sábado, 28 de fevereiro de 2009

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I
Experimentou
Tudo que é fonte da juventude
De repente,
Não mais que de repente
Uma, tiro e queda, localizou.
A mulher estranhou
Sua alvissareira,
Almejada,
Inteira
Mudança de atitude.
Tão premente,
Tão “caliente”,
Tão-somente.
“Descoitada”!

Constatação II
Rico participa de pesquisa; pobre, como cobaia.

Constatação III
Deu na mídia: “O príncipe Harry e a namorada Chelsy Davy terminaram o namoro depois de cinco anos, informou uma fonte real em Londres”. Taí mais uma notícia de transcendental importância para o futuro da Humanidade.

Constatação IV
Mal começou o campeonato
O meu Paraná perdeu.
Com este trágico terrível fato
A sofrida torcida já esmoreceu.

Constatação V (Pra determinados vereadores, deputados e senadores).
A intensa
Cobiça
Desbarata
A imensa
Preguiça
Inata.

Constatação VI (Dúvida crucial).
O olho nu é um despudorado?

Constatação VII
E como se queixava, poetando, aquele herdeiro milionário viciado:
“Meu triste destino
É deixar muitos milhões
No cassino.
Cambada de ladrões!”

Constatação VIII (Dúvida crucial).
Discutir com um sadista
Sobre sadismo
É puro continuismo?
É ser masoquista?

Constatação IX (Oração para os nossos tempos, digamos, modernos).
Valha-me meu anjo da guarda
Que eu nunca me defronte
Com um revolver ou espingarda
Na mão de um brutamonte.

Constatação X
“Você é meu tesouro”,
Disse a besoura,
Metida a trovadoura,
Pro donjuanesco besouro.

Constatação XI
Quem torce pro Atlético
Fica cético
E tem um choque anafilático,
Achando problemático
Quando o time é derrotado.
Coitado!

Constatação XII (Ah, esse nosso vernáculo ou como ensinar o a, e, i, o, u versejando, preferencialmente, para adultos).
Na ilha,
A filha
Do pentelho,
Sem seguir um conselho
E fazendo bulha,
Acendeu uma hulha,
Pra fritar um alho
O que achou muito trabalho
Aí, um cisco entrou no seu olho.
Que trambolho!

Constatação XIII (Dúvida crucial via pseudo haicai).
A velhice inexorável
É em quase tudo
Palpável?

Constatação XIV
Descontraída
Ela se retirou
Da casa com bagagem
E, antes, pra ele falou:
“Vou comprar uma passagem,
Pra algum outro Estado,
Mas só de ida”.
Coitado!

Constatação XV
Rico ganha ouro; pobre, leva ferro.

Constatação XVI (De conselhos úteis. De nada!).
Se você tem cachorro em casa você pode ter certeza de que quando você lá chegar, não importa a qual hora, nem com qual alento, com vapores etílicos ou não, você será recebido diferentemente do que pela tua onça, digo pela tua sogra e/ou mulher. Logo trate de ter um e trate o dito cujo bem. Se você adotar, verá.

Constatação XVII
Patofobia é quem tem medo às enfermidades. Rumorejando achava que é quem tem medo de marcar o Alexandre Pato, oriundo da cidade paranaense de Pato Branco, que atualmente joga no Milan da Italia.

Constatação XVIII (Dúvida não necessariamente crucial via pseudo haicai).
Quando o presidente Bush
Saiu há pouco da presidência
Na porta tava escrito push?

Constatação XIX
E como poetava o obcecado mau-caráter:
“O meu destino
É pegar,
Pecar
E sair de fino”.

Constatação XX
Ela contestou
Com veemência
A alegação
Que ele havia feito
Serão.
“Você não tem mais jeito
Isso é uma indecência”.
Ele se desculpou:
“Você se enganou.
O cristão,
Trabalha como um mouro
Pra cobrir o cheque-ouro
Que já tá estourado.
E foi você que estourou”.
Coitado!

Constatação XXI
Naquele momento
Quando ouviu
O chorinho
Carinhoso,
Do Pixinguinha,
Em solo de flautinha
Da vizinha
Buliu
Com o seu sentimento
E o chorão
Abriu
Os tarros
Sem se importar
Com os sarros
Dos preclaros,
Cognominados
“Amigos”,
Sempre ciosos,
E nada preguiçosos
Em se preocupar,
De antemão,
Antes de mais nada,
Com os seus umbigos.
Patuscada
De pobre coitados!

Constatação XXII
E como se queixava aquele comerciante que vendia no crediário (comerciante rico vende no crediário; comerciante pobre, à prestação).
“Eu nunca sinto
Toda vez que eu entro
Numa fria, num labirinto”.

Constatação XXIII
Quando ela se aproximou
Toda langorosa
Numa camisola vaporosa,
Transparente,
Ele constatou
O quanto estava doente,
Depauperado.
Coitado!

Constatação XXIV
Rico sempre compra na rebaixa; pobre é sempre rebaixado.


Juca

Nenhum comentário: