quarta-feira, 23 de novembro de 2011

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I
E como reclamava eufemisticamente indignado aquele fanático torcedor do Paraná – nada a ver com este assim chamado escriba – se referindo às sucessivas derrotas do seu time do coração:
“O problema é que o ataque não ataqueia;
O lateral não lateraleia;
A defesa não defeseia
O meio de campo não meiocampeia
E o goleiro só frangueia”.

Constatação II
Como o jardineiro
Não cortou
A grama
Escovinha,
O sovina,
Imediatamente,
Mais que ligeiro,
Reclamou
– E até hoje reclama –
Se queixou,
Amargamente,
Da triste sina
Que ele tinha
Qual seja
A malfazeja
Sorte de ser
Extorquido
Do seu dinheiro
Como havia tido,
A oportunidade
De ler,
Com curiosidade,
Do mestre Balzac,
Eugenia Grandet,
Quando havia morado
Em Marechal Mallet.
Grandet, antes de morrer,
Teve mais um peripaque,
Uma espécie de ataque
Ao ver,
Naquele momento,
Da extrema unção,
Mas com o pensamento
De um demônio
Eternamente
Fixo
No seu acumulado
Patrimônio,
O brilho do crucifixo
De latão
Que o padre tinha
Na sua mão,
Achando,
Pensando,
Com desdouro,
Que fosse ouro.
Coitado!

Constatação III
Não se pode confundir talão, o de cheque, por exemplo, com Talião, o da Lei que diz: “olho por olho e dente por dente”, até porque os bancos cobram todo talão que o sujeito emite, na base da tal da reciprocidade, uma espécie de Lei de Talião, supostamente com boas intenções, que, segundo me consta, somente beneficia uma das partes. A do banco, é claro.

Constatação IV
Quem
Julga
Que tem
Carisma,
Que irradia
Uma centelha
De elevado
Astral,
Deixa a freguesia
Com a pulga
Atrás da orelha,
Com cisma
Que o maioral
É um destemperado.
Coitado!

Constatação V
A serenata
Do adeus,
Que ele cantou
Bem entoado,
Não foi sensata,
Até foi caricata,
Pois ela entornou
Uma lata
Duma misturada
De muitos breus.
Coitado !
Coitada !

Constatação VI (De uma série matemática que provavelmente vai até o fim dos tempos).
Na guerra entre os povos cria-se entre os contendores o espírito de vingança. Algumas já estão na vingança da vingança, da vingança, da vingança elevada a n-2... n-1...elevada a...n...a n+1...a n+2...

Constatação VII (De um texto com auxilio do Houaiss, Aurelião e outros pais. Afinal Rumorejando, como já foi dito, também é cultura...)
Não é por nada, não, mas este assim chamado escriba se sente frustrado, já que a mídia do eixo Rio-São Paulo está vibrando com uma final entre dois times do mencionado eixo. E claro que, como paranaense, estou torcendo pelo Atlético também não cair, uma vez que o meu Paraná não subiu como, numa certa altura, tudo levava a crer. Entretanto, se o meu Corinthians ganhar, já que o também meu Botafogo morreu na praia, este assim chamado escriba sentir-se-á menos macambúzio, borocoxô, sorumbático, capiongo, tristonho, obumbrado, obnubilado e outros epítetos, antonomásias, qualificação, adjetivos, desse jaez, dessa categoria, desse gênero...

Constatação VIII (De conselhos úteis via pseudo-haicai).
Na hora do jogo, não trema
E relaxe, quando tua mulher
Quiser que você a leve ao cinema.

Constatação IX
Rico fica com doença neurodegenerativa; pobre, fica caduco.

Constatação X
Rico olha para todos os lados, para ver se tem algum conhecido para cumprimentar e que veja que ele está retornando de uma viagem – preferencialmente internacional – quando adentra no saguão de chegada, ou melhor, sejamos cosmopolitas, de “arrival”, no aeroporto; pobre, olha para todos os lados para ver se alguém viu quando ele leva um tombo quando desceu na estação rodoviária.

Constatação XI
Tendo em vista que a moda vem e volta, quem anda sempre da mesma maneira vestido, indubitavelmente, terá a chance de estar, num determinado momento, atualizado, condizente com a moda...

Constatação XII
Tá na hora, aliás, já passou muito da hora, os Três Poderes da República lubrificarem as intenções. O resto* viria normalmente.
*Refere-se a serem honestos, não legislarem em causa própria, reduzirem o próprio salário, eliminarem as mordomias, acabar com o nepotismo direto e indireto (o indireto seria o que é comum a troca dos parentes nas assessorias, nos gabinetes para despistar o nepotismo) e outras “cositas” mais. Vige!

Constatação XIII
Será um alivio se o Paraná escapar de cair para a Terceirona no Brasileiro. No campeonato estadual também caiu para a Segundona. Saudades do tempo do Ferroviário que era a terceira força do nosso estado e, volta e meia era campeão, surrando Coritiba e Atlético...

Constatação XIV
Pesquisa de opinião junto aos nossos prezados leitores: O que será que deverá acontecer com os novos ministros nomeados pela Presidente (a) Dilma? Será que serão honestos?

Constatação XV
E como dizia aquele consumista: “Eu esbravejo quando vejo os preços do varejo e fico atacado com os preços do atacado”.

Constatação XVI
A gente nunca sabe se a nossa esquizofrenia
É uma neurose em demasia
Ou se a nossa neurose
É uma esquizofrenia em pequena dose.

Constatação XVII (De uma dúvida crucial).
Quando uma pessoa, depois de usar o banheiro, deixa a luz acesa e/ou não puxa a descarga é sinal que ela pretende usá-lo novamente à curto prazo?

Constatação XVIII
Pessoa rica quando abandona tudo para seguir o(a) namorado(a) que vai ficar em outro país, cidade ou seja lá onde for, sempre, será por amor; pessoa pobre, nas mesmas condições de pressão e temperatura, acima mencionadas, sempre, será por interesse.

Constatação XIX
Você também fica admirado, atônito, estupefato quando a farmácia vende um remédio relativamente barato?

Constatação XX (Pequenas definições por falta de maiores).
Papilas gustativas são as partes do corpo que te recomendam você agüentar firme e engolir depressa uma comida numa casa em que você é convidado por ela estar ruim à beça.

Constatação XXI
A expressão “não adianta chorar sobre o leite derramado” deve ter sido inventada quando o meu Paraná ganha uma partida, como aconteceu contra o Guarani de Campinas, se pondo a lamentar de não ter ido melhor durante o campeonato da Segundona o que permitiria que ele ascendesse para a Primeirona. Agora, está ameaçado cair para a Terceirona. Coitado!

Constatação XXII
Não se pode confundir alusão com ilusão, muito embora não haja alguma alusão quando te enviam, bondosamente, aqueles e-mail’s, dizendo que “envelhecer é o único meio de viver muito tempo”. Ninguém melhor do que a gente, que está na idade provecta, não tem ilusão e sabe que nada mais passa tão depressa do que os anos.

Constatação XXIII (Épocas de caças as bruxas).
Na época da ditadura militar, quando havia preocupação do governo militar com relação ao comunismo que, segundo alguns, o número de adeptos, em relação ao gigante Brasil, caberia numa van ou numa Kombi, o guru Millôr Fernandes enunciou a seguinte definição: “Comunista é todo aquele que não pensa como nós”. Pelo o que tem sido dado a ver pela atitude de certas religiões ou facções religiosas, parodiando o mestre Millôr, profano, ímpio, secular, mundano, herege é todo aquele que não segue a nossa religião...

Constatação XXIV (De conselhos úteis óbvios sempre aconselháveis em preparatórios aos vestibulares).
Se você estiver numa prova de matemática indo por uma vertente errada e se deu conta em tempo não se amofine, não se apoquente, não se aflija, passe para a questão seguinte e, se der tempo, no final, volte ao ponto que enveredou erradamente e preste atenção para não cometer outro ou o mesmo erro. De nada!

Constatação XXV
Com essa degradação da natureza os catastrofistas, que vivem anunciando o fim do mundo, devem apenas estar se enganando de data da fatal ocorrência...

Constatação XXVI
Depois das falas brilhantes do Ministro do Trabalho que só sairia do ministério à bala e ao se 'retratar' perante a presidente (a) dizer “Dilma eu te amo”, ele demonstrou que sempre esteve preparado para o cargo... No entanto, data vênia, é claro, como dizem nossos juristas, Rumorejando acha que ele, o “cumpanhero”, deveria receber uma carta de recomendação. Não para arrumar outro emprego que, com toda a certeza ele vai arranjar um facilmente, mas para freqüentar aulas de alfabetização e de boas e educadas maneiras. Vige!

Constatação XXVII
Com relação a Constatação anterior vale dizer que não é só o senador José Sarney que não quer largar o osso, como está muito bem expressa numa charge que corre na internet. O que esses ministros da assim chamada faxina esperneiam e espernearam para não perder o cargo não está escrito em lugar algum. Cáspite!

DÚVIDAS CRUCIAIS VIA PSEUDO-HAICAIS.

Dúvida I
Quem semeia vento
Poderá colher um resfriado
A qualquer momento ?

Dúvida II
Não há uma solução
Para que os ingleses
Não andem na contramão ?

Dúvida III
Próximo a nós, ronda
Nova violência.
Será uma nova onda ?

Dúvida IV
Quem chama alguém
Na base do “psiu”
Boa educação não tem ?

Dúvida V
O recado chegou ao destino
Que você acaba de sentar
Num baita pepino ?

Dúvida VI
Escutar o Wladimir,
O Horowitz, ao piano
Faz você refletir ?

Dúvida VII
O político foi pilhado
Com a mão no jarro.
Coitado ?

Dúvida VIII
Até uma equação
De 1º grau já não
Tem mais solução ?

Dúvida IX
No meio da realeza
O plebeu percebeu
Que também há safadeza ?

Dúvida X
É falta de respeito
O não cumprimento
Ou é puro despeito ?

Dúvida XI
A casualidade
É que tem salvado
A Humanidade ?

Dúvida XII
Até o terrorismo fiscal
Já está virando
Uma coisa banal ?

Dúvida XIII
É muita tranqüilidade
Ver os políticos
Fazerem tanta iniqüidade ?

Dúvida XIV
É ser muito sereno
Ficar impassível ao escutar
A sogra destilando veneno ?

Dúvida XV
Por falta de afeto
Qual personagem de Kafka
O cara se sentiu um inseto ?

Dúvida XVI (Continuação da dúvida anterior).
E porque a mulher o tratava como um objeto
Acabou virando capiongo, tristonho, macambúzio,
Calado, taciturno, circunspeto ?

Dúvida XVII (Continuação das dúvidas anteriores).
E por não ser do chefe o predileto
Ficava pelos cantos do escritório
Desacorçoado, desanimado, quieto ?

Dúvida XVIII (Continuação das continuações anteriores).
Ele ficou tão sentido
Com o que ela lhe disse
Que até ficou deprimido ?

Dúvida XIX (Continuação, etc.).
O prezado leitor
Achou o cara muito volúvel
Com toda essa dor ?

Dúvida XX (Continuação da continuação, etc.).
Ou achou o sujeito afrescalhado,
Pois os casos não eram pra tanto sofrimento
Eram apenas que o coitado vivia estressado ?

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br

Um comentário:

DJALMA FILHO (twitter @djalmafilho68) disse...

Gostei do poeminha do jardineiro, Juca. Aliás, vi esses dias uma frase e me lembrei do rumorejando: rico se preocupa com o fim do mundo; pobre, com o fim do mês. Abraço.