quarta-feira, 21 de setembro de 2011

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I
A semelhança ou a diferença entre um jovem e um, digamos, cidadão da 3ª Idade é, além da idade, é claro, que os dois gostam de ir cedo para a cama. O da 3ª Idade para dormir...

Constatação II (Viva “nóis”).
Deu na mídia: “O novo ministro do Turismo, Gastão Vieira (PMDB), deu prioridade a quatro pequenas cidades nas quais foi o candidato a deputado mais votado ao propor emendas ao Orçamento para infra-estrutura de turismo no Maranhão”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que S. Excia. está inaugurando uma espécie de nepotismo onde, em lugar dos parentes, são favorecidos os eleitores, o que não impede que haja algum parente próximo ou não entre os que nele votaram. Quanto ao fato de existirem outras cidades ou regiões mais prioritárias trata-se de uma mera opinião, parecendo tender às raias do subjetivismo...

Constatação III
Deu na mídia: “Blecaute atinge dois milhões no México e nos EUA”. É também nessa hora que, segundo um dos meus gurus, o escritor uruguaio Mario Benedetti, “é necessário ter à mão uma mulher desnuda para nos iluminar”, conforme Rumorejando já teve oportunidade de publicar a poesia, por inteiro no blog, no dia seis de julho deste ano.

Constatação IV
Sugestão respeitosa aos nossos filólogos, visando evitar os estrangeirismos como, por exemplo, performance, que já se incorporou ao nosso riquíssimo idioma português, ao invés de desempenho. Voltando à sugestão: “Dejanelar” ao invés de defenestrar que o dicionário Houaiss dá como:
 verbo
transitivo direto
1 atirar (alguém ou algo) janela afora, violentamente
Ex.: o ato de d. administradores palacianos deu início à Guerra dos Trinta Anos
transitivo direto
2 Derivação: sentido figurado.
dar cabo de (alguém); demitir expressamente; marginalizar, alijar
Ex.: no poder, um golpista pode d. seus aliados de ocasião.

Constatação V
Deu na mídia: “Carta de embaixador dos EUA mostra preocupação com corrupção no governo Lula. Documento de diplomata americano foi revelado pelo site WikiLeaks”.
Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que o roto está falando do esfarrapado. No entanto, os dois países efetivamente são eivados de corrupção. Cada um a sua maneira. A nossa é escrachada. Não faltarão os brasileiros que atacarão o embaixador americano, com razão, porém sem fazer referência que ele falou a verdade. Pena!

Constatação VI (De uma dúvida crucial).
O cara que fala muitas línguas é um linguarudo?

Constatação VII (De diálogos supostamente esclarecedores).
-“Em Brasilia, os pais da pátria não estão nem aí, mas estão aí”.
-“Como assim?”
-“Eles não estão nem aí para os problemas da nação, mas estão aí precipuamente para participar de falcatruas”.
-“Ah bom, quer dizer, ah ruim, quer dizer...”

Constatação VIII (Passível de mal-entendido).
Ela trouxe para cama alguns bem-casados.

Constatação IX (Ah, esse nosso vernáculo).
Depois de tomar bem mais do que dois dedos de vinho, feito com uvas dedo-de-dama o obcecado foi dar um dedo de prosa com a vizinha. A viúva do dedo-duro. Mesmo cheio de dedos cantou ela (Melhor foneticamente que a cantou). Ela, de dedo em riste, brandiu o dedo na sua cara: “O senhor, vizinho, não demonstra ter dedos de cavalheirismo e não merece nem dois dedos da minha atenção”. Coitado!

Constatação X
Rico é legendário; pobre, não é lembrado.

Constatação XI
Deu na mídia: “A Câmara Municipal de Araraquara, no interior de São Paulo, aprovou o projeto de lei que proíbe a realização de rodeios, tourada, vaquejadas e similares na cidade”. Vale lembrar que “em agosto, o deputado federal Ricardo Tripoli (PSDB-SP) apresentou um projeto de lei para proibir a perseguição de animais em provas de rodeios no País, sob pena de multa de até R$ 30 mil”. Pela primeira vez na vida Rumorejando, através deste assim chamado escriba, é obrigado a reconhecer que membros de duas câmaras legislativas merecem nossos encômios... E já que falamos no assunto também deu na mídia que “a Promotoria de Guararema, na Região Metropolitana de São Paulo, obteve decisão que proíbe o uso de objetos que causam maus tratos nos animais em rodeios, nas festas "Guararema Fest Show" e "Rodeio do Bairro Parateí". E, ainda, “a Promotoria de Paulínia, no interior paulista, também obteve liminar suspendendo uso de objetos que possam machucar animais nos rodeios da festa "Paulínia Arena Music 2011". Pelo jeito, estamos marchando para um bom caminho. Em alguns setores, é claro...

Constatação XII
E como dizia aquele pingo de gente: “A minha mamãezinha querida é mamãezona!”.

Constatação XIII (De diálogos sobre extraterrestres-financeiros).
-“Quem será que abduziu o coração dos banqueiros?”
-“Ninguém terráqueo ou de alhures abduze o coração dos banqueiros. Eles já nascem sem coração”.
-“Ah bom, quer dizer, ah ruim, quer dizer...”

Constatação XIV
Ainda com relação ao novo ministro do Turismo, Gastão Vieira, ele declarou: "Acho que eu tenho alguns predicados, além de, eventualmente, ser afilhado ou não do presidente José Sarney". Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que S. Excia. não só deve ter predicados como também, ao contrário de seu padrinho, não ser um sujeito possuidor de objetos diretos e, precipuamente, de objetos indiretos...

Constatação XV
Quem assistiu, recentemente, ao primeiro jogo do Brasil x Argentina e não tinha pecados em sua conta corrente ficou com os ditos a haver, isto é, com crédito para o devido pagamento a “posteriori”.

Constatação XVI
Liberdade de expressão,
Externando preconceito
É mais que uma agressão
E uma falta de respeito.

Constatação XVII (De uma dúvida crucial).
Ela deu com a língua nos dentes? Quer dizer que foi um beijo de língua?

Constatação XVIII (De um obcecado matemático ou de um matemático obcecado).
“Vejam só essas razões e proporções nas quais se prova as vantagens de ficar desnudo com a devida companheira também desnuda o que é a essência da vida: A ética está para a bioética*, assim como a erótica está para a neurótica, desde que ela não dê vazão ao seu – dela – erotismo. Ou, representando por expressão: ética/bioética = erótica/neurótica. Simplificando as letras comuns, fica: 1/bio = 1/nu; donde nu = bio = vida, c.q.d.”**
*bioética = substantivo feminino
Rubrica: biologia, ética.
“estudo dos problemas e implicações morais despertados pelas pesquisas científicas em biologia e medicina [A bioética abrange questões como a utilização de seres vivos em experimentos, a legitimidade moral do aborto ou da eutanásia, as implicações profundas da pesquisa e da prática no campo da genética etc.] (Houaiss).
** c.q.d. = como queríamos demonstrar.

Constatação XIX (Nada a ver com o atual vice-presidente da República).
Há certos políticos cujas mulheres chamam a atenção da mídia televisiva, dos fotógrafos, das pessoas em geral pela sua beleza, sua discrição, sua cultura, sua classe. Alguém poderia dizer, com muita propriedade, que elas chegam a ofuscar seus maridos. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que não se trata apenas das virtudes acima mencionadas. Alguém já viu algum político com brilho próprio? Se já viu, por favor, indicações no blog. Obrigado.

Constatação XX (Pequenas comparações na falta de maiores).
Assim como existe a fadiga do material, parece haver a fadiga do clube com relação ao técnico de futebol. Tal ocorre quando o time perde várias partidas em seguida ou mesmo intermitente, porém em número substancial. Essa é a semelhança. A diferença é que, em alguns casos, a fadiga do material de maneira é mais “humana”, já que o técnico, muitas vezes, toma conhecimento da sua demissão através da imprensa...

Constatação XXI
Com relação a “Constatação II” e a “Constatação XIV”, Rumorejando já havia sugerido que o último ministro que saísse do governo da presidente (a) Dilma que apagasse a luz. No entanto, quase que imediatamente são indicados outros em seus lugares e não seria de bom grado que eles ficassem no escuro... Pelo o que se tem visto nos últimos anos no nosso país, a troca, na maioria das vezes, é o que a voz popular chama de troca de seis por meia-dúzia. Ou, ensaiando um linguajar mais culto, com permissão do professor Figurelli, “mutatis mutandis”. No entanto, não se pode descartar a possibilidade de que algum filósofo de plantão profira: “Mudam-se as moscas, mas a ‘eme’ continua a mesma”...

DÚVIDAS CRUCIAIS VIA PSEUDO-HAICAIS.

Dúvida I
A saudade, aquela que dói,
De um grande amor
Até o coração destrói?

Dúvida II
É fácil o vaticínio
Que na insolúvel Humanidade
Sempre haverá morticínio?

Dúvida III
Ele deu para ela um colar de brilhante
Só que ao invés de corrente de ouro
Era um simples barbante?

Dúvida IV
Foi um cisco
Que entrou no olho
Do marisco?

Dúvida V
Não pagar o salário
Aos jogadores do meu Paraná
É coisa de salafrário?

Dúvida VI
Quando começou o chuvisco
Ela falou que a sensação
Era como se fosse um chapisco?

Dúvida VII
Quando te pega o fisco
Você acha que o leão
É pior do que um corisco*?
*Corisco = Derivação: sentido figurado. Regionalismo: Ceará.
indivíduo que se faz hóspede sem combinação prévia (Houaiss).

Dúvida VIII
Ele vivia taciturno
Porque a mulher não topava
Um relacionamento diuturno?

Dúvida IX
Quando um político faz uma afirmativa
Na mesma hora, sem maiores delongas,
Ela é seguida de uma conjunção adversativa?

Dúvida X
Rimar asneira com besteira
É uma questão repetitiva
Empregada de qualquer maneira?

Dúvida XI
Faturar sozinho a megassena
Corre-se o risco, de emoção,
Ter de recorrer a uma ponte-safena?

Dúvida XII
Sentiu-se, solitário, abandonado, ermo
Quando a mulher se escafedeu, se arrancou.
Daí vivia pálido, cadavérico, enfermo?

Dúvida XIII
É um contra-senso
O meu Paraná estar cada vez mais
Se aproximando de mais um descenso?

Dúvida XIV
Será que a nossa presidenta
Tem aflição, medo, preocupação
Com olho-de-seca-pimenta?

Dúvida XV
Ela se sentiu elanguescente*
No banho com o namorado após
Ficar um tempão concupiscente**?
*Elanguescente = sem forças, frágil, débil (Houaiss).
**Concupiscência = Anelo de prazeres sensuais (Houaiss).

Dúvida XVI
O clima,
Em Curitiba,
Desestima?
E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br

3 comentários:

DJALMA FILHO (twitter @djalmafilho68) disse...

Juca, a propósito do contra-senso e do descenso (que não irá acontecer) do teu Paraná, sabe o que o cavalheiro coxa-branca disse para a dama atleticana? Guarde a última dança para mim... (o atletiba do dia 04-12 será o último jogo do dois neste campeonato de 2011).

Juca disse...

Djalma, mano velho.
Data vênia, como diria você, assim como os demais teus colegas juristas, mas eu penso que você, que é um cara batuta, deveria ser torcedor do meu sofrido Paraná. Porém, vejo contente que nem você, coxa-branca, nem os torcedores do Atlético têm complexo por isso. Afinal, já é por demais sabido que ninguém atinge as raias da perfeição. Respeitosamente teu amigo Juca.

Marina da Silva disse...

Juca,
Adorei tudinho! Será que um político com o nome gastão só pode dar ao dinheiro público um tour pelo "ladrão? Xô corrupção!
Peninha do seu Paraná, mas não fique triste que meu galo lá vai junto para o animar e seu continuar te seguindo vou começar querer a rimar!Sem nenhum primor, constate-se! Bju. Marina