quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I
Na lápide estava escrito:
“Aqui jaz um pobre sujeito
Que pela mulher foi proscrito
E de quem só levava pito,
Alegando que eu não tinha mais jeito
E que eu só tinha mácula, falha e defeito”.

Constatação II
Rico nunca diz incongruências; pobre sempre diz besteiras.

Constatação III
No dia 2 de novembro deste ano Rumorejando publicou no blog o seguinte:
“Será que a Patrícia Poeta,
Que entende de meteorologia,
Um jeito não daria
De fazer
Chover
Na minha horta,
Melhorando minha coleta,
Já que São Pedro, o patrão,
Não se importa,
Com tal intervenção ?”
Agora, ao cumprimentar esta tão bela mulher, faço votos que as notícias que costumam sair no Jornal Nacional, pela sua voz e simpatia, também mudem para melhor, para menos desgraças. E sem qualquer desdouro à Fátima Bernardes. Amém!

Constatação IV
Deu na mídia: “O nome mais comum no Brasil é Maria - são 13.356.965, indica a pesquisa. Em segundo lugar está José, com 7.781.515, pouco mais da metade”. Comunico a quem interessar possa, já que é de transcendental importância para o futuro da Humanidade, que este assim chamado escriba é o 7.500.000, já que depois do seu nascimento nasceram e morreram tantos José’s que resultaram em mais 281.515 José’s. Quem duvidar pode conferir que não estamos mentindo como é do feitio de Rumorejando. Quanto ao apelido Juca, até o presente momento, não temos esta estatística, porém como já foi informado devem ser muitos poucos no mundo e não nobres, pois, que se saiba, os Juca’s não têm e nunca tiveram brasão.

Constatação V (De diálogos extremamente professoral, instrutivo, educativo e pedagógico).
Explicou didaticamente o obcecado para o seu amigo também obcecado:
-“Iguaria fina para mim é certo tipo de mulher que jamais fez recauchutagem”.
-“Recauchutagem? Como assim?”
-“É aquela que jamais colocou silicone nos seios ou na poupança, por exemplo. Ela foi beneficiada, na confecção pelo capricho do pai na hora do bem-bom com a mãe”.
-“Mas se a Mãe Natureza não der a ela aqueles requisitos que nós costumamos procurar numa mulher?”
-“Aí, ela não é iguaria fina. É só iguaria”.
-“Ah, bom, quer dizer, ah, ruim, quer dizer...”

Constatação VI
Não se pode confundir propagada com propaganda, muito embora a propaganda de políticos, governantes, ou as vantagens de produtos que é propagada por nossas bandas, esconde bandaslheiras, digo, bandalheiras, fraudes, empulhações, maracutaias, mumunha e outros atos abjetos ignomes, infames, vis do tipo propaganda enganosa.

Constatação VII
Eu sempre me senti altivo
Com as vitórias seguidas,
No longínquo passado
Do meu time, o Paraná.
Agora estou apreensivo
Com todas essas idas
De derrotas e que ele poderá,
Depois dessa trágica rota,
Digna de uma terrível chacota.
Muito breve, no próximo ano
Cair para a Terceirona,
Daí, ele não sobreviver
E ser fadado
A desaparecer
O que seria seu fim.
Coitado!
De mim
E das sofredoras torcidas.

Constatação VIII
O obcecado que trabalha com estatística alega que quase ninguém tem vocação para a abstinência, para ficar em excruciante* tortura e condenável jejum. Basta ver que a população mundial já ter chegado a sete bilhões de habitantes. Vige!
*Excruciante =  adjetivo de dois gêneros
Lancinante, aflitivo (Houaiss).

Constatação IX
E como argumentava, com veemência, aquele outro obcecado, metido a versejar, no papo com os amigos e também colegas: “É muito melhor rimar ‘amor’ com ‘pudor’ do que com o assaz batido ‘dor’ e ‘flor’. Vejam essa quadrinha que eu criei e que eu pretendo que venha a fazer parte de um soneto que eu pretendo algum dia escrever:
Quando ela, enfim, anuiu em fazer amor
Eu, logo, desnudo, fiquei na minha.
Ela não me deixou, por vergonha e pudor,
Que eu lhe tirasse a rendada calcinha”.

Constatação X
Quando uma modelo ou uma ex-BBB diz em entrevista que está fechada para balanço, ela quer dizer que pretende se deitar numa rede ou se balançar num balanço? Quem souber ou tiver o feliz acesso a ela poderia esclarecer para os nossos prezados leitores, comunicando a resposta no blog. Obrigado.

Constatação XI
Deu na mídia, mais precisamente no Estadão: “Tribunais ignoram teto e centenas de magistrados ganham mais de R$ 50 mil Levantamento do ‘Estado’ em folhas de pagamento dos TJs revela que norma constitucional de limitar salários ao rendimento de um ministro do Supremo (R$ 26,7 mil) é amplamente descumprida”. O Estadão esqueceu-se de acrescentar, o que é imperdoável: ‘Viva “nóis’ e, também, os desprovidos, necessitados e desvalidos magistrados. Principalmente...

Constatação XII
Este assim chamado escriba quando há jogo do Real Madrid contra o Barcelona, torce para este último. O time da cidade catalã, para este locutor que vos fala, digo, digita vê no time da capital espanhola a monarquia do ditador Franco e a oposição da Catalunha contra ele. O fígado deste já nominado escriba não suporta ditaduras. Daí torcer pelo time onde joga o brasileiro Daniel Alves. Nada contra os brasileiros Kaká e Marcelo que jogam no Real Madrid.

Constatação XIII
Deu na mídia: “Kate Middleton passa o seu primeiro Natal com a família real, mas sem o príncipe Philip”. Taí uma notícia de transcendental importância para o futuro da Humanidade.

Constatação XIV (Teoria da Relatividade para principiantes).
Deu na mídia, mais precisamente no Estadão: “A ordem do Planalto é barrar uma convocação do ministro Fernando Pimentel para falar no Senado. Para o governo, o risco de um depoimento é maior do que o desgaste para abafar uma convocação”. “O GLOBO revelou que o ministro recebeu R$ 2 milhões em consultoria antes do governo Dilma”. Quanto ao fato em si, o governo não se manifestou. Também achou a convocação descabida. Isso quer dizer que ele se esqueceu de dizer viva “nóis”. Esquecimento lamentável... Só o esquecimento, hein!...

Constatação XV (De didática para a introdução ao ofício de corruptor. Oficio?).
E como explicava aquele deputado corrupto para o seu neto que já mostrava talento para engabelar as pessoas: “Meu caro, trate, de qualquer maneira, de ter as pessoas na sua mão, pois quando você seguir a carreira política e se eleger deputado ou senador, você poderá se beneficiar de modo a engajar as pessoas, levando-as no papo e, veja, eventualmente você poderá agir até mesmo de maneira honesta. Mas, lembre-se: Não vá com muita sede ao pote para não dar na vista. Aja com moderação, viu!”

Constatação XVI
Não se pode confundir trilha, que o dicionário Houaiss dá, entre oito significados, o de “Derivação: por extensão de sentido. Maltrato por meio de pancadas; espancamento, surra” com tralha, que o mesmo dicionário dá, entre treze significados, o de “Derivação: por metáfora. Série de assuntos que não se nomeiam por desconhecimento ou esquecimento Ex.: sempre lhe vinha à cabeça toda a tralha aprendida na infância”, muito embora os políticos nos dêem trilha quando se fala em Educação e Saúde. Aí é uma execrável tralha, pois eles só se lembram em legislar em causa própria. Até quando?

Constatação XVII
Quando o Sr. Raposo
Tomou o vinho
Que a namorada,
A Da. Raposa alcançou
Ele franziu o focinho
E todo entendido
Todo vaidoso,
Todo convencido,
Exclamou:
“Fabuloso,
Ainda que um pouco ardido
Sem dúvida, taninoso”.
Ela ficou chateada.
Coitada!

Constatação XVIII
E como elucubrava um obcecado, nada a ver com outros obcecados já citados nesta coluna: “Se você só pensa em morte você logo, logo acabará morrendo; se você só pensa na vida medíocre que você tem levado, você logo, logo acabará morrendo; mas se você só pensa em sexo você sempre, sempre terá uma vida longa, quase eterna e feliz. Como costuma dizer o autor de Rumorejando: Tenho humildemente dito!”

Constatação XIX
Deu na mídia, mais precisamente no Estadão: “Pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, o ministro Fernando Haddad (Educação) fez um discurso de despedida durante a entrega do 5º Prêmio Professores do Brasil, em Brasília. Haddad anunciou que sai do Ministério da Educação (MEC) nas "próximas semanas", sem fixar data. Estou a oito anos no MEC, estou deixando (a pasta) nas próximas semanas e posso dizer a vocês que foi a fase mais gratificante da minha vida”. Data vênia, como diria nossos juristas, mas Rumorejando acha, respeitosamente, que já vai tarde. Basta ver o quanto foi gratificante o ensino em nosso país... Vige!...

Constatação XX
E como dizia aquele cidadão que se achava muito refinado, muito aristocrático, muito educado: “Eu auguro respeitosamente que vós ides à vossa santa progenitora vulgívaga* que vos deu a luz”.
*Vulgívaga = meretriz (Houaiss).

Constatação XXI (Qualquer semelhança com outros países, como o exemplificado, não é mera coincidência...)
Não se pode confundir encerrar com enterrar, muito embora, em certos países, como na Rússia, por exemplo, em uma determinada época, quem achava que tinham que encerrar na prisão, masmorra, onde quer que fosse o cara ficava como se acabassem de enterrar o pobre vivente para todo o sempre. Maus tempos.

Constatação XXII (Exemplo eufemístico de bundão).
As pessoas – salvo os parentes, os amigos, os beneficiários, enfim – não se vexam quando a gente se refere a um político de modo aparentemente indigno, desairoso, indecente. Elas, por recato, educação ou finura não têm coragem ou disposição em fazê-lo, mas se sentem concordes e realizadas com a referência.

Constatação XXIII
Deu na mídia: “Alunos de uma escola na província de Phu Yen, no Vietnã, desmaiaram após terem visto supostos fantasmas no banheiro do dormitório, segundo o jornal "Tuoi Tre". Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que aqui no Brasil também há fantasmas. Estes são os responsáveis pelo desaparecimento de valores pecuniários, porque cá na terra, nunca se sabe quem foi e se foi não é materializado...

Constatação XXIV
Rumorejando augura aos seus leitores que, em 2012, tenham boa saúde e assim permaneçam até os 120 anos.
E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I (Nada a ver com caretice).
Quando a gente não está satisfeito com alguma coisa, instintivamente ou não, ao se referir a ela, faz uma carantonha, um esgar, uma careta. Quando se é criança, a careta é uma manifestação hostil normalmente contra outra criança que devolve do mesmo modo. No entanto, há caretas que não são, digamos, de cunho negativo. Exemplos são os dos músicos que, além das caretas, se expressam, no desempenho, com expressões corporais. A televisão Educativa, hoje chamada e-Paraná, apresentou, dia 5 próximo passado, o Duo Ferreguti Kremer. Dois artistas que, mostraram todos os seus admiráveis e inegáveis virtuosismos, tocando acordeão e não economizaram nas caretas. Também o violinista Itzkhac Perelman não fica atrás, solando ou acompanhado de orquestra na música clássica. Benditas caretas! Com minha retribuição a todos eles de outras caretas. Essas, de respeitosa admiração!

Constatação II (E já que falamos no assunto).
Rico é virtuose do acordeão; pobre, é gaiteiro.

Constatação III (De mais uma dúvida crucial).
Essas pessoas que apregoam que a gente deve ter Deus e/ou a Virgem Maria e/ou Jesus no coração será que elas têm? Quem souber a resposta, por favor, comentários no blog. Obrigado.

Constatação IV
E a incontida maneira de idiotizar a Humanidade continua: Vai começar na Globo mais um BBB Brasil. Como dizia o mestre Bertold Brecht: “Feliz é o povo que não precisa de heróis” ou, quem preferir: “infeliz o povo que precisa de heróis”. Heróis, esse pessoal? Vige!

Constatação V (De mais outra dúvida crucial).
Elevado propósito de um político, governante, ministro, etc. é cometer uma fraude em um valor substancialmente alto?

Constatação VI (Bola, digo, ministro da vez?).
Rumorejando solicita aos seus prezados leitores que comuniquem aos deputados que derrubaram a convocação do Ministro do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, para explicar à Câmara denúncias sobre suspeitas de tráfico de influência, que quem não deve, não teme. Obrigado pela atenção.

Constatação VII
Um dos que supervisionam o que este assim chamado escriba publica é um obcecado. A possibilidade de ler antes o que Rumorejando escreveu, possibilitou ele fazer o seguinte comentário: “Juca. Concordo plenamente com o que você escreveu na Constatação I, mas acho que merece a menção, falando em caretas, as que as mulheres fazem quando têm um sublime orgasmo. Parece até que elas estão expondo para quem quiser ver a sua aconchegante e sensível alma. Como você escreveu: ‘Benditas caretas’. E eu agrego despojado, sóbrio, humildemente: Benditos orgasmos”.

Constatação VIII (Meio repetitiva).
Quando a Situação deixa de contestar a Oposição como no depoimento na Comissão de Meio Ambiente, Fiscalização e Controle do Senado (CMA) do Ministro das Cidades, Mário Negromonte, a situação dele ficou insustentável. “Em sabatina de 70 minutos, Negromonte defendeu a mudança sob suspeita de fraude no projeto de mobilidade urbana em Cuiabá (MT) que faz parte do pacote de obras da Copa. A alteração elevou o custo da obra em R$ 700 milhões, como revelou a mídia, mais precisamente o jornal O Estado de Sào Paulo”. Ele foi “considerado com data de validade vencida”. Nessa situação o Ministro Negromonte deve ter ficado branco da eventualidade de perder o cargo. Que situação! Vige!

Constatação IX (De uma mais recente dúvida crucial).
Será que a popularidade elevadíssima que o ex-presidente Lula tinha era graças a esses ministros todos que ele deixou como herança – na opinião de muitos, Rumorejando, inclusive, maldita – para a Presidente(a) da República Dilma Roussef? Quem souber a resposta, por favor, comentários no blog. Obrigado.

Constatação X
Falando no assunto, Rumorejando nunca viu tanto ministro, durante tanto tempo, se agarrando nos cargos. Gente fina é outra coisa! Vige!

Constatação XI
Postado no meu blog do dia 7 de dezembro pelo Amigo e colaborador da coluna, Osvaldo Rosolen, de Fartura no estado de São Paulo: “Minha DÚVIDA CRUEL:
PÃO DE QUEIJO ou
BOLINHO DE POLVILHO?”
Rumorejando humildemente confessa que não sabe e, por isso, solicita aos amigos mineiros para tirar o Amigo Osvaldo dessa sua “dúvida cruel”.

Constatação XII (Óbvia).
Não se trata de pôr em dúvida – crucial ou não, em seja lá o que for ou que seja –, mas ter fé – seja lá em que for, ou o que seja – faz bem só quando dá certo.

Constatação XIII
O indiscreto mete os pés pela mão; o discreto, não. Ele só mete na surdina...

Constatação XIV (De diálogos paradisíacos, isto é, do ou supostamente no paraíso).
-“Você não comeu a maçã. Entre eu ou ela, você escolhe”.
-“Já escolhi a maçã. Já to comendo. Mas você ta pelada! Nem tinha reparado antes”.
-“Você também. Culpa da maçã. Também não tinha reparado”.
-“Ah, bom, quer dizer, ah, ruim, quer dizer ah, bom, mesmo”. Melhor ainda se você tirar essa execrável folha de parreira. Obrigado pela tua atenção, mas não dê mais atenção à cobra, ta?”

Constatação XV (Pergunta respeitosa).
Quando a mídia mostra a foto e comenta que a famosa está com estrias ou celulite, você também é dos que acham que o assunto é de transcendental importância para o futuro da Humanidade?

Constatação XVI (Ah, esse nosso vernáculo).
O vívido*,
Abriu a carta, ávido
Ficou lívido
Quando viu a dívida
Mas permaneceu impávido
Era de uma vívida.
*Vívido =  adjetivo
1 que tem vivacidade, animação; vivo
Ex.:
2 que tem muita luz, que clareia; cintilante, brilhante, fulgurante
Ex.:
3 que tem intensidade, ardor; vivo, ardente
Ex.: sentimento vívido.
4 que tem cores vivas
Ex.: um tecido de estampado vívido. (Houaiss).

Constatação XVII (Ah, esse nosso vernáculo).
Depois de uma querela, o cara que tinha um casquete na cabeça encaquestou com uma questão e questionou um quesito e requisitou a expulsão do questuário*.
*Questuário =  adjetivo e substantivo masculino
que ou quem só pensa no lucro; ambicioso, interesseiro

Constatação XVIII (De uma dúvida crucial).
Já que uma partida de futebol acaba quando termina, como foi propalado por aí, então ela só começa quando inicia? Comentários no blog. Obrigado!

Constatação XIX
Quando a mulher, depois de ler no site do Estadão a notícia dada por Luana Pavani, transcrita a seguir, “Experiente em relações governamentais, a jovem Adriana Machado, 43, é anunciada pela General Eletric do Brasil como nova presidente”, perguntou ao marido, que estava assistindo Santos e Barcelona, na finalíssima no Japão, se a jovem era marechala, influenciada pelo epíteto, levado para o feminino da nossa Presidente (a), respondeu, sem tirar os olhos da televisão com um lacônico “hum hum”.

Constatação XX (De um massacre).
Assistir o Barcelona jogar é arte pura. Tanto que os jogadores do Santos também ficaram assistindo. Vige!

Constatação XXI
E já que falamos no assunto, vale à pena – data vênia, é claro – a transcrição quando Rumorejando publicou recentemente o ‘poeminha’ sobre o meu time o Paraná, mutadis mutandis para o Santos, que apresentou um futebol anoréxico, e evidentemente, sem fazer comparações e livrando o goleiro santista da parte que lhe coube sem culpa nos gols:
“O problema é que o ataque não ataqueia;
O lateral não lateraleia;
A defesa não defeseia
O meio de campo não meiocampeia
E o goleiro só frangueia”.

Constatação XXII
E ainda insistindo no assunto, também vale lembrar a frase que a senhora Eleonor Roosvelt pronunciou quando visitou as Cataratas do Iguaçu, no meu estado, e que a mídia, inflada daquele orgulho e soberba de que somos os maiores do mundo, repetiu até a exaustão: “Poor Niagara!”. E Rumorejando, que torceu adoidado pelo Santos, pensou lá, na companhia dos meus cachorros que também estavam presentes assistindo o jogo: Pobre Santos!...

Constatação XXIII
Rumorejando, como técnico de futebol número 100.000.001, depois de haver assistido a partida, acha, dentre outras virtudes de um jogador, que é muito importante acossar o adversário que está com a posse da bola o que ajuda que o passe saia errado e que se aprenda urgentemente dar um passe de modo que a bola chegue redonda para o companheiro. Aqueles caras do Barcelona parece que jamais erram passes...Vige!

Constatação XXIV
E para encerrar o assunto que já se alongou demais: Será que os jogadores do Santos não se acostumaram com o fuso horário e jogaram com sono? Quem souber a resposta, etc.

Constatação XXV
Deu no Estadão como manchete de notícia: “País ainda vive falta de estrutura para vitimas de queimaduras”. Dúvida crucial: Será que é só nisso? Comentários esclarecedores, etc. Obrigado.

Constatação XXVI
Time do Barcelona toca a bola; outros times chutam-na. Chutam-na? Vige!

Constatação XXVII
Lá no lindo castelo, a castelã,
Cujo marido gostava do tiro ao prato
E todo dia praticava sozinho,
Fazendo alarde e espalhafato,
Quando acertava o alvo, uma bagunçada
Chupou uma bala com chumbinho
Achando que era bala de hortelã.
Coitada!

Constatação XXVIII (Quadrinha para ser recitada em festa infantil com bastante “inha”).
Era uma mamãezinha bem magrinha,
Quando falava a voz parecia um pipilar.
Um dia conversou com a filhinha pequenininha
E os passarinhos viraram a cabecinha como a escutar.

Constatação XXIX (Coisas que precisam ser inventadas).
Alarme de casa, principalmente na época de férias que ao disparar seja escutado somente pelo proprietário, normalmente viajando, para que ele possa tomar as providências necessárias.

Constatação XXX
E já que falamos em época de férias, o que tem de fdp abandonando cães e gatos não ta escrito em lugar algum. Fdps!

Constatação XXXI (De uma dúvida crucial).
Futebol força é aquele que a gente faz uma baita força para continuar assistindo?

Constatação XXXII
Rumorejando deseja a todos os seus leitores e respectivos familiares que passem um Feliz Natal e aos que lerem esta “Constatação” depois do Natal que tenham passado um Feliz Natal. E os outros 365 dias que virão até o próximo Natal também. Assim, ad infinitum, como diriam nossos latinistas, particularmente o Amigo professor Roberto Figurelli.
E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.josezokner.com.br

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I
Esterilidade mental é quando um analista esportivo, diante de um placar elástico de um jogo de futebol, diz que os ataques sobrepujaram as defesas e em um placar apertado o contrário.

Constatação II
Quando o septuagenário leu no Estadão: “Mulheres são acusadas de atacar homens sexualmente para retirar sêmen. Casos foram registrados no Zimbábue. Vítimas recebem droga que aumenta o desejo sexual”, falou: “Onde fica o Zimbábue que eu quero embarcar para lá imediatamente”.

Constatação III
Assim como o Janio Quadros proibiu briga de galos, a Presidente (a) deveria proibir o trote dos calouros em todo o país, seja onde for: nas forças armadas, colégios, universidades, etc. Quanta gente já morreu por causa do trote. É tão imbecil quanto essas lutas de vale-tudo, boxe e outros quejandos* que a Globo vem apresentando. Vige!
*Quejando (Houaiss):  adjetivo e substantivo masculino
1 que ou o que é da mesma natureza, do mesmo jaez; semelhante.
Ex.:
 pronome
2 de que tipo, natureza ou qualidade; de que modo
Ex.: pela pintura nota-se quejando. é o pintor
3 qual, semelhante
Ex.: descreveu-o tal e quejando.

Constatação IV
Não se pode confundir, disse o obcecado – este aí, metido a intelectual – parequema, que o dicionário Houaiss dá como
 substantivo masculino
Rubrica: estilística, gramática.
repetição de sons ou da sílaba final de uma palavra, no início da palavra seguinte (p.ex.,voltou outro, virar artista, deixe a mala lá) “O meu exemplo, ao contrário do Houaiss, é mais sutil e factível: Boca carente dos meus beijos” com paquere-me, que é o que eu mais escuto por parte das gatas, até porque a paquera é muito mais fácil e recomendada do que ficar procurando falar com sinédoque, solecismo, antonomásia, parequema e, como alguém constatou acima, outros quejandos”.

Constatação V (De uma dúvida crucial).
Será que chá de cadeira que, principalmente, os médicos alopatas, homeopatas, de medicinas alternativas costumam dar na gente faz parte das respectivas terapias?

Constatação VI (De outra dúvida crucial).
Livre arbítrio é tudo aquilo que induz – mormente os políticos – à fraude, corrupção, colocar a pata, digo, a mão no jarro, falcatruas, mumunha e daí até o limite do infinito os sinônimos do execrável e, em certos países, tão difundido assunto?

Constatação VII (De mais uma dúvida não necessariamente crucial).
Será que para um beijoqueiro o cosmético é considerado uma meleca?

Constatação VIII
O torcedor fanático ou o jogador que fica beijando o distintivo da sua – dele – camisa quando focalizado pela câmera da televisão será que beija a esposa, a companheira, a amante, com o mesmo empenho, mesmo na hora do bem-bom? Aliás, não se ouviu falar em bem-bom sem beijinho, mas isso já é outra história, outra dúvida...

Constatação IX (De uma dúvida crucial).
Depois da flexibilização (eufemismo de outra espécie de filha da pu...ce) da Consolidação das Leis do Trabalho, será que o próximo passo será para que os trabalhadores e seus familiares se desacostumem a comer ? Quem souber a resposta, por favor, comentários no blog. Obrigado.

Constatação X
Disse o IBGE
“Que o emprego ta escasseando”.
Mas, não percamos a fé,
Pois, na China, ta melhorando...

Constatação XI
A boataria repercutiu
Qual uma bomba atômica.
Depois do Banco do Brasil
Venderiam a Caixa Econômica.

Constatação XII
Do jeito que as coisas estão ficando, logo, logo a expressão “partiu desta para melhor”, será substituída por “partiu desta para pior, ou, na melhor ou pior das hipóteses, para igual”.

Constatação XIII (Meio repetitiva).
Ela brigou com o cachorro que havia feito um buraco no jardim. Daí, o cachorro ficou com cara de cachorro.

Constatação XIV
Lá, da Argentina,
Alguma eventual refrega,
Pode se estender
A toda América Latina.
Claro, se a moda pega.
Será que, algum dia,
Algum político vai entender,
Do povo, a agonia ?

Constatação XV
A Rádio Educativa – agora chamada e-Paraná está cada vez melhor em suas programações, tanto em Freqüência Modulada como também em Amplitude Modulada. Tenho dito!

Constatação XVI
Um fato inverossímil, inacreditável, duvidoso é o cidadão chegar pela primeira vez num restaurante e dizer que esqueceu o talão de cheques como, efetivamente, possa acontecer para qualquer mortal que – é claro – freqüenta restaurantes.

Constatação XVII
Não se pode confundir “sentado no trono” com “assentado o estorno”, até porque você, até mesmo quando estiver sentado no trono, é muito recomendável verificar no extrato de sua conta corrente, débito em conta da luz e telefone, cartão, etc. se foi efetivamente realizado, como ficou assentado o estorno que havia sido prometido – por engano do computador, é claro – debitado numa cobrança indevida.

Constatação XVIII
Ela me falou,
Quando me reencontrou,
Na saída do motel:
“Você foi muito mal
No seu importante papel.
Será que você desandou
Por não ter
Ido se submeter
A mais um “recall” ?

Constatação XIX (De uma dúvida crucial).
Será que a Sanepar é quem faz criação de baratas nas bocas de lobo que depois invadem as nossas casas ? Quem souber a resposta, por favor, comentários no blog. Obrigado.

Constatação XX (Subsídios pra canção da maioria dos políticos).
Eu mudo de partido
Tantas vezes
Quanto for necessário
Para evitar revezes
E viver como proletário.
Me eleger e reeleger
É o meu desiderato
Para poder sempre comer
Iguarias de fino trato.
As promessas ao eleitor
A gente esquece em seguida.
Afinal, ele foi um perdedor
Durante toda a sua vida.
Nomear algum parente
Não tem nada de mal,
Já que raramente a gente
Encontra capacidade igual.
Uma ou outra maracutaia
Vale a pena participar,
Embora eu não seja dessa laia
Como muitos se põem a falar.
E assim vou levando,
Nessa caminhada toda,
De CPI nem pensando
E o resto, que se f..da.

Constatação XXI
Não se deve confundir perdura com pendura, muito embora, muitos bares, restaurantes, casas noturnas, etc. que permitem a pendura dos gastos de seus clientes, apresentam elevados prejuízos com esse hábito que já era sobejamente conhecido em tempos imemoriais e que até hoje perdura.

Constatação XXII
A mulher do mal dotado*
Tinha que usar uma lente
De aumento, tão somente.
Coitada! Coitado!
*Não ficou explícito, claro, entendível dotado em quê. Quem souber, por favor, comentários no blog. Obrigado.

Constatação XXIII
Segundo um médico cardiologista, as decisões dos campeonatos da Segundona e da Primeirona no último jogo do calendário são um dos caminhos a jato para um inominado, indesejável, inqualificável, vil, torpe, indecente, repulsivo enfarte.

Constatação XXIV
Na hora do bem-bom
Por causa do frio.
Ligou o lençol elétrico
Aí, aconteceu algo tétrico
Um choque de dar calafrio
Com risco de acabar num caixão.

Constatação XXV
Ouviu-se um burburinho
Quando ela adentrou no salão.
Também pudera! Com aquele shortinho
Uma autentica depravação.

Constatação XXVI
A banda tocou com a praça apinhada uma retreta
De maneira tão estapafúrdia, tão ruim, tão mal
Que a galera fez um muxoxo, uma careta
Que teve repercussão intercontinental.

Constatação XXVII
Deu na mídia: Jurada do Miss Bumbum, Boing Boing dispara: 'Tem que ter inteligência'. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando, que não leu toda a notícia, não ficou sabendo aonde exatamente que a candidata deve ter a retro mencionada inteligência. Quem leu e ficou sabendo, por favor, comentários no blog. Obrigado.

DÚVIDAS CRUCIAIS, VIA PSEUDO-HAICAIS.

Dúvida I
Foi no palanque armado
Que um eleitor gritou algo que
Deixou o político apalermado ?

Dúvida II
Ele armou o maior sarilho
Quando ela falou: “quando
Você faz a barba só sai cepilho” ?

Dúvida III (Injusta).
Do mineiro, a solidariedade
É só no câncer ou também
Em outra enfermidade ?

Dúvida IV
Diante da conquista
Fracassada, gorada,
Ele fez a pista ?

Dúvida V
Colete a prova de bala
Vai virar moda ou é a
Necessidade que alto fala ?

Dúvida VI
Foi na areia
Ou no mar que ele, num baita
Porrete, viu uma sereia ?

Dúvida VII
Mudar de partido a esmo
É ser leal, apenas,
A si mesmo ?

Dúvida VIII
Existe quem possa
Colocar os bois
Atrás da carroça ?

Dúvida IX
Da medicina, o mal
É o preço da consulta
E o efeito colateral ?

Dúvida X
Só veste a carapuça
Quem não tem vergonha
Na fuça ?

Dúvida XI
Bate uma letargia
Na Câmara e no Senado,
24 horas por dia ?

Dúvida XII
Atrás do devedor
Correu, como um louco,
O pobre do cobrador ?

Dúvida XIII
Em certos países,
A propaganda enganosa,
Deitou raízes ?

Dúvida XIV
Tomar um chimarrão
Antes ou depois do bem-bom.
Essa é a shakespeariana questão ?

Dúvida XV (Continuação da anterior por recomendação de um obcecado).
Ao invés do bem-bom?
Loucura total substituir
Por qualquer outra ação!

Dúvida XVI
Segundo o corso Napoleão
“Cuidado com a China”.
Será que ele previu a globalização?

Dúvida XVII
Será que em outros países
Os ministros criam eternamente
Seus liames, suas raízes?

Dúvida XVIII
Para os jovens de hoje em dia
A leitura de livros, revistas ou jornais
Encontra-se inexistente ou em banho-maria?

Dúvida XIX
Será que os Estados Unidos
Quando se negaram a assinar o Tratado
De Kyoto se sentiram oprimidos?

Dúvida XX
É uma questão de nostalgia
Durante o verão, ou na primavera,
Ou no outono você entrar numa fria?

Dúvida XXI
Será que a Presidente (a), que anda a faxinar,
A mudança no seu incrível ministério
Não deveria a tempo antecipar?

Dúvida XXII
Será que não é um mistério
Ver tanto ninho de ratos
Espalhado por um e outro ministério?

Dúvida XXIII
Antes de fazer um chuncho
Ele, para ter maior estímulo,
Tomava uma cachaça com funcho?

Dúvida XXIV
Ela quis entrar num convento
Não por uma frustração amorosa.
Seria por causa do eterno céu cinzento?

Dúvida XXV
Quando o filho pediu insistentemente ao pai
Dinheiro para um presente pra namorada
Ele falou, como bom mineiro: “De novo, uai!”

Dúvida XXVI
O argumento, do palestrante,
Era de maneira tal maçante
Que a platéia dormiu num instante?

Constatação XXVII
Quando a Câma ou o Senado
Convida um ministro para explicar
Uma fraude, ele se sente um coitado?

Constatação XXVIII
Será que o PAC um e dois
Está deixando as respectivas obras
Para terminarem depois?
E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I
Deu na mídia: “Embora pesquisas apontem quedas sucessivas na desigualdade de renda no Brasil, dados do Censo 2010 divulgados mostram que os 10% mais ricos no País têm renda média mensal 39 vezes maior que a dos 10% mais pobres. Ou seja, um brasileiro que está na faixa mais pobre da população teria que reunir tudo o que ganha durante três anos e três meses para chegar à renda média mensal de um integrante do grupo mais rico (R$ 5.345,22)”. Se acrescentarmos a esta execrável, odiosa, detestável notícia a explicação, também execrável, abominável, censurável do ex-Ministro do Trabalho (atentem: do Trabalho), Carlos Lupi de que ele tem problema de memória (Rico ou ministro tem problema de memória; pobre é mentiroso) teremos de ouvir todos, ricos civis e políticos de modo geral cantarem o epinício* do dever** não cumprido. Viva “nóis”, no presente caso, é uma obviedade, um axioma, uma verdade por si mesma. Portanto, não necessita ser explicitado. Vige!
*Epinício = Hino triunfal; poema ou cântico feito para comemorar uma vitória ou qualquer obra em que se manifesta o regozijo por um acontecimento.
**Dever = obrigação de natureza moral (Houaiss).

Constatação II
Rico é opiniático; pobre, é palpiteiro.

Constatação III
A planta marcela, da qual se faz chá para curar dores estomacais, normalmente no Rio Grande do Sul, também é colhida na Sexta-Feira Santa. Rumorejando foi presenteado, pelo grande Amigo Jose Marfil com um pacote de erva-mate agro ecológica, oriunda de São João do Triunfo que fica no meu estado do Paraná. Nela está escrito: “Sabor Intenso”. “Produzida em antigo sistema de barbaquá*. Erval sombreado, colhido em Lua Minguante de Inverno”. Obrigado, Marfil, pela oferta e pela oportunidade de aprender algo que desconhecia, dentre tantos desconhecimentos, para não dizer ignorância (Rico desconhece; pobre, é ignorante), que é a tal colheita “em lua minguante de inverno”. Ainda que seja de transcendental importância para o futuro da Humanidade, comunico, para o seu conhecimento, Marfil, que já sorvi prazerosamente um chimarrão com a tal erva. Obrigado, mais uma vez, mano velho!
*Barbaquá =  substantivo masculino
Regionalismo: Sul do Brasil.
Forno usado para secar a erva-mate, cujo calor é transmitido ao carijo** por meio de condutores.
**Carijo =  substantivo masculino
Regionalismo: Sul do Brasil.
Armação de varas ou jirau onde são dispostos os ramos da erva-mate, para que sejam dessecados pelo calor do barbaquá (Houaiss).

Constatação IV
E como se comunicava o obcecado para o outro obcecado: “Li, há pouco, um artigo de Jean Galard "Como o nu apareceu na pintura", na revista Discurso, N. 39, do Departamento. de Filosofia da USP. Excelente! Apenas uma citação, para deixá-lo com água na boca:
"O Nu atrai o toque e o desafia. Por entre os esplendores expostos à vista e como que encenados, ou cotejados, numerosas pinturas em movimento dão a sensação do contato da pele, a impressão da carne resvalada ou agarrada. As curvas do Nu, seus volumes, pedem a mão". Contestou o outro obcecado: “Boa definição, mas muito teórico e, pintura, indubitavelmente é algo totalmente impalpável, incorpóreo, etéreo, intangível”.

Constatação V
Deu na mídia, mais precisamente no jornal Gazeta do Povo: “Paraná e outros cinco times lutaram para escapar da Terceira Divisão. Tricolor, à época, estava a dois pontos da ZR”. O meu pobre time, o Paraná, ultimamente, só fez festa quando se manteve onde estava. Coitado!

Constatação VI
Não se pode confundir polígono regular, que quer dizer “o que tem todos os lados e todos os ângulos iguais” com polígamo regular, que quer dizer “aquele que tem mais de um cônjuge ao mesmo tempo”, até porque esse último deve ser totalmente irregular, totalmente “psicado”, por ter várias sogras ao mesmo tempo.

Constatação VII
Do jeito que as coisa estão transcorrendo, logo, logo vão entregar, nesse dissonante* esquema da globalização, até o ar que respiramos...
* Utilizamos o adjetivo dissonante porque somos gente bem educada...

Constatação VIII
Com essa história de ter que tomar chimarrão com água mineral, por causa do cheiro e gosto da água da Sanepar, pode-se inferir – o que, absolutamente, não é o caso desse assim chamado escriba – que: Rico toma chimarrão com água mineral; pobre, com água da Sanepar de Curitiba.

Constatação IX
Deu, recentemente, na mídia: “Deputados de Minas ganham cerca de R$ 59 mil por mês”. A mídia precisa tomar, urgente, um remédio para avivar a memória porque esqueceu – o que é imperdoável – de acrescentar: Viva “nóis”. (Já imaginaram se, no Brasil, o povo tivesse a mesma reação que os nossos “hermanos argentinos estão tendo em relação aos corruptos e aproveitadores do país vizinho ? E, pasmem, tramitou, na calada da noite e foi aprovado, em nosso país, a proposta de pagar o 13º salário para os deputados aposentados que fazem parte da previdência parlamentar, àquela que aposenta com apenas 8 anos de legislatura).

Constatação X
E já que falamos no assunto, dá para constatar que o orgulho dos nossos “hermanos” argentinos fica, a cada dia que passa, cada vez mais ferido. O nosso também. Só que a gente, como um país com uma população cordial, como sempre é apregoado, já se acostumou...

Constatação XI (Via pseudo-haicai).
O meu Paraná foi classificado
Para disputar a segundona regional.
Haja coração. Coitado*!
*Não ficou claro se o “coitado” se refere ao time Paraná ou ao pobre do torcedor, ou ainda, aos dois.

Constatação XII (De uma “poesia”, dedicada aos banqueiros, cujos bancos apresentam a cada trimestre lucros pornográficos e pagam uma alíquota do imposto de renda menor do que a extorquida classe média).
Tá certo
Que a propaganda
É a alma
Do negócio
E que induz,
Com “crédito aberto
No mesmo momento,
No mesmo instante”
Você ir pro céu.
Mas ela também
Te conduz,
Qual um beócio,
A você vender
A tua alma
Ao obter um bem.
Daqui a pouco,
Você vira réu,
São só senões:
Teu caixa desanda
Com o vencimento
Das prestações
Ao você ver
Que não é possível.
Não é factível
Pagar,
Saldar,
Quitar
Com um juro escorchante
E você se vê louco
Já que tua calma
Vai pro beleléu.

Constatação XIII
Deu na mídia: “Apesar da melhoria nos indicadores, a expectativa de vida no Brasil ainda é inferior a de todos os países da América do Sul, com exceção da Bolívia”. O Japão, que tem o melhor indicador, tem expectativa de mais de 80 anos. Em todos os países do mundo, as mulheres vivem mais que os homens. Será que a razão disso são as próprias mulheres que tratam de se livrar dos seus cônjuges ? Quem souber a resposta, por favor, etc. Obrigado.

Constatação XIV
Com tanta festança,
Com tanta comilança,
Ele criou uma pança.
Um dia, o filho aguardando
Na saída da escola, sentado
Num canto, lendo a esmo,
Veio uma funcionária e perguntou:
O senhor está esperando
Alguma criança ?”
E ele, chateadíssimo, contestou:
“Não. Eu sou gordo assim mesmo”.
Coitado!

Constatação XV
A mídia, todo ano, noticia onde que as personalidades, os famosos, passam o Natal e a virada do ano. Taí mais uma notícia que é de transcendental importância para o futuro da Humanidade...

Constatação XVI (De uma dúvida crucial).
Caranguejo, quando dá uma ré, ele anda pra frente ?

Constatação XVII
Exatamente, há 10 anos atrás, ou seja, em 2001, a mineira Maria Zeferina Baldaia, ex-bóia-fria, venceu a prova feminina da Corrida de São Silvestre, dia 31 de dezembro, em São Paulo. Como bóia-fria, foi cortadora de cana-de-açúcar. Foi o começo de vitórias de pessoas que sempre, desde cedo, trabalharam pesado na lavoura, ou como entregadores, ou como garis e assim por diante. O prezado leitor já imaginou quantas inteligências excepcionais, quantos atletas, quantos talentos em vários setores se perdem em nosso país por falta de oportunidade ? Quem souber a resposta, por favor, comentários no blog. Obrigado.

Constatação XVIII
Deu no Estadão: "A classe média dos países emergentes deseja que os frutos do crescimento econômico dos últimos anos sejam compartilhados, afirma a OCDE. À medida que a classe média dos países emergentes se compara cada vez mais à das economias avançadas, podemos esperar mudanças em seus hábitos de consumo e demandas por serviços de qualidade, diz a organização, que cita a educação, a saúde e maior proteção social”. Dúvida crucial: Será que a nova classe média que ascendeu em nosso país, ao contrário da já existente, saberá reivindicar, enfaticamente, serviços de qualidade e obter atendimento dos governantes? Quem souber, como nós, a elementar e óbvia resposta não necessita fazer comentários no blog.

Constatação XIX
Rico tem a resposta na ponta da língua; pobre, engole em seco.

Constatação XX (De conselhos úteis. De nada!).
Se a tua namorada tem crises de TPM não fique chateado com o fato nem mude de parceira. Vá tomar uma cerveja com os amigos. É o que se poderá chamar de desunir temporariamente o inútil e unir o necessário.

DÚVIDAS CRUCIAIS (VIA PSEUDO-HAICAIS).

Dúvida I
É uma grande virtude
Saber qual a diferença
Entre latitude e longitude ?

Dúvida II
Acha o máximo, até demais,
O governo, estipular o novo Salário
Mínimo pouco acima dos 545 reais ?

Dúvida III
Será que a tradicional patifaria,
Levantada em eventual CPI
Continuará acabando em pizzaria ?

Dúvida IV
Dá lá e toma cá
É a mesma coisa
Que dá lá e toma lá ?

Dúvida V
Por ser caloteiro,
Rico não paga as contas ?
Pobre, por não ter dinheiro ?

Dúvida VI
Não previu a cartomante
Que seu marido
Tinha u’a amante* ?
* Ter amante é uma coisa tão antiga – basta ver, na Bíblia, o que o patriarca Abraão fez com a Agar, por exemplo – que, “uma amante”, foi escrito como se escrevia já naqueles tempos...

Dúvida VII
País que pede assistência financeira,
Como vem acontecendo ultimamente,
Gastou mais que deveria, fazendo asneira?

Dúvida VIII
Quando a crise atinge até o Japão
Isso se deve a que lá, naquele país
Não há controle da Administração?

Dúvida IX
Será que foi por causa daquele mulherão
Que o presidente da França passou
A ter de novo uma substancial aprovação?

Dúvida X
Morrer foi triste sina
Ou foi por comer
O pastel da esquina?

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br