quarta-feira, 6 de abril de 2011

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I
Deu na mídia: “Príncipe William terá dois bolos no seu casamento com Kate Middleton: Um deles será de frutas e outro de biscoitos com chocolate”. Taí uma notícia de transcendental importância para o futuro da Humanidade...
Constatação II (Ah, esse nosso vernáculo, passível de mal-entendido).
O Dida, ex-goleiro da seleção brasileira não é comedido. Não tem me...dida para comer frango.

Constatação III
-“Perdão,
O abuso.
Quando eu te lambuzo”,
Disse, com voz meiga
A manteiga
Pro pão.
-“Isso não é nada.
O pior, é a dentada”.
-“Coitada !”

Constatação IV
Não se pode confundir maridão com malandrão. Afinal, nem sempre um é outro e nem outro é um.

Constatação IV
Dois deputados franceses denunciaram o desemprego e a instabilidade atuais. Um deles, a Sra. Arlette Laguiller manifestou-se contra os "empregos estáveis que desapareceram. Os que foram criados, quando existem, são instáveis", denunciou ela. "O melhor que se consegue está no patamar de pobreza, 3.800 francos por mês”. Ora, 3.800 francos representam cerca de 500 dólares, o que corresponde a aproximadamente a 800 reais. O salário mínimo no Brasil é de R$545,00... Isso, depois de muita discussão. Quando Pedro Malan era Ministro da Fazenda ele disse, na época, que o salário mínimo de R$ 151 era suficiente para comprar a cesta básica calculada pelo Procon/Dieese "e ainda sobram cerca de R$ 20". O ex-ministro Malan tem cara de um sujeito enfastiado. E não é porque ele viveu e, claro, nunca viverá com uma cesta básica nem com o salário de R$545,00 ou R$800. E viva ele e “nóis” todos.

Constatação V (Teoria da relatividade para principiantes).
Em certos países, viver com 3800 francos por mês é viver no patamar da pobreza. Em outros países, com 545 reais, não é...

Constatação VI
Rico, tudo pode; pobre, tudo quer.

Constatação VII
Não se pode confundir gremista, torcedor do time gaúcho, com esgrimista, muito embora o Grêmio, com o apoio da sua imensa torcida gremista, tem sido um esforçado esgrimista para ser campeão nos vários embates que participa.

Constatação VIII
O estrangeiro quando se radica no Brasil traz em sua bagagem os seus conhecimentos tecnico-científicos, aliado às suas tradições e costumes, bem como a sua educação de berço. Esse know-how, como diriam nossos economistas, o faz levar uma grande vantagem sobre nós, os “tupiniquins do 3º ou 4º Mundo”. Posteriormente, o estrangeiro absorve o nosso assim chamado know-how do jeitinho, da malandragem, do tirar proveito em tudo. Aí o “gap”, o fosso, como disse o escritor francês Jean-Jacques Servan-Schreiber, no livro O Desafio Americano, tecnológico ou não, aumenta ainda mais...

Constatação IX
Rico é intrigante; pobre, fofoqueiro.

Constatação X
Não se pode confundir exprimir com espremer, muito embora, em certa época, muita gente teve que se exprimir depois de ter sido submetido à tortura física, através de métodos ensinados, em parte, por técnicos, por expertos da maior potência do Planeta, dentre outros, na tarefa de espremer...

Constatação XI (Dedicado aos filhos da, digo aos mestres da economia, finanças e políticos).
Os luminares da nossa economia
Que conhecem muitos coeficientes,
Para o salário mínimo determinar
Deveriam também estudar teologia
Para poderem rezar pelos carentes
E suas “pesadas” consciências atenuar...

Constatação XII
O assunto,
Inicialmente,
Periférico,
Pintou,
No conjunto,
Um clima feérico.
Posteriormente,
Descambou
Pro colérico,
Acusado,
Gritado,
Xingado,
Aí, para um atmosférico
Carregado,
Nublado,
Pesado.
E acabou
Num histérico,
Exasperado,
Berrado,
Adoidado.
Coitado!

