quinta-feira, 24 de junho de 2010

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I

Hitler deve estar penando ainda mais no inferno ao constatar que o jogador brasileiro afro-descendente Claudemir Jerônimo Barreto, de apelido Cacau, também é jogador da Alemanha. Além de um dos irmãos Boateng.

Constatação II

Não se pode confundir uva com luva, até porque a raposa do mestre Esopo não falou que era a luva que estava verde.

Constatação III

Uma bebida espirituosa
Ele emborcou.
Daí redundou
Que até a sogra era bondosa.

Constatação IV

Rico vive a larga; pobre, largado.

Constatação V (Saudades também da estatal Telepar).

Se você tirar a prova dos nove das privatizações (pedágio, comunicação, energia elétrica, etc.), ocorridas em nosso país, você não prova nada e, com essas taxas que se está pagando, tampouco sobra nada.

Constatação VI (De conselhos úteis).

Se você pretende simular, ao chegar tarde a sua casa, que você estava trabalhando, fazendo um serão brabo, ensaie primeiro, esgotando todas as hipóteses de perguntas que porventura advirão, a fim de não cair em contradições. E claro, certifique-se de que você não vai deixar sinais, marcas, impressões digitais, labiais, imorais, etc. ou quaisquer outras pistas de denúncia ou delação. De nada!

Constatação VII

Rico pula carnaval; pobre, assiste o de Curitiba.

Constatação VIII

Data vênia como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que o jogador Luis Fabiano e o juiz francês que apitou o jogo do Brasil contra a Costa do Marfim são amigos de há muito tempo...

Constatação IX

Depois que a partida terminou o vidente comentou: “Eu não falei pra vocês que íamos ganhar?” E como ninguém chegou a pelo menos menear afirmativamente a cabeça, ele pensou: “Não tem importância a falta de resposta. Falei pra mim mesmo”...

Constatação X (De conselhos úteis. De nada!)

Evite o colesterol,
Tomando vinho,
Mas com moderação;
Evite a hipertensão
Não assistindo o futebol,
Nem por um momento,
Quando teu time ta sozinho
Lá na zona do rebaixamento.

Constatação XI

Paulo Salim Maluf afirmou que a ficha dele é a mais limpa do Brasil. Nessa linha de raciocínio, Rumorejando acha – data vênia, é claro – que a Madre Tereza de Calcutá não merecia ter sido canonizada. Ela tirou o lugar de pessoas mais credenciadas e prioritárias...

Constatação XII

Quando o obcecado convencido se inteirou que no Peru as fãs de um candidato a prefeito estavam, nos comícios, atirando suas calcinhas pra ele, inferiu que se ele, o obcecado, morasse no Peru elas não só atirariam as calcinhas, mas também se atirariam suplicantes nos seus braços.

Constatação XIII

Quando, no motel, a francesa
Pôs-se a cantar a Marselhesa
Ele fez continência e ficou em pé.
Despido, parecia um chipanzé
E, ouvindo o hino pelado,
Sentiu-se despatriado.
Coitado!

Constatação XIV

Não seja jacu, jeca ou tatu.
Lembre-se que praga de urubu
Pode deixar a gente jururu
E cair no teu próprio... nariz.

Constatação XV

Tendo em vista que certas atitudes e fatos vêm se sucedendo cada vez mais de maneira acentuada, aguardem, prezados leitores, o Dia do Contraventor. E já que falamos no assunto, as biblioteca e o Dia do Bibliotecário deverá ser extinto por falta de leitores nas bibliotecas...

Constatação XVI

Deu na mídia: “Lula inaugura terreno baldio no Pará”. Aguardem breve, prezados leitores, nessa época de eleições, até inauguração de eventual recapeamento dos buracos nas estradas rodoviárias...

Constatação XVII

Quando o obcecado convencido, nada a ver com o outro da Constatação XII, leu na mídia que “na África do Sul a ‘camisinha anti-estupro’ está sendo distribuída”, estufou o peito e de alto da sua sapiência proferiu a seguinte pérola: “Comigo elas precisariam usar um tapa-ouvido porque ninguém resiste as minhas indefectíveis cantadas”.

Constatação XVIII

O cubo,
Com desconfiança,
Pra pirâmide falou:
“Vê se desencostas
Das minhas costas
Que eu não sou tubo”.
E, adrede,
Por segurança,
Na parede
Se encostou.

Constatação XIX

Rumorejando
não acha que Itália, França, Dinamarca e mais outros não se apresentaram mal. Apenas que alguns jogadores estavam com saudades da família e queriam voltar mais cedo para casa. Só isso.

Constatação XX

Rico tem altivez; pobre, não conhece o seu lugar.

DÚVIDAS CRUCIAIS

Dúvida I

Números complexos são aqueles que, em época inflacionaria, não valem nada ? E foram os números primos entre si que brigaram, como em toda família, por causa da herança ? E, também, foram os números romanos que meteram panca de nobres em cima dos números arábicos ? Idem, idem as letras góticas que esnobaram a escrita corrente, aquela utilizada por nós no dia a dia e, para quem estuda ou trabalha, também, na noite a noite ?

Dúvida II (Da jabulani?)

A pelota
Traçando
Espirais
Difusas ?
Ou foi lorota
Dos jornais,
Deixando
Mentes confusas ?

Dúvida III

É muito simplista
Filar a bóia e depois
Fazer a pista ?

Dúvida IV

O simpático anda claudicando ? Me refiro ao prezado leitor, não ao nervo simpático que, diga-se de passagem, quando dói não é nada simpático.

Dúvida V

A garota que nasce em Limeira, estado de São Paulo, é limeirense, limoense, limaense, limenha, limeirana, lima, ou o quê ? Comentários no blog. Obrigado.

Dúvida VI

A cartilha, a tabuada, o caderno de caligrafia, os trabalho manuais, o recreio e a merenda e a professorinha por quem a gente se apaixonou. Apenas rememoração ou estamos entrando na terceira infância ?

Dúvida VII

O sujeito que fatura sozinho uma sena da vida passa a ser, no mesmo instante, inteligente, simpático e bonito ?

Dúvida VIII

Foi o louva-a-deus
Que disse,
Todo teatral,
Pra namorada:
“Não estou numa legal.
Chega de sandice.
Vou tomar a estrada.
Adeus” ?

Dúvida IX

Será que a jabulani é efetivamente esférica? Rumorejando desconfia que pela sua – dela – trajetória, quando quica, ela é oval, ou ova como a gente dizia quando jogava com bola de tentos. Fantasma ela não é, como andou sendo apregoado, embora muito jogador a deixe passar como se ela fosse invisível...

Dúvida X

Foi o obcecado que chamou, num ato aparentemente falho, a vuvuzela de vulvazela?

Dúvida XI

O nepotismo,
Sob alegação
Que não tem
Alguém
Nem
Ninguém
Tão
Bom,
Tão
Competente
Como o parente,
É cinismo,
Brasileirismo,
Mercantilismo
Ou filha da p....ismo ?

Dúvida XII

Foi o trabalho da formiga,
Dando exemplo pra cigarra,
Que quase a matou de fadiga ?

Dúvida XIII (Via pseudo-haicai).

A monja
Bebia cerveja
Qual esponja ?

Dúvida XIV (Via pseudo-haicai).

Tem que ser xereta
Para descobrir
Tanta mutreta ?

Dúvida XV

Será que os blecautes que volta e meia acontecem em nosso país são alguma traquinagem de algum disco voador, como se supôs, há alguns anos atrás, quando Nova Iorque também ficou às escuras ?

Dúvida XVI

Não é flor
Olorosa
O bebedor
De perigosa* ?
*Perigosa = um dos muitos sinônimos de cachaça.

COISAS QUE PRECISAM SER INVENTADAS

-“Abolidor” automático a fim de abolir o capital especulativo da face do Planeta Terra, de outros planetas e, inclusive, de outras galáxias.
-“Abolidor” automático, nada a ver com o anterior, a fim de abolir legislador que legisle em causa própria da face do Planeta Terra, de outros planetas, etc.
-Sapato, ou bota, ou tênis, etc., novo, que já venha amaciado como o velho que, diga-se de passagem, nunca deixa de ser o do coração.
-Liquidificador para liquefazer nossas desditas.
-Sonar de longo alcance, ou melhor de longa distância para detectar visita inoportuna do tipo credores, sogra, mordedor, cara chato, etc. para você ter tempo hábil de se fechar e apagar automaticamente todas as luzes, dando a impressão que não tem ninguém em casa.
-Político sério.
-Político decente.
-“Desaproveitador” que anule as intenções de quem quer tirar proveito em tudo.
-Jogador de truco que me ganhe.
-Frutas com gosto de carne para que todos virem vegetarianos.
-Cervejas e vinhos com álcool, mas que não contrariem a Lei Seca, não dê porre, etc.
-Rádio em Curitiba que toque música clássica (A Educativa e a emissora da PUC tocam muito pouco e em horários ruins).
-Aparelho para a extinção da famigerada Lei do Mais Forte.
-Mudança ortográfica que também elimine a grosseria.
-Sistema econômico que façam todos terem tudo ou pelo menos que atendam as necessidades básicas.
-Cura para as doenças até agora consideradas incuráveis.
-Bactérias boazinhas que se alimentem de bactérias nem tanto.
-Absorvedor de poluentes (e do petróleo do Golfo do México).
-Aparelho que reduza os decibéis fora dos padrões (propaganda política, venda de sonhos e outros produtos comerciáveis, anúncios de liquidações, etc.).
-Detectômetro para detectar maus-caracteres.
-Comentaristas esportivos que falem menos, a fim de que se assista os jogos pela televisão sem precisar recorrer ao mute.
E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br

sexta-feira, 18 de junho de 2010

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I (De diálogos complementares, aparentemente com dúvida crucial).

-“Homem tem que ser durão!”
- “Tem que ser. E estar, não ?”...

Constatação II

Não se deve confundir bê-a-bá com bafafá, até porque, mesmo que o governo não proporcione escolas para todos, visando alfabetizar a população, não acontece absolutamente nada, muito menos um impensável bafafá...

Constatação III (Repetitiva).

Se a situação continuar assim, a curto prazo, o nosso dinheiro ficará assim-assim, quer dizer, mais curto...

Constatação IV

Disse a carente mulher pro marido marxista: “O teu mentor, o teu grande guru, a quem você não pára nunca de citar, disse: ‘A cada um de acordo com sua necessidade; de cada um de acordo com sua possibilidade’. Então tome logo essas coisas, chamadas viagra, cialis, ou levitra inventadas pelos teus desafetos capitalistas, pra podermos ir pra cama duma vez”.

Constatação V

A globalização é uma “espécie de ajuda mútua e recíproca” que desajuda os que mais necessitam de ajuda e ajuda os que menos necessitam de ajuda. Tenho dito!

Constatação VI

Depois que a namorada lhe deu o fora, o cara estava se sentindo um lixo com tal intensidade, mas com tão grande intensidade que cuidava, ao colocar o lixo doméstico na calçada, que não coincidisse quando o caminhão da limpeza pública passava com medo que o levassem também.

Constatação VII (Tuteando, como gaúchos e catarinenses).
Querida! O teu aspecto
Meditativo, sentada no trono,
É tão circunspecto
Que até pareces um mono.

Constatação VIII

Tocava tão mal, tão mal, mas tão mal que aquilo já não era martelar o piano, era surrar mesmo.

Constatação IX

Não se deve confundir FMI – Fundo Monetário Internacional com FBI – Federal Bureau Investigation, muito embora certos países, que têm que recorrer ao primeiro para conseguir um empréstimo, mereceriam ser investigados pelo segundo, ou assemelhados, para detectar e aclarar como foi que chegaram a um nível de endividamento e situação tais em que se encontram que os levou a recorrer ao primeiro.

Constatação X

Rico solve seus altos compromissos na promoção do crediário; pobre, gagueja na prestação.

Constatação XI (Teoria da Relatividade para principiantes).

Para quem é um destrambelhado, a pessoa que é ordeira é neurótica.

Constatação XII

Salvo maior engano, a situação está ficando “salve-se quem puder”.

Constatação XIII

“A odontologia é uma profissão que exige, dos que a ela se dedicam, o senso estético de um Artista, a destreza manual de um Cirurgião, os conhecimentos científicos de um Médico e a paciência de um Monge”. Papa Pio XII.
“O aposentado é uma condição que exige, dos que se aposentaram pelo INSS, o senso estético da Amélia que ‘achava bonito não ter o que comer’, a destreza manual para fazer 'Das Tripas Coração', conhecimentos científicos para sobreviver como um 'Perdido no Deserto' e a paciência de quem crê que 'Devagar Se Vai Ao Longe'”. Leigo José Zokner (Juca).

Constatação XIV (De conselhos úteis).

E nunca esqueçam, prezados leitores, que sempre, a toda hora, a todo o momento, haverá, em algum lugar, alguém que, pela própria irremediável condição humana, te estará pichando. Diante dessa terrível obviedade, limite-se, apenas, a menear os ombros. De nada !

Constatação XV

Quem superestima sua suposta inteligência é um burro.

Constatação XVI

E já que falamos no assunto, em certos países, há os que têm inteligência superior, mas, por uma série de condições, ela acaba se finando; há os que não têm inteligência superior, mas têm condições, principalmente financeira, o que dá para ir tranqüilamente levando; outros mais, têm condições financeiras e inteligência superior só que a televisão vai solapando. E por aqui, no fim desta constatação, vamos ficando...

Constatação XVII

Paquerou o mulherão do açougueiro. A carne é fraca...

Constatação XVIII

Quando este assim chamado escriba frequentava os jogos de futebol e o goleiro deixava passar uma bola fácil, a torcida gritava o substantivo ou adjetivo “frangueiro” e a mídia se reportava que “o goleiro comeu ou engoliu um frango”; Mais tarde, os cronistas passaram a dizer “tomou um frango”; Nos primeiros jogos da presente Copa, a mídia assinalou: “Goleiro da Inglaterra franga”. Como vimos de substantivo e adjetivo evoluiu para um verbo, o verbo frangar que se conjugado seria algo assim: Eu frango, tu frangas, ele franga, nós frangamos, vós frangais, eles frangam. Frangamente, digo francamente, essa turma já não tem mais o que inventar. Cáspite!

Constatação XIX

A Sociedade, está segmentada em compartimentos. As elites dirigentes se constituem em feudos, embora já não vivamos num regime feudal. Aqueles que não fazem parte das elites dirigentes são os “feudidos”.

Constatação XX

As raças negra e amarela e, também, os índios não envelhecem. Militar, os que fazem a carreira, tampouco.

Constatação XXI (De diálogos conjugais).

“Eu fico desesperado(a) quando o meu calcanhar começa a engrossar”.
“E eu fico desesperada(o) quando você começa a engrossar”.

Constatação XXII

Primeiro o curitibano marcava encontro para antes ou depois da chuva; agora, é depois que o nível da água da enchente baixa.

DÚVIDAS CRUCIAIS

Dúvida I

Diz-que-diz
E celeuma causou
Na nação
O presidente
De certo país
Quando falou,
Que o seu parente
Da administração
Não participou.
Porém
Será que alguém
Nele acreditou ?

Dúvida II

Alguém tem dúvida, crucial ou não, que o Dia Internacional da Mulher foi proposto por um machista ? E alguém tem dúvida que o dia foi criado para levá-las na conversa, já que as barbaridades que são feitas contra elas em nenhum momento deixaram de acontecer, obrigando, até, a criação de uma delegacia específica para apresentação das suas queixas, como é o caso da Delegacia da Mulher ?

Dúvida III (Via pseudo-haicai).

Quando alguém grita
Você, de raiva,
Fica verde caturrita ?

Dúvida IV

Diamante,
Não é à-toa que rima
Com amante ?
Ou é amante
Que, não de graça,
Rima com diamante ?

Dúvida V

Homem feliz é aquele para o qual ninguém vem contar uma fofoca ?

Dúvida VI

Hoje em dia, os agradecimentos, pedidos de desculpas, de licença ficaram implícitos e não precisam mais ser expressos ?

Dúvida VII

Foi a dália que falou da camélia pra boca-de-leão: “Ela não é flor que se cheire” ?

Dúvida VIII

Deu nos jornais: “Governo tira um imenso montante da área social”. Alguém aí tinha alguma dúvida ou ingenuamente achava que iriam cortar os salários dos deputados e senadores ?

Dúvida IX

Foi a centopéia que foi ao pedicuro a fim de fazer os pés e ainda teve a ousadia de pedir um desconto ?

Dúvida X

Lágrimas de crocodilo
Ela derramou
Quando reparou
Nos jornais
Que a rival,
Que jamais
Tivera igual,
Aumentou
Muito mais
Que um quilo ?

Dúvida XI

A confidência a Deus, via confissão, será que chega ao seu destino ?

Dúvida XII (Via pseudo-haicai).

A tosse comprida
Encurtou seu beijo
À prometida ?

Dúvida XIII

Levou uma finta
E caiu estatelado,
Em cima do apitador,
No gramado,
O jogador
Com muita pinta ?

Dúvida XIV

Quando o grande cantor lírico proferiu a frase: “Não se canta com a garganta. Se canta, com a cabeça”, qual seria, afinal, o tipo de cantar a que ele estava se referindo ?

Dúvida XV

Os prezados leitores já imaginaram se a Coréia do Norte tivesse feito o seu gol no começo da partida e não no fim contra o Brasil?

Dúvida XVI

Corre pela Internet “que não se deve abrir um e-mail onde aparece a candidata Dilma nua porque pode ser verdade”. Nesse raciocínio, nós brasileiros não teríamos, além da rivalidade, um motivo a mais para torcer contra a Argentina, tendo em vista a promessa do Maradona de ficar nu se os hermanos forem os campeões?

sexta-feira, 11 de junho de 2010

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I (De diálogos reciprocamente inverossímeis).

Disse um velhinho pro outro:
“Você já viu as imagens eróticas que têm na Internet ?”
“Não. E nem quero ver. Como é que você ficou sabendo de tudo isso ? Você já viu ?”
“Ainda não. Me contaram”...
“E como é que faz pra ver ?”
“Não sei. E nem quero saber”.

CONSTATAÇÃO II


A corrupção e os altos salários dos políticos são concentradores de renda, consequentemente do aumento filhadapu...mente da pobreza.

Constatação III (De diálogos anti-desperdícios).

-“É da casa do Fulano ?”
-“É”.
-“É o senhor que ia ter uma consulta hoje às 16 horas com o Dr. Beltrano ?”
-“É”.
-“O Dr. pede mil desculpas, mas teve um chamado urgente em outra cidade e não sabe se conseguirá voltar em tempo para lhe atender. Ele pediu para marcar uma nova consulta para amanhã, no mesmo horário. De acordo ?
-“É. Tá bem. O que é que a gente vai fazer ? Pena que eu já tomei banho”...

Constatação IV

Tá certo que no par de meias estava escrito que ele continha 94% de algodão e os restantes 6% de fibra sintética. Mas, os 6% de fibra sintética provocaram uma alergia tal que ficou a dúvida crucial se não haviam trocado os percentuais...

Constatação V (Lamentavelmente).

A persistente agressão
Na camada de ozônio
Sem cessar
Fará uma transformação,
Um pandemônio,
Na água, na terra e no ar.

Constatação VI (Ah, esse nosso vernáculo).

Deixou curtindo o mate chimarrão para melhor curti-lo.

Constatação VII

E como dizia aquele extenuado marido para a sua obcecada e insaciável esposa: “Assim como existe, em alguns lugares, o cartaz: “Por favor, respeite o meu direito de não fumar”, eu te peço: “Por favor, respeite o meu direito de não me esfalfar”.

Constatação VIII (Via pseudo-haicai).

A petulância
É irmã gêmea
Da arrogância.

Constatação IX

Disse um velhinho, nada a ver com um dos velhinhos da Constatação I: “Viagra é um santo remédio”. Disse outro velhinho, nada a ver com nenhum dos velhinhos da Constatação já mencionada: “Viagra é um remédio santo”. Disse um terceiro velhinho, etc., etc.,: “Viagra é um santo remédio santo”. Mentiu um quarto velhinho, metendo panca: “Coitados de todos esses velhinhos”.

Constatação X

Bertold Brecht é o autor da frase: “Do rio que tudo arrasta se diz que é violento, mas ninguém diz violentas as margens que o comprimem”. “Parodiando” o grande teatrólogo, depois das chuvas em Curitiba e adjacências: A enxurrada que tudo destrói se diz que é malsã, mas o lixo na calçada se acumula desde a manhã...

Constatação XI (De diálogos esclarecedores).

-“Ele reprovou nos exames”.
-“Por falta de estudo ?”
-“Não. Por excesso de coceira”...

Constatação XII (Ah, esse nosso vernáculo).

Ela foi provar
O chá do samovar
E se queimou.
E se queimou
Porque ninguém avisou.

Constatação XIII

Ela teve um sonho
Que tava declamando
Muralha, o Sidônio
E a turma, só vaiando.

Constatação XIV

Não parece normal
Que, em casa, eu não apite.
Mas, não faz mal
Ando mesmo sem palpite...

Constatação XV

Disse o crupiê
Pra mulher,
Com dureza,
Sentada no bidê
Como quem nada quer:
“Cartas na mesa”!

Constatação XVI

A guisa
De informação:
Certo tipo de aposentado,
Fizeram dele
Um palhaço
Nessa anômala contribuição,
Pois, foi ele,
De novo, tungado.
E o seu quinhão
Que já era escasso
Passou a ser uma brisa...

Constatação XVII

As desavenças entre um casal também se verificam quando ambos, já com uma certa idade, a provecta, ou “a terceira idade”, ou “a idade de ouro” retornam a fase do “não”. E o “não” deles não são para as mesmas coisas, são “nãos” totalmente díspares.

Constatação XVIII (De conselhos úteis).

E nunca esqueça, prezado leitor, que você, para subir na vida, não precisa pisar nos outros. É bem mais fácil você pisar em degraus... Inclusive, você se equilibra bem melhor e não corre o risco de um escorregão. De nada !

Constatação XIX

Não se deve confundir Extremadura, que é o nome de um time de futebol da Espanha, com ferradura, muito embora, a semelhança de tantos atletas que atuam por outros times, há muito jogador do Extremadura que deveria jogar com ferradura...

Constatação XX

Em certos países, devendo ou não, o camarada paga “para não se incomodar”. E viva “nóis” !

Constatação XXI

Quisera
Eu
Que
Aquela
Doce
Sensação
Que
Ela
Prometeu
Não
Fosse
Quimera...

Constatação XXII

A fofoca provem principalmente da falta de assunto.

Constatação XXIII

Dentre os livros mais vendidos nas livrarias na área de “Não ficção”: 203 maneiras de enlouquecer um homem na cama, de Olivia St. Claire; 177 maneiras de enlouquecer uma mulher na cama, de Margot Saint Loup. Para quem se interessa em estatística, isso tudo dá um total, entre “segredos” e “maneiras”, de 380. É só conferir. Me refiro a estatística. Quem quiser, pode, também, ler esses dois livros. É decisão pessoal da necessidade de cada um...

Constatação XXIV

Quando o ambientalista leu o cartaz da loja “Estamos liquidando o verão” pensou imediatamente: “Também o inverno, a primavera, o outono...”

Constatação XXV

O jiu-jitsu está entrando na moda. Com toda a certeza, o caratê vai entrar também. Provavelmente, seguir-se-ão (perdão, leitores, saiu assim. Não tem nada a ver com o “fi-lo porque qui-lo”) outros esportes assemelhados. Em certos países, andar armado faz horas que entrou na moda e até hoje não saiu...

Constatação XXVI (De conselhos úteis. De nada!).

Vê se manera
Na tua despesa.
Seja austera.
Nessa vertente
De mulher burra
Dificilmente,
Você chegará,
Você se tornará
Uma formosura,
Uma globeleza.

Constatação XXVII

Tem gente que te visita para fazer terapia, despejando em cima de você todas as suas desditas e saindo, em seguida, leve como sombra de asa de libélula. Depois disso, é você que tem que fazer terapia. Aí, com um especialista, pagando uma baita consulta.

Constatação XXVIII

Quando a vizinha e amiga falou: “Eu vou convidar vocês para aparecerem lá em casa para ver o filme da nossa viagem com as crianças para a Disneylandia”, a amiga e vizinha pensou: Puxa! Eu nunca fiz nada de mal pra essa gente. Ao contrário, sempre os tratei bem. Só fiz gentilezas nesses quinze anos que vizinhamos”...

Constatação XXIX (De temas de transcendental importância).

Quando a gente era mais novo – e por mais incrível que isso possa parecer, a gente já foi mais novo –, quando criança, a gente costumava dizer, caso chovesse e saísse sol simultaneamente: “Chuva e sol, casamento de espanhol”, ou “sol e chuva, casamento de viúva”. Hoje em dia, em Curitiba, não daria mais, não só pelas condições climáticas, já que só chove e o sol não é visto, mas porque o casamento está, gradativamente, sendo abolido... Agora, nos poucos casos que eles ocorrem, os noivos costumam se despedir na igreja, não oferecendo um almoço, um jantar ou, sequer, um simples coquetel, o que, convenhamos, parece meio usurário, meio sovina. Para esses casos esdrúxulos sugerimos que, em Curitiba, as crianças, digam: Chuva e chuva, queremos a manjuva*. Fica consignada a imprescindível sugestão.
*Manjuva = comida, refeição.

Constatação XXX (Ah, esse nosso vernáculo).

O Cunha, contou uma história, sem cunho histórico, sobre o seu cunhado que fez uma cunha toda torta por haver tomado uma “caña” paraguaia.

DÚVIDAS CRUCIAIS

Dúvida I

Se o Presidente Dutra, que governou o Brasil em 1946, depois da ditadura de Getúlio Vargas, também tivesse sido ditador, teríamos tido uma ditadutra ? (Perdão, leitores).

Dúvida II

E já que falamos no assunto, quem poderia supor, pela cabeça de quem iria passar que, um dia, o mundo ficaria mais pequeno para os “grandes” ditadores, como por exemplo o falecido Pinochet ?

Dúvida III

Progenitura,
Atualmente,
Somente
Quem
Não
Tem
Fartura ?
Perdão,
Sinecura ?


Dúvida IV

Você também é daqueles que fica pê da vida, possesso, fulo de raiva quando a caneta esferográfica, recém adquirida, não solta tinta ou solta em demasia ? Ou você acha que apenas levou azar na compra ?

Dúvida V

Dependendo da resposta para a Dúvida IV, você acha que irá para o céu ou para o inferno, eventualmente, com baldeação, ou conexão, no purgatório ? (Baldeação, nos casos de utilizar trem: conexão, avião).

Dúvida VI

O seu bocejar
Incessante,
A sua sonolência
Irritante
Começou a estragar
Sua boa aparência ?

Dúvida VII

O flerte
De sua filha
Tão solerte ?

Dúvida VIII

O namoro
Do seu filho
Só decoro ?

Dúvida IX

A cartomância,
Como ciência,
É ignorância,
Ou sapiência ?

Dúvida X

Quando o vendedor, ao te apresentar um orçamento, diz: “Dependendo da oferta do concorrente, ainda dá para negociar o meu preço”, ele está te dando um diploma de burro, já que estará pensando: “se meu preço passar, passou”; ou ele está se dando um diploma de burro, pois você sempre poderá dizer que o preço do seu concorrente é menor, ou, ainda, ambas as coisas ? (Comentários no blog. Obrigado).

Dúvida XI (Via pseudo-haicai).

Sem parcimônia
Ele mandou a sogra
Tocar zampônia* ?
*Zampônia = Instrumento de sopro muito utilizado no Peru e Bolivia.

Dúvida XII (De alguns países africanos).

Dolarizar ou não dolarizar, esta é a questão, digo, that is the question ?

Dúvida XIII

Potência estrangeira
Só quer nossa infelicidade!
Tudo isso não é besteira
Ou, da oposição, maldade ?

Dúvida XIV

A novela
Foi a responsável
Pela queima da panela ?

Dúvida XV

Ora veja,
Naquele momento,
Tão solene,
O falatório
Da proclama
De casamento
Da Irene:
“Foi no cartório,
Na igreja
Ou na cama ?”

Dúvida XVI

Foi o xexelento*
Que propôs à ricaça beldade
Casamento?
*Xexelento = “Regionalismo: Brasil. Uso: informal.
1. desprovido de qualidade; de pouco valor
2. de aparência desagradável; falto de beleza
3. usualmente desejoso de amolar, incomodar; implicante” (Houaiss).

Dúvida XVII
A mulher que se permite ser objeto de um homem é uma mulher abjeta?

www.rimasprimas.com.br

sexta-feira, 4 de junho de 2010

RUMOREJANDO


PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I

A Ciência, graças ao Homem, evolui; o Homem, graças a si mesmo, evolui às avessas. Vá lá um entender a filhadapu...mente intricada e maldosa alma humana...

Constatação II (Ah, esse nosso vernáculo).

Já que, de saída, ela não me deu entrada, por me achar um cara grosso, aí, eu fui saindo de fininho.

Constatação III

Conselho útil, portanto, anote:
Com sede extremamente voraz
Não vá muito afoito ao pote
Para não perder teu parco cartaz.

Constatação IV

No tempo do Plano Cruzado, o PMDB pediu para o então presidente José Sarney para segurar a barra até as eleições, não fazendo as correções que se faziam necessárias, deixando a inflação contida. Graças a isso, o PMDB só perdeu num estado a eleição, ganhando nos demais. Foi, o que se diz em linguagem popular, uma lavada. Passada as eleições, o Plano Cruzado foi pro brejo e a inflação disparou até a estratosfera. Com o Plano Real aconteceu algo similar, o que foi papel primordial para a reeleição do presidente da república FHC. Atualmente, discute-se a tal Ficha Limpa. O resultado já pode ser previsto sem que se recorra a uma bola de cristal. Daí pode-se inferir que, pelo menos em certos países, podem-se enganar, engabelar, levar no papo todos quase todo o tempo... E, claro, viva “nóis”.

Constatação V

Eu já havia lido Brasil: nunca mais, cujo prefácio foi escrito pelo Cardeal D. Paulo Evaristo Arns. Lá encontrei nomes de colegas de trabalho e conhecidos que eu nunca poderia imaginar que tivessem sido ajudantes da repressão. Também Os senhores das Gerais de autoria de Heloisa Maria e Murgel Starling conta o que se passou em Minas naquela época. Consegui, com muita dificuldade, já que está esgotado, Resistência Democrática – A repressão no Paraná, de autoria de Milton Ivan Heller, editado pela Editora Paz e Terra e pela Secretaria de Estado da Cultura do Paraná. O jornalista e Amigo Milton Ivan Heller foi cassado em 1964, quando membro do Conselho Fiscal do Sindicato dos Jornalistas, porque sim e tá acabado, como posteriormente viria a ficar provado e aprovado “por falta de justa causa”. Maus tempos aqueles...

Constatação VI (Por que será que não se treinou todo o tempo com a bola mais leve?)

O saudoso Roberto Ribeiro, no seu repertório de música popular brasileira, gravou “Samba do Sofá” de autoria de Geraldo Babão e Dicro, que diz o seguinte: “Mais uma vez/ Vou ter que perdoar/ Porque eu gosto dela/ Infelizmente eu fui me casar/ Com uma mulher tão bela/ Ontem a encontrei/ Beijando outro em meu sofá/ Veja que raiva qu’eu senti/ Hoje bem cedo peguei o sofá e vendi (...)”. Mal comparando, se perdermos a Copa vão dizer que a bola é muito leve, portanto culpada. Vamos e venhamos, seria querer culpar o sofá...

Constatação VII

Rico tem reminiscências: pobre, quer esquecer o passado.

Constatação VIII

No caso das estatais, foram-se os anéis e os dedos. Aguardem, breve, muito breve, os artelhos... A propósito, que saudades da Telepar, a antiga estatal de telecomunicações no Paraná.

Constatação IX

Rico toma vinho tinto; pobre, tinta.

Constatação X (Teoria da relatividade para principiantes).

É muito melhor ter pedra na vesícula do que m... na cabeça.

Constatação XI

Lembre-se, caro leitor,
Responsabilidade
E probidade
Não é receita de doutor
Nem se adquire
Em farmácia.
Daí, não se admire
Com a nossa falácia.

Constatação XII

Rico ganha dinheiro especulando; pobre, ganha dinheiro quando acerta – e se acerta – uma vez na vida o terno no jogo do bicho.

Constatação XIII

E como matutava Matusalém quando pegou um simples resfriado: “Desse jeito eu não vou durar muito”.

Constatação XIV (Cadê a devolução do dinheiro que foi cobrado a mais nas contas de luz).

De repente,
Não mais que de repente,
Eles querem que a gente
Novamente se arrebente
Com o “empréstimo” não quente
Daquele tão somente
Cuja devolução fica ausente,
Pois o governo volta e meia mente.
Desse jeito não há quem agüente:
Não ficará ninguém pra semente.

Constatação XV (De diálogos inocentemente conclusivos sobre casos de aposentados ciosos, ociosos ou não).

-“E o que você faz o dia inteiro ?”
-“Tomo chimarrão”.
-“E a noite inteira ?”
-“Destomo”.

Constatação XVI

Não se deve confundir marmota, que, no nordeste brasileiro, popularmente, quer dizer fantasma, com marmita, muito embora para a grande maioria da população brasileira a marmita e outros apetrechos assemelhados está se transformando numa marmota a olhos e bolsos vistos...

Constatação XVII (Aparentemente paradoxal).

Em certos países, circulam jornais que têm muito para ler e não têm nada para ler. Se o prezado leitor, mudar o verbo de ler para ver, a presente Constatação vale também para a televisão. Pena!

Constatação XVIII (Ah, esse nosso vernáculo).

E como dizia aquela gata: “Aquele meu gato é burro. Ele se emburrou comigo só porque eu tava falando com aquele pato metido a gavião”.

Constatação XIX

A maldade
Do hipócrita fingido
Tenta mostrar
Bondade,
De aparentar
Que ficou sentido
Com algum fato
Que conta, lamentando,
Mas, com espalhafato,
Para, afinal,
Ficar
Falando
Mal
Dum pobre mortal.

Constatação XX

Pobre, nunca quer reconhecer seus erros; rico, nunca erra.

Constatação XXI (De diálogos elucidativos).

-“Dilaceraram o seu coração”.
-“Quem ? Alguma ingrata ?”
-“Não. Aquela tribo antropófaga”.
-“Ah, bom”.

Constatação XXII

Passou a admirar muito mais a sua filha por ter passado no vestibular. Não pelo fato em si, mas pelas horas que ela dedicou à televisão, assistindo o besteirol de praxe ao invés de estudar um pouco mais...

Constatação XXIII

Tive que fazer
Um requerimento
Para dela merecer
Ao menos um olhar,
Por um momento.
Recebi, apenas, um esgar.
Que tormento !

Constatação XXIV

Ela deveria
Pedir-me perdão.
Já que ela só sabe
Dizer-me: “Não!”
Um sim, também cabe
“Pruma” feliz união,
Desde que não se caia,
Por causa desse rabo de saia,
Numa fria.

Constatação XXV

Depois que o comensal
Comeu, inteiro, o leitão
Preocupou-se o anfitrião:
“Arrisca agora ele virar,
Logo aqui no meu lar,
Um doente terminal”.

Constatação XXVI

Depois que o político,
Em época de eleição,
Me cumprimentou
Pela enésima vez,
Dizendo: “Muito prazer
Em conhecê-lo”,
Muito analítico
E com muita rapidez
Cheguei a conclusão,
Que ele não quer nem saber
Quão importante eu sou,
Fui, ou deixei de sê-lo.
Minha bela fachada
Por um olho dele entrou
E pelo outro saiu.
Antes de mais nada,
Ele que vá pra p. que o p...!
(Perdão, leitores,
Este desabafo,
Pois destes senhores
Eu não me safo).

Constatação XXVII

Deu um tremelique
Na hora da passarela
No rapaz do repique
Que comprometeu
O desempenho da bateria
E por causa dela
A escola, que não perderia,
Se fu, digo, perdeu.

Constatação XXVIII

O site da Globo, na Internet, apresenta os “Melhores Momentos” das partidas de futebol. Em algumas partidas, na sua maioria as que terminam zero a zero, os momentos apresentados se efetivamente fossem os melhores ficaria a grande dúvida de como foram os piores...

DÚVIDAS CRUCIAIS

Dúvida I

No reino animal, algumas fêmeas devoram o macho depois de. É o que se poderia chamar de orgasmo antropofágico ou de antropofagia orgástica ?

Dúvida II

Se você encontrar dois caras conhecidos, ambos, coincidentemente, com o nome de Raul como é que será o seu cumprimento: “Oi Rauls”, “Oi Raules” ou “Ois Raul(es) ? Cartas ao blog. Obrigado.

Dúvida III

Ele é gente pra burro, mas, pra muita gente ele é burro ?

Dúvida IV

Qual foram as grandes obras deste governo reeleito e do anterior para o país ter uma dívida interna tão elevada ?

Dúvida V

E por que é que nós é que temos que pagar a conta daquilo que nós não gastamos, ou melhor, que os políticos, com as maracutaias, gastaram ?

Dúvida VI

E já que falamos no assunto, será que algum governante daria seu aval pessoal, o de pessoa física, para nos garantir a devolução desses “empréstimos”, anteriormente referidos ?

Dúvida VII

Quem é que iria imaginar que há apenas 10 anos atrás o dito, extraído da sabedoria popular, que “não existe mulher virtuosa; existe mulher mal cantada” iria ser usado também pelas mulheres se referindo aos homens ?

Dúvida VIII

A epistemologia é a ciência que estuda a maneira de “fazer a pista” ?

Dúvida IX

Na cantina
Da esquina
Havia uma menina,
Com voz sibilina,
Recitando a Cora Coralina ?

Dúvida X

Já começou novamente o esquema de futebol, o moderno “ópio do povo”, todos os dias da semana ?

Dúvida XI

Joaquin Rodrigo
Ela dançou
E só o umbigo
Ela não mostrou ?

Dúvida XII (Via pseudo-pseudo-haicai).

O pernoite
Foi no motel
Depois do agarra na “boite”* ?
*Favor ler como se escreve, pois se ler, como se deve, boate, esnobando o idioma francês, a rima ficará prejudicada. Obrigado pela compreensão.

Dúvida XIII

No seu querer,
Fremente,
Bota de verniz
Ele quis
Pra ela, nua, calçar
Pra, assim, poder
Tentar
Se excitar
Tão somente ?

Dúvida XIV

A vergonha na cara foi abolida definitivamente dos nossos políticos?

Dúvida XV

Será que lá, no céu,
Assim como na terra,
Também vou receber o labéu*
De “santo rastaqüera”**?
*Labéu = “mancha infamante na reputação de alguém; desdouro, desonra” (Houaiss).
**Rastaqüera = “rude, ignorante” (Houaiss).

Dúvida XVI

Se uma criança começa falar mal de alguém é que ela quer se sentir mais adulta ?

Dúvida XVII

Quando o bloco carnavalesco paulista Vai-Vai desfilou com suásticas é que ele se esqueceu de fazer uma lipoaspiração urgente em suas idéias ?

Dúvida XVIII

Do jeito que as coisas andam, logo, logo, também em Curitiba, teremos todos, policiais e civis, de andar com colete a prova de balas ?

Dúvida XIX

Se não parar
De chover,
Será
Que haverá
Necessidade,
De mudar
De cidade
E das namoradas,
Coitadas,
Esquecer ?

Dúvida XX (Via pseudo-haicai).

Tremido,
Foi o penalti
Batido ?

Dúvida XXI

A top model estava desfilando apenas com um top ?

Dúvida XXII

Mais que um zelo,
Administrar,
Sem deixar
Roubar,
O patrimônio lesar,
É um desvelo?

Dúvida XXIII

Caramba!
Nós, o povo,
Estamos de novo
Na corda bamba?

Dúvida XXIV

Por que será que os vulcões deram de se pôr a vomitar? Será por asco dos ditos humanos?

Dúvida XXV

O sol quando sai em Curitiba não dá nem pra saída?

Dúvida XXVI

Esse abre/fecha do tempo. Será que é de tanto jogar tria e dominó com o vento?