sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I (Exemplo de interjeição de admiração e/ou indignação).
“Imprescritível!”,
O obcecado
Proclamou.
“Não é possível!
Ela me rejeitou!”
“Você brox, digo falhou!”,
Ela ponderou.
Coitado!

Constatação II
Como ironizava o machista: “Todo homem é um corno em potencial; toda mulher, é um corno efetivo”; retrucava a feminista: “Toda a mulher é um corno efetivo e todo homem também”. E aí, complementava, mostrando erudição, citando o espanhol Joaquin Sabino, cantor e compositor: “Os homens enganam mais que as mulheres, mas as mulheres enganam melhor”.

Constatação III
Alega
O deputado
Da tribuna:
“Todo desajuizado,
Todo destrambelhado
Da oposição
Importuna,
É comuna
E falastrão”.
Coitado!*
*Não ficou bem claro quem é o assim referido “Coitado!” Rumorejando, no devido tempo, aclarará. Aguardem, pois.

Constatação IV (“Quadrinha” de onze estrofes (undeciminha?), dedicada ao meu sofrido Paraná e ao Atlético, time da minha filha caçula que, por essa razão, já foi por mim deserdada, ainda que haja valores irrisórios para herdar...)
Alguns
Times
Tem empolgação,
Todas sublimes,
De não cair
Pra Terceira
Divisão;
Outros, de não sair
Da Primeira Divisão;
Outros mais,
Eventuais,
De ser campeão.
Pra uns,
Doce ilusão;
Copulação
Negativa,
Passiva,
Pros demais.

Constatação V
Deu na mídia: “São Paulo tem mais serviço social em bairros ricos, diz estudo. Os dez distritos com as redes de proteção mais frágeis estão nas periferias e em lugares de pobreza extrema”. Alguma dúvida?

Constatação VI
Que tormento
Ter que esperar
Mesa em restaurante,
Aguardar,
No motel, um aposento
Nem que seja só por um instante,
Nem que seja só por um momento.

Constatação VII
E como se comunicava um tanto quanto resumida, mas prolixamente com a Diretoria da empresa a(o) Chefe do Departamento de Pessoal:
Outrossim,
Não outro.
Talvez sim
Apostar
Noutro,
Que se empenha,
Venha
A calhar.

Constatação VIII
Ainda a mídia: “Uma pesquisa da Universidade de Abertay, na Escócia, afirma que pessoas canhotas podem ser mais ansiosas, tímidas ou se sentirem constrangidas para dizer ou fazer o que querem”. Deve ser por essa e por outras que o obcecado canhoto nunca canta as mulheres. Ele sempre espera ser cantado por elas.

Constatação IX (Ser oposição em certos países...)
A luta pelo poder,
No seu fragor,
De, talvez,
Muito o que fazer.
Principalmente
Para desfazer,
Tão-somente,
O que o antecessor
Fez.

Constatação X
Rumorejando não entende nada de política, mas, data vênia, como diriam nossos juristas, que o Bush ajudou, através do sua desastrosa administração, o candidato dos Democratas, Barak Obama, a sair vencedor do pleito, creio que ninguém duvida.

Constatação XI (Dúvida crucial).
Quem já está na meia-idade tá começando a ficar inteiramente fud, digo ferrado?

Constatação XII
E já que falamos no assunto, como diz o meu amigo Kibrit: “meia-idade quer dizer só Ida”...

Constatação XIII
Ela ficou lívida,
De tão assustada,
Quando recebeu
A fatura da sua dívida
Do cartão de crédito
E do susto inédito
Quase morreu.
Coitada!

Constatação XIV
E já que falamos no assunto, se o prezado leitor algum dia precisou falar com as empresas de seu cartão de crédito e não teve um chilipaque, ele pode enfrentar outras desditas. Os atendentes, depois do périplo da gravação de disca o número tal ou qual, simplesmente desligam para que se tenha a impressão que a ligação caiu e a gente não possa falar o que precisa e desista pelo cansaço. E viva “nóis”!
Em tempo: Não adianta se queixar ao bispo, nem ao pastor. Tampouco, ao rabino.

Constatação XV (De conselhos úteis. De nada).
Se você inferir
Que é um assalto
Não pule, nem de salto
Se não, você pode se ferir.
Passe toda tua riqueza,
Pois se mostrar moleza
Tua família pode ficar na tristeza
Já que os caras bestuntos*
Podem se irritar
E, sem mais delongas, te enviar
Pra sociedade dos pés juntos.
*Bestunto = “capacidade mental limitada, inteligência curta” (Houaiss).

Constatação XVI
Feliz Ano Novo prezados leitores e durante todo o resto do ano também. E, também, nos anos subseqüentes.

Juca

domingo, 21 de dezembro de 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I
Foi falta de percepção
Quando ela acedeu
Com a cabeça
Que topava ir
Com ele pro motel,
De tanto que bateu
Seu coração.
“Mas não se esqueça
Em engolir
O comprimido
Para não dormir”,
Ela discorreu,
Ressaltando
Que debaixo do dossel
Não dá pra ir ficando
Deprimido,
Obnubilado,
Como já aconteceu
Com o seu ex-marido
Na lua-de-mel.
Coitado!*
*Não ficou muito claro se o “coitado” referido era em relação ao ex-marido ou a ele mesmo. Quem souber, por favor, comunicar a este assim chamado escriba. Obrigado.

Constatação II
Deu na mídia: “Ex-primeiro-ministro tailandês se divorcia de sua mulher”. Taí mais uma notícia de transcendental importância para o futuro da Humanidade.

Constatação III
Não se pode confundir cúpula com cópula, muito embora e até porque esta cúpula dos países mais ricos, do tipo G7, sempre não deixa de ser uma cópula nos países pobres e/ou nos países ditos emergentes.

Constatação IV (De diálogos meio confusos).
-“Oi querida!”
-“Oi querido!”
-“Como vai a vida?”
-“Casei. Mas esqueci da cara do meu marido”.
-“Você tá com problema na vista?”
-“Não. É que sou péssima fisionomista”.
-“Ah, bom, quer dizer, ah, ruim, quer dizer...”

Constatação V (Via pseudo haicai).
A personalidade dela
Lembra um sanduíche misto
Daquele que leva mortadela?

Constatação VI
Jogador de time rico dá um drible; jogador de time pobre leva um come.

Constatação VII
Dois pensamentos de gente famosa nessa época lamentável de enchentes:
De Bertold Brecht: “Do rio que tudo arrasta se diz que é violento, mas ninguém diz violentas as margens que o comprimem”.
De Lao-Tsé: “O rio atinge seus objetivos porque aprendeu a contornar obstáculos”.

Constatação VIII
Pensamento não tão famoso como os citados na “constatação” anterior:
De um carioca: “O Rio tá cada vez mais violento”.

Constatação IX
As esperanças mundiais
No presidente eleito, Obama,
São tais, como jamais houve iguais.

Constatação X
E já que estamos citando famosos a de Charles Dickens: “Uma vaga noção de tudo, e um conhecimento de nada”. Ela me faz lembrar os meus 27 anos de empregado no Banco de Desenvolvimento do Paraná S.A. – BADEP, onde, dentre outras funções, a gente analisava pedido de financiamento dos mais diversos ramos industriais e. por isso, procurava ter uma “noção de tudo”...

Constatação XI
Dica para quem quiser escutar boa música através da Internet: Winamp e depois clicar em Shoutcast Radio. De nada!

Constatação XII
“Foi uma bagatela”,
Ela falou
Pro marido
Quando chegou
No doce lar.
Mostrou
O vestido
E, claro, o sapato
Pra combinar.
“Olhe só a entretela”.
Ele ficou
Estupefato,
Olhou
Abobado,
Naquele momento:
O preço que ela
Pagou
Dava pra comprar
Um apartamento.
Coitado!

Constatação XIII
O genro,
Biógrafo,
Também estenógrafo,
De modo tenro,
Fez a biografia
Da sogra,
Com diplomacia
E bem condescendente.
Quando ela leu
Rilhou o dente:
“Você não me logra,
Com o que discorreu.
Você e o teu concunhado
Querem o meu dinheiro.
O que você escreveu,
Seu escrevinhadeiro,
Seu galhofeiro,
Seu co-herdeiro
Interesseiro
Não é verdadeiro”.
Coitado!

Constatação XIV
Rico dá emprego; pobre faz greve.

Constatação XV
Rico, a esposa tem genitora; pobre, tem sogra.

Constatação XVI
Rumorejando está instituindo o Prêmio Nacional da Inocuidade. O maior prêmio vai para o Senado que aprovou o aumento do número de vereadores no país, ao invés de diminuir, com um acréscimo de despesas de cerca de 5 bilhões de reais por ano. E, claro, fatalmente aumentará o número de ectoplasmas e fraudes em alguns casos nos municípios onde atuarão. E viva “nóis”!

Constatação XVII
Se o jogador de futebol Ronaldo Fenômeno não se recuperar fisicamente, como, ao contrário, quase todo mundo torce, o Corinthians também poderá concorrer ao Prêmio Particular da Inocuidade. No entanto, poderá recuperar o capital empatado com o “marketing”, através de venda de camisetas à torcida e coisas afins. Já a dos vereadores...

Constatação XVIII
Rumorejando deseja aos seus pacientes e generosos leitores o que se costuma desejar às vésperas do Natal: Um muito feliz, na companhia dos seus familiares. E nos demais dias do ano também.

Juca

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I
E como repetia o provérbio chinês aquele mega-especulador financeiro que vinha se ferrando cada vez mais com a atual crise, depois de haver faturado uma nota altíssima, jogando na Bolsa: “Nunca é tão fácil perder-se como quando se julga conhecer o caminho”. É que ele, querendo enriquecer depressa, era adepto do adágio popular, de que “quem espera por sapatos a vida toda anda descalço”.

Constatação II
Quando os amigos, depois de muitos anos se reuniram para relembrar os velhos tempos, o jovem filho de um deles que só escutava a conversa, comentou: “Esse papo de vocês tem cheiro de naftalina”.

Constatação III
Foi um pandemônio
Uma barafunda
Quando ele falou
De matrimônio.
E ela? Ela ficou
De cabeça baixa
Obumbrada*,
Cabisbaixa
Meditabunda.
Coitada!
*Obumbrada = “que se obumbrou; obscurecida, sombreada, anuviada” (Houaiss).

Constatação IV
O querelante*,
Bacharel
Em direito,
Convidou,
Meio sem jeito,
Com esquisito trejeito,
A namorada,
A doce Eugênia,
Pra ir ao motel,
Alegando estar
Se sentindo
Muito só.
Ela contestou,
Nada hesitante,
E dando uma gargalhada:
“Data vênia”,
Você é muito lindo,
Mas um Bestarel**,
Um bocó,
Um desmiolado
E que só me dá azar.
Coitado!
Coitada!
* Querelante = “diz-se de ou aquele que é queixoso, reivindicador (Houaiss)
**.Bestarel =”bacharel pretensioso e néscio” (Houaiss).

Constatação V (Profecia? Ou tava na cara?).
Em 2 de junho de 1985, o jornal Gazeta do Povo publicou uma entrevista do jornalista Joelmir Beting com o então presidente de Cuba Fidel Castro. Naquela oportunidade, o chefe do governo cubano declarou: “estamos vivendo a terceira guerra mundial. A guerra econômica”. E advertia: “os pobres nada tem a perder. O colapso que se aproxima vai derrubar os bancos americanos e europeus, credores do mundo inadimplente, e os bancos fazem o lastro físico do capitalismo”.

Constatação VI
Ela sustentou
Uma polêmica
Com o namorado
Sobre a crise financeira
E até ficou anêmica
E arrepiada
De tanta besteira
Que escutou.
Coitada!
Coitado!
Coitado?

Constatação VII
Deslumbrado
Com o Corcovado
Um pão de açúcar ele pediu
Na mercearia, ali, no Rio
E comeu
Inteirinho.
Sozinho.
Morreu*.
* Não ficou claro a causa mortis. Se o leitor, porventura, souber, por favor, correspondência para o meu e-mail ou através do blog
http://rimasprimas.blogspot.com
Obrigado.

Constatação VIII
“Deu na mídia: “Unibanco planeja 'adotar' a avenida 23 de maio”. Será que o Unibanco não gostaria de adotar também um determinado aposentado pé-de-chinelo do INSS ?

Constatação IX
Também deu na mídia: “Em casa, Ipatinga (que já caiu) quer iniciar 'milagre' para não cair”. Tava bem intencionado o Ipatinga. Afinal, vale relembrar aqui a máxima de David Ben Gurion: “Quem não acredita em milagres, não é realista”.

Constatação X
Quando o vizinho,
Aquele calhorda,
Aquele pouco inspirado
Se põe a tocar
No violoncelo
Uma czarda
De modo chinfrim,
E assaz desafinado
Eu apelo
Para o meu anjinho,
Aquele da guarda,
Para uma corda
Ou o arco arrebentar.
Coitado...
De mim!

Constatação XI
Rico é perito; pobre, sempre merece um pito.

Constatação XII
Rico tem bossa; pobre, é casca-grossa.

Constatação XIII
Rico sempre tá aqui e agora; pobre, sempre tá por fora.

Constatação XIV
Rico é colaborador; pobre, engabelador.

Constatação XV
Ainda a mídia: “George W. Bush se entope de hambúrguer e não recusa um sanduíche de queijo. Já Barack Obama prefere vegetais, de preferência frescos”. Taí uma notícia de transcendental importância para o futuro da Humanidade.

Constatação XVI
O político
Todo pomposo
Não teve a percepção
Nem o senso crítico
De que todo vaidoso
É um tolo e um toleirão*.
*Toleirão = “que ou aquele que é muito tolo; pateta, palerma” (Houaiss).

Constatação XVII (Inconstitucionalissimamente, otorinolaringofaringologista?).
Quando ele tava sóbrio
Vejam só a inversão:
Ele era digno de opróbrio*
Pois só dizia palavrão.
*Opróbrio = “grande desonra pública; degradação social; ignomínia, vergonha, vexame” (Houaiss).

Juca

sábado, 6 de dezembro de 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I
Penei um dia inteiro
Pra acender meu isqueiro
Havia ganho um charuto.
Acendi foi a minha ira
O isqueiro parecia uma pira.
Que me queimou até o cocuruto..

Constatação II
Assistiu às novelas,
Todas, num mesmo dia.
Ficou com dor nas costelas
Achou que era uma cardiopatia.

Constatação III
Foi o boêmio,
Freqüentador de bar,
Que se dizia abstêmio
E grande artista
Que virou um turista
No seu próprio lar?

Constatação IV (Quadrinha de seis estrofes. Sextinha?)
Contratei dois advogados
Pra me defender dos detratores
Passei uns maus bocados.
Os dois eram dois senhores
Que exigiam ser chamados
V. Excia. e de doutores.

Constatação VII (Quadrinha didática).
Desfrute a tua vida
O não mais poder.
Toda mulher é querida
Quando não tem o que fazer.

Constatação VIII (De uma dúvida crucial).
Afinal, o meu Paraná precisou de um matador ou de um desenterrador?

Constatação IX
E como o serenateiro cantava, debaixo da janela da sua mais recente namorada, passível de mal-entendido, parodiando aquela famosa canção A Flor e o Espinho, de Nelson Cavaquinho, Guilherme de Brito e Alcides Caminha: “Abra tuas fronteiras do caminho que eu quero passar com meu passarinho.

Constatação X
Deu na mídia: “Estudo mostra que 80% pega carona com quem bebeu”. A Lei Seca deveria ser estendida também aos carros que não poderiam dar a partida em função do teor alcoólico do motorista, mesmo se o meio de transporte seja movido com etanol...

Constatação XI (Gangorra).
Quando as vendas do comércio e da indústria caem com a crise,
A pressão arterial sobe até os píncaros da marquise.

Constatação XII (De uma dúvida não necessariamente crucial).
Numa corrida com apenas dois participantes quem perde fica em segundo ou em último lugar, ou nos dois? O pior é se com apenas dois participantes o que perder ficar “surrealisticamente” em terceiro lugar?

Constatação XIII (De uma quadrinha para ser recitada nestes tempos moderníssimos).
Hoje em dia é moda
Que a lua-de-mel
Seja antes da boda.
Após, é sarapatel*
* Sarapatel = “mistura de coisas sem ordem; confusão, balbúrdia, algazarra; rolo” (Houaiss).

Constatação XIV
A gueixa
Penteou
A madeixa
Ofertou
Uma ameixa
Ao seu acompanhante
E desfilou
Uma queixa
Nada instigante.
“Por que você não
Me deixa
Inebriante
E depois eu tentar
Achar
Uma solução
Que enfeixa
O meu
E o teu
Coração?”

Constatação XV
O cara-dura,
Sem oferecer,
Comeu toda a rapadura.
Será que tava pensando,
Imaginando
Que ia morrer?

Constatação XVI (Diálogos difíceis de choque de gerações e, qual os 3 Poderes da República, de solução duvidosa).
Quando o filho de dezesseis anos foi pedir um “empréstimo” para o pai, este, incontinente, contestou: --“Mas filho, você não tá se dando conta que a crise financeira já está mexendo até com o mercado de emprego no mundo inteiro”.
“É por isso mesmo, pai. Eu também estou em crise e não posso recorrer a um empréstimo bancário porque os juros estão muito altos, os prazos diminuíram substancialmente e o senhor não vai querer ser meu avalista, como o banco, fatalmente, vai pedir. Aliás, banco não pede. Exige. Estou procurando a maneira de não lhe incomodar e não lhe causar transtornos”.
“Ah, bom., quer dizer, ah, ruim! Quero dizer, ah, bom. Depois a gente volta a falar no assunto. Agora estou muito ocupado”.

Constatação XVII (Muito antes pelo contrário).
O campeonato brasileiro
Está chegando ao fim
Quem chegar em primeiro
Não levou um chá-de-alecrim*
*Chá-de-alecrim = “Surra (maltrato)”. (Houaiss).

Constatação XVIII
Deu na mídia: “Urina purificada servirá de água potável para astronautas”. Não estará aí uma solução de que o que é factível para os astronautas será a solução para escassez de água para todos os habitantes do nosso maltratado Planeta?

Constatação XIX
E como poetava se lamentando o obcecado:
A minha triste sina
É que baixei em alguém,
Vestido de saia
Que, ao me ouvir, quase desmaia
Era um padre malandro de batina
Que me olhou e só disse: “Amém”.

Constatação XX
Rico comemora o ano novo; pobre, comemora que seu time não caiu na terceirona...

Juca