sábado, 7 de junho de 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.


Constatação I (Quadrinha de seis (Sextinha?) que deixa a gente sorumbático e obnubilado).
Foi com muita presteza
Com prestimosidade
Que ela repudiou
Minha atropelada afoiteza
E, de vez, descartou
A minha enaltecida virilidade.



Constatação II
Quando o obcecado leu na mídia que viagra e congêneres podem causar surdez, do alto de sua sapiência ponderou filosoficamente a sua teoria da relatividade: “É melhor ser surdo do que ser broxa”.



Constatação III
A Rádio Educativa tem divulgado a música brasileira onde, além de autores paranaenses, apresenta os pesos pesados de compositores, intérpretes, músicos, formados, apenas citando alguns poucos, como Ataulfo Alves, Pixinguinha, Cartola, Dorival Caymmi, Adoniram Barbosa, Abel Ferreira, Jacó do Bandolim, Paulinho da Viola, Altamiro Carrilho, Abel Ferreira, Valdir Azevedo, Noel Rosa, Vadico, Roberto Ribeiro, Silvio Caldas, Nelson Gonçalves, Orlando Silva, Carlos Galhardo, Chico Buarque de Holanda, Sergio Bittencourt, Agostinho dos Santos, Toquinho, Martinho da Vila, Gilberto Gil e do lado feminino Maysa, Elizete Cardoso; Dolores Duran, Chiquinha Gonzaga, Aracy de Almeida, Bety Carvalho, Alcyone. Só resta, agora, depois destes poucos exemplos, a Rádio Educativa ressuscitar a programação de música clássica, que foi praticamente cortada pela estatal emissora. Às 22 horas, apenas, não é suficiente. Ainda mais pra quem dorme cedo. Tenho expectantemente dito.



Constatação IV (Profeta do inverso?).
O obcecado
Ficou inicialmente,
Embasbacado,
Encantado
De ser, pela escritora,
Decantado,
Em prosa e verso.
Ela, renomada autora
No final do texto,
Pra ele controverso,
Chamou-o, no contexto,
Sem algum pretexto,
De profeta
Do inverso,
De renomado,
De célebre pateta,
Tão-somente.
Coitado!



Constatação V
Não se pode confundir obcecado com obsessivo, até porque o primeiro só pensa naquilo; já o obsessivo é quem persegue os seus objetivos, podendo, eventualmente, serem os mesmos do obcecado, mas não necessariamente. Elementar, minha gente...



Constatação VI (E já que falamos no personagem...)
Sentiu o obcecado
Delas um descaso
Passou a ser chamado
De água-morna
E entrou no ocaso,
Num baita ostracismo,
Num baixo astral,
Com a baixa da “moral”
E também num pessimismo
Cabal,
Existencial.
Aí ao consumo de ostras apelou
E de ovos de codorna;
Viagra, cialis e levitra tomou;
Chá de catuaba adotou.
Com o tempo melhorou
Mas nunca, jamais
A performance ficou como as demais
Quando tinha 20 ou 30 anos
Sem que houvesse ocorrido desenganos
De ter ficado desapontado.
Coitado!



Constatação VII
Na encruzilhada
Da p. da vida,
Sem melhor saída
Depois de muito pensar,
Ele optou
Com a malvada
Da sogra morar.
Solenemente
Se ferrou..
Acabou
Traumatizado,
Agoniado,
Ulcerado,
Finalmente
Hospitalizado,
Por estar
Esgotado
Tão-somente.
Coitado!



Constatação VIII
Rico amealha bens; pobre, dívidas.



Constatação IX
Rico, com auxilio de uma máquina de calcular financeira, faz as contas do que é mais vantajoso: pagar à vista ou, com juros, à prestação; pobre não tem opção.



Constatação X
Rico é obliterado* de algum lugar (emprego, colaboração com jornal, etc.); pobre, é “ponhado” pra fora.
*Obliterado = 1. fazer desaparecer ou desaparecer pouco a pouco; apagar(-se); 2. fazer sair ou fazer deixar de existir; destruir, eliminar, suprimir (Houaiss).



Constatação XI (Teoria da Relatividade para principiantes, enaltecedora).
É muito melhor torcer pelo Paraná, mesmo que esteja disputando a segundona do que torcer por qualquer outro time esteja onde estiver em qualquer outro lugar do mundo.



Constatação XII
Promessa de político é que nem fantasma. Ninguém jamais acredita. E mais, dúvida que se materialize.



Constatação XIII (Quadrinha dedicada aos interesseiros e interesseiras).
Casar por interesse só
Precisa ter muita bossa
É entrar num forrobodó*
É uma patifaria da grossa.
* Forrobodó = “confusão, tumulto, balbúrdia; briga” (Houaiss).



Constatação XIV
Tomou
Uma garapa
Com gosto esquisito
E pro vendedor,
Velho conhecido, falou
Com certo clamor:
“Parece uma zurrapa*
Mas será, ó Benedito?!”
*Zurrapa = “qualquer bebida de mau sabor; de má qualidade, de baixa categoria; ordinário



Constatação XV (Dúvida não necessariamente crucial).
Tentar um diálogo com um cordato é permanecer num monólogo?



Constatação XVI (E já que mencionamos o assunto).
Rico é eventualmente cordato; pobre é sempre maria-vai-com-as-outras.



Juca

Nenhum comentário: