sábado, 6 de setembro de 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I
Quando a gatona recusou o convite do obcecado para irem para um motel, sob a alegação que ela só iria depois das bênçãos dos sagrados laços do matrimônio, ele retrucou incontinente: “Mas você ainda tem idéias medievais obscurantistas, retrógradas, anacrônicas, reacionárias, tradicionalistas, conservadoras em plena época da liberação feminina?” E completou com dicção, voz empolada, com afetação de candidato no palanque: “Liberação não é libertinagem!”


Constatação II (Via pseudo-haicai).
Fecho a porta, lá, no motel
E, a sós com ela, até rememoro
Que existe o bom Papai Noel.


Constatação III
Rico tem saliva; pobre, cuspe (Perdão, leitores).


Constatação IV
Rico dialoga; pobre, discute.


Constatação V
E como elucubrava o septuagenário, ex-sexagenário, qüinquagenário, etc.: “Depois de certa idade a gente tem o direito de adquirir determinadas manias, inclusive e até o de ser um pouco, não mais que um pouco, gagá”.


Constatação VI
Tem gente que nasce para f. com a paciência alheia; tem gente que vive se f; tem gente que nunca se f. na vida e tem gente que nunca amou em toda a sua vida. Coitados(as).


Constatação VII
Em certos países, os deputados e senadores, também, são politicamente incorretos.


Constatação VIII
Rico refocila*; pobre é preguiçoso.
*Refocilar = Descansar; repousar.


Constatação IX
Não se pode confundir climático com cinemático, muito embora o aquecimento climático esteja nos levando de modo cinemático ligeiro para o caos total. A recíproca pode ser verdadeira, como por exemplo, o caso de um relacionamento amoroso com, pelo menos, beijos e abraços que pode conduzir a um esquema climático que de caos não tem absolutamente nada...


Constatação X
Não se pode confundir tradição “confuncional” com traição confusional, até porque o primeiro ocorre, normalmente, na China e o segundo, comumente, em qualquer país do mundo, muito provavelmente, também na China. A recíproca é como é e tá acabado. Tenho – explícita e esclarecedoramente – dito.


Constatação XI
E não se pode confundir decente com docente, até porque o que se paga a quem é docente, seja a fonte pagadora governo ou particular, está longe, muito longe, de ser decente. A recíproca não é necessariamente verdadeira. Afinal, nem todo decente ou indecente está ligado à docência. Basta ver o que tem acontecido no Executivo, Legislativo e Judiciário de certos países...


Constatação XII
Rico é apaixonado; pobre, galinha.


Constatação XII (Dúvida crucial).
Será que os passageiros de disco voador, lá na terra deles, têm atrasos nos aeroportos iguais aos aeroportos dos terráqueos? Quem já foi abduzido ou convidado gentilmente e deu uma volta num, assim chamado, objeto voador não identificado, por favor, cartas a este assim chamado escriba, através do blog
http://rimasprimas.blogspot.com/ para esclarecer aos nossos prezados leitores que se interessam pelo assunto. Obrigado.

Constatação XIV (Para os amigos Ernani Buchmann, Gerson Barão e Nireu Teixeira).
Um sujeito lá do nordeste,
Nascido em Pernambuco
Não um cabra da peste,
Tampouco um cafajeste
Muito bem-educado,
Contudo algo ousado,
Me provocou,
Me desafiou
Para jogar um truco,
Aprendido não em Cabul,
Porém aqui no sul
Onde se tem sempre jogado.
Por modéstia,
Não vou comentar o resultado
Porém o cara anda com moléstia
Totalmente desorientado,
Perdeu até o rebolado
E aquele ar empafiado.
Coitado!


Constatação XV
Rico é discreto; pobre, afetado.


Constatação XVI (De mais uma dúvida crucial).
Será que somente em nosso país é que existe brasileiros que gostam de jarro onde podem pôr a pata, digo, a mão? Quem souber a resposta, por favor comunicar este assim chamado escriba (nunca é demais repetir), através do blog (
www.rimasprimas.blogspot.com).

Constatação XVII
Não se pode confundir embate com empate, até porque nem todo embate acaba em empate. No caso do meu time, o Paraná, se a partida acabar em empate já representará uma grande vitória...

Constatação XVIII
Deu na mídia, no dia 5 de agosto próximo passado: “SÃO PAULO - Em dois anos, políticos que concorrem às eleições de 2008 enriqueceram 46%, segundo levantamento da Transparência Brasil, Organização Não-Governamental (ONG) voltada para o combate à corrupção”. Alguma surpresa, prezados leitores?


Juca

Nenhum comentário: