quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

RUMOREJANDO


PEQUENAS CONSIDERAÇÕES, POR FALTA DE MAIORES.

Constatação I
E como ponderava aquele adolescente, como boa parte dos adolescentes não muito afeitos à higiene: -“Eu nunca vi ninguém morrer por não tomar banho. Mas, o que tem de acidente, com morte, em boxe e banheiro não está escrito em gibi algum...”

Constatação II
Quando eu vejo o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso falando do mensalão e tantas outras marucataias, ocorridas durante o governo do ex-presidente Lula me vem a frase por demais conhecida: “O roto ta falando do esfarrapado”. Vejamos, pois: O jornal Folha de São Paulo do dia 3 de junho de 2000 noticiou como se deu a compra de votos para a reeleição do presidente da República Fernando Henrique Cardoso:
“No dia 28/1/1997, a emenda que permitia a reeleição de FHC foi aprovada na Câmara por 336 votos a 17, com 6 abstenções. No dia anterior, só 228 deputados afirmavam que votariam a favor da emenda: 47 deputados que eram contra a emenda "viraram a casaca" e votaram a favor. Outros 61 "indecisos" também votaram a favor de FHC.
Nos dias 13 e 14 de maio de 1997, a Folha revelou gravações de conversas em que os então deputados Ronivon Santiago e João Maia, ambos do PFL-AC, admitiam ter vendido seus votos a favor da emenda da reeleição por R$ 200 mil cada um, quando ela foi votada no dia 28 de janeiro. Ronivon e Maia foram expulsos do PFL e renunciaram(...)”.
O jornal Folha de São Paulo do dia 3 de junho de 2000 deu também a seguinte notícia: “O presidente Fernando Henrique Cardoso reiterou durante conferência da qual participaram 14 chefes de Estado na Alemanha, que a democracia é a regra que deve nortear toda a América Latina. Ele disse que os representantes dos países sul-americanos se comprometeram a ocupar-se de questões sobre desenvolvimento democrático, assim como reafirmaram o compromisso de respeitar a liberdade e a igualdade”.
Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço... E viva “nóis”...

Constatação III
O pão do rico, se lhe escapa da mão, cai com o lado da manteiga pra cima; o do pobre, tanto faz do lado que caia...

Constatação IV
O vizinho comprou uma bateria para o filho e colocou na garagem. Mas o garoto não toca, apenas faz ruído. É que ele não se toca...

Constatação V
A Wilkileaks está fazendo o mesmo que o escritor uruguaio Eduardo Galeano fez em “Espejos – Uma história casi universal”. O australiano conta as barbaridades que estão ocorrendo em nossa época. O autor de Las venas abiertas da America Latina conta as barbaridades desde os velhíssimos tempos até os nossos dias.

Constatação VI
Rico ganha todas; pobre, ganha todas: as perdas.

Constatação VII (Matematicamente surrealista ou surrealisticamente matemática. Do livro Rimas Primas & Outras Constatações com pequeníssimas modificações, deste assim chamado escriba e dedicado ao meu professor Moyses Kulisch, in memoriam, e, como consta nos exemplares, ao meu guru Millôr Fernandes autor dentre tantas genialidades, do antológico “Com prova dos nove...”).
O sistema
Cartesiano
Ortogonal,
Não no plano,
Portanto, espacial,
Se cruzou,
Na origem
E se cumprimentou.
Também com o teorema.
O eixo dos xis,
Se queixou,
Como todo ano,
Como atendendo um bis,
De vertigem;
O eixo dos ipsilon
Que, em condição
Normal
De pressão
E temperatura,
Nunca anda bom
Falou
De determinado mal
Que sempre perdura
Fruto,
Ou melhor, produto
Do mal da altura;
O eixo dos zê
Fofocou
Que o logaritmo
Neperiano
Perdeu
O ritmo,
Pro decimal
Que, em evidência,
Do colchete,
Sem ser macete,
Deu
Uma de boçal:
Se enalteceu
Total,
Integral.
E mais,
Que o tetraedro,
Parente distante
Do icosaedro
Determinante,
Quer dizer
Com determinação,
Quer aparecer,
Como jamais.
Ele freqüentou
Alta esfera,
Num círculo emergente
Até o limite
Da ionosfera,
Quer dizer
Do Pentágono.
Acabou
Dando palpite,
Próximo ao presidente,
E de alguma mera
Figura exponencial.
E que o eneágono,
Tão somente,
Em progressão
Aritmética
E também geométrica,
Cheio de maledicência
Implicou,
De antemão,
Com o hexágono
Inscrito,
Circunscrito
Numa circunferência,
Indubitavelmente,
Antes um irmão
Exemplar,
Bi univocamente
Perfeito,
Escorreito,
Como queria demonstrar;
Aí o apótema falou:
“A incógnita da questão
É se o perímetro
Que não mudou
Nem um centímetro,
Nem por um momento,
Da sua convicção
Sobre o parênte(se),
O comprimento,
Isto é, a frente
E a largura
É um caradura;
Ao contrário
Dum
Máximo divisor
Comum,
O mínimo
Múltiplo comum
Saiu a cata
Da lemniscata
De Bernouilli,
Como se ela
Fosse o número pi
Ou uma paralela.
E enunciou
Um corolário
Sobre o triângulo
Chamando-o de confuso
De obtuso,
Ou seja, de obtusângulo.
O quadrado.
Enfastiado,
Com muita dor,
Derivada
Duma tabuada
Mal decorada,
Mal somada
Expectorou
Um fatorial
E uma equação
Do segundo grau.
Ficou
Chateado
Coitado!

Constatação VIII (De conselhos úteis, dados pelo obcecado).
Se a tua parceira
Estiver resfriada
A posição primeira*
Deve ser evitada.
(De nada).
*Papai-mamãe.

Constatação IX
E como explicava aquele médico para a senhora, preocupada com a saúde do seu marido: -“O coração dele bate muito bem, mas ele nem tanto”...

Constatação X (Recado à Diretoria do meu Paraná).
Se vocês têm a intenção de acabar com o time, não precisam se preocupar. Vocês estão no caminho certo. Afinal, vocês há dois anos contratam cabeça de bagre que, dentre outras barbaridades, até com a mão fazem gol...

Constatação XI
Deu na mídia: “Um nepalês que deu um tapa em um líder político do país está sendo considerado um ‘herói’ e recebendo o apoio de milhares de pessoas pela internet”. “Ele disse que agiu dessa maneira porque os políticos nepaleses estariam destruindo o país”. Ah, se a moda pegasse por esse mundo afora!...

Constatação XII
Quando outro obcecado deu – segundo ele – uma surpreendente pifada, disse para a parceira que gostaria de se encontrar novamente com ela para se redimir e provar que havia sido um acidente de percurso. A parceira incontinente respondeu: “Nada feito. Eu não vou mais entrar nessa”. Ao que o pobre coitado questionou, filosofando: “Assim que eu também vou ter que sair dessa sem nunca ter entrado?”.

Constatação XIII
Segundo os familiares do Sr. José Sarney, a sua - dele - reeleição à presidência do Senado foi justa e merecida...

DÚVIDAS CRUCIAIS

Dúvida I
Só porque descarregou a pilha do controle remoto ela ficou uma pilha de nervos ?

Dúvida II
Por ter sido reduzido a sua insignificância, lhe colocaram numa sala reduzida, insignificante ?

Dúvida III
Foi a centopéia que disse pro centopéio, quando ele chegou de madrugada em casa, alegando serão e que o trânsito estava impossível: “E esse batom na tua camisa ? Você esqueceu que a mentira tem dezenas e centenas de pernas curtas” ?

Dúvida IV
A rota
Dum alvará
Sempre passará
Por uma nota ?

Dúvida V
Assim como o ex-presidente Lula alegou que de nada sabia com relação ao mensalão, será que o então ex-presidente da República não tinha conhecimento dessa compra de votos, citada na Constatação II, cuja coordenação foi imputada ao falecido Ministro Sérgio Mota ?

Dúvida VI
Não tomar um mate,
Em geral,
É um disparate
Total ?

Dúvida VII
Certa vez, o jornal O Estado do Paraná – onde este assim chamado escriba colaborou dominicalmente todos os domingos, durante 16 anos –, prestando uma homenagem aos mais de 110 anos da Abolição da Escravatura, publicou o conto “Aparecida do Ventre Livre de autoria do sociólogo belga Paul Dulieu que tirou o 1o lugar no concurso Furia de Ler, organizado pelo jornal La libre Belgique, em Bruxelas, Bélgica. O conto, escrito em francês, foi traduzido ao português por José Vicente Miranda do Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná. Alguém já se deu conta que, se não for um estrangeiro, não há muito brasileiro para ser publicado que tenha se dedicado ao tema da execrável escravidão ?

Dúvida VIII
Julio Cesar, o goleiro, não o da seleção brasileira, mas o do meu Corinthians, quando defende um penalti passa a ser também o defensor dos fracos e oprimidos ?

Dúvida IX
A tragédia
Parecia
Uma comédia
Ou a comédia
É que transcendia
A uma tragédia ?

Dúvida X
Foi o fantasma dele que veio tirar satisfações dela que a sua, dela, intuição de que a operação dele não correria risco e que ia dar certo ?

Dúvida XI
Você também é como este assim chamado escriba que nos dias abafados curitibanos fica clamando por uma refrescante chuvinha e se ela não vem, tem ganas de impetrar um mandato de segurança contra São Pedro ?

Dúvida XII
Especula,
Com jeito
Não muito católico,
Até com despeito,
O gorducho:
“Quando embucho
É metabólico
Ou gula ?”

Dúvida XIII
Será que o curitibano não costuma cumprimentar quando chega aos lugares, públicos ou não, com medo que alguém lhe peça dinheiro emprestado ? Comentários no blog. Obrigado.

Dúvida XIV
Será que a Wenceslinda tem esse nome por que o pai nasceu em Wenceslau Braz, no Paraná e a mãe em Olinda, em Pernambuco ? Ou vice versa ?

Dúvida XV
E na linha de raciocínio acima, aonde será que nasceu a Epistefânia ?

Dúvida XVI
E vocês não acham, prezados leitores, que as duas, a Wenceslinda e a Epistefânia (atentem para a importância do acento circunflexo), deveriam processar os pais, o padre, o cartorário e os padrinhos por danos e perdas ?

Dúvida XVII
Você não acha, prezado leitor, que esse agarra-agarra, dentro da área, entre jogadores do ataque e da defesa, antes da cobrança de um escanteio, uma falta, lateral, etc., está ficando cada vez mais comprometedor ?

Dúvida XVIII
Você, prezado leitor, sabia que Mercúrio* é o deus da eloqüência, do comércio e dos ladrões ?
*A propósito, existe uma canção, chamada “Stances a un cambrioleur” (Estrofes para um ladrão), de autoria de Georges Brassens, que fala de um “amigo do alheio”, que entrou em sua casa e que, mesmo assim, ele pede que Mercúrio “o preserve da prisão e que bom crítico de arte ele seria por não ter levado o execrável quadro que lhe presentearam e agradece por não ter levado o seu violão”. Vale a pena conferir e seria de bom alvitre que alguém traduzisse e divulgasse. Afinal, salvo melhor juízo, como diriam nossos juristas, não precisa ser só música americana que as nossas FM’s devem tocar, pois não ?

Dúvida XIX
Será que quem faz tradução simultânea em palestras, conferências, cursos, etc., tem o raciocínio tão rápido quanto o vento, o computador, o pensamento ou o quê ? Comentários no blog. Obrigado.

Dúvida XX
A falta de lisura
É uma questão
De ser caradura,
Ou não ?

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br

2 comentários:

Marina da Silva disse...

Juca,
Está supimpa este post. Sobre o atacar os políticos com sapatadas e bifas é o Ó do borogodó. Ataque de verdade precisa de aulas com o Bin ...melhor não dar ideia né! E prus finalmente, larga mão deste time que nem eu fiz com o Galo mineiro! Xô uruca! Bejin. Marina.
PS: Tem mais daquelas "duas" constatações maravilhosas"?

Juca disse...

Obrigado, Marina, minha única e fiel leitora. Eu também sou seu leitor, mas não o único. Assim como leio todos os meus seguidores que são supimpas, usando a tua expressão. Não esqueça de que ao chegar em Curitiba com tua gente, serei o guia em Curitiba que já, há muito, deixou de ser apenas um ponto de passagem para os principais pontos turísticos do Sul. Neshikot. Juca.