domingo, 13 de setembro de 2009

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I
Não se pode confundir Maradona com maratona, até porque vai ser uma maratona, Maradona armar um time para enfrentar o Brasil e os demais para se classificar para o mundial.

Constatação II
A execrável censura contra o Estadão lembra a fábula de Esopo (Phaedrus) O lobo e o cordeiro, ou o indefectível “O senhor sabe com quem está falando” e coisas desse jaez. Pena!

Constatação III
“Na gafieira,
Segue o baile calmamente”,
Diz a canção.
No Senado,
Por todo o lado,
Só se ouviu, recentemente,
Uma profusão de besteira
Entremeada de palavrão.

Constatação IV (De velhos tempos quando a gente costumava abotoar o cabelo atrás e deixar um topete como o Elvis Presley e mais tarde como um presidente da República do nosso país).
O barco descia
Na corredeira
Do rio Iguaçu.
Dava tanto solavanco
Que a gente se sacudia
No banco
E tanto molhava
A cabeleira,
Da água que espirrava,
Que até não adiantaria
O uso de “glostora” e xampu.

Constatação V
Deu na mídia: “Casa Branca prevê déficit de US$ 9,05 trilhões em 10 anos”. Este assim chamado escriba que trabalhou boa parte da sua vida – que nem por isso deixará de ser eternamente curta – no Banco de Desenvolvimento do Paraná S.A. – Badep, antiga Codepar, acostumado a ouvir falar de repasses, investimentos e financiamentos de expressivas cifras, confessa que não sabe contar até lá. Mas que é um baita* número, isso lá deve ser.
*Usamos a expressão “baita” porque somos educados como é sobejamente reconhecido por nossos prezados leitores.

Constatação VI (Pseudo-soneto da série Ah, o amor...)

Lábios nem sempre carnudos
Também são feitos para beijar
Os casais, nessa hora, ficam mudos
Efetivamente não vale a pena falar.

Beijo na bochecha ou selinho
É tênue e rápido demais
Dá impressão de não haver carinho
Entre os desvelados casais.

Beijo que é recomendável
E premonição de algo notável
É o que tira a respiração.

Se for de língua melhor ainda
Nessa benfazeja hora infinda
Que não enseja anúncio de solidão...

Constatação VII
Não se pode confundir sanefa, que o dicionário Houaiss, entre outros, dá como “larga tira de tecido que se coloca na parte superior da cortina ou reposteiro, nas vergas das janelas etc., geralmente rematada com franja ou galão” com safena, a veia que se usa para substituir por alguma outra que esteja entupida, para se fazer uma ponte, “by-pass”, etc. Até porque uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa, como já foi propalado por aí.

Constatação VIII
E também não se pode confundir loquacidade com louca cidade, até porque a loquacidade dos prefeitos, visando melhorar o tráfego nunca é posto em marcha e transitar ou atravessar as ruas fica difícil, pois se tem a impressão que se vive numa louca cidade.

Constatação IX
E ainda não se pode confundir libertinagem, que o dicionário Houaiss dá como “licenciosidade de costume, conduta de pessoa que se entrega imoderadamente a prazeres sexuais; a prática do libertino” com libidinagem, que o mesmo dicionário, dentre outros, define como “qualidade, condição ou comportamento próprio do que ou de quem é voluptuoso, lascivo, sensual”, até porque o referido dicionário ainda define libertinagem, no sentido figurado, como “insubmissão, indisciplina”. Elementar, crianças!

Constatação X
Disse o obcecado para o amigo, mostrando uma foto da playboy duma “poupança” de uma gatona: -“preferência multinacional”. Respondeu o amigo: -“Por que multinacional se a turma define como nacional?” –“Porque eu sempre procuro ser original. E, além disso, depois da globalização, ainda existe empresa nacional no nosso país?”

Constatação XI
“Desprazerosa
A tua companhia”,
Disse a sogra pro genro
Nada amorosa.
Numa cantilena
Sem melodia,
Fazendo cena.
”Você não é tenro
Com a tua mulher
Trata, a pobre,
Como uma qualquer.
Não trata como o finado
Me tratava
Como se eu fosse nobre.
O tempo todo ele me paparicava.
Você não dá a ela atenção.
Só fica vendo televisão,
Ou fica no computador.
E as tuas juras de amor?
Seu vento virado*.
Coitado!
*Vento-virado = “prisão de ventre, constipação” (Houaiss).

Constatação XII
Rico, quando fala, usa estrangeirismo; pobre, caipirismo.

Juca

Nenhum comentário: