sábado, 28 de junho de 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I
Rico é tolerante; pobre, é obrigado a aturar.

Constatação II (Via pseudo-haicai).
O deputado fuleiro*
Só legisla pra faturar
Mais dinheiro.
*Fuleiro = (Dicionário Houaisss) “Adjetivo e substantivo masculino.
1. que ou aquele que age irresponsavelmente, sem seriedade; que ou quem não se mostra confiável
2. que ou o que não tem valor, que ou o que é medíocre, reles
3. que ou o que denota falta de gosto, falta de refinamento, que ou o que é simplório; cafona”.

Constatação III
Deu na mídia: “Brasil é campeão em horas gastas para pagar impostos. Estudo mostra que empresas brasileiras precisam funcionar 2.600 horas por ano para cumprir obrigação fiscal”. Não só as empresas demandam tempo. O governo também. Basta ver quanto ele demora para devolução do imposto de renda para quem de direito...

Constatação IV
Não se pode confundir zaga com saga, muito embora quem joga na zaga, muitas vezes passa por uma terrível saga, principalmente quando pega um atacante de primeira linha, driblador e chutador como o jogador Pelé, por exemplo, como Zico ou este assim chamado escriba que foi considerado o melhor na sua posição de eterno reserva na ponta esquerda. A recíproca não é necessariamente verdadeira. Há muita saga sem ser na zaga como ver como se locupleteia no nosso país com mensalões da vida, licitações frias, desvios de merenda escolar por prefeituras e assim por diante, ou melhor, por atrás...

Constatação V
Este assim chamado escriba lembra, com saudades, do tempo em que Curitiba tinha as quatro estações bem delineadas e uma eventual tempestade era, digamos, usando uma expressão da moda, bem light (Perdão leitores). Hoje em dia, passamos a ter danos irreparáveis, inclusive com perdas humanas. Aquecimento global, evidentemente, com prejuízos à natureza. A Humanidade é insolúvel; a filhadapu...ce, também. Pena...

Constatação VI
Tá certo que os jovens, hoje em dia, não querem ler, mas não é preciso apregoar isso aos quatro ventos e, ainda, com um ar empertigado, altivo, estufando o peito, cheios de vaidade e orgulho...

Constatação VII
Se a violência continuar nesse diapasão em que hoje se encontra não seria o caso de nos colocar, a todos, por uns tempos, na cadeia, mais protegidos, e deixar que os marginais se digladiassem entre eles até que sobrassem apenas dois líderes que se defrontariam como nos filmes de faroeste para ver quem atira primeiro, quem é mais rápido no gatilho e coisas desse jaez?

Constatação VIII
Depois do Abominável Homem das Neves, do monstro do Lago Ness foi detectado o Abominável Homem das Trevas. Não se trata de alguém que não cuida para se evitar algum novo Apagão, mas se sabe que é um político. E, pelo que consta, tudo leva a crer que se trata de um brasileiro. Aguardem, pois.

Constatação IX
Efetivamente era um marido apaixonado. Até ela de bobes ele não se cansava de olhar amorosamente pra mulher.

Constatação X
Foram para um motel
A cama era com dossel
Ela vestiu um baby-doll.
Ele ficou vendo futebol.
A televisão tava ligada.
Coitada!
O time dele foi rebaixado.
Coitado!
Coitado?

Constatação XI
Não se pode confundir nalga com alga, até porque nunca alguém viu uma alga sentada. Tampouco um jacaré. Até existe uma música que dizia algo parecido com: “Jacaré comprou cadeira e não tem nalga pra sentar”. Será que foi nalga, mesmo?

Constatação XII (“Poesia”, resvalando para mercosulense, com fins de boa vontade).
A gente pode ter muita rivalidade,
No futebol, com “los” hermanos
Mas um tango bem executado
Por uma típica com acuidade
E, se por uma dupla, bem dançado
Deixa o cara bem aproximado
De todos “los” hispano-americanos.

Constatação XIII
Seiúda,
A boazuda,
Claro, ciente disso,
Sem pedir permisso,
E no esquema do atiço
Veste curta bermuda,
Deixando a raia-miúda
Pasma, atônita, muda
Com olhos arregalados,
Precisando de ajuda,
Na base do: Me acuda!
Coitados!

Constatação XIV
Se a violência continuar como está, o sujeito quando sair de casa vai ter que deixar pronto o seu testamento, a fim de evitar mais violência entre os herdeiros...

Constatação XV
Rico, com elogio, incha; pobre, não precisa. (E tampouco recebe elogio. Só reprimenda...)

Constatação XVI
Rico faz proposta; pobre, ameaça.


Juca
SÁBADO, 21 DE JUNHO DE 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I
É comum acontecer no futebol que um time ataca todo o tempo, mas não conseguir fazer o colimado e tão almejado gol. E, pior ainda, acaba levando um gol do adversário que foi atacado todo o tempo. Os locutores esportivos usam a expressão: “Quem não faz, leva”. Já com relação aos deputados e senadores a expressão absolutamente não é válida. Em certos países – na maioria deles – eles não fazem e levam. Uma nota elevada...


Constatação II (Isso, quando deixam o entrevistado falar).
Duas emissoras no nosso país se caracterizam por informações 24 horas por dia e também de entrevistas. São a CBN, da Rede Globo, e a Band News, do grupo da Rede Bandeirantes. Muitos dos seus entrevistadores misturam as estações, quer dizer o tratamento. O entrevistador se dirige ao entrevistado como o senhor ou a senhora. E lá pelas tantas: “Eu te pergunto”, ao invés de “Eu lhe pergunto”. Péssimos exemplos para os ouvintes e crime contra o pobre, sofrido e indefeso vernáculo.

Constatação III
Rico assoma; pobre, invade.
Constatação IV (Quadrinha endereçada a quem de direito).
Falam mal do meu Paraná
É tudo puro despeito
Melhor que ele não há.
Por favor, mais respeito!

Constatação V
Rico se apaixona; pobre, se acostuma.

Constatação VI
Não se pode confundir requintada com requentada, até porque uma comida requintada se for requentada deixa de ser requintada. A mesma coisa acontece na política: todo governante que realizou uma razoável administração e é reeleito é comparado com uma bebida requentada já que no segundo mandato deixa de fazer uma administração requintada, como alguns julgam e apregoam que ele fez no primeiro. Tanto que tornam a votar no infeliz, digo em quem nos deixa infeliz. A recíproca não é necessariamente verdadeira. Se num relacionamento o cidadão dá uma requentada na mulher, que andava meio fria, através de uma viagem para uma praia deserta, daquela que dá pra ficar pelado sem que ninguém veja, ou onde se pratica o naturismo, fatalmente deverá advir uma reciclagem no envolvimento, tornando a relação, se não requintada, ao menos factível, exeqüível, possível, praticável, realizável. Para quem não tá lá essas coisas nas finanças um motel daqueles que, quer se queira ou não, tudo induz a um final feliz poderá ajudar a se obter o desiderato almejado e a gente poderá cantar o epinício* do dever cumprido...
*Epinício = “hino triunfal; poema ou cântico feito para comemorar uma vitória ou qualquer obra em que se manifesta o regozijo por um acontecimento”. (Houaiss).

Constatação VII
Rico fica inadimplente; pobre vai pro Seproc.

Constatação VIII
Candidato rico pratica a "captação ilícita de sufrágio", mais conhecido por compra de votos; candidato pobre tá ferrado.

Constatação IX
Deu na mídia após o feriadão de 15 de novembro de 2007: “Estradas paulistas têm menos mortes, diz PM. Durante os quatro dias de feriado prolongado, São Paulo registra 976 acidentes, com 36 mortos e 539 feridos”. Com esse número de mortes e feridos, lamentáveis, fica evidenciado, através da Teoria da Relatividade para principiantes que a irresponsabilidade dos motoristas, principal causa dos acidentes nas estradas, continua vigindo. Tava na hora de tirar a carteira de Habilitação de muita gente, proibindo que voltem a dirigir, como a nova Lei que acabou de ser implantada.

Constatação X
(Dúvida não necessariamente crucial, via pseudo-haicai).
Foi a barata
Que disse pro barato:
“Aqui, você é persona non grata”?

Constatação XI
O lucro do banqueiro é diretamente proporcional à tarifa dos bancos e também diretamente proporcional às filas dos usuários porque eles não contratam funcionários. Portanto, inversamente proporcional ao número de atendentes e caixas. E viva “nóis”, quer dizer, eles, os banqueiros...

Constatação XII (De informações úteis).
Aviso aos tomadores de chimarrão: Na feira de produtos orgânicos, que se realiza também aos sábados, no Passeio Público, cá em Curitiba, é possível encontrar erva-mate cultivada em sistema agro florestal. Não vem com mistura, não tem pó que entope a bomba, enfim é farinha, digo, erva de outro saco. Respeitosamente recomendo. E, claro, outros produtos desse jaez também.

Juca

sábado, 14 de junho de 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES


Constatação I
Rico materializa lindos sonhos; pobre, acumula pesadelos medonhos.



Constatação II (De demonstrações de “afeto”, ouvidas de um cara, dizendo pra uma viúva, inspiradas no tratamento entre os meninos em Capitães de Areia do mestre Jorge Amado).
“Se você tem conversado com o teu marido, durante as sessões espíritas que você costuma freqüentar, diga pra ele que ele é um grande filho daquilo por ter nos abandonado tão cedo. Não se esqueça de dar o meu recado, viu!”



Constatação III (Passível de mal-entendido e/ou má interpretação).
“Vá até lá, ali no pote que partiu”.



Constatação IV
Não se pode confundir engraçado com engraxado, até porque ninguém achou engraçado deputado ser engraxado com o mensalão. Exceto, naturalmente o próprio deputado. A recíproca pode ser verdadeira como no caso do cara querer dar uma de mecânico e se meter a arrumar o carro e ficar com o rosto sujo de graxa e a mulher achar graça. E, ele, ficar sem graça, com cara de cachorro que lambeu graxa.



Constatação V
Deu na mídia: “Eddie Murphy é o pai da filha de Spice Girl”. Taí uma notícia de transcendental importância para o futuro da Humanidade...



Constatação VI
Tem deputado e senador que consegue explicar o inexplicável e, pior, consegue convencer alguns inocentes anjos não incrédulos.



Constatação VII (Teoria da Relatividade para principiantes).
É muito melhor o atacante do nosso time fazer um golaço do que o goleiro do nosso time engolir um frangaço. Elementar minha gente!



Constatação VIII
Não se deve confundir caricatura com cara-dura, muito embora os cartunistas sempre estejam fazendo caricatura de tanto cara-dura que viceja por este nosso sofrido país. A recíproca pode até ser verdadeira, mas Rumorejando admite que jamais conheceu cara-dura se dedicando a fazer caricatura. Podem até falsificar nota de R$50,00 reais, como, por exemplo, mostrado no filme O homem que copiava, mas caricatura...



Constatação IX
O presidente* pegou o palimpsesto** do seu antecessor e escreveu uma nova lei que beneficiava a si próprio e aos seus amigos e parentes.
*Não ficou muito claro se foi o presidente da República, ou do Senado, ou da Câmara dos Deputados, ou ainda de um time de futebol. Tampouco em que país tal ocorreu. Se alguém souber, por favor, cartas à coluna. Obrigado.
** Palimpsesto = “papiro ou pergaminho cujo texto primitivo foi raspado, para dar lugar a outro”.



Constatação X
O Oswaldo,
Depois de outras e umas,
Chegou ao doce lar,
Pisando leve,
Quais penas e plumas
Se apoiando no espaldar
Das cadeiras
E nos caixilhos das janelas.
De cara, virou
Uma delas.
“Você é um marido
Ribaldo”*,
Vituperou
A coitada da mulher,
Acordando com o barulho,
Ferida no seu orgulho.
“Faz-se mister
Que você saia já daqui”,
Ela gritou
Desarticulada.
“Vá dormir ali
No banco da praça
Seu desalmado,
Você me dá engulho,
Você só me trouxe desgraça.
Coitado!
Coitada!
Coitado?
*Ribaldo = “que ou aquele que usa de fraude; velhaco, patife”. (Houaiss).



Constatação XI (Dúvida crucial via pseudo-haicai).
Destempero
Prum ditador
Não é exagero?



Constatação XII (De fatos do cotidiano).
Na sala de espera,
Do dentista,
Ou do médico cirurgião,
Portanto de um especialista
Onde fica sentada a enfermeira,
O garoto, mostra sua educação
Pondo os pés na cadeira.
Merece levar um cascudo,
Mas os pais não chamam sua atenção.
“Nosso filho, por ser nosso, pode tudo”.
Sem dúvida, quando crescer será um testudo,
Mais que um pentelho, um pentelhudo,
Ou como diriam nossos hermanos: “un bundudo”.



Constatação XIII (Rico é sincero; pobre é inventador).
“Sou um sujeito atrabiliário*
Quando não faturo horrores”,
Disse o sincero miliardário**
Sem resquícios de falsos pudores.
*Atrabiliário = “que ou aquele que vive tomado pela cólera; irascível” (Houaiss).
**Miliardário = “que ou aquele que possui bilhões, que é riquíssimo” (Houaiss).



Constatação XIV
Quando o obcecado convencido leu na mídia que “Estudo sugere que mulheres são mais espertas na paquera, já que os homens têm mais dificuldade em identificar sinais não-verbais na hora da sedução”, deu um sorriso de mofa, de escárnio, de superioridade e proclamou: “Comigo não acontece isso. Todas elas, sem exceção, sempre querem me seduzir. E, claro, conseguem”.



Juca

sábado, 7 de junho de 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.


Constatação I (Quadrinha de seis (Sextinha?) que deixa a gente sorumbático e obnubilado).
Foi com muita presteza
Com prestimosidade
Que ela repudiou
Minha atropelada afoiteza
E, de vez, descartou
A minha enaltecida virilidade.



Constatação II
Quando o obcecado leu na mídia que viagra e congêneres podem causar surdez, do alto de sua sapiência ponderou filosoficamente a sua teoria da relatividade: “É melhor ser surdo do que ser broxa”.



Constatação III
A Rádio Educativa tem divulgado a música brasileira onde, além de autores paranaenses, apresenta os pesos pesados de compositores, intérpretes, músicos, formados, apenas citando alguns poucos, como Ataulfo Alves, Pixinguinha, Cartola, Dorival Caymmi, Adoniram Barbosa, Abel Ferreira, Jacó do Bandolim, Paulinho da Viola, Altamiro Carrilho, Abel Ferreira, Valdir Azevedo, Noel Rosa, Vadico, Roberto Ribeiro, Silvio Caldas, Nelson Gonçalves, Orlando Silva, Carlos Galhardo, Chico Buarque de Holanda, Sergio Bittencourt, Agostinho dos Santos, Toquinho, Martinho da Vila, Gilberto Gil e do lado feminino Maysa, Elizete Cardoso; Dolores Duran, Chiquinha Gonzaga, Aracy de Almeida, Bety Carvalho, Alcyone. Só resta, agora, depois destes poucos exemplos, a Rádio Educativa ressuscitar a programação de música clássica, que foi praticamente cortada pela estatal emissora. Às 22 horas, apenas, não é suficiente. Ainda mais pra quem dorme cedo. Tenho expectantemente dito.



Constatação IV (Profeta do inverso?).
O obcecado
Ficou inicialmente,
Embasbacado,
Encantado
De ser, pela escritora,
Decantado,
Em prosa e verso.
Ela, renomada autora
No final do texto,
Pra ele controverso,
Chamou-o, no contexto,
Sem algum pretexto,
De profeta
Do inverso,
De renomado,
De célebre pateta,
Tão-somente.
Coitado!



Constatação V
Não se pode confundir obcecado com obsessivo, até porque o primeiro só pensa naquilo; já o obsessivo é quem persegue os seus objetivos, podendo, eventualmente, serem os mesmos do obcecado, mas não necessariamente. Elementar, minha gente...



Constatação VI (E já que falamos no personagem...)
Sentiu o obcecado
Delas um descaso
Passou a ser chamado
De água-morna
E entrou no ocaso,
Num baita ostracismo,
Num baixo astral,
Com a baixa da “moral”
E também num pessimismo
Cabal,
Existencial.
Aí ao consumo de ostras apelou
E de ovos de codorna;
Viagra, cialis e levitra tomou;
Chá de catuaba adotou.
Com o tempo melhorou
Mas nunca, jamais
A performance ficou como as demais
Quando tinha 20 ou 30 anos
Sem que houvesse ocorrido desenganos
De ter ficado desapontado.
Coitado!



Constatação VII
Na encruzilhada
Da p. da vida,
Sem melhor saída
Depois de muito pensar,
Ele optou
Com a malvada
Da sogra morar.
Solenemente
Se ferrou..
Acabou
Traumatizado,
Agoniado,
Ulcerado,
Finalmente
Hospitalizado,
Por estar
Esgotado
Tão-somente.
Coitado!



Constatação VIII
Rico amealha bens; pobre, dívidas.



Constatação IX
Rico, com auxilio de uma máquina de calcular financeira, faz as contas do que é mais vantajoso: pagar à vista ou, com juros, à prestação; pobre não tem opção.



Constatação X
Rico é obliterado* de algum lugar (emprego, colaboração com jornal, etc.); pobre, é “ponhado” pra fora.
*Obliterado = 1. fazer desaparecer ou desaparecer pouco a pouco; apagar(-se); 2. fazer sair ou fazer deixar de existir; destruir, eliminar, suprimir (Houaiss).



Constatação XI (Teoria da Relatividade para principiantes, enaltecedora).
É muito melhor torcer pelo Paraná, mesmo que esteja disputando a segundona do que torcer por qualquer outro time esteja onde estiver em qualquer outro lugar do mundo.



Constatação XII
Promessa de político é que nem fantasma. Ninguém jamais acredita. E mais, dúvida que se materialize.



Constatação XIII (Quadrinha dedicada aos interesseiros e interesseiras).
Casar por interesse só
Precisa ter muita bossa
É entrar num forrobodó*
É uma patifaria da grossa.
* Forrobodó = “confusão, tumulto, balbúrdia; briga” (Houaiss).



Constatação XIV
Tomou
Uma garapa
Com gosto esquisito
E pro vendedor,
Velho conhecido, falou
Com certo clamor:
“Parece uma zurrapa*
Mas será, ó Benedito?!”
*Zurrapa = “qualquer bebida de mau sabor; de má qualidade, de baixa categoria; ordinário



Constatação XV (Dúvida não necessariamente crucial).
Tentar um diálogo com um cordato é permanecer num monólogo?



Constatação XVI (E já que mencionamos o assunto).
Rico é eventualmente cordato; pobre é sempre maria-vai-com-as-outras.



Juca

domingo, 1 de junho de 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I
Rico tem garganta; pobre, goela.

Constatação II
Não se pode confundir dólar – a moeda americana – com do lar, que é como se cognominavam as mulheres antes de entrarem no mercado de trabalho, muito embora houvesse uma profusão de mulheres, do lar, que os respectivos maridos não proporcionavam a elas alguma viagem ao exterior provendo-as com dólar, a única moeda que se usava antes do advento do euro. Aliás, não proviam, tampouco, com outras moedas como o cruzeiro, cruzeiros novos, mil reis, real, ou qualquer outra moeda em circulação em nosso país nas diferentes épocas. Enfim, não levavam um p. centavo pra casa, gastando em bebida, outras mulheres, etc. principalmente em etc.

Constatação III (“Poesia” para ser declamada preferencialmente em Brasília).
Quisera ser como um urso
Para poder hibernar
Mesmo não sendo inverno.
E de um político
O vazio discurso,
Por mais que fosse fraterno,
Não fosse possível escutar.


Constatação IV
Não se pode confundir ladino, que o dicionário Houaiss define, entre outros, como: “diz-se de ou indivíduo que revela inteligência, vivacidade de espírito; esperto” com latino, mormente o da nossa América, Brasil inclusive, tendo em vista que, com os governantes que tiveram, conseguiram sobreviver... A recíproca não é necessariamente verdadeira. Há muito latino que não precisa ser ladino para sobreviver, pois, por exemplo, já nasceu em berço esplêndido...


Constatação V
E não se pode confundir orgulho com engulho, muito embora dê engulho nas gentes em ouvir um pai da pátria apregoar o seu orgulho de ser nacionalista, de ser de determinada religião, de apregoar as palavras liberdade e democracia e fazer parte de esquemas de pôr a mão no jarro e coisas desse jaez.


Constatação VI
Deu na mídia: “60 países se comprometem a deter desmatamento até 2020”. Já dizia Lord Keynes: “No futuro ewstaremos todos mortos”. E, claro, também desmatados. A mesma coisa acontece com o aquecimento global. “No futuro trataremos do assunto”. Cambada de filhos daquilo. (Perdão, leitores).


Constatação VII (De duas dúvidas cruciais via pseudo-haicai).
Foi o besouro
Que disse pra besoura:
“Você é meu tesouro”?
E foi a besoura
Que disse pro besouro:
“Aí não. Dói como corte de tesoura”?


Constatação VIII
E não se pode confundir cachaça com chalaça, que o dicionário Houaiss define como “dito ou gracejo de mau gosto”, para evitar diálogos desagradáveis como aquele do bêbado, cheio de cachaça que disse pra mulher: “Puxa! Como a senhora é feia”. E ela: “E você não tem vergonha de estar bêbado?” “É verdade”, ele contestou. “Mas amanhã eu fico bom, mas a senhora vai continuar feia”.


Constatação IX
Rico é didático; pobre é prolixo.


Constatação X (Na 3ª Idade, ou Idade de Ouro, ou a do idoso ou simplesmente “véinho”).
E como meditava, recordando, o septuagenário, ex-sexagenário, ex-qüinquagenário, etc.: Além de você ter que suportar, com humilhação, o sorriso de mofa da atendente da farmácia quando você pede viagra, levitra ou cialis, além de você ficar na fila no banco, destinada também às mulheres grávidas, você, quando vai renovar a carteira de motorista, ao invés de ter que voltar, como era antes, daqui há cinco anos, você terá que voltar, pra nova renovação, daqui há três. Será que é porque o pessoal fica pensando que você não agüenta os próximos cinco? Quem souber a resposta, por favor, etc.


Constatação XI
O conquistador não perde oportunidade em dar tratos da bola para melhor atingir seus nobres e filantrópicos objetivos. Sua última aquisição foi um guarda-chuva para criança, bem pequeno. Quando ele sai a passear a pé com uma das suas pretensas conquistas e o tempo está para chuva ele leva o seu pequenino guarda-chuva para poder se agarrar com a companhia, a fim de se protegerem da chuva começada. Depois, abrigados no seu apartamento alugado, o convite para tirar a roupa para secar mais depressa junto ao aquecedor. Sem dúvida, imaginativo o cidadão que, inclusive, pretende registrar no órgão de Direitos Autorais os seus esquemas de donjuán.*
* Donjuán = “libertino sedutor e sem escrúpulos; conquistador, mulherengo”. (Houaiss).


Constatação XII
Se no difícil jogo de truco
Eu fosse comparado
À um esquema de cozinha
Eu seria chamado
Mestre-cuco.
E não falo abobrinha.

Juca