quarta-feira, 3 de novembro de 2010

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I

E como lucubrava, vetustamente, aquela senhora de idade provecta ou, se preferirem, da 3ª Idade:
“Só hoje, só agora
Que já estou velha
Imagens de outrora:
Como fui Amélia!...”

Constatação II

Não se deve confundir encanecido com ensandecido, muito embora haja muita gente que, quando o cabelo começa a ficar encanecido, fica completamente ensandecido. A recíproca, para esses casos, quase sempre, não é verdadeira.

Constatação III

Dela,
O lamento,
Justiça seja feita,
Era pleno de razão.
Mas, que tormento
E que desfeita
Ficar ouvindo
Toda aquela
Peroração,
Qual campaínha
Só tinindo,
Ou na chuva,
Sem sombrinha
Ou guarda-chuva.
Que chateação !

Constatação IV (Ah, essa falta de “desconfiômetros” na praça).

Certa vez, a apresentadora Regina Casé, diga-se de passagem de uma simpatia irradiante, ainda no seu antigo programa Muvuca, perguntou para a atriz Ana Maria Arezzi, quanto a sua, dela, menstruação o que foi de transcendental importância para o futuro da Humanidade. Depois a simpática apresentadora ficou reclamando que os paulistas não lhe deram a audiência que ela supôs merecer...

Constatação V

Em países do Cone Sul, como a Argentina e o Uruguai, se o pedestre estiver atravessando na faixa que lhe corresponde os carros são obrigados a parar. Nos países da Europa e dos Estados Unidos, nem falar. No Brasil os carros são prioritários. Pedestre não tem vez. Se tivesse, pelo menos, os sinaleiros, destinados a eles, existiriam para facilitar a travessia. Tenho dito.

Constatação VI (De histórias de terror, inverossímeis).

Durante
Seu turno
De guarda,
Numa vistosa farda,
Ele,
Tão valente,
De nada, temente
Ouviu
Um riso
Mordaz
Um riso
Soturno
Atrás
De si.
Ali,
Naquele
Instante,
Por um triz
Ele não quis
Correr,
Achando,
Pensando
Que ia se fo, digo morrer.
Era uma hiena,
Bem pequena
A quem sua amiga
Havia contado
Uma lorota,
Uma anedota.
Coitado !


Constatação VII

E como dizia o obcecado, tão nosso já conhecido e, teimosamente, incurável: -“Morrer, obviamente, ninguém quer. Mas que o zangão tem uma morte gloriosa, isso lá tem”.

Constatação VIII (De uma história, sensitiva, de amor).

A moça introspectiva,
Por isso muito esquiva,
Fez uma retrospectiva
E se viu sem perspectiva
Para uma vida construtiva.
Diante dessa expectativa,
Com voz de uma patativa,
Disse pro seu chefe, muito viva:
“Embora eu não pareça ativa,
Do teu coração estou cativa”.
E ele: “Tens boa saliva.
Cresceste e ficaste altiva
Tal palavreado me aviva”.
Encheu dois copos e...“Viva!”


Constatação IX (De diálogos esclarecedores).

-“Ele foi recebido com 21 tiros de canhão de 11 milímetros”.
-“Puxa! Que bacana! Bela homenagem ele recebeu”.
-“Bela homenagem, coisa nenhuma. Os tiros não foram dados para homenageá-lo. Foram dados nele”.
-Ah bom, quer dizer, ah ruim”.


Constatação X

E como resumia a gata, contando para o namorado o filme O Quatrilho: -“A ex-mulher de um dos mocinhos casou com o ex-marido de uma das mocinhas e vice-versa”.

Constatação XI

O guarda
Registrou
A ocorrência:
“Furou
O sinal.
E abalroou
O bonde.
Por falta
De paciência
Acabou
No hospital,
Onde
Aguarda
Alta”.
O delegado
Comentou:
“O suspeito,
Pelo jeito,
Será enquadrado
Por falta
De respeito.
Coitado”.


Constatação XII

E como dizia a mulher para o marido durante a discussão se o mundo ia acabar ou não: “É pena que se a minha tese que o mundo vai acabar, acontecer, como eu acho que de fato vai acontecer, eu não poderei tirar sarro de você porque iremos todos para o beleléu, para as cucuias”.

Constatação XIII

E como costuma “orientar” os seus clientes, fazendo troça, evidentemente, o meu amigo engenheiro Nestor Frantzezos, dono de uma agência de viagem, em Curitiba, diante das perguntas dos pretensos viajantes para os Estados Unidos em relação às moedas, no passado, ditas fortes: “Se o dólar subir é porque ele não vai baixar. Se o dólar baixar é porque ele não vai subir. E se o dólar não baixar e nem subir é porque ele vai ficar estável”.

Constatação XIV

Quando a diarista,
A pista,
Fez,
A boboca
Da dondoca
Nunca mais,
Jamais,
Se refez.


Constatação XV (De conselhos úteis óbvios, via pseudo haicai. De nada).

No meio do vendaval
Não é recomendável
Ler revista ou jornal.


Constatação XVI

Ela trabalhou com afinco,
Deixando tudo um brinco.
Ele trabalhou com má vontade,
Deixando tudo pela metade.


Constatação XVII (De conselhos úteis).

Se você é, reconhecidamente, uma pessoa chata, com auto-crítica e tem que fazer uma entrevista, para tentar auferir um emprego, limite-se a responder às perguntas que te forem formuladas pelo teu entrevistador. Se você for contratado(a), após o período inicial, chamado experimental, aí sim você poderá dar vazão a tua chatice. Mas não exagere, hein. De nada.

Constatação XVIII (Qualquer semelhança com certos países, que parecem jamais não pretender vestir a carapuça, é mera coincidência).

Não é justo resignar-se frente ao espetáculo imoral de um mundo em que ainda há quem morra de fome, quem não possui casa, quem carece de educação mais elementar, quem não tem acesso ao atendimento médico, quem não pode encontrar trabalho”. Discurso do Papa João Paulo II, no dia 27 de setembro de 1998, muito embora dê a impressão de pronunciamento da oposição aos atuais detentores do poder...

Constatação XIX

Durante as transmissões da penúltima Copa América, apareceu uma faixa com os dizeres: “Galvão Bueno vá pentear macaco” que, quando o próprio se deu conta que estava mostrando ao telespectador, alegou o espírito irreverente do brasileiro. Rumorejando, inspirado na mencionada faixa, estabelece a sessão: Escreva-nos o nome da sua preferência para constar no dístico acima. O nome do profissional da Rede Globo não vale, já que passou a fazer parte “hors concours” nessa lide de melhorar o visual dos nossos assim chamados primatas ancestrais com o auxílio de um pente.

Constatação XX (Teoria da relatividade para principiantes).

É muito melhor tomar viagra, mesmo suportando a cara de troça da farmacêutica, do que escutar aquela famosa, mas não tão conhecida frase por esse assim chamado escriba e provavelmente por outras pessoas também, que é pior do que troça, diga-se a bem da verdade, mesmo sendo sincera: “Não ligue, querido. Isso acontece”...

Constatação XXI

Não se deve confundir alcoviteiro(a) com casamenteiro(a), muito embora as duas expressões estejam ligadas a um dos principais – senão o principal – móvel da casa, a cama, nem que seja única e exclusivamente para dormitar, cochilar, tirar uma pestana, puxar um ronco, dar uma dormidinha, sestear, dormir, etc.

Constatação XXII

Em certos países, investir em Educação e Saúde é considerado acender boa vela em mau defunto. Já, a convocação extraordinária do Congresso nos meses de recesso, o que dá mais de 100 mil reais, por mês, para cada um...

Constatação XXIII

O vestibular dá a exata impressão que foi inventado por um governo despótico, daqueles que usam a tortura, a repressão, a coerção, a pressão psicológica e outros instrumentos tão nossos conhecidos e de triste memória. Pena!

Constatação XXIV

Dizem os grandes escritores (Balzac, Eça, Machado e outros tantos clássicos, ou não) que um texto tem que ter inspiração e depois muita transpiração até deixar ele enxuto. Rumorejando – data vênia, é claro – acha que tal assertiva parece um paradoxo: transpiração deixa molhado e não enxuto...

DÚVIDAS CRUCIAIS

Dúvida I (Deu na mídia: “Deputado pede aumento para poder viver com dignidade”).

Para viver
Com dignidade
Há que se ter
Salário de “otoridade” ?


Dúvida II

Carente de afeto
Ela não teve filho
Só neto ?


Dúvida III

No tempo que a cantada nada mais era do que uma homenagem e não havia nada dessa ignomínia de assédio sexual, a medida que as barreiras iam se desvanecendo, num esquema de aproximações sucessivas, era o sinal que a gente estava chegando lá ? Chegando lá ?

Dúvida IV

Foi o perito
Que pediu,
Que insistiu,
Num exame
De corpo de delito
Pra provar,
Por y + x,
Meio infame,
Que ela não quis
Violar
O namorado,
Coitado,
Só com um beijinho
Inocente,
De puro carinho,
Embora ardente ?


Dúvida V

Foi o condenado que disse que o carrasco tinha bom astral ?

Dúvida VI

O zodíaco
Não mostrou
Que ia doer o ilíaco ?


Dúvida VII

Arterioesclerose é o endurecimento de trafegar nas artérias centrais da cidade ?

Dúvida VIII

Existem técnicos de futebol que nunca dão sorte. O time que eles treinam acaba sempre se ferrando. O mesmo acontece com candidatos políticos, principalmente para cargos legislativos. Na sua modesta opinião, caro leitor, eles não deveriam fundar e organizar o Centro de Formação de Perdedores ? Comentários no blog. Obrigado.

Dúvida IX

Por que será que o governo sempre procura minimizar o número de pessoas numa marcha, ou comício de oposição ? 60, 80 ou 100 mil, é detalhe. Por que não entrar no mérito das reivindicações se são cabíveis ou não ? Novamente, comentários no blog. Obrigado.

Dúvida X

Tá certo, tá legal
Que achem ela fina.
Mas por motivo qual
Que ela só me amofina ?


Dúvida XI

O egresso
Da prisão
Fez sucesso
Com seu mulherão ?


Dúvida XII (Via pseudo-haicai).

O raca*
Enchia
Paca ?
*Raca = “S. m. Termo injurioso empregado no Evangelho de S. Mateus. Significação primitiva: vazio, chocho ou conspurcado”.


Dúvida XIII

Roleta russa com o risco de cornudo é o cara deixar sua mulher pegar carona com o maior conquistador da região ?

Dúvida XIV

Quando o meu Corinthians, por exemplo, apanha do Presidente Prudente, em pleno Pacaembu, é sinal que está na hora de mudar de estádio ?

Dúvida XV

Será que algum dia haverá, em nosso país, a CPI das CPI’s ?

Dúvida XVI

A bronquite da Dona Branca, foi uma manifestação de bronca dos brônquios broncos dela ?

Dúvida XVII

Será que o Presidente da República se questiona, também em dúvida crucial e com sinceridade: “Por que será que a minha popularidade ainda não caiu ?”

Dúvida XVIII (Via triplo pseudo-haicai).

O dossiê
Foi feito
Para quê ?
Pois
Cadê
O nosso
Jabaculê ?


Dúvida XIX

O preço do açúcar tá amargo ?

Dúvida XX

Foi o comerciante de secos e molhados – quando os supermercados ainda não haviam acabado com os armazéns de secos e molhados – que disse para a sua indiferente amada: “Eu só queria 0,01 hectograma do teu amor senão derramarei 0,002 hectolitros de lágrimas sentidas” ?

Dúvida XXI

Afinal, a bolina é um meio, um começo ou um fim de chegar lá ? Chegar lá ? De novo, a mesma pergunta?

Dúvida XXII

E já que falamos no assunto, rico acaricia e pobre bolina ?

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br

2 comentários:

Marina da Silva disse...

Olá Juca,
Constatação XIX: eu mandaria pentear macaco (ou coisa bem pior) Faustão, Datena, Ratinho, turma do Pânico na TV e turma CQC.Ôrra meu!
Concordo com a Dúvida VIII: e indicaria Hélio Costa aqui de Minas para ser presidente dos loser, fracassados, derrota! Adorei tudo! Abç. Marina

Juca disse...

Obrigado, Marina. Sem dúvida, tenho pelo menos uma leitora, não somente em Minas Gerais, mas em todo o Planeta Terra e outras galáxias.