Constatação XIII (De diálogos esclarecedores).
-“Que tal o filme ?”
-“Bem, efetivamente o filme não foi ruim. Principalmente, para quem não gosta de cinema”...

Constatação XIV
E como contava o convencido: -“Esse Dia dos Namorados me causa uma despesa enorme, já que eu tenho que comprar muitos presentes”.
-“Mas por que você não dá somente um pra sua namorada de maior valor que corresponda o preço de todos os outros ?”
-“Não é nada disso. Os presentes, para saírem mais em conta, são comprados no atacado, no mesmo lugar e são todos iguais. São presentes para as incontáveis namoradas”.
-“Ah bom. Quer dizer, ah ruim, quer dizer, ah bom, mesmo...”

Constatação XV
Perdido na multidão
Ele resolveu
Dar um sermão,
Uma lição de moral
Em si mesmo.
Falou a esmo:
O guarda o prendeu,
Alegando confusão.
E ele apodreceu
Na prisão
Sem culpa formal,
Martirizado,
Mal-amado,
Mal-cuidado,
Mal conservado,
Abandonado.
Coitado !

Constatação XVI
Não se deve confundir ilustre com lustre, muito embora quem é ilustre sempre terá quem lustre os seus sapatos, sua vaidade, seu ego, etc.

Constatação XVII (Ah, esse nosso vernáculo).
Aquele médico, cobra em sua especialidade, não cobra caro suas consultas. O coitado tem uma sogra que é uma cobra.

Constatação XVIII
Rico pinta o dente de preto em festa junina; pobre, não precisa.

Constatação XIX
Pra quem vive dizendo que nós somos um país do 1o Mundo, vale lembrar que pessoas que se encontram, ilegalmente, em determinados países da Europa e Estados Unidos – esses, sim, do Primeiro Mundo – têm mais direitos do que em seus próprios países de origem. E viva “nóis”, latino-americanos, africanos e asiáticos e mais alguns originários de vários países da Europa, principalmente da ex-Cortina de Ferro.

Constatação XX (Passível de mal-entendido).
Ela cortou o namorado em fatias, cozinhou e serviu junto com uma salada e vinho branco seco.

Constatação XXI
Rico abre um comércio de brexó; pobre, é roupavelheiro (Indivíduo que compra e vende roupa usada, velha).

Constatação XXII
Ela vestiu
Uma saia
Ruge-ruge.
Quando se despiu
O frufru
O demoveu
Da leitura
Do Gilles Lapouge*.
E para não ser,
Nem parecer
Caradura,
Ele não correu
Da raia:
“O dever
Me chama!”
E, juntos na cama,
Dançaram um samba
E, já, meio bamba,
Também um maracatu.
*Já há muitos anos correspondente do Estadão na França.

Constatação XXIII
Ele ficou macambúzio
Com o que foi falado
No jogo de búzio.
Coitado!

Constatação XXIV (Um pouco de nostalgia).
Cada vez que eu escuto Sonho de Amor no. 2 de Franz Lizt, eu me lembro que era a música de fundo da despedida do programa da saudosa PRK 30, da dupla, também saudosa, Lauro Borges e Castro Barbosa. Humor sadio. Bons tempos!

Constatação XXV
Joguei
No favorito.
Fiquei contente.
Ele chegou
Em primeiro
E pagou
O equivalente
A... um palito.
Bá, tchê. Queimei
O meu dinheiro.
Claro, aí, fiquei
Descontente.
Bem que ela,
Me alertou.
Depois, só aturei
Querela.
Que esparrela

Agüentei
Paca, pô...

Constatação XXVI (Ah, esse nosso vernáculo).
Deixando todo mundo chateado, os governantes chatos do chato governo achatam os já achatados salários.

Constatação XXVII
Ainda que soem, foneticamente, da mesma maneira, não se pode confundir polpa com poupa, muito embora tenha gente que aproveita até a polpa para ver se poupa algum caraminguá nestes difíceis tempos da inflação dando o ar da sua graça, digo, desgraça.

Constatação XXVIII
Quando o cara ficou com força menor e gradativamente foi perdendo as forças, ele alegou para a mulher que não podia comparecer por motivo de força maior. Coitados!

Constatação XXIX
O pescador contou na roda de amigos uma mentira tão inverossímil que alguém não se agüentou e falou: “Isso que você contou é tão crível quanto quando se vê que uma artista famosa, que coincidentemente acabou de turbinar os seios, ‘perde ou escorrega’ a parte de cima do seu biquíni e, também coincidentemente um fotógrafo que por ali se encontrava como quem não quer nada, colhe o flagrante.

Constatação XXX (De uma dúvida não necessariamente crucial, envolvendo a medicina).
Quando se entrega a certos deputados suspeitos de fraudes e falcatruas a tarefa de fazer parte de uma Comissão para averiguar corrupção quer dizer que se está utilizando a "Lei dos Infinitesimais" e a "Lei dos Semelhantes" como a base para o uso de substâncias mínimas e para a crença homeopática de que semelhante cura semelhante?

DÚVIDAS CRÚCIAIS.

Dúvida I
Tem certeza que você não se enganou ? Efetivamente era o Super Homem que estava de mão dada com o Batman na sala de espera do teu psicanalista ?

Dúvida II
Com esse desalento
Do horário eleitoral
Não fomos nós, eleitores,
Eternos perdedores,
Ouvindo tanto “maioral”,
Tanto caradura,
Que estamos na fritura
Em fogo lento ?

Dúvida III
O histrião
Obsequiou
O eleitor
Com um aperto
De mão.
O bufão
Achou
Seu gesto, enganador,
Um eterno acerto
Pra sua (re)eleição ?

Dúvida IV
Foi com desvelo
Que o presidente
Executou o escalpelo
Do seu Assistente ?

Dúvida V
Homessa!
Fico ressentido
Deprimido,
Sentido,
Sofrido,
Fod, digo ferido
Com tanta promessa!
E ainda tem gente
Que vai nessa
E parece contente ?

Dúvida VI
Se os candidatos a cargos eletivos fossem tudo aquilo que eles dizem ser, você não acha , prezado leitor e eleitora, que eles, eleitos ou não, já teriam garantido, pelo menos, o seu – deles – lugar no paraíso ?

Dúvida VII
Foi o profeta
Que não previu
Que sua tão
Amada senhora
Era asceta
E na hora
Do bem-bom
- Que esparrela! -
Não é que ela
Dormiu ?

Dúvida VIII
Já que não dava para sair
Com o mulherão, aquele colosso
De noite – papagaio de corrente –,
Adotou o encontro ao meio-dia,
Bem na hora do almoço.
Foi a solução que teve de seguir,
Igual a uma profusão de gente.
Outra solução que pudesse comer
E a sua incontrolável fome desfazer
Me refiro àquela outra, por via oral,
Que para quem é faquir até faz mal,
Será que pro pobre coitado não havia ?

Dúvida IX
Só porque ela o chamou
De um pobre coitado
Ele ficou embirrado
E pra sogra se queixou ?

Dúvida X
Os seus incontáveis
Amores,
Tão saudáveis,
Sempre renováveis,
Em cada começo,
Portanto,
Ainda com devoção
E sem tropeço,
Fazia seu coração
Soar,
Retumbar,
Pro seu próprio espanto,
Como o rufo de tambores ?

Dúvida XI
Curitiba completou no dia 29 de março, próximo passado 318 anos de existência. Numa pesquisa realizada entre moradores foi assinalado o óbvio ululante: mais creches, mais hospitais, erradicação ou pelo menos maior combate a violência, escolas, melhoria do trânsito, do transporte e assim por diante. Elementar?

Dúvida XII
Mudar constantemente de técnico sem melhorar o elenco resolve o problema?

Dúvida XIII
Não ser obcecado é não ser normal?
E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br

Nenhum comentário: