quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I

O assunto,

Inicialmente,

Periférico,

Pintou,

No conjunto,

Um clima feérico.

Posteriormente,

Descambou

Pro colérico,

Acusado,

Gritado,

Xingado,

Aí, para um atmosférico

Carregado,

Nublado,

Pesado.

E acabou

Num histérico,

Exasperado,

Berrado,

Adoidado.

Coitado!

Constatação II (De diálogos esclarecedores).

-“Que tal o filme ?”

-“Bem, efetivamente o filme não foi ruim. Principalmente, para quem não gosta de cinema”...

Constatação III

E como contava o convencido: -“Esse Dia dos Namorados me causa uma despesa enorme, já que eu tenho que comprar muitos presentes”.

-“Mas por que você não dá somente um pra sua namorada de maior valor que corresponda o preço de todos os outros ?”

-“Não é nada disso. Os presentes, para saírem mais em conta, são comprados no atacado, no mesmo lugar e são todos iguais. São presentes para as incontáveis namoradas”.

-“Ah bom. Quer dizer, ah ruim, quer dizer, ah bom, mesmo...”

Constatação IV

Perdido na multidão

Ele resolveu

Dar um sermão,

Uma lição de moral

Em si mesmo.

Falou a esmo:

O guarda o prendeu,

Alegando confusão.

E ele apodreceu

Na prisão

Sem culpa formal,

Martirizado,

Mal amado,

Mal cuidado,

Mal conservado,

Abandonado.

Coitado !

Constatação V

Não se deve confundir ilustre com lustre, muito embora quem seja ilustre sempre terá quem lustre os seus sapatos, sua vaidade, seu ego, etc.

Constatação VI (Ah, esse nosso vernáculo).

Aquele médico, cobra em sua especialidade, não cobra caro suas consultas. O coitado tem uma sogra que é uma cobra.

Constatação VII

Rico pinta o dente de preto em festa junina; pobre, não precisa.

Constatação VIII

Pra quem vive dizendo que nós somos um país do 1o Mundo, vale lembrar que pessoas que se encontram, ilegalmente, em determinados países da Europa e Estados Unidos – esses, sim, pelo menos, relativamente, por ora, do Primeiro Mundo – têm mais direitos do que em seus próprios países de origem. E viva “nóis”, latino-americanos, africanos e asiáticos e mais alguns originários de vários países da Europa, principalmente da ex-Cortina de Ferro.

Constatação IX (Passível de mal-entendido).

Ela cortou o namorado em fatias, cozinhou e serviu junto com uma salada e vinho branco seco.

Constatação X

Rico abre um comércio de brexó; pobre, é roupavelheiro (Indivíduo que compra e vende roupa usada, velha).

Constatação XI

Ela vestiu

Uma saia

Ruge-ruge*.

Quando se despiu

O frufru

O demoveu

Da leitura

Do Gilles Lapouge**.

E para não ser,

Nem parecer

Caradura,

Ele não correu

Da raia:

“O dever

Me chama!”

E, juntos na cama,

Dançaram um samba

E, já, meio bamba,

Também um maracatu.

*Ruge-ruge = “ruído produzido pela saia que vai rojando pelo chão; rugido, frufru” (Houaiss).

**Há muitos anos correspondente do Estadão na França.

Constatação XII

Ele ficou macambúzio

Com o que foi falado

No jogo de búzio.

Coitado!

Constatação XIII (Um pouco de nostalgia).

Cada vez que eu escuto Sonho de Amor no. 2 de Franz Lizt, eu me lembro que era a música de fundo da despedida do programa da saudosa PRK 30, da dupla, também saudosa, Lauro Borges e Castro Barbosa. Humor sadio, inteligente, revelando cultura. Bons tempos!

Constatação XIV

Joguei

No favorito.

Fiquei contente.

Ele chegou

Em primeiro

E pagou

O equivalente

A... um palito.

Bá, tchê. Queimei

O meu dinheiro.

Claro, aí, fiquei

Descontente.

Bem que ela,

Me alertou.

Depois, só aturei

Querela.

Que esparrela,

Sô!

Agüentei

Paca, pô...

Constatação XV (Ah, esse nosso vernáculo).

Deixando todo mundo chateado, os governantes chatos do chato governo achatam os já achatados salários.

Constatação XVI

Ainda que soem, foneticamente, da mesma maneira, não se pode confundir polpa com poupa, muito embora tenha gente que aproveita até a polpa para ver se poupa algum caraminguá nestes difíceis tempos.

Constatação XVII (Via pseudo-haicai).

A vizinha boazuda.

Que pena!

Tão sisuda...

Constatação XVIII

Não se pode confundir sadia com saída, até porque, num entrevero, por exemplo, é muito melhor ir logo procurando a saída para ter uma boa saúde, uma vida mais sadia, enfim.

Constatação XIX (Ah, esse nosso vernáculo).

Peraí. Ela, meio cai...pira, de Pira...í do Sul, depois que acendeu a pira, deu os pira.

Constatação XX (Passível de mal entendido).

Ela pretextou

Indisposição.

O que o deixou

Na mão.

Constatação XXI (Via pseudo haicai).

Ficou com um ar cadavérico.

Também, pudera! Avistou

O cobrador do título homérico.

Constatação XXII

Não se pode confundir forró com forrobodó, muito embora tenha muito forró que, se o cara for tirar uma gata para dançar que esteja devidamente acompanhada, pode dar o maior forrobodó. A recíproca não é e nem pode ser verdadeira. Já, nessas danças modernas, importadas de alhures, que se dança separado...

Constatação XXIII (Teoria da Relatividade para principiantes).

É muito melhor tratar com um alguém que enxerga os teus defeitos do que com outro alguém que vê os teus defeitos...

Constatação XXIV

E como contava aquele genro traumatizado:

-“No local onde a minha sogra foi enterrada – que o diabo a tenha – nasceu uma espinheira santa que não fazia, ao contrário das propriedades benéficas dessa planta, bem algum para o aparelho digestivo. Apenas, espinhava as pessoas”.

Constatação XXV (Aparentemente paradoxal).

-“Eu tinha orgulho da minha barriga, quando eu não a tinha”.

Constatação XXVI

Os índices de aprovação dos nossos governantes baixam com a alta da inflação. Inversamente proporcionais, portanto. Por outro lado (qual lado ?), os índices de aprovação dos nossos governantes não se elevam com a inflação baixa. Deve ser por causa dos outros motivos. Daqueles que os governantes nem se importam e que não estão nem aí, como, por exemplo, não dar a mínima atenção para as necessidades básicas tipo Educação e Saúde e, pior, aumentam em mais de 60% os seus próprios salafrários, digo salários.

Constatação XXVII

Tem gente que esvazia o coração, despejando o saco de desditas sobre nós e, consequentemente, nos enchendo o saco.

Constatação XXVIII

E como explicava didaticamente o obcecado: “Para mim, globalização é você transar todos os dias com uma gata de diferentes países”.

Constatação XXIX

Em sua despedida do governo o presidente Lula, na televisão, disse, entre outros: “Saio do governo para viver a vida das ruas”. S. Excia. poderia aproveitar, então, disfarçando-se – se é que isso não é impossível – e aproveitar ao andar pelas ruas para consultar em postos de saúde para sentir na pele, ou seja lá onde for, como a Saúde no Brasil ta uma eme (Perdão, leitores).

Constatação XXX

Em certos lugares, casas, lares pedir desculpas é não ter coluna vertebral, é dobrar a espinha, é ser submisso, é ser polido demais, é... Deixe pra lá! Vige!

Constatação XXXI

Em certos países, o político que tem o assim chamado jogo de cintura é bem visto por seus colegas, principalmente na aprovação de algo em proveito próprio. Em compensação é, como os demais, um grandessíssimo filho da p. Em compensação?

Constatação XXXII

E como filosofava o obcecado – nada a ver com o outro obcecado da outra constatação –, mas também de modo didático: “Não atingir o clímax, o apogeu é como chupar uma bala sem tirar o papel”.

Constatação Infinitesimal

FELIZ 2011 PARA TODOS!!!

DÚVIDAS CRUCIAIS

Dúvida I

Foi o Serafim

Que pulou do trampolim

E enroscou o bim2 ?

Dúvida II

Representa uma farsa, uma comédia

O governante se achar um incompreendido

O que já ocorria desde a Idade Média ?

Dúvida III

Foi o Carvalho

Que perdeu

A mulher,

A “santa” infinda,

A pobre Ester,

No baralho

E ainda,

Ao santo agradeceu ?

Dúvida IV

Foi o policial que disse: Tocata e Fuga ? Mas que gente incompetente” ?

Dúvida V

A desculpa

Foi um hipócrita

Mea culpa ?

Dúvida VI

Será que o Brasil sempre joga mal contra os Estados Unidos por respeito e medo do “patrão” ? Estou me referindo ao futebol e não ao basquete, é claro.

Dúvida VII

Foi a borrasca

Que levou as mesas

Com as sobremesas

Da tasca ?

Dúvida VIII

O prezado leitor

Também

Fica amuado,

Nervoso,

Chateado,

E até sente

Alguma dor

De dente,

Quando se defronta

Com alguém,

Fastidioso,

Que, na esquina,

Desponta

Abraçado

(Pra não dizer agarrado)

Com a sua menina ?

Dúvida IX

O jornalista e escritor Elio Gaspari cunhou as expressões “andar de cima” e “andar de baixo”, se referindo aos imortais detentores do Poder e aos demais simples mortais. O prezado leitor, tendo em vista o que uns e outros auferem, não tem a exata impressão que há muito mais gente no andar de cima do que no de baixo ? Comentários no blog. Obrigado.

Dúvida X

Se descobrirem a tua senha nada acontece, como a tantos outros como eu, porque já não há mais nada para sacar ?

Dúvida XI

O jogo de truco

Ajuda você liberar

As tensões

E não ficar

Maluco.

Enfim, de viver,

Digo, sobreviver

Só de ilusões ?

Dúvida XII

Ele a deixava

Em clausura.

Só faltava

Um relincho,

Um guincho

E a ferradura ?

Dúvida XIII

Viveram felizes ? Para sempre ?

Dúvida XIV

Tem certeza ? A fossa dela chegou a dar insônia até em antidepressivo ?

Dúvida XV

Você não acha que, se existisse um Prêmio Nobel da Incredulidade, destinado a quem não acredita mais nos políticos, a grande maioria do povo brasileiro estaria concorrendo ?

Dúvida XVI

Se escutando Bach, Vivaldi, Mozart, etc. as vacas produzem mais leite, já imaginaram se elas produzissem mais ainda com o abominável rock pauleira ?

Dúvida XVII

Vocês já imaginaram o que seria dos laboratórios que fabricavam produtos, apregoando que faziam crescer os cabelos, se todos que os utilizaram resolvessem processá-los, sob alegação de propaganda enganosa, já que nunca deram o menor resultado ?

Dúvida XVIII

A massoterapia, massagem anti-stress, não tem nada a ver com a outra massagem àquela – também anti-stress – que daria para chamar, por razões óbvias, de amassoterapia ?

Dúvida XIX (Via pseudo haicai).

Ela deu uma gargalhada

Depois que lhe contaram

A última intrigalhada* ?

*Intrigalhada = Conjunto de intrigas.

Dúvida XX

Foi no dia 1 de janeiro que o hoje se queixou que o ontem foi embora sem se despedir e que espera que o amanhã não faça o mesmo?

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br

www.rimasprimas.com.br

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I

E como dizia a gatona pra amiga: -“A cantada dele foi tão ruim, tão ruim, mas tão ruim que eu, desencantada, me senti ‘descantada’ Vige!”

Constatação II (Meio antropófaga. Daí, perdão, antecipadamente, caros leitores).

“Pusilânime
E embuchativo”,
Foi a opinião
Unânime
Da tribo selvagem
Que, com vagem,
Degustou
O missionário.
Aquele que mostrou,
Ao contrário
Da última refeição,
Ser péssimo aperitivo.

Constatação III (Teste para nossos atilados leitores).

O sujeito morava com a família numa casa onde a higiene deixava muito – mas muito – a desejar e recomendar. Aí, face aquele mundaréu de sujeira, ele ficou muito – mas muito – doente e teve que ser hospitalizado. Daí ele contraiu uma infecção. A infecção que ele contraiu foi hospitalar ou domiciliar? Ou das duas situações? Comentários no blog. Obrigado.

Constatação IV

Na exposição,
O afresco,
Com tema nababesco,
Não ensejava paixão,
Não era nenhum refresco.

Constatação V (Passível de mal entendido).

-“Faremos uma junção”,
Disse o encanador,
Argumentando com ardor
Pra freguesa.
-“Será uma beleza,
E evitará uma separação”.

Constatação VI

Não se pode confundir “na dação” com danação, até porque um ato de dação – em pagamento de uma dívida, por exemplo – é algo que pode ocorrer de vez em quando, enquanto que danação, em certos países, ocorre, com a gente, todo o tempo.

Constatação VII

Rico sofre de apnéia; pobre, ronca.

Constatação VIII

E como dizia aquele septuagenário pessimista, que contestava tal assertiva, dizendo que era apenas realista: “A velhice é uma descida de lareira ou escada abaixo, aos tropeções e trambolhões. E como certos invólucros, sem retorno. Tenho dito”.

Constatação IX (Teoria da relatividade para principiantes).

É muito melhor ser roubado sem haver se defrontado com o ladrão do que ser assaltado diante de um ameaçador 38.

Constatação X

E como dizia o convencido pra sua mulher que havia se queixado de haver sido mal atendida, na casa de comércio, pela Fulana: -“A Fulana te tratou mal porque ela tem ciúme e raiva de você por você ter se casado comigo”...

Constatação XI

E como poetava a gata toda eriçada:
“Com chuva e vento
Saio, não
Nem em pensamento.
Senão
Vou precisar
Dum linimento.
Mas há uma situação:
Se for com o meu gatão,
Mesmo só
Por um momento,
Não perco a ocasião.
Mas, se ele não chegar,
Sem a mínima dó,
Eu o arrebento”.

Constatação XII

Com exceção dos futurólogos, videntes, profetas, não se pode prever o futuro. Ainda mais com a velocidade como as coisas vêm acontecendo, principalmente na área tecnológica. Um computador, por exemplo, de última geração, será obsoleto no ano seguinte. Rumorejando, em suas eternas dúvidas cruciais, gostaria de prever qual maracutaias que, em certos países, deverão ser criadas. Se alguém puder informar, por favor, comentários no blog. Obrigado.

Constatação XIII

Ao invés
Dum olhar
Embevecido
Ela preferiu
Fulminar
Com um olhar
De viés,
Atravessado.
Ele sentiu
A pegada
Coitado!
Aí, ela sorriu,
Riu,
E deu gargalhada,
A malvada...

Constatação XIV (Teoria da Relatividade para principiantes).

Um antissemita ou um racista de uma cidade, estado ou país sempre será menos ou mais, antissemita ou racista do que os antissemitas ou racistas de outras cidades, estados ou países.

Constatação XV

-“Garção, tem um ovi na minha sopa”.
-“O senhor quer dizer um ovo, pois não ?”
-“Não é um ovi mesmo. Um objeto voador identificável”.
-“Ah bom, quer dizer, ah, ruim”.

Constatação XVI

O presidente da República afirmou que engole sapos pelo bem do Brasil; nós engolimos o presidente; enquanto isso, as transnacionais nos engolem a todos. E viva todos “nóis”, engolidores e engolidos.

Constatação XVII

O IBGE, nas suas recentes pesquisas, detectou que, no Brasil, muita gente ainda passa fome. Por outro lado (qual lado?), deu na mídia, semana passada e como sempre no final do ano, “Senadores homologaram reajuste aprovado hoje na Câmara; salários se igualaram ao do ministro do Supremo Tribunal Federal”. Para quem não sabe, o salário, independente das assim chamadas ajudas de custo, será de 26,7 mil reais. E vale lembrar a discussão por causa de menos ou mais “10 reais” o valor do novo salário mínimo. A mídia e o IBGE esqueceram – o que é imperdoável – de citar na sua divulgação: viva “nóis”.

Constatação XVIII

E como dizia o obcecado: “Pra mim, a melhor lingerie que uma mulher pode estar vestida, pra incentivar o amor, é a de totalmente pelada. E na cama, é claro”.

Constatação XIX (De diálogo eufemístico).

Perguntou um velhinho pro outro:
-“Você está tomando viagra ?”
-“Estou”.
-“E que tal ?”
-“Nós ‘dois’, eu e ‘ele’, renascemos de novo”...

Constatação XX

Não se pode confundir devagar com divagar, até porque quem se põe a divagar exageradamente acaba andando devagar, fatalmente.

Constatação XXI

A dívida interna do Brasil já anda na casa do trilhão. Rumorejando confessa que não sabe contar até lá. O prezado leitor talvez saiba. O que não serve para deixar alguém contente. A não ser os credores. Ou talvez nem eles que vêem preocupados a possibilidade de, um dia, tornar a ver a cor desse dinheiro. Em tempo: Mais uma vez e, certamente, não será a última, viva “nóis”.

Constatação XXII

O espírito de Natal faz muita gente botar a mão no bolso. Não para dar dinheiro. É que no hemisfério norte, por exemplo, nessa época do ano, faz frio. E no sul, em certos países, o pessoal cuida para não afanarem sua carteira...

Constatação XXIII

“Não há mais respeito”,
Disse o septuagenário
Enquanto,
Com espanto,
De cima do armário,
Espiava a vizinha,
Mostrando o peito
Na janela da cozinha.

Constatação XXIV

Deu na mídia: “Alexandre Padilha passa a ser solução para o Ministério da Saúde”. “Temporão faz balanço da Saúde e lamenta o fim da CPMF”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que a solução para o Ministério da Saúde deve ser acompanhado, de uma vez por todas, da solução do precário atendimento na dita cuja; quanto a segunda notícia, Rumorejando não lamenta no fim do CPMF, que foi desvirtuado pelas intenções do então ministro Dib Jatene que o criou, mas a manutenção do ministro Temporão que afirmou que o problema da Saúde estava resolvido em nosso país e o atual presidente o manteve no cargo e, pior, repetiu a mesma assertiva. E, mais uma vez, viva “nóis”.

Constatação XXV (Tipos de gigolôs*).

*Gigolô =
 substantivo masculino
Regionalismo: Brasil.
1. homem que vive às custas de meretriz, ou que é sustentado por sua amante
2. Derivação: por extensão de sentido.
pessoa que vive às expensas de outrem. (Houaiss).
Há o gigolô da árvore, de vaca, da esposa, do eleitor – o gigolô deste, deve estar muito contente com o aumento de mais de 60% que, eles, os pais da pátria votaram para os seus próprios salários, passando a ganhar R$ 26,7 mil por mês, conforme citado acima, além dos benefícios indiretos – e tantos outros, inclusive o gigolô, digamos, tradicional. Nos últimos tempos surgiu o gigolô e “a” gigolô do jogador de futebol; Essas, com o golpe da barriga, se necessário e àqueles com transações e intermediação de jogadores, acrescidos, alguns, com a compra de seus passes. São os “empresários”. Eis o mundo cão! Digo: eis o mundo humano que, inclusive, discute o quantum do salário mínimo... Filhos da pu, deixe pra lá...

Constatação XXVI

Rumorejando augura aos seus leitores um Feliz Ano Novo para 2011 e para os próximos anos também.

DÚVIDAS CRUCIAIS.

Dúvida I

Foi o pirilampo
Que se enganou
E pousou
Num fosforescente
Grampo
E de tristeza
Ficou doente
Com tal “proeza”
E se apagou ?

Dúvida II

Com relação à dívida interna brasileira interna, digamos de redondos um trilhão e se você dividir por 190 milhões, que é de aproximadamente a atual população brasileira, teremos cerca de R$ 5.250,00* a dívida de cada um, ou per capita, como diriam nossos economistas. Você, prezado leitor, pretende se coçar para pagar essa dívida que você absolutamente não efetuou ? Comentários ao blog. Obrigado.
*Se não houve engano no número de zeros...

Dúvida III

Em certos países, o cúmulo da ingenuidade é o camarada pôr no seu molho de chaves o seu endereço com o aviso: “Em caso de ser encontrado, favor entregar no endereço tal e tal” ?

Dúvida IV

Há 20 anos, 72% dos brasileiros entrevistados consideraram o desemprego o principal problema do nosso país. Outros 33% apontaram a corrupção e 24% a pobreza e a miséria como principal problema. Atualmente, é a segurança que está em primeiro. A corrupção deu um salto quantitativo e “qualitativo”. De Educação e Saúde, nem falar dos índices. Por que será que os governantes não se sensibilizam com esses índices, já que eles têm tanta sensibilidade para aumentar substancialmente os seus? Comentários no blog. Obrigado.

Dúvida V

Outro cúmulo da ingenuidade é ter a dúvida anterior ? Ou é porque sim e ta acabado ?

Dúvida VI

E será que, em certos países, a melhor profissão e/ou emprego ainda deverá ser a de político ?

Dúvida VII

Voltando ao controvertido assunto, viagra é um remédio também para a memória já que faz o sujeito relembrar como é que se fazia ? Controvertido?

Dúvida VIII (Com ato falho).

Quem deu palpite
Pra curar rinite
Era a moça de celulite,
A socialite,
Que sofria de bundite,
Digo, de bronquite ?
(Perdão, leitores).

Dúvida IX (Com o sujeito oculto, portanto sem que se saiba se foi homem ou mulher).

O processo
Foi, naquela idade,
Um retrocesso
Ou lhe deu notoriedade ?

Dúvida X (De solidariedade dos tempos de meninice).

Uma cortina
De fumaça
Quem que estilhaçou
A vidraça,
Jogando pelada
E se mandou.
Descobrir ?
Que nada!
Nem na China.
Quem
Iria
Se abrir ?
Alguém,
Hoje em dia,
Gostaria
De parecer
Dedo-duro ?
E curtir
Um ar casmurro
Daqueles de doer ?

Dúvida XI (Meio surrealista).

É muito correto
Dizer transmissão
Em direto
Da bolha de sabão ?

Dúvida XII (Em certos países autoritários, é claro).

A liberdade
É pura questão
De negação
Da obviedade ?

Dúvida XIII

Do alto do caminhão, tipo trio elétrico, disse, pseudo haicaimente, o líder bancário do sindicato para seus colegas, incitando-os à greve, caso não fossem atendidos na reivindicação para aumento de salários:
“Uma corrente,
Vamos formar,
Pra frente”.
Dúvida crucial, irônica, do banqueiro que escutou tudo – naturalmente, fazendo ouvidos moucos – da janela do seu luxuoso escritório:
“Uma corrente
Ou uma conta corrente ?”

Dúvida XIV

O presidente lançou a pedra fundamental de uma fábrica de pedra fundamental?

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

RUMOREJANDO


PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I

Deu na mídia: “O ex-presidente George Bush superou em popularidade o atual líder americano, Barack Obama, segundo uma pesquisa realizada pela Gallup”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que é mais um exemplo da Teoria da Relatividade para principiantes. Conseguir menos popularidade do que George Bush! Cáspite!

Constatação II

Deu na mídia: “Brad Pitt aproveitou a première do filme ‘The Tourist’ para beliscar o bumbum da mulher, Angelina Jolie”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que se trata de uma notícia de transcendental importância para o futuro da Humanidade.

Constatação III

Queria porque queria

Estudar o alfabeto cirílico

Era o que sempre dizia

Quando em estado etílico.

Constatação IV (Via pseudo-haicai).

Ta certo que melhora com viagra

Mas não dá para dizer:

“Se melhorar estraga”.

Constatação V (Teoria da Relatividade para principiantes).

E como filosofava respeitosamente o obcecado: “É muito mais fácil explicar para uma senhora de meia-idade, ou até mais idosa, uma infalível broxada do que para uma gata de 18 aninhos.

Constatação VI

Deu na mídia:Kaká e sua esposa, Caroline Celico, não são mais membros da Igreja Renascer”. Dúvida não necessariamente crucial por não ser de transcendental importância para o futuro da Humanidade: Será que eles vão pedir aquela dinheirama toda que, ingenuamente (?), doaram para o casal que escondeu dólares na Bíblia e foi flagrado ao querer entrar nos Estados Unidos?

Constatação VII

Deu na mídia:O embaixador dos EUA no Brasil, Thomas Shannon, na OAB, em São Paulo, disse que o vazamento de informações confidenciais feito pelo WikiLeaks foi uma "tentativa de ‘colapsar’ (“causar ou sofrer um colapso [Houaiss”]) a capacidade dos governos de tomar decisões corretas". O embaixador disse ainda que “a intenção do governo dos EUA, ao manter informações sob sigilo, é promover o bem-estar do povo”. Data vênia, como diria nossos juristas – sejam da OAB de São Paulo, ou seja, de onde seja, mas Rumorejando acha que não ficou claro a qual povo S. Excia. estava se referindo. Afinal, há muitos anos, na Nicaraguá, o General Somoza, após assassinar Sandino, deu um golpe e iniciou uma ditadura que passou de pai para filho e irmão, cuja repressão durou 43 anos. Os Somoza’s tiveram o suporte dos Estados Unidos durante todo esse tempo através de oito administrações, das quais três republicanas e cinco dos democratas e sem levar em conta que os Somoza’s foram cruéis e assassinaram seu próprio povo. O então Presidente Franklin D. Roosevelt, dos E.U. foi citado ao dizer, “Somoza é um filho da puta, mas ele é nosso filho da puta.” Com a Nicaraguá, cognominada também uma das “Repúblicas das Bananas”, como a maior parte dos países da América Central é assim chamada, foi para defender os interesses de empresas norte-americanas, as American’s Fruit da vida. Já, com relação ao Iraque, grande produtor de petróleo, a ‘desculpa’ foi o perigo do arsenal de armas atômicas que afirmavam àquele país possuir. Os segredos de Estado não deixam de ser um dos exemplos da Teoria da Relatividade para principiantes...

Constatação VIII

Rico vive roçando os lábios nos de sua secretária particular quando a cumprimenta dando beijinho nas suas – dela – faces; pobre vive roçando o jardim e o quintal das casas dos ricos.

Constatação IX

A única vez que este assim chamado escriba acha que não foi apelativo rimar flor com amor sucedeu na guarânia* – para mim antológica, diga-se de passagem – paraguaia Índia.

*Guarânia = balada de andamento lento, quase sempre em tom menor, característica da música paraguaia (Houaiss).

Constatação X

Tem gente – na sua maioria, sogras – que, pelo seu vocabulário, frases proferidas, atitudes, maneira de ser, deveria escrever um tratado ou uma antologia sobre como ser desagradável.

Constatação XI

E como “poetava” o obcecado:

“Desde menino

Eu sou fescenino *,

Taurino,

Com o que –

E eu sei o porquê –

Eu me afino.

E não me amofino.

Sei lá!

O que é que há ?

Assim, devo viver,

Até morrer.

Que se pode fazer ?

É meu destino”.

*Fescenino = “Obsceno, licencioso”.

Constatação XII (De conselhos úteis. Antecipadamente, perdão leitores).

Em dia de chuva, nunca saia de casa sem, antes, fazer um xixi. O trânsito pode engarrafar e você poderá ficar preso no meio dele. A chuva tem o mesmo efeito de uma torneira correndo água. Aliás, sempre antes de sair de casa é bom fazer teus deveres e obrigações, independente de estar chovendo ou não. De nada.

Constatação XIII

E como “poetava” o político demagogo* metido a gramático:

“Veja, prima:

Um apoio –

Que rima

Com aboio,

Com comboio,

Com arroio –

Não pode ser

Condicional,

Ou obrigado,

Tão

Somente.

Tem que ser

Presente,

Atual,

Não passado.

Tem que parecer

Substantivo,

Subjuntivo.

Se não,

Não será,

Não redundará

Participativo.

*Perdão, leitores, de usar o pleonasmo “político demagogo”. Bastava apenas dizer político.

Constatação XIV

Encurralado

Eu me senti

Quando me vi

Obrigado

A dar a ela,

Tão magrela,

Trela.

De antemão,

Eu já sabia

Que não havia

O que apalpar.

Ou, como passar

A mão

Sem me espetar...

Constatação XV

E como dizia aquela mulher, deitada languida e provocativa na cama, naquele domingo modorrento, para o marido que, aparentemente estava sem programa -“Se te ocorrer alguma idéia do que a gente poderia fazer agora, estou às ordens. Se não te ocorrer, também”.

Constatação XVI (Conclusivamente filosófica)

Esperei

O resultado

Da minha cantada.

Sentei

De tão cansado.

Ponderei:

“Tô com nada”.

Constatação XVII (De um elucubrador).

A resposta

Da proposta

Do pedido

De casamento

Pra burocrata

Foi um coração

Partido.

-“Veja,

Disso não se trata

Embora,

Agora,

No momento,

Eu te seja

Grata”.

Conclusão:

Nestes termos

De indeferimento

Continuaremos

Ermos

E que faremos

Com mais esta

Funesta

Rejeição ?

É provável

Que teremos

Que calar

E não falar

Algum palavrão

Impublicável.

Constatação XVIII

Disse o obcecado: *

“Veja doutor,

Eu sou abençoado.

Vivo no cio,

Tanto no calor

Como no frio”.

* Nada a ver com o outro obcecado.

Constatação XIX (De conselhos úteis).

Nunca desista,

Na primeira tentativa,

Da resposta negativa

E de ir fazendo a pista.

Jogue mais uma cartada.

De nada!

Constatação XX

Rico faz “joint ventures”; pobre junta os trapos.

Constatação XXI

E como se lamentava o obcecado convencido: “Não sei o que houve comigo, mas ultimamente eu andei dando uma broxada de maneira tal que até ela seria digna de figurar no Livro Guinness dos Recordes”.

DÚVIDAS CRUCIAIS

Dúvida I (Com rima meio forçada).

É uma insânia

Crer que, com banqueiro,

Se ganha

Algum dinheiro ?

Dúvida II

É o cúmulo da ingenuidade

Ouvir discurso de político

E dizer: “Quanta veracidade!

Que cara analítico!” ?

Dúvida III

Pouco explícito

Tem o mesmo significado

Que muito implícito ?

Comentários ao blog. Obrigado.

Dúvida IV

A excessiva gesticulação

Significa falta de vocabulário

Do honrado cidadão

E também do salafrário ?

Dúvida V (Via pseudo-haicai).

O famigerado cartola

Esteve, está e estará,

Sempre, com toda a bola ?

Dúvida VI

A receita

Para uma boa relação

É não fazer desfeita

Nem tentar,

De cara, passar

A mão ?

Dúvida VII

A inflação voltou.

Mais pobre ou rico

Ela te deixou ?

Dúvida VIII

Quem se importa

O rabo

Entorta ?

Rabo?!

Dúvida IX

Será que algum dia eu terei um adversário à altura para me enfrentar no jogo de truco ? (Desculpem, mais uma vez, a imodéstia, prezados leitores. Mas, o que se pode dizer diante desses jogadores que andam por aí me desafiando e afrontando ?

Dúvida X (Meio confusa).

Se o alcoolismo é a tesão compulsiva pela bebida, a tesão não deveria ser o alcoolismo compulsivo pelo sexo ?

Dúvida XI

As rodovias na Bélgica são iluminadas. Será que é porque os belgas têm problemas na vista ? Comentários ao blog. Obrigado.

Dúvida XII

Será que existe cara mais chato do que aquele que faz proselitismo e é opiniático ao mesmo tempo ?

Dúvida XIII

Será que o nosso estado, em geral, e sua capital Curitiba, em particular, viraram um ponto de encontro entre correntes frias e quentes que ocasionam ciclones, tempestades e mini-furacões?

Dúvida XIV

Você não acha que tem gente que se esquece de pôr em seu currículo que é um grandessíssimo efe da pê ?

Dúvida XV (Via pseudo-haicai).

A impotência

É apenas uma distorção

Da apetência ?

Dúvida XVI

A você, prezado leitor, nunca aconteceu de ter um sonho ruim, um pesadelo. Aí, você acorda todo angustiado e fica aliviado por se dar conta que se tratava de um sonho. Daí, você torna a dormir e o sonho ruim não é que continua ?

Dúvida XVII

Data vênia – como diriam nossos juristas – mas você não acha, prezado leitor, que a velocidade de 60 km/hora no perímetro urbano é muito elevada e que tem causado tantos acidentes, principalmente com motocicletas, e atropelamentos ?

Dúvida XVIII (Via triplo pseudo-haicai).

Por que, menina,

Você, comigo,

Não conjumina ?

Você não se compraz

Com minha triste sina ?

Ou quer que eu me afogue,

De desgosto, numa tina ?

Dúvida XIX

Foi a huguenote *

Que achou o novo pastor

Um pequenote

Mas um amor ?

*Huguenote =seguidor do protestantismo, especialmente àquele de orientação calvinista, que foi assim denominado pelos católicos franceses durante os séculos XVI e XVII”. (Houaiss)

Dúvida XX

Foi o peixe-elétrico que levou um choque quando viu a sua companheira de mão dada, digo de nadadeira dada com o peixe-espada?

Dúvida XXI

O amigo leitor, a quem Rumorejando deseja um Feliz Natal, extensivo aos seus familiares, já comprou os presentes que pretende ofertar nestas festas de fim de ano?

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br

www.rimasprimas.com.br

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

RUMOREJANDO


PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I (Teoria da Relatividade para principiantes).

Agora que nós estamos nos aproximando do fim deste ano algumas pessoas vão dizer ou pensar: “Tomara que este ano, como tantos outros havidos, passe de uma vez porque me aconteceram coisas e fatos que é melhor esquecer”. Chegam ao ano seguinte, as pessoas ficam pensando: “Saudades do ano passado, porque este ta fogo”. Isso, se as pessoas forem educadas, caso contrário a palavra fogo será substituída por outra que também começa por efe...

Constatação II

Quando o obcecado convencido leu na mídia que uma calcinha da rainha Elizabeth II, da Inglaterra, ia ser leiloada comentou: “Se é para leiloar peças íntimas de pessoas famosas, modestamente, também vou pôr em leilão as minhas peças intimas já que meu desempenho com as mulheres são perfeitamente justificáveis.

Constatação III

E como se consolava o convencido, metido a conquistador, nada a ver com o convencido citado acima: -“Eu levei um fora. E que fora!... Mas que foi uma bela cantada, isso lá foi”...

Constatação IV (De lucubrações gastronômicas).

Quem gosta de comer a entrada no fim da refeição, como a sopa, a salada, por exemplo, consequentemente, está comendo a saída que não tem nada a ver com a famosa saideira que, na realidade, não é, nem nunca foi e nem nunca será, a saideira coisa nenhuma, já que o cara, no caso duma bebida, não resiste e continua. Naquele embalo, no máximo, sempre é e será a penúltima. Tenho dito!

Constatação V

E como poetava a socialite, falando mal da última festa beneficente “daquela breguíssima emergente”, “daquela alpinista social”, na qual ela havia, contra a vontade, comparecido, se justificando perante as amigas que “os fins justificam os meios”:

“O pavê,

O purê

E o patê,

Só sei que

Careciam

De buquê.

E pareciam

Petit-pavê”.

Constatação VI

Nas novelas de televisão, quando um ator ou atriz não pode, por qualquer razão, continuar atuando, dá-se um jeito de, na trama, eliminá-lo radicalmente ou enviá-lo para uma longa viagem. No entanto, quase sempre a realidade não imita a ficção. Às vezes, lamentavelmente...

Constatação VII

Não se pode confundir regalar com tagarelar, até porque, na quase totalidade das vezes, não se pode se regalar quando alguém se põe a tagarelar nos nossos ouvidos de maneira desmesurada. Evidentemente, salvo se forem nossos filhinhos, netinhos, etc.

Constatação VII

E não se deve confundir cúpula com crápula, muito embora, em certos países, governos, confederações e outros, quem se encontra na cúpula, tem a tendência de virar crápula. A recíproca pode ou não ser verdadeira.

Constatação VIII

Disse um velhinho para outro seu amigo:

-“Briguei novamente com a minha mulher, só porque cheguei tarde em casa porque eu tava jogando um truquinho com os meus antigos colegas de trabalho”.

“Isso não é nada! Minha mulher e eu estamos numa fase tão formal que só falta a gente se tratar reciprocamente de “o senhor” e “a senhora”.

Constatação IX

Saiu

De fininho,

Depois de não

Obter

Do maridão

Um carinho.

Aí, de desgosto,

Sentiu

Vontade

De bater

No seu rosto.

E também sentiu

Saudade

Do chofer...

Constatação X

Rico toma vinho; pobre, toma.

Constatação XI

Como um funfungagá,*

Jogou bola no Brasileiro

O meu querido Paraná.

*Funfungagá = “Música desafinada”.

Constatação XII

Seguia

O cortejo.

Parecia

Vaca indo pro brejo.

Constatação XIII (De diálogos esclarecedores).

Perguntou uma amiga pra outra:

-“Por que você está com essa cara, Maria ?”

-“Porque embolou o meio de campo. O meu marido deu uma pifada ontem, à noite, que não teve jeito nem com reza brava”.

-“Então não foi o meio de campo que embolou. Foi a ponta”...

Constatação XIV

Não se deve confundir saída com sadia, até porque, em certos países, não se saída para se ter uma vida mais sadia, tendo em vista que a prioridade para a necessidade básica, chamada saúde, não é vista como a mencionada prioridade por seus governantes.

Constatação XV (Passível de mal entendido).

Ele ficou sem gás no seu maçarico.

Constatação XVI (Com o sujeito oculto. Não o gramatical, mas aquele a quem foi feito o pedido).

A pobre senhora

Muito afoita,

Levou um fora

Ao pedir: “me acoita”.*

Aí, teve que ir embora

E ficou na moita

Onde tá até agora.

*Acoitar = “Acolher, agasalhar, abrigar”.

Constatação XVII

O pilantra,

Pra não ficar

Sem carona

Pra não andar

A pé.

Recorreu até

A mantra

Pra conquistar

A rica gatona.

Ele não sabia

Que só conseguiria

Levar

Um baita pontapé.

Constatação XVIII

É. Sem testosterona

A coisa vira

Uma baita* maratona.

*Como o prezado leitor pode constatar, diante de tantas outras constatações, utilizamos a expressão baita por sermos extremamente educados. Obrigado, antecipadamente, pelos incontáveis cumprimentos.

Constatação XIX

Não se pode confundir fechada com fachada, muito embora quem te dá uma fechada no trânsito é um motorista de fachada que, provavelmente, ao abrir uma lata de chocolate em pó, por exemplo, encontra sua – dele – carteira de motorista prontinha com foto e tudo...

Constatação XX

Nos dias atuais,

Em certos países,

Eternamente em crises,

Segundo os locais,

Quem é muito puro

É considerado não mais

Que um cara burro.

Constatação XXI

O tal australiano Julian Assange, o fundador da WikiLeaks é um mau caráter. Não só ele, todavia. Ele foi preso em Londres sob a acusação de haver cometido um estupro na Suécia. Mas deixou o rei, ou melhor, a maior potência do Planeta, nu...

Constatação XXII

Rico é reservado; pobre, metediço.

DÚVIDAS CRUCIAIS

Dúvida I

Na troca de favores, tão difundida em certos países, será que pinta algum troco ?

Dúvida II

O equilibrista

Do seu orçamento

É um malabarista

A todo momento ?

Dúvida III

Segundo o governo, se f.* é preciso ?

*Ferrar.

Dúvida IV

A homilia,

O ateu

Recebeu

Como heresia ?

Dúvida V

Benfazejo

É quem,

Na política,

Nada analítica,

Tem

Caradura,

Molejo

Ou jogo de cintura ?

Dúvida VI

O grossista

É um atravessador,

Ou apenas um fornecedor

Do varejista ?

Dúvida VII

Quando alguém diz: “Agora, ao invés de brigarmos, nossa associação permitirá que se possa vender nossos produtos por um preço mais justo”, o prezado leitor tem alguma dúvida, crucial ou não, do que vem por aí que, aliás, já está vindo ?

Dúvida VIII

É muito grave

Somente o teu pedido

Ter algum entrave ?

Dúvida IX (Via pseudo-haicai).

É dose

Procurar

Heautognose* ?

*Heautognose = “Conhecimento de si mesmo”.

Dúvida X

De acordo com o que foi noticiado na mídia, “há muitos suicídios no Japão”. A recessão econômica no país é responsabilizada por esse fato. As seguradoras afirmam que “alguns executivos demitidos se matam para que suas famílias possam viver confortavelmente com o dinheiro do seguro”. Que diabo de mundo é esse que estamos vivendo ? Quem souber, por favor, comentários no blog. Obrigado.

Dúvida XI

Eu nunca percebo

Que o carinho dela

É puro placebo*

E que pra ela

Só interessa

Um jovem mancebo.

Como é que saio dessa ?

*Placebo = “Medicamento inerte ministrado com fins sugestivos ou morais, ou, ainda, em trabalhos de pesquisa, quando é dado a um grupo de pacientes que ignoram estar, paralelamente, tomando o remédio que se quer investigar”.

Dúvida XII

Quando o sujeito rechaça, com energia, as ponderações da mulher para que a sogra venha passar pelo menos cinco meses em sua casa, ele está sendo movido por um impulso ou pela Companhia de Energia Elétrica do Paraná, a Copel, já que o slogan daquela companhia de eletricidade já foi: “Copel, a energia que move o Paraná” ?

Dúvida XIII

Por que será que a maioria dos nossos governantes fazem muito pouco pela Saúde e quando eles têm algum problema de saúde eles viajam para o exterior, a fim de se tratar e, sem dúvida, por conta da viúva ? Comentários ao blog. Obrigado.

Dúvida XIV

É muita falta de postura

Recorrer a bolina

Sob alegação de ternura ?

Dúvida XV

Há muita exeqüibilidade

O candidato se eleger

Com os votos da 3ª Idade ?

Dúvida XVI

É, no emprego, um portento

Conseguir, nos dias de hoje,

Um razoável aumento ?

Dúvida XVII

É muita falta de hierarquia

O João não obedecer

A sua mulher, a pobre Maria ?

Dúvida XVIII

É muita persistência

Com o salário mínimo

Conseguir a sobrevivência ?

Dúvida XIX

É muito adstrito

Você ter só com a sogra

Um baita dum atrito ?

Dúvida XX

E é ser muito cordato

Dizer pra sogra:“ É. A sra.

Tem razão nesse fato” ?

Dúvida XXI

É ser muito cafajeste

Cantar a vizinha e dizer:

“E por favor não me conteste” ?

Dúvida XXII

É muita falta de carinho

Ela te deixar

Falando sozinho ?

Dúvida XXIII

É muito estamento*

Viver com o salário mínimo

Com R$35,00 de aumento ?

Estamento = “Estado em que cada um pode subsistir ou permanecer”.

Dúvida XXIV

É muita esfoladura,

Em cima da turma,

A situação que perdura ?

Dúvida XXV

É muita sensibilidade

Agüentar xingação

Com serenidade ?

Dúvida XXVI

É muito tranqüilo

Comer*

Por quilo ?

*Fica a critério do leitor o quê, como, ou quem.

Dúvida XXVII

Causa muita revolta

A sogra comprar passagem

Só de ida e não de volta ?

Dúvida XXVIII

O Palmeiras mandou embora, este ano, o técnico campeão pelo Fluminense Muricy Ramalho. Aí, trouxe o Felipão. Que não conseguiu fazer milagres, já que o desempenho do time paulista foi pífio. Será que não seria o caso de contratar o presidente, o economista Luiz Gonzaga Belluzo para tal função? E alguém saberia dizer o que um economista foi fazer na presidência de um time de futebol? Talvez se tivesse usado a econometria teria obtido melhor resultado... Comentários no blog. Obrigado.

Dúvida XXIX

O prezado leitor não acha que o jogador argentino Conca, depois de ter sido, justamente ou não, eleito por nós brasileiros o melhor jogador do Brasileirão, não deveria jamais atuar contra o Brasil em futuras competições entre estes dois países rivais? Comentários no blog. Obrigado.

Dúvida XXX

Será que algum dia os países ricos vão se propor a dar uma ajuda efetiva para o Haiti e demais países pobres, ao invés de somente enviar tropas para controlar a conseqüente violência que por lá impera?

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br

www.rimasprimas.com.br

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

RUMOREJANDO


PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES

Constatação I

O otário que acha que está passando para trás o vigarista, como por exemplo no conto do pacote ou do bilhete premiado, é PhD em duas matérias na sua – dele – mal freqüentada escola da vida: em burrice e em mau caratismo.

Constatação II (Penalizada).

Ela
Não me deu
Trela
E se escafedeu.

Constatação III

O obcecado cantava sempre a própria mulher. Não que fosse romântico para com ela. Era para sempre estar em forma.

Constatação IV

E como “poetava” o vigarista:
“Com ou sem roteiro
É um sacerdócio
Ganhar dinheiro
Em qualquer negócio”.

Constatação V

Em certos países, não partícipes de uma guerra declarada, matar passou a ser uma coisa corriqueira.

Constatação VI (Passível de mal entendido, via pseudo haicai).

Como é assaz sabido,
Ele é magricela
Por ser malcomido *.
*Malcomido = “Que se alimenta mal”.

Constatação VII (De diálogos tipicamente femininos).

-“Maria! Você tem visto a Claudia ?”
-“Não e nem quero. A Claudia não serve pra nada. Nem ao menos para fazer fofoca”.

Constatação VIII

E como poetava o conquistador para a super gatona:
“Não é estorvo
Nem produz dor
Do teu amor*
Obter um sorvo”.
Respondia a super gatona para o conquistador:
“Parto da seguinte premissa:
“Você, sim, que é um estorvo
E é semelhante ao corvo,
Voando sobre a carniça”.
* Perdão, leitores, em nome do conquistador, rimar, mais uma vez, dor com amor. Afinal, nenhum conquistador é de ferro.

Constatação IX

Tem certo porta-voz de presidente da República que, pela sua pinta, deveria usar o pronome vós. Vós sois da mesma opinião ? Qual é vossa opinião a respeito, prezados leitores ?

Constatação X

Rico derrapa, por excesso de velocidade, com seu carro; pobre, derrapa na rua do seu bairro, a pé, no barro.

Constatação XI (Via triplo pseudo haicai).

O debochado
Faz inimigos
Por atacado;
O comportado,
Faz amigos
No gaguejado.
E o cordato,
É um despersonalizado
De fato.

Constatação XII

Ser professor
É um sacerdócio
Tem que supor
Que não há beócio.
Agora, ser doutor
Já é bom negócio.

Constatação XIII

Não se pode confundir galgo com galo, até porque você nunca viu ou ouviu um galgo fazer cocoricocó, nem algum galo fazer au-au. (Perdão, leitores).

Constatação XIV

E não se pode confundir marcha com Marcia, até porque, dependendo da idade que você tenha, você não presenciou, em 1964, a Marcia da Família com Deus pela Liberdade e sim a Marcha da Família, etc.

Constatação XV

E também não se pode confundir Eros que em psicanálise é o “princípio de ação, símbolo do desejo, cuja energia é a libido” com erros, até porque por causa do primeiro o sujeito comete o segundo, cantando mulher do amigo, a gatona, nossa vizinha que nem deu bola e assim por diante.

Constatação XVI

E ainda não se pode confundir previdência com presidência, muito embora quando o nosso presidente afirmou, dia desses, que “o Brasil precisa de uma nova Previdência”, muita gente já tinha opinião diversa, achando que “o Brasil precisaria de uma nova Presidência”.

Constatação XVII (Via pseudo haicai).

Apenas um retalho
De teu amor
E pior: um rebotalho*.
* substantivo masculino
1.o que sobra depois de escolhido e retirado o melhor e o mais aproveitável; refugo
2.Derivação: por extensão de sentido; qualquer coisa inútil e sem valor
3.Derivação: por analogia; fragmento diminuto de alimento; pedacinho, migalha
4.Derivação: por metáfora; pessoa sem categoria social; escória da sociedade; ralé, rebute (Houaiss).

Constatação XVIII

Rico é robusto; pobre, balofo.

Constatação XIX
Pelo andar
Da carruagem,
Vem por aí
Uma nova CPI
Pra detectar
Velha sacanagem.

Constatação XX

Deu na mídia: "O prédio no qual o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem apartamento, na Avenida Prestes Maia, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, foi alvo de quatro assaltantes". Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha tal fato como uma falta de respeito para com o nosso presidente... Aonde que já se viu?! Ainda mais com tanto outros lugares para assaltar...

Constatação XXI

Não se pode confundir ralou com ralhou, muito embora o cara se ralou quando a mulher ralhou com ele, ameaçando fazer a trouxa e se arrancar para a casa da mãe por ele ter voltado de madrugada para casa, com desculpas rotas e esfarrapadas, emanando vapores etílicos, misturado com perfume barato. Coitado! Coitada! Coitado?

Constatação XXII (De uma dúvida crucial).

Se confeiteiro faz tortas então quem faz confete não deveria se chamado de torteiro? Comentários no blog. Obrigado.

Constatação XXIII

Não se pode confundir nímia* com múmia até porque, em alguns casos chamar certas pessoas de múmia é um exagero e, em outros, é um epíteto assaz moderado.
*nímia = "adjetivo
que superabunda, demasiado, sobejo" (Houaiss),

Constatação XXIV

Quando o obcecado convencido leu no livro, que se reportou à “Teoria da Relatividade para principiantes”, de que era muito melhor ter um ato falho do que uma falha no ato comentou estufando o peito: “Modéstia a parte, mas” não tem nada a ver comigo”.

Constatação XXV

Tá na hora de haver mais segurança, de modo geral – Brasil, incluso ou principalmente – e para quem trabalha em minas de qualquer natureza, em particular.

Constatação XXVI

Deu na mídia: “Pelo menos 11,2 milhões de brasileiros passavam fome ou estavam sob risco iminente de não poder comer por falta de dinheiro, aponta o IBGE no estudo Segurança Alimentar, com dados de 2009”. A mídia deve ter esquecido de acrescentar: “Viva ‘nóis’ todos”.

Constatação XXVII

Deu na mídia, mais precisamente no jornal ‘Daily Mail’, que “a atriz Jennifer Aniston foi fotografada de biquíni no México” e que, segundo o periódico, “ela já tinha usado o mesmo biquíni ano passado”. Cáspite! Taí uma notícia de transcendental importância para o futuro da Humanidade!

Constatação XXVIII (De diálogos esclarecedores).

-“Estou me separando de minha mulher”.
-“Depois de viverem juntos durante tanto tempo. Por quê?”
-“Por causa da cachorra. Ela parou de sacudir o rabo quando eu entro em casa meio tarde. E eu acho que ela tomou o partido da minha mulher que fica me dando bronca”.
-“Só por isso? Não é por causa da bronca?"
-“Não. Com a bronca eu já estou acostumado. Mas a falta de demonstração de alegria da cachorra eu acho insuportável. Isso nunca me aconteceu antes”.
-“Ah bom! Quer dizer, ah ruim, quer dizer...

Constatação XXIX

Deu na mídia: “O ministro Guido Mantega propôs mudar o cálculo do índice de inflação, retirando alimentos e combustíveis”. Data vênia, como diria nossos juristas, mas Rumorejando fica numa dúvida crucial: Se S. Excia., eventualmente, estivesse com febre alta ou com hipertensão fora do almejado será que ele mudaria os instrumentos de medição? Se alguém souber, por favor, comentários no blog. Obrigado.

Constatação XXX

Deu na mídia: “Air France culpa Airbus pela queda ocorrida no vôo 447 entre o Rio de Janeiro e Paris, provocando a morte de 228 pessoas”. Esse acidente faz lembrar o ocorrido com o de Congonhas em que o avião não conseguiu parar. Falha mecânica. Na época culparam o piloto. Este tinha muitas horas de vôo. Dificilmente poderia haver falha humana. E assim caminha a Humanidade. Filhadapu...mente.

DÚVIDAS CRUCIAIS (VIA PSEUDO-HAICAI).

Dúvida I

É muita devassidão
Cantar a colega da mini minissaia
Lá da repartição ?

Dúvida II

É muita cortesia
Oferecer pra gatona carona
Quando a temperatura esfria ?

Dúvida III

É muita similitude,
Em cada nova legislatura,
Ver sempre a mesma atitude ?

Dúvida IV

É muita subserviência
Dizer que o parco aumento
Não foi uma indecência ?

Dúvida V

É muita piedade
Perdoar os inimigos,
Crendo na imortalidade ?

Dúvida VI

É muito “progresso”
Conseguir a “ordem”
Na base do excesso ?

Dúvida VII

É muita garganteada
O político dizer: “Eu farei. Pois,
Até hoje, ninguém fez nada” ?

Dúvida VIII

É muito natural
O aumento do imposto de renda
Sem o respectivo salarial ?

Dúvida IX

É muito perdoável
Ser atendido na repartição
De modo pouco afável ?

Dúvida X

É muita sabedoria
O político achar que nos engana
Todo o santo dia ?

Dúvida XI

É muita permissividade
Deixar os filhos menores
Ver, na TV, tanta maldade ?

Dúvida XII

É muita ingenuidade
Crer que o banco te empresta
Por uma questão de generosidade ?

Dúvida XIII

É muita irrealidade
Crer que o ar puro do campo
É igual ao da cidade ?

Dúvida XIV

É muita inconsciência
Achar que o cônjuge corneou
Por uma questão de carência ?

Dúvida XV

É muita enganação
Usar a palavra “povo”
Em época de eleição ?

Dúvida XVI

É muita caduquice,
Volta e meia, se perguntar:
O que foi mesmo que ela disse ?”

Dúvida XVII

Por que será que somente os números um e dois têm feminino (uma e duas) e não se pode dizer, como por exemplo, “quatra” ou “cinca” para os números quatro e cinco? Quem souber a razão, por favor, comentários no blog. Obrigado.

Dúvida XVIII

Será que o jogador Christiano Ronaldo ainda vai meter panca depois dos 5 X 0 que o Real Madrid tomou do Barcelona?


Dúvida XIX (Do obcecado que pediu a Rumorejando que o seu nome não fosse divulgado).

Você, prezado leitor, gostaria de morar na cidade de Balbinos, no interior de São Paulo, onde o IBGE constatou que mais de 82% da população é constituída por homens?

Dúvida XX

Foi o político, que estava envolvido com esquemas de podridão no seu governo, que disse que o nosso país está amadurecendo muito depressa?

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br