sábado, 6 de dezembro de 2008

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I
Penei um dia inteiro
Pra acender meu isqueiro
Havia ganho um charuto.
Acendi foi a minha ira
O isqueiro parecia uma pira.
Que me queimou até o cocuruto..

Constatação II
Assistiu às novelas,
Todas, num mesmo dia.
Ficou com dor nas costelas
Achou que era uma cardiopatia.

Constatação III
Foi o boêmio,
Freqüentador de bar,
Que se dizia abstêmio
E grande artista
Que virou um turista
No seu próprio lar?

Constatação IV (Quadrinha de seis estrofes. Sextinha?)
Contratei dois advogados
Pra me defender dos detratores
Passei uns maus bocados.
Os dois eram dois senhores
Que exigiam ser chamados
V. Excia. e de doutores.

Constatação VII (Quadrinha didática).
Desfrute a tua vida
O não mais poder.
Toda mulher é querida
Quando não tem o que fazer.

Constatação VIII (De uma dúvida crucial).
Afinal, o meu Paraná precisou de um matador ou de um desenterrador?

Constatação IX
E como o serenateiro cantava, debaixo da janela da sua mais recente namorada, passível de mal-entendido, parodiando aquela famosa canção A Flor e o Espinho, de Nelson Cavaquinho, Guilherme de Brito e Alcides Caminha: “Abra tuas fronteiras do caminho que eu quero passar com meu passarinho.

Constatação X
Deu na mídia: “Estudo mostra que 80% pega carona com quem bebeu”. A Lei Seca deveria ser estendida também aos carros que não poderiam dar a partida em função do teor alcoólico do motorista, mesmo se o meio de transporte seja movido com etanol...

Constatação XI (Gangorra).
Quando as vendas do comércio e da indústria caem com a crise,
A pressão arterial sobe até os píncaros da marquise.

Constatação XII (De uma dúvida não necessariamente crucial).
Numa corrida com apenas dois participantes quem perde fica em segundo ou em último lugar, ou nos dois? O pior é se com apenas dois participantes o que perder ficar “surrealisticamente” em terceiro lugar?

Constatação XIII (De uma quadrinha para ser recitada nestes tempos moderníssimos).
Hoje em dia é moda
Que a lua-de-mel
Seja antes da boda.
Após, é sarapatel*
* Sarapatel = “mistura de coisas sem ordem; confusão, balbúrdia, algazarra; rolo” (Houaiss).

Constatação XIV
A gueixa
Penteou
A madeixa
Ofertou
Uma ameixa
Ao seu acompanhante
E desfilou
Uma queixa
Nada instigante.
“Por que você não
Me deixa
Inebriante
E depois eu tentar
Achar
Uma solução
Que enfeixa
O meu
E o teu
Coração?”

Constatação XV
O cara-dura,
Sem oferecer,
Comeu toda a rapadura.
Será que tava pensando,
Imaginando
Que ia morrer?

Constatação XVI (Diálogos difíceis de choque de gerações e, qual os 3 Poderes da República, de solução duvidosa).
Quando o filho de dezesseis anos foi pedir um “empréstimo” para o pai, este, incontinente, contestou: --“Mas filho, você não tá se dando conta que a crise financeira já está mexendo até com o mercado de emprego no mundo inteiro”.
“É por isso mesmo, pai. Eu também estou em crise e não posso recorrer a um empréstimo bancário porque os juros estão muito altos, os prazos diminuíram substancialmente e o senhor não vai querer ser meu avalista, como o banco, fatalmente, vai pedir. Aliás, banco não pede. Exige. Estou procurando a maneira de não lhe incomodar e não lhe causar transtornos”.
“Ah, bom., quer dizer, ah, ruim! Quero dizer, ah, bom. Depois a gente volta a falar no assunto. Agora estou muito ocupado”.

Constatação XVII (Muito antes pelo contrário).
O campeonato brasileiro
Está chegando ao fim
Quem chegar em primeiro
Não levou um chá-de-alecrim*
*Chá-de-alecrim = “Surra (maltrato)”. (Houaiss).

Constatação XVIII
Deu na mídia: “Urina purificada servirá de água potável para astronautas”. Não estará aí uma solução de que o que é factível para os astronautas será a solução para escassez de água para todos os habitantes do nosso maltratado Planeta?

Constatação XIX
E como poetava se lamentando o obcecado:
A minha triste sina
É que baixei em alguém,
Vestido de saia
Que, ao me ouvir, quase desmaia
Era um padre malandro de batina
Que me olhou e só disse: “Amém”.

Constatação XX
Rico comemora o ano novo; pobre, comemora que seu time não caiu na terceirona...

Juca

Nenhum comentário: