quinta-feira, 22 de abril de 2010

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I (Via pseudo-haicai).

Alegre, zurra o muar
Depois de passear
Com sua namorada ao luar.

Constatação II (Via pseudo-haicai).

Uma sogra resmunga:
“Com minha nora e meu genro
A gente não comunga”.

Constatação III (Via pseudo-haicai).

Reflete a outra sogra:
“A minha consogra
É uma ogra”.

Constatação IV (Via pseudo-haicai).

Matuta a sogra, a terceira:
“A minha consogra
É uma toupeira”.

Constatação V (Via pseudo-haicai).

Meditam o genro e a nora:
“Se eu não gostasse do cônjuge,
Pela sogra, eu já teria ido embora”.

Constatação VI

Rico: a mulher, tem mãe; pobre, tem sogra.

Constatação VII

Rico singra os mares no seu iate; pobre, vive no rema-rema.

Constatação VIII (Via pseudo-haicai).

A gatona que voa
O chefe, compreensivo,
Na repartição, perdoa.

Constatação IX (Via pseudo-haicai).

Não perdoa, na repartição,
Ao burocrata voador, seu chefe:
“Pra barbado, não tem perdão”.

Constatação X

Como é fácil constatar, as Constatações VIII e IX se referem a já também anteriormente divulgada “Teoria da relatividade para principiantes”.

Constatação XI (De conselhos totalmente inúteis).

O efeito ostentação – que, inclusive, é levado em conta pelos economistas – atinge muito mais seus objetivos se a pessoa circular por lugares badalados e tiver a felicidade de cruzar com conhecidos.

Constatação XII

Não se deve confundir convinha com covinha, muito embora, convinha que o atual governo tratasse, de uma vez por todas, de cuidar melhor dos aspectos econômicos e sociais da população, caso contrário iremos, logo, logo, para uma covinha, covona, cova, incinerações e outros assemelhados...

Constatação XIII

Rico é um excelente neófito; pobre, é um péssimo aprendiz.

Constatação XIV

Cenas antológicas, consideradas por Rumorejando, de filmes antigos:
-A cena da escolha da Escolha de Sofia.
-O carrinho do bebê rolando a escada em O Encouraçado Potemkin, de Sergei Eisenstein.
-A cena das pessoas escutando os gemidos da dona da pensão do filme Casanova com Alain Delon.
-A cena da brincadeira das crianças quando um pé de criança, calçado com bota, mete-o na porta, fazendo alusão às invasões do exército nas casas dos oponentes à ditadura militar, no filme argentino A História Oficial.
-A preocupação da dona de casa em ligar o chafariz, este, de muito mau gosto, diga-se de passagem, cada vez que alguém apertava a campainha, no filme Meu Tio, de Jacques Tati.
-A dança de Gene Kelly, chapinhando na água, quando se dá conta, feliz, que está apaixonado, em Cantando na Chuva.
-O olhar para as luzes da cidade, numa espécie de se agarrar à vida, do personagem interpretado por Marlon Brando, baleado, no O último tango em Paris.
-A dúvida e a surpresa da personagem interpretada por Giulietta Masina, em A Estrada, quando o ricaço, depois de ter brigado com a namorada, faz sinal para que ela se aproxime.
-O final do filme Um dia muito especial, quando o marido convida a mulher a ir para a cama e se nascer um novo filho darão o nome de Adolfo, em homenagem ao “fuhrer” que estava visitando a Itália naquele dia “muito especial”.
-A visão tranqüila da sua própria morte do personagem do filme Matadouro no. 5.
-As cenas de Charlie Chaplin, Carlitos, comendo seu sapato em A busca do Ouro e, também a dele girando o mapa buscando se orientar.
-Abbot e Costello num filme em que um deles se põe a pintar o outro, usando o polegar para medir as proporções na tela e acaba pintando o próprio polegar.
-Uma perseguição tremenda de carro em que o Gordo e o Magro estão fugindo dos bandidos e conseguem, por fração de segundos, atravessar a linha do trem, que se aproximava em alta velocidade, escapando, assim, dos perseguidores que foram obrigados a frear. Depois que o trem acaba de passar e que o espectador, num suspiro de alívio, imagina que eles tomaram uma razoável distância dos bandidos, aparece o Magro tentando fazer o carro pegar junto à linha férrea.
-A cena em que o Magro aparece, juntamente com outro sujeito, carregando uma extensa tábua. O Magro vai na frente, assobiando. Na primeira passagem cada um vai numa extremidade; na segunda, o sujeito vai correndo um pouco atrás, sem segurar a tábua que continua na horizontal, tal a velocidade com que o Magro caminha; na terceira passagem, o sujeito vai sentado na extremidade da tábua, fumando tranqüilamente um cigarrinho.

Constatação XV (Horário gratuito político de Rumorejando).
Conclamo a todos os aposentados e trabalhadores para que colaborem, abrindo mão integralmente do seu salário, para que os deputados – que tão bem representaram e representam os nossos interesses na Câmara – possam ganhar, no próximo aumento, ainda mais e continuarem tão bem nos representando.

Constatação XVI

E como dizia aquele obcecado e machista: “Talvez ela fale demais. Mas o que ela diz é interessante a gente escutar. Principalmente, enquanto ela vai tirando a roupa”...

Constatação XVII

Não se deve confundir assistência com insistência, até porque, muitas vezes você quer dar uma assistência para uma gatona e ela te diz: “Você não está com nada! Não vai adiantar nada essa tua insistência”.

Constatação XVIII

Não se deve confundir maratona com matrona, até porque, dificilmente uma matrona vai participar de uma maratona, principalmente àquelas em que o participante tem que correr mais de quarenta quilômetros.

DÚVIDAS CRUCIAIS

Dúvida I

É masoquista ou sádico
Quem só se limita a ler
Assunto sotádico* ?
*Sotádico = “Obsceno, erótico”.

Dúvida II

Quando será que a “vaga-luma” sabe que o vaga-lume está piscando para ela se ele pisca o tempo todo ?

Dúvida III

Será que o livro A peste, de Albert Camus, é alguma referência simbólica de algum governante específico ?

Dúvida IV

“Pacachorrento” é um cachorro pachorrento paca ?

Dúvida V

A conta da água é fogo ?

Dúvida VI

E a conta da luz é sombria ?

Dúvida VII

Com a conta do gás o dinheiro se evaporou ?

Dúvida VIII

A discussão sobre o aumento para os deputados, referido na Constatação XV vai ficar para as próximas semanas. Você, caro leitor, tem alguma idéia do que é que vai acontecer? Comentários ao blog. Obrigado.

Dúvida IX (Via pseudo-haicai).

Espécie te causa
Que a economia
Faça secular pausa ?

Dúvida X (Via pseudo-haicai).

A saúde engripa
Se a gente beber
Todo vinho da pipa ?

Dúvida XI (Via pseudo-haicai).

O dinheiro se vai
Quando tua aposentadoria,
Cada vez, mais se retrai ?

Dúvida XII (Via pseudo-haicai).

Pelo cálculo das probabilidades
As mulheres nunca negam
Suas verdadeiras idades ?

Dúvida XIII (Via pseudo-haicai).

Foi o cartola
Que ofereceu
Bola e a bola ?

Nenhum comentário: