quinta-feira, 11 de novembro de 2010

RUMOREJANDO


PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES
.


Constatação I

Rico faz permuta do carro do ano; pobre, escambo pra poder comer.

Constatação II

A crisálida
Resultou
Numa borboleta
Duma cor pálida,
Que, de tão xereta,
Gerou
Outra crisálida.

Constatação III

Como o presidente não havia realizado absolutamente nada em sua gestão, se pôs, no seu relatório, a enumerar o que não havia feito. Achava que pelo menos impressionaria pelo elevado volume dos eventos relacionados...

Constatação IV

E como dizia aquela feminista: -“Todo homem é um corno em potencial e, sem dúvida, todo corno não é um homem dinâmico”.

Constatação V

A pessoa que gosta de dar conselhos – por favor não confundir com “os conselhos úteis” tão comuns em Rumorejando – não deixa de ser uma espécie de “proselitista”, consequentemente, um chato.

Constatação VI

Não se deve confundir amestrado com adestrado, muito embora tenha muito mulher que ao se referir ao seu marido diz: O meu marido faz tudo o que eu mando. Ele foi muito bem amestrado e adestradoo por mim.

Constatação VII

A Ada,
Aquela quituteira
Cometeu uma besteira,
Um senão.
Na feijoada,
Ao invés do feijão
E da couve,
Vejam o que houve:
Cozinhou a peneira
Do macarrão
E pôs
O arroz
Dentro da chaleira.
Que mancada,
Hein moçada!
Coitada!

Constatação VIII

E como dizia aquele cidadão, trancando todas as portas e janelas de sua casa, passando correntes com cadeado no portão, ligando alarmes: “Não se pode ser macho 24 horas por dia. Mas, se é para ser, não é preciso fanatizar”...

Constatação IX

Não se pode confundir elisão fiscal, que quer dizer ter lucro, estando isento de pagar impostos, com eleição geral, muito embora tenha muita instituição financeira que contribui religiosamente para eleger determinados candidatos para que não façam nada para mudar essa condição privilegiada, que até poderia ser chamada “sonegação dentro da lei”, instituída exatamente para que não se pague mesmo.

Constatação X

Rico tem problema no cóccix; pobre, na sambiquira.

Constatação XI

Não se pode confundir a angústia em pessoa com a angústia em Pessoa, até porque a primeira se refere a alguma pessoa que a gente conhece: “Aquele cara é a angústia em pessoa”, com a do grande poeta dos vários heterônimos, Fernando Pessoa, até porque a gente, embora com idade para tal, não conheceu, pessoalmente, o mestre Pessoa.

Constatação XII

O réu
A espera
Do julgamento
O considera
Um tormento,
Um labéu *.
* Labéu = “Nota infame ou infamante; mancha na reputação; desdouro, desonra.

Constatação XIII

Não se pode confundir portaria com porcaria, muito embora, dependendo do teor da primeira a gente a considere a segunda.

Constatação XIV (De diálogos meio repetitivos).

- Aquela sua sugestão que você deu para a diretora do colégio dos carros entrarem por um lado e saírem por outro, para evitar aquela confusão na hora dos pais buscarem seus filhos, foi implantada ?
- Não.
- Por que ?
- Porque, nos ouvidos da diretora, entrou por um lado e saiu pelo outro”.

Constatação XV (De razões e proporções matemáticas elucubrativas).

O som alto do rock pauleira, às duas da manhã, do vizinho, está para a sua neurose, assim como o fumante estar fumando num recinto fechado no meio de quem sofre de asma, bronquite e coisas afins.

Constatação XVI (De ditados adaptados aos nossos tempos modernos).

Quem pensa não descasa (porque não casa...).

Constatação XVII (De conselhos úteis).

Se a sua calça está caindo, quer dizer, se você está perdendo as calças, isso absolutamente não quer dizer que você realizou o eterno sonho de emagrecer. Antes de eventualmente comemorar, verifique, com atenção, se você afivelou o cinto no mesmo buraquinho de sempre. Buraquinho do cinto, naturalmente. De nada!

Constatação XVIII (Via pseudo-haicai).

Com uma baita jamanta,
Na banguela!
Meu corcel se espanta.

Constatação XIX

Disse a senhora, na presença do seu marido, para o septuagenário:
-“Hoje, estamos fazendo 38 anos de casado”.
-“Parabéns para o casal”.
-“Parabéns só pra ele”...

Constatação XX

Disse um velhinho pro outro: -“Você viu aquela propaganda, na qual a moça tira a parte de cima do seu biquini e mostra os seios ?”
-“Não, não vi. E acho que você andou vendo demais. Não teria sido a tua imaginação ?”
-“Se fosse a minha imaginação, não teria se limitado só a parte de cima”.

Constatação XXI

Rico sofre de coriza: pobre, fica fungando.

Constatação XXII (De diálogos de nossos infaustos tempos também como exemplo da teoria da relatividade para principiantes).

-“Como é que você está ?”
-“Vivo”.
-“Mas isso é muito bom!”
-“Não é o que as empresas funerárias acham”...

Constatação XXIII

E já que falamos em tão desagradável assunto, sugestão para o nome fantasia de uma empresa funerária: “Sono eterno tranqüilo” (Perdão, leitores).

Constatação XXIV (Utópica da jovem Ester e homenagem a Mombaça que já esteve nas manchetes dos jornais).

Ele, caráter com jaça,
Brigou com a mulher
De nome Graça.
Ninguém meteu a colher,
Lá em Mombaça.
Nenhuma defesa sequer
Acharam que era pirraça,
Ou uma desavença qualquer.
Ele: “Se eu puder
Atiro pedra na tua vidraça”.
Ela: “Você é minha desgraça”.
Ele: “Se a carapuça lhe couber
Vista na sua carcaça.
Eu vou, se ainda houver,
Tomar uma boa cachaça.
Passe bem, e se Deus quiser,
Eu vou sentar praça”.
“Puxa! Tal frase não era mister
Nem que fosse chalaça.
O que ele mais quer
É por nela uma mordaça”,
Comentou a vizinha Ester,
“Assim mesmo, que massa!
Pois uma briga sempre requer
Um beijinho. Aí, tudo passa”.

Constatação XXV (De ditados adaptados).

Água morna em pedra fria tanto bate até que esfria.

Constatação XXVI

Quem dá pirueta
Arrisca machucar
O dorso, a paleta
E não poder sentar.
Quem dá cambalhota
Arrisca machucar
A bolot, digo a canhota
E não poder chutar.

Constatação XXVII

Sem dúvida era um caminhoneiro azarado. Cada vez que chegava ansioso de suas prolongadas viagens, encontrava a mulher indisposta, portando um cartaz com o aviso: Mantenha Distância.

Constatação XXVIII (De uma dúvida crucial).

Clonagem,
Semeadura
Duma sacanagem,
Duma desnatural
Criatura.
E a moral ?
E a ética ?
Só cosmética ?

Constatação XXIX

Não se deve confundir síndico com cínico, muito embora tenha muito primeiro que toma atitudes de quem é segundo. A recíproca, para esses casos tão graves, não é necessariamente verdadeira.

Constatação XXX

Rico vive sentado; pobre, (es)trepado.

Constatação XXXI (Ah, esse nosso vernáculo).

Levei uma carraspana da minha mulher só porque ela quer que eu não tome, nunca mais, uma carraspana.

Constatação XXXII (Ah, esse nosso vernáculo).

“No ofusco, do lusco-fusco, tive que vender o fusca”.

Constatação XXIII

Não se deve confundir parlamentar com para lamentar, muito embora qualquer parlamentar em quem a gente vote, fatalmente, se eleito, ele só legislará em causa própria o que será motivo para lamentar...

DÚVIDAS CRUCIAIS (VIA PSEUDO-HAICAIS).

Dúvida I

É muita resistência
Não cair no samba
Com toda aquela cadência ?

Dúvida II

É muita sapiência,
Enquanto ela tira a roupa,
Bocejar com sonolência ?

Dúvida III

É muita coragem
Dizer ao assaltante:
“Ora, deixe de bobagem” ?

Dúvida IV

É muita carma
Sair ileso
Diante duma arma ?

Dúvida V

É muita realização pessoal
Ter um celular
E se por a falar na via arterial ?

Dúvida VI

É muito plausível
Flagrar o cônjuge
E só dizer: “É incrível” ?

Dúvida VII

É muito desleixo
Fazer a barba e deixar
Um tufo de pelos no queixo ?

Dúvida VIII

É muito sensacional
Fechar os olhos
E cruzar a preferencial ?

Dúvida IX

É muita lorota
Andar pelado(a) por aí
E dizer que ninguém nota ?

Dúvida X

Será que nunca termina
Essa história de corruptor,
Corrupto e propina ?

Dúvida XI

Te dá contratura
Beijar uma mulher
Cheia de pintura ?

Dúvida XII

O cara que, de repente,
Enfrenta, sozinho, meia dúzia
É o que se pode chamar de polivalente ?

COISAS QUE PRECISAM SER INVENTADAS.

-Sopa de letrinhas que forme histórias agradáveis, cuja seqüência vá aparecendo com a sucessão das colheradas.
-Carreata sem buzinaço.
-Competenciômetro automático para nos dar um aviso, daqueles do tipo que acendem uma luzinha vermelha, quando, em qualquer atividade, estamos prestes a atingir nosso limite de incompetência.
-Torniquete de espremer, com o objetivo de se tentar obter recursos para a Saúde e Educação. Em certos países, é claro.
-Danceteria que toque música em níveis de decibéis compatível com a capacidade do ouvido humano.
-Governo que não rebaixe tanto os aposentados.
-Aposentados que não sejam tanto rebaixados pelo governo.
-Antibiótico para curar cara chato.
-Chuva quente, para banhos ao ar livre, principalmente para que tem terraço próprio, jardim etc. (Nesses casos, é imprescindível que não haja pudor, na eventualidade de houver a possibilidade da(o) banhista ser observada(o) por algum indiscreto “voyeur” e/ou “voyeuse”, com ou sem binóculo).
-Escada de marinheiro ou em espiral, caracol, cujos degraus também sirvam para quem calça 46 ou mais.
-Fita adesiva que, em nenhuma hipótese, se perca a ponta para não precisar se bater meia hora para reencontrá-la.
-Serviço de Proteção que efetivamente proteja.
-Colher, independente do seu tamanho, que, jamais, em hipótese alguma, caia e “mergulhe” para dentro da terrina, sopeira, prato de molho, etc., a fim de que não haja necessidade de pescá-la, principalmente em festas, casamentos, lugares públicos, etc.
-Anel, para poder ser usado no dedo polegar também conhecido, pelas crianças de antanho, por mata-piolho, a fim de satisfazer os ultras vaidosos que não se contentam com anéis somente nos outros quatro.
-Guarda-chuva que se adapte ao corpo para quem quiser fazer o seu “cooper” na chuva, sem necessidade de ficar segurando o dito cujo.
-Xampu para determinada parte do corpo, que não o cabelo ou a barba, a fim de que em hipótese alguma ninguém se espete...
-Amaciador automático de sapato novo que, absolutamente, não seja através de uma pessoa, daquelas que também são encarregadas de provar a comida do rei ou do ditador para ver se ela não está envenenada.
-Oficina de regulagem de equipamento de som, buzina, etc. a prova de som.

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br

Nenhum comentário: