ninguém tem nada a ver com isso.

Constatação XIII
Quando o médico recomendou para o ricaço que ele deveria eliminar gorduras e frituras do seu cardápio, maneirar as bebidas alcoólicas e fazer caminhadas diárias, o ricaço, de origem italiana, amante da boa e farta mesa, acompanhado de bons vinhos, contestou: “Doutor, tudo isso que o senhor falou corresponde pra mim uma ofensa, porque o senhor está me dizendo, em outras palavras, para que eu vá me catar. Cáspite!

Constatação XIV
Quando o obcecado leu na mídia a entrevista que o economista José Roberto Mendonça de Barros, comentando a atual situação econômica e do comércio atual que “no mundo conturbado, se ganha na tática”, falou do alto da sua inquestionável sapiência: “Puxa é exatamente o que eu penso e o que eu faço em relação as minhas inumeráveis táticas para ser conquistado”.

Constatação XV
Deu na mídia: “Paul McCartney vai pagar U$ 48 milhões à ex-mulher”. Taí uma notícia de transcendental importância para o futuro da Humanidade, exceto para a ex...


Juca

2 comentários:

Anônimo disse...

Oi Juca!

Não tenho mais visto sua coluna do jornal. O que houve?

[ ]s Kuzma

Juca disse...

Me ponharam pra fora