sábado, 29 de agosto de 2009

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I
O livro do meu grande amigo Valdir Izidoro Silveira, Escritos de Resistência – Quatro Décadas de Reflexão é leitura obrigatória para quem quer tomar conhecimento de nossa história e da luta do escritor em defesa das injustiças sociais. Rumorejando respeitosamente recomenda.

Constatação II (De uma dúvida crucial).
Se a fórmula química da água é H2O, a fórmula do fogo é 1/H2O (Um sobre H2O) ?

Constatação III (De outra dúvida crucial).
A Progressão Aritmética decrescente é parente da Ordem e Progresso que consta na nossa bandeira, como os positivistas apregoaram?

Constatação IV
E a Progressão Geométrica é comadre da euclideana, analítica e da espacial?

Constatação V
A Pílula de Vida do Dr. Ross morreu?

Constatação VI
O médico mandou
Ela fazer uma dieta,
Mas ela se revoltou.
Ao invés de obedecer
Desbragadamente passou
A comer
O triplo da meta
Recomendada.
Finou.
Coitada!

Constatação VII (Quadrinha para ser recitada pelas mamães).
Vai dormir menino sapeca
Amanhã tem que ir à escola
E no recreio jogar bola
Pra não ser um Juca, digo, Jeca.

Constatação VIII
Não se pode confundir açulou que o dicionário Houaiss dá como

1 incitar (cão) para que morda, ataque ou se porte agressivamente (contra).
transitivo direto e bitransitivo
2 Derivação: por extensão de sentido.
provocar em (alguém) irritação, agastamento (contra); enfurecer, exasperar
Ex.: com azulou, que o mesmo dicionário diz, dentre outros
3 Regionalismo: Brasil. Uso: informal.
pôr-se em fuga, retirar-se em debandada; fugir, escapar, até porque se um cão, açulado ou não vier em sua direção com ares indistintos e, se der no jeito, a melhor coisa é azular.

Constatação IX
“A tua prima escorregou
Quando me encontrou
E na bochecha me beijou”,
O marido explicou
Quando a mulher encontrou
Baton na sua gravata.
“Deixe-se de lorota!
Prefiro que você me conte
Alguma bravata.
Afinal, é inesgotável tua fonte
E a marca da bochecha não se nota.
Seu mentiroso,
Metido a talentoso
Seu descarado,
Seu safado!”
“Se eu não a tivesse segurado,
Ela teria se esborrachado
Na calçada”.
Coitada!*
Coitado!
*Não ficou devidamente esclarecido à qual das duas se refere o termo “coitada”. Tão logo Rumorejando tome conhecimento dará ciência aos seu prezados leitores.

Constatação X
O septuagenário não conseguia entender porque os atendentes esboçavam um sorriso – quando não, um riso – e iam falar com o gerente, pedindo esclarecimentos, quando ele estacionava no posto de gasolina e pedia: “Me encha o tanque com um hectolitro de gasolina comum”; quando no armazém pedia um decagrama de queijo e mais ou menos um decímetro de salame e um galão de manteiga. E, na casa de tecidos, 100 polegadas de determinado tecido. Coitado!

Constatação XI (Pseudo-soneto, da série Ah, o amor...).
Ternura
Olhos nos olhos e de mão dadas
O casal idoso senta na praça.
Será que ele diz piadas?
Ela ri. De alguma graça?

Súbito, ficam sérios
Se beijam como antigamente
Afinal, não há mistérios
Em se beijar de modo ardente.

Agora, ela apóia a cabeça no seu ombro.
E ele beija os seus brancos cabelos
Para quem passa, nenhum assombro.

Os vizinhos já estão habituados
Com essa sucessão de doces desvelos
Só os de fora ficam com olhos arregalados.

Constatação XII
Com a absolvição do ex-ministro e atual deputado federal Antonio Palocci pelo Supremo Tribunal Federal, deu na mídia: “O ex-presidente da Caixa Econômica Federal Jorge Mattoso será o único a responder a ação penal por suspeita de participação na quebra do sigilo bancário e na divulgação dos dados do caseiro Francenildo dos Santos Costa”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que o ex-presidente da Caixa quis fazer média, na época, com o então ministro Antonio Palocci. Ver a constatação seguinte.

Constatação XIII
Não se pode confundir costura com postura, até porque quando o garotão costura no trânsito, porque tem pressa em não ter nada a fazer, pondo em risco a sua vida e de outros, e porque assistiu a vitória do Rubinho na Fórmula I, está tendo uma postura digna de ser enquadrado como qualquer simples mortal, obviamente exceto deputados, senadores, ministros, juízes e desembargadores de um país de alhures.

Juca

sábado, 22 de agosto de 2009

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES


Constatação I
Não se pode confundir acata com ataca, até porque quem acata quem te ataca quer dizer que você é um bunda-mole que o dicionário Houaiss define como:
1 Regionalismo: Brasil. Uso: informal, pejorativo.
Pessoa fraca, covarde; pusilânime.
Ex.: agora vamos ver quem é homem e quem é b.
2 Regionalismo: Brasil. Uso: informal, pejorativo.
Pessoa pouco ativa, desanimada.
Nota de Rumorejando: Os deputados e senadores são pessoas de muita atividade. Lamentavelmente, em seu próprio benefício...

Constatação II
Deu na mídia: “O Banco católico Pax Bank pediu desculpas por investir em armas, cigarros e pílulas anticoncepcionais”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que banqueiro é banqueiro, sem distinção de raça, cor ou religião. Aliás, a religião do banqueiro é o dinheiro. E, em certos países, sempre visando lucros estratosféricos e, consequentemente, pornográficos... Não é à-toa que o irlandês George Bernard Shaw disse que “o pecado do ladrão é a virtude do banqueiro”.

Constatação III (e já que falamos no assunto...)
Ela era toda circunspeta
Inclusive sua bunda,
Pouco rotunda,
Que tava mais para atleta.
A dita, nunca mostrava os dentes
Foi a única que conheci assim
As demais, sempre sorridentes,
Como costumam ser
As bundas femininas,
Pela manhã, à tarde e ao anoitecer.
Sejam de meia-idade,
Da longínqua mocidade
Ou de meninas;
Sejam brancas, morenas ou carmesim.
Será que, além dos glúteos, os músculos,
Das bundas que abrigam algum biquíni,
Grandes ou minúsculos,
Possuem também o músculo Risório de Santorini*?
*que ou o que se localiza na proximidade dos lábios (diz-se de pequeno músculo). (Houaiss). Músculo do riso.

Constatação IV (Pseudo-soneto da série Ah, o Amor...)


Meus sensíveis pontos erógenos
Ela, irritada, me ponderou,
São os que mexem com meus estrógenos
E você mais uma vez se enganou.


Você foi muito pro lado e acima
E, como sempre, muito depressa.
Você só pensa na tua superestima,
Você ainda não aprendeu, ora essa!


Me diga, então, os pontos exatos
To cansado de ouvir teus desacatos.
Preciso reaprender com exatidão.


Meu nariz, meu pulso e meu cotovelo;
Meus cílios, minhas unhas e meu tornozelo,
As bochechas, o cabelo e o metatarso do dedão.



Constatação V (De diálogos matrimoniais intelectualizados).
Sugeriu à mulher
Um “ménage à trois”.
Ela, como quem nada quer,
Esnobou no francês:
-“Ce serait bon, tu crois?
Você vai convidar
Teu amigo javanês?”
-“Não. Queria que você convidasse
A mulher dele”.
-“Aí, vamos ficar
Num baita impasse.
A javanesa,
Que, reconheço, é uma beleza,
Apenas topa ir com ele.
No ménage que eu participei
Com os dois
Eu só fiquei
No feijão com arroz”*
*Não ficou claro o que ela quis dizer com o “feijão com arroz”. Quem souber, por favor, cartas a este assim chamado escriba, pelo correio eletrônico, para podermos esclarecer aos nossos prezados leitores. Obrigado.

Constatação VI
Não se pode confundir prensado com repensado, mormente no caso da crise do Senado brasileiro, até porque, cada vez que o presidente do Senado é prensado por atos que cometeu e/ou tinha conhecimento sem tomar providencias e a Oposição tenta afasta-lo entram variáveis do tipo “eles também têm o rabo preso” e o caso passa a ser, incontinentemente, repensado...

Constatação VII
Pintou e bordou:
Pintou o sete;
Bordou no corpete
A foice e o martelo.
O marido de Direita
Pôs-se amarelo.
Broxou.
Cortou, logo, o elo
E com ela não mais se deita.
E com cara amarrada
Falou muito zangado:
“Quem assim se enfeita,
Por si só se enjeita”.
Coitada!
Coitado!

Constatação VIII
Incorrigível,
O Senado doente
Acertou os ponteiros
Que o seu presidente,
Ainda por muitos janeiros,
À semelhança de anos inteiros,
Parece ser irremovível.

Constatação IX
O coringa ensejou
Que ele batesse
No jogo de canastra.
Aí, ela a roupa tirou,
Conforme combinado
De quem perdesse.
Ela, de tão magra,
Parecia uma pilastra.
Eis que o pai entra na sala
E os dois flagra.
Brande sua bengala.
Em sua direção.
“Seu safado!”
Ele nem se despede,
Se escafede
E na escuridão
Do jardim
Cai numa vala.
E rasga sua túnica
E sua única
Calça de brim.
Coitado!

Constatação X
Rico sempre seus ganhos dobra; pobre, soçobra.

Juca

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES


Constatação I
A torcida do Paraná contra o Bragantino chegou a gritar olé. É. Quem nunca come melado, quando come chega até a esquecer que pode se lambuzar na próxima. Mas, afinal. A gente estava acostumado a apenas levar e não dar olé...


Constatação II (E já que falamos no assunto, vamos externar nossa modesta e abalizada opinião):
A possibilidade do Paraná ser campeão
E ascender pra Primeira Divisão
É inversamente proporcional
A eu encontrar um adversário local,
Nacional ou mundial
Que me ganhe no truco.
Mesmo me deixando maluco.
Enfim, um cara bom...

Constatação III
Deu na mídia: “O senador Artur Virgílio, que protocolou ações contra o presidente do Senado José Sarney, admitiu que manteve em seu gabinete um funcionário que estudava na Espanha. O líder do PSDB negociou com a diretoria do Senado o ressarcimento do dinheiro pago, R$ 210 mil em quatro parcelas”.
Moral I: Quem tem telhado de vidro não joga pedra no telhado do vizinho.
Moral II: Em certos países os desonestos são sempre os outros.
Moral III: Aparentemente, os dois não estavam do mesmo lado. A nossa relativa suposta sorte é que eles estavam se degladiando entre eles. Até a hora que sobreveio a tradicional e não surpreendente pizzada: “Eu não mexo com V. Excia.. E V Excia. não mexe comigo”. E viva “nóis” que não somos V. Excias...

Constatação IV (Classe é classe...)
Deu na mídia: “SÃO PAULO - O senador Fernando Collor de Melo (PTB-AL), disse em discurso em plenário dia 10 de agosto estar "obrando" na cabeça do jornalista Roberto Pompeu de Toledo, da revista Veja”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando supõe que na bacia sanitária seria bem mais cômodo e confortável.

Constatação V (Quadrinha para ser recitada em algum Fórum Mundial, daqueles que não levam absolutamente a nada).
Se eu fosse o presidente
Da República do Burundi
Eu viveria por lá, somente
E não viveria por aqui.

Constatação VI (Dúvida crucial via pseudo-haicai).
Na chuva, foi o amigo Bertoldo

Que, ao invés de guarda-chuva,
Usava um baita de um toldo?

Constatação VII (De outra dúvida crucial via pseudo-haicai).
Inspiro gás carbônico
Sobrevivo assim mesmo.
Será que sou biônico?

Constatação VIII (Quadrinha de cinco estrofes [pentinha?] para ser recitada no Senado ou na Câmara dos Deputados).

Conversa vai, conversa vem
Sempre haverá alguém
Que jamais, na vida, fará um bem.
E, qual um líquido, outro alguém
Tomará a forma do vaso que o contém...

Constatação IX (E já que falamos no assunto...)

Falta pros simples mortais perspicácia
Em se dar conta que a democracia,
Apregoada por esses políticos, é uma falácia?



Constatação X (Pseudo-soneto da série Ah, o Amor...)

Chegamos no motel rotundo
Fechamos a porta do apartamento
E ficamos separados do mundo.
Nos olhando por um momento.

Trocamos beijos e abraços
No estilo “finalmente sós”.
Não foram pouco escassos.
As línguas, só faltavam dar nós.

As peças de roupa voavam
Quais corruíras no firmamento
E o teu corpo desnudavam

Você disse: “Vou tomar um banho
E volto em um momento”.
Tardou. Te segui. Visões de antanho.

Constatação XI (Com os agradecimentos ao professor de Educação Física, Personal training e Fisioterapeuta João Paulo de Andrade Alarcão).

Rico tem escápula; pobre paleta.
Rico tem gastrocnêmio; pobre, batata da perna.
Rico tem patela; pobre, rótula.

Constatação XII
O empate do Campinense um minuto após o gol do Paraná aos 46 minutos do segundo tempo lembra “mutatis mutandis” que o pão de pobre sempre cai com a manteiga voltada para o chão. E que alegria de pobre dura pouco...

Constatação XIII
Foi a mosquita
Que disse pro mosquito:
“Você andou chupando pirulito
Ou alguém que tomou birita?”

Constatação XIV
Foi a tigresa
Que disse pro tigre:
“Mas que beleza
Chegando essa hora!
Vá embora!
Emigre!
Você tá atrasado!
Seu desmiolado!”
Coitado!

Constatação XV
Não que a gente seja contra. Ao contrário. Mas a facilidade com que certas mulheres mostram os seios também pode ser explicado pelo fato delas acharem que estão mostrando algo que não lhes pertencem. Eles não são os seus seios originais. Eles foram siliconados. Elementar...

Constatação XVI
Escritor rico é vocabularista; pobre, sensacionalista.

Juca

domingo, 9 de agosto de 2009

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES


Constatação I
Deu na mídia: “PMDB retaliará Virgílio com até quatro representações”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que a gente sobrevive porque eles guerreiam politicamente entre si, ainda que o corporativismo seja muito forte. Afinal, ninguém é de ferro para se opor aos projetos que beneficiam a todos eles. Se houvesse só aliados entre eles, nós estaríamos todos ferrados*...

*Usamos a palavra “ferrados” porque somos educados.

Constatação II
Este assim chamado escriba se pôs a assistir o jogo Fluminense e Atlético pela televisão. As duas emissoras de televisão que transmitem o futebol estavam transmitindo esse jogo. Não havia, portanto outra opção. O jogo foi tão ruim que este assim chamado escriba pagou pecados que ainda não cometeu. Ficou credor de cometer pecados. Com o meu Paraná não tem sido diferente. Pena!

Constatação III (Pseudo-soneto da série Ah, o Amor...).

Você e insaciável
Mas eu já não agüento
A tua sede notável
Nem mais um momento.

Você esquece
Que sou septuagenário
E não arrefece
Muito ao contrario.

Como não tá morto
Quem peleia
Supero o, digamos, desconforto.

Patino, mas não esmoreço,
Vou comer mais aveia.
Caso contrário desfaleço...

Constatação IV
20 assuntos de agrado deste assim chamado escriba:
-O humor de Tutty Vasques no Estadão;
-O programa Certa Vez do amigo Beto Guiz que é levado na Rádio Educativa;
-O desempenho dos atores brasileiros;
-Publicidade inteligente. Exemplo: a das sandálias Havaianas;
-Um jogo de truco com parceiros de nível;
-Mulher não turbinada;
-Livro de prosa ou poesia que seja entendível por um simples mortal;
-A Estrada da Graciosa ou por trem para Antonina, Morretes e Paranaguá;
-As diversas regiões do estado do Paraná; os pontos turísticos, mormente Vila Velha e Foz do Iguaçu;
-A emoção de ver os atletas, times ou a seleção do Brasil ganhar e a bandeira brasileira sendo hasteada enquanto o hino brasileiro é tocado;
-Escutar música clássica, o Quinteto e Orquestra Armorial; Chorinhos, Elomar, Noel Rosa, os uruguaios Daniel Viglietti e Alfredo Zitarrosa, o argentino José Larralde, os tangos clássicos, a música gauchesca, os discos produzidos por Marcus Pereira, etc.
-Cinema brasileiro e dos hermanos;
-Torcer pro Paraná;
-Os gols da rodada (assistir um jogo inteiro é muita perda de tempo porque jogos bem disputados são muito raros);
-Ler os gurus Millôr Fernandes, Mário Quintana, Mario Benedetti;
-Rodar pião;
-Assistir o balê do grupo Corpo;
-Sentir a mão dos netos segurando a nossa mão;
-As reações das minhas cachorras com suas diversas personalidades;
-Chimarrão.

Constatação V
Deu na mídia: “O Bradesco informou que encerrou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 2,297 bilhões, o que representa um crescimento de 14,7% em relação ao apurado em igual período de 2008”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas será que não tá na hora de socializar estes lucros bancários para deixar de serem pornográficos e mais pessoas usufruírem? Cartas. Obrigado.

Constatação VI
Não se pode confundir despontar com desapontar, até porque você vai se desapontar quando uma pessoa desagradável despontar na esquina para te visitar. Da sogra, nem falar...

Constatação VII (Quadrinha para ser recitada pelo presidente do Senado).

O Senado não está desmoralizado.
É tudo intriga da Oposição.
Alguém não é bem comportado
Mas isso representa uma exceção.

Constatação VIII (Quadrinha para ser recitada pelo presidente da Câmara dos Deputados).

Deixaram a gente em paz
Os olhos tão voltados pro Senado
Afinal a gente é eficaz
E, de há muito, já está tarimbado.

Constatação IX (Quadrinha para ser recitada pelos eleitores).

Somos obrigados a votar
Se não paga-se uma multa
E mesmo se novos forem pro lugar
Absolutamente em nada resulta.

Constatação X (Quadrinha para ser recitada por quem já é septuagenário).

Não sou mais obrigado a votar
Assim não preciso anular os meus votos
Meu tempo fora não posso jogar
Que já perdi em tempos remotos.

Constatação XI (Quadrinha para ser recitada pela mulher do candidato eleito).

Agora, vou poder comprar na Daslu,
Que sempre foi o meu desiderato.
Chega de se vestir como jacu
Como antes dele assumir o mandato.


Juca