quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.

Constatação I
Cantou, bem afinado,
O amarelo canário,
Pra canária, acompanhado
Dum raro
E caro
Estradivário ?

Constatação II
E como argumentava para os amigos o obcecado idoso:
-“Se correr o bicho pega; se ficar o bicho não come”.
-“Como assim?”
-“Eu tenho que tomar remédio porque tenho pressão alta (rico tem hipertensão arterial; pobre, pressão alta). Se eu não tomar viagra o bicho não come; se eu tomar, a pressão baixa e o bicho pega, porque também não come. Como dizia o meu falecido pai: Onde está jazendo o doente, sempre ele estará numa pior”.
-“Puxa vida!
-“Puxa vida de abstinência! Coitado de mim!

Constatação III
Rico é carrancudo; pobre faz careta.

Constatação IV (Os caras estão exagerando na apelação. Vige!).
Deu na mídia, mais precisamente no site da Globo: “Nicole Bahls é diagnosticada com infecção nas partes íntimas”. Taí mais uma notícia de transcendental importância para o futuro da Humanidade...

Constatação V
Não se pode confundir “quem que tem” com “que que tem?”, muito embora nos 3 Poderes da República “quem que tem” é quem anda botando a mão no jarro e o “que que tem?” é o que esse alguém, que anda botando a mão no jarro, está se perguntando a si e aos seus na maior cara de pau, achando que está no seu direito, portanto na sua suposta e incontestável inocência. Vige!

Constatação VI
Deu na mídia, mais precisamente no Estadão: “Ao assumir o ministério, Aguinaldo Ribeiro solicitou verbas do ministério de Cidades para o município de Pilar (PB)”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que o S. Excia. começou bem, imitando os demais, já que o município de Pilar é comandado pela senhora sua – dele – mãe. Vige!

Constatação VII
Se o que está acontecendo nos 3 Poderes da República faz parte da assim chamada democracia? Qual, então, é a lição democrática que eles, no caso os “poderosos” estão deixando para a posterioridade? E, vejam, a corrupção está em nível tal que não falta gente suspirando saudoso da execrável ditadura militar e/ou, os mais velhos, da ditadura de Getulio Vargas. Vige!

Constatação VIII
Rico é inventivo; pobre, chuta.

Constatação IX
O fanatismo no futebol chegou a tal ponto entre os times rivais que, se, por exemplo, jogar um time gaúcho, como Internacional ou Grêmio contra um time argentino – lembrando que os argentinos são nossos maiores rivais – os torcedores rivais torcerão para o time argentino. Vige!

Constatação X
E já que falamos em futebol, o preconceito racial está voltando para os campos não só por parte dos torcedores, como entre os jogadores. Vige!

Constatação XI
Não se pode confundir micareta* com picareta**, até porque o ou a micareta, como explica o dicionário, não é ativada todo o tempo. Já o picareta...
*Micareta =  substantivo feminino
Regionalismo: Bahia.
festa popular carnavalesca fora do período de carnaval (Houaiss).
**Picareta =  adjetivo e substantivo de dois gêneros
Regionalismo: Brasil. Uso: informal.
3. diz-se de ou pessoa aproveitadora***, que utiliza meios condenáveis para obter o que deseja (Houaiss).
***Jamais necessariamente um político.

Constatação XII
-“Estou me sentindo um sinoda de tão balofo que eu estou”.
-“Sinoda? O que vem a ser isso?”
-“É Adônis ao contrário”.
-“Ah bom, quer dizer, ah ruim, quer dizer...”

Constatação XIII (De um pseudo-soneto).

Uma 'hermana' no Brasil
Tomou um chimarrão com uma erva-mate
Que qualquer mortal daria zero como nota
Depois proferiu um terrível disparate
Que esta excelente. Pura balela, pura lorota.

Toda essa diligência em insistir que tava bom
Mostrou que não foi à-toa tal empenho,
Pois teve gente que disse em alto e bom som
Muito interessante. E foi dito sem franzir o cenho.

"O que eu penso é que com um pouco de açúcar
Ficaria bem mais suave, bem melhor de gosto.
Se vocês quiserem eu vou lá dentro buscar.

A turma explodiu numa ruidosa gargalhada
Que a deixou afogueada em todo o rosto.
Aí, ela perdeu o jeito e alguém se condoeu: “Coitada!”

Constatação XIV
-“Aí a gata perguntou para a sua amiga:
Que tal esse seu novo namorado?”
-“Insípido, inodoro, insosso e com uma barriga.
Além tudo isso, um viver inquieto, aloprado.
Fala tanta abobrinha que até me deixou com fadiga.
Fui me meter com um cara desmiolado.
No motel resmungou que eu tava sem cinta-liga.
Daí quis se arrancar o que fez mal-humorado.
Não adiantou eu insistir mesmo dizendo: vá, siga”.
-“Mas que desperdício do bobalhão. Coitado!
-“Coitada de mim que só deveria partir para a briga*”.
*Não ficou claro que espécie de briga ela se referiu. Rumorejando – data vênia, é claro – pensa que foi de travesseiro. Quem souber, por favor, etc.

Constatação XV
O sujeito tinha hábito sutil, fino,
Mas era um refinado poltrão, um patife
Delicado com todos agia com muito tino
Porém em casa fazia o papel de xerife.

Constatação XVI
Vejam só essa desventura, essa desdita:
Sentou em cima da caderneta de poupança
E sentiu uma aguilhoada na dita
É que a caderneta e ela tinham pouca abastança.

Constatação XVII (CNJ x Supremo Tribunal de Justiça).
As desembargadoras mostraram votos normais,
No entanto, no total, ainda ficaram certos privilégios
Ainda há os que se acham acima dos simples mortais
Parodiando Noel Rosa: (in)decência não se aprende nos colégios...

Constatação XVIII
Na minha casa tem pessedebista.
É uma família de saracura
Que deve ser de circo, artista
Pois a turma anda em cima do muro
Como se fosse, no arame, o equilibrista
Que anda e corre e no ar se pendura.

Constatação XIX
Ela não parava de reclamar
Ele a chamou de língua de trapo
Ela, então, passou a gritar
E ainda tacou-lhe um sopapo.

Constatação XX (De frases antigas adaptadas para os nossos novos tempos).
Todo corrupto espera que cada corruptível cumpra com o seu dever.

Constatação XXI (DE diálogos em certos países).
-“Qual é a Lei aqui nessa sua cidade que parece estar um caos?”
-“Transgredi-la e também a Ordem”.
-“Então está explicado. Obrigado pela informação”.

Constatação XXII
Mocorongo
É o cara que não sabe
O que é um ditongo
Sem que o mundo acabe?

Constatação XXIII
Por que será que a pitonisa
Que adivinha o nosso futuro,
Esquecendo do nosso labor duro
Não nos avisa
O que vai dar na sena
Ou na megassena?
Será que ela, por nós,
Inclusive netos, filhos e avós
Não se sensibiliza?

Constatação XXIV
E como dizia aquele professor de canto orfeônico para os seus atentos alunos: “E não esqueçam que desafinar é desmunhecar com a voz”.

Constatação XXV
E como comentava com os amigos o obcecado, poetando:
“Lancei o meu olhar 8.367, o lascivo
Ela me retribuiu
Da mesma maneira
Fiquei mais morto que vivo
O marido viu
E me deu uma bordoeira*
*Bordoeira =  substantivo feminino
Regionalismo: Brasil.
série de bordoadas; surra (Houaiss).

Constatação XXVI (De diálogos azedos, embora rimados).
-“Você ainda vive às expensas da sogra ?”
-“Você quer dizer daquela ogra ?”
-“E ela está te agüentando de maneira heróica ?”
-“Ela, não. Sou eu que a agüento de maneira estóica”.
-“Mas você continua vivendo à custa dela, à esmo”
-“É. De fato”. O que é muito bom. Muito bom, mesmo.
-“Ah, bom, quer dizer, ah, ruim, quer dizer...”
-“Ah, nada. Na minha vida ninguém deve se meter”.

Constatação XXVII
A mulher espadaúda,
Antes tão cobiçada
Perdeu o viço.
Pudera, também!
Trabalho no lar
E no serviço
Sem contar
Com a ajuda
De ninguém.
Coitada!

Constatação XXVIII
A renda per capita corresponde a toda a riqueza de um país (PIB), dividida pela sua população. No Brasil, onde 1% da população detém quase 50% de toda a riqueza do país é, mais ou menos, você estar com 41º C de febre e seus pés e mãos estarem frios, numa temperatura de 31o C o que daria uma média aritmética de 36o C. 36o C seriam considerados pelos médicos como uma temperatura normal, assim como, alguns economistas do governo que enchem a boca quando se referem ao aumento da renda per capita, omitindo a distorção de renda em nosso país. E viva “nóis”.

Constatação XXIX
Linear ou esférico,
O seu pensamento:
“Se não me falha
O periférico;
Se ele trabalha
Como sempre eu quis
Ao menos, um momento,
Serei feliz”.

Constatação XXX (Ah, esse nosso vernáculo).
A fada, enfadada com o fado, estava fadada a trocar a falda e a fralda da fadinha.

Constatação XXXI (De uma dúvida crucial).
Será que existe cartilha
Que oriente
A gente
A não prender
As partes pudendas
E outras adendas
No zíper da braguilha
Que é de muito doer ?

Constatação XXXII
Não sei porque, mas cada vez que eu escuto um político falando ou discursando me vem à memória o escritor Sholem Rabinovitch, mais conhecido pelo pseudônimo der Sholem Aleikhem (A paz esteja convosco), onde, no conto As três viúvas, ele cita Bismarck: “As palavras nos foram dadas para ocultar nossos pensamentos”.

Constatação XXXIII
Ainda do mesmo escritor, Sholem Aleikhem, citado na constatação anterior: “Convém ser rico ainda que empenhando a miséria”.

DÚVIDAS CRUCIAIS, VIA PSEUDO-HAICAIS.

Dúvida I
Será que a turma do deixa disso
Nesse “imbroglio” PT X PMDB
Tomou um chá de sumiço ?

Dúvida II
É ser muito abrangente
Estar, simultaneamente,
Com dor de barriga e dente ?

Dúvida III
Quem comover um banqueiro
Merece ganhar um prêmio
Em cheque ou dinheiro ?

Dúvida IV
Nos nus artísticos, sem legendas,
O obcecado só tinha olhos nos lençóis
Que tapavam as partes pudendas ?

Dúvida V
Quando,certa vez, o presidente Duhalde
Aumentou, de cara, seu próprio salário
Já mostra que tudo que fizesse seria debalde ?

Dúvida VI
Neste quase capicua *
Do presente ano de 2012
Será campeão da 2ª. o meu Paraná ?
*Capicua = “Grupo de algarismos que, lidos da esquerda para a direita, ou vice-versa, dão o mesmo número”.

Dúvida VII
Um milhão e meio de reais
Guardar no cofre, em casa,
Não é correr risco demais ?

Dúvida VIII
Ao PT, a benesse
De ser governo,
Já não mais apetece ?

Dúvida IX
Se quebrarem o teu sigilo bancário
Vão quebrar a cara
Já que você não é salafrário ?

Dúvida X
Quando um governante não se mexe
Para realizar uma boa administração
É por que, depois de eleito, ele esmorece?

Dúvida XI
Governante que é irrepreensível
Será que se pode encontrar
Ou é impossível?

Dúvida XII
“Respeitável público”. Esta expressão
Só existe no circo. Os governantes não a usam
Porque, por nós, eles só têm desconsideração ?

E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
www.rimasprimas.com.br

3 comentários:

DJALMA FILHO (twitter @djalmafilho68) disse...

Não canso de repetir (e de louvar) seu árduo e criativo trabalho literário semanal, Juca. Se já me bato para escrever os meus pequenos textos, imagina escrever uma coluna inteira do jeito talentoso que você faz. Abraço grande.
PS.: achei ótima aquela de se sentir um adônis ao contrário...

Peninha disse...

Muito colorido o "Rumorejando". Mas bem que você poderia ter sido menos cruel na Constatação II - Se correr... Abraço. Peninha.

Marina da Silva disse...

Juca,
São quase 24hs da madruga e eu estou aqui lendo vc e morrendo de rir! Nicole quem???? com doença nas partes....kkkkkkk
Abraço. Marina