terça-feira, 28 de agosto de 2012

RUMOREJANDO


PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I (Para a Miriam).
Nostalgia
Saudade dolorida.
Amarga. Sentida!
Pior que um açoite...
Dói de dia
E inda mais
À noite
Como jamais.
Constatação II
Primeira reação:
Ele não é respeitado
Nos seus sentimentos,
Pois ela, qual uma esfinge,
Disfarça, despista, finge,
Em todos os momentos,
Que não capta, não entende
Seu incomensurável amor,
Dito, exposto, explicitado
Com muita ênfase, com ardor.
Coitado!
Segunda reação do mesmo fato:
Ela vivia falando,
Ou melhor, resmungando
Que não tolerava
Certos alimentos
Que lhe davam mal-estar
E por isso não aceitava
Os convites para jantar
Parecia até praguejamentos.
Mais tarde, ele se deu conta
Algo que ainda o desaponta:
Ela não queria mais o aturar
O que o deixou incomodado
Coitado!
Constatação III (De uma baita dúvida crucial).
Este assim chamado escriba, ao longo da sua sofrida – dentre outros, por ter que optar pelo menos ruim dos postulantes a um cargo executivo e/ou legislativo – condição de eleitor, nunca entendeu a razão dos candidatos afirmarem o que se deve ou pretenderiam fazer, sem a mínima preocupação de explicar a este pobre mortal e aos demais eleitores, como fazer. Aliás, Rumorejando, após ingentes esforços, estudos, pesquisas descobriu a fórmula que os políticos costumam utilizar: Primeiro, eles partem para a promessa; em seguida, partem para a premissa de que promessa é dívida; a dívida, eles deixam ficar velha; aí, recorrem à máxima, ou mínima, de que dívida velha não se paga. Elementar, minha gente. Lamentável, também...
Constatação IV
Não se pode confundir utilidade com futilidade, muito embora o(a) consumista, por natureza, vive comprando futilidade, achando que lhe será de utilidade. A recíproca para esses importantes casos de supérfluos pode ser verdadeira ou não. Sejamos honestos