domingo, 15 de março de 2009

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I (Dúvida crucial).
Como é que o estudante que dá, nos calouros, um trote selvagem passou no vestibular já que ele é um perfeito ou imperfeito idiota? Quem souber a resposta, por favor, correio eletrônico para
Rumorejando.

Constatação II
(Dúvida crucial via pseudo-haicai).
Exemplo de cortina de fumaça
É o cara dissimular que tá no fogo
Por ter tomado muita cachaça?

Constatação III (Dúvida crucial via pseudo-haicai).
É muito desumano
Não importa quem
Entrar pelo cano?

Constatação IV (Dúvida crucial via pseudo-haicai).
É inócuo tentar
A burrice
Otimizar?

Constatação V
A cinquentona*
Na cama virava
Uma irrequieta criança.
Ficava brincalhona
E até se comportava
Com destemperança
*Sem trema, já com a nova ortografia.

Constatação VI (Teoria da Relatividade para principiantes).
É muito melhor, meu caro, ir pro motel no carro da gata do que no carro de um taxista já que sai caro. Dependendo do caso a gata também pode acabar saindo mais caro do que muito carro...

Constatação VII (“Poesia” zoológica).
A caravana seguia
Pelo causticante deserto
No alto, como guia,
Um sol no céu aberto
Os homens e os camelos
Iam calados,
Estes com os pêlos
Que pareciam terciopelos;
Aqueles, ensimesmados.
Pareciam tristes
Mesmo se num oásis parassem
E contassem
Alguns chistes.
Apenas um camelo
Parecia
Ir com desvelo.
Ele sabia
Que a namorada,
Que ele chamava
De Dona Maria,
O esperava
E mergulhado
No seu pensamento
No seu amor devotado
E no compromisso
De um próximo casamento,
Já autorizado pelos pais,
Quase deu uma topada
E também por isso
Ele, ao contrário dos demais,
No coração uma melodia,
Ele sorria
O sorriso da alegria.

Constatação VIII
Não causou perplexidade
A inércia dos governantes
Por sua falta de vontade.
Todos, depois de eleitos,
Com aqueles defeitos
Inclusive pedantes.

Constatação IX (Dúvida crucial. Quem souber, por favor, cartas por correio eletrônico. Obrigado).
O radio ouvinte
E o telespectador
Ouvem propaganda,
Durante a programação
Às vezes vinte
Na maioria balela,
Anda que anda,
Tipo novela
Esta e, às vezes àquela,
Com sofrimento e dor
Até a exaustão.
Esse elo
De ligação
Será flagelo?

Constatação X (Ecos do carnaval que passou).
Resolutamente,
A viúva
Saiu disfarçadamente
E mesmo na chuva
Foi pular o carnaval
Fantasiada
De marsupial
Tão-somente.
Descoitada!

Constatação XI
E como elucubrava aquele sujeito amante do futebol e do carnaval, teorizando: “O carnaval, o futebol e a cerveja sempre ou quase sempre caminham juntos e, indubitavelmente, é uma trinca que faz sucesso. Pelo menos numa excelente combinação de dois a dois. Normalmente, a cerveja participa mais que a outra dupla. Afinal, não é em todo lugar que tem jogo no carnaval. Tenho brasileiramente dito!”

Constatação XII
O nado do alóptero*
Parecia um helicóptero
Ou invés
Do revés?
*Alóptero = que não possui as nadadeiras em posição fixa (diz-se de peixe) (Houaiss).

Constatação XIII
E como dizia aquele herege: “Quem peca vai para o inferno; quem não, vive num”.

Constatação XIV
E como dizia aquele policial: “Perseguir uma idéia é muito mais fácil do que perseguir um facínora”.

Constatação XV (De cenas domiciliares).
O cão,
Sonolento,
Rosnava
De modo insano,
Molestando,
Incomodando
O bichano,
Pachorrento,
Que ronronava
Sob o fogão.

Constatação XVI
Chorava a carpideira,
Derramando tantas lágrimas
Que até parecia uma torneira.

Constatação XVII
Um segredo, na memória, eu lacro,
Mas tem gente que usa de engodo.
De longe, dá pra ver que é simulacro.

Constatação XVIII
“É tão suave a noite”,
Dizia o masoquista,
“Quando ela brande o açoite”.

Constatação XIX
O brilhantismo,
A intensidade do orgasmo
Parecia um paroxismo?

Constatação XX
Sirigaita é o siri que toca acordeom?

Constatação XXI (Ah, esse nosso vernáculo).
Ela por ter soltado a franga no carnaval, cozinhou o galo pra cozinhar a galinha?

Constatação XXII (Dúvida crucial).
Não tem solução é uma frase que somente denota pessimismo ou ela pode ser otimista?

Constatação XXIII
Triângulo escaleno amoroso é quando João ama Maria que ama Pedro que, por sua vez tá de olho no João?

Constatação XXIV
E como concluía o septuagenário: “Broxar é um imoralismo trágico”.

Juca

Nenhum comentário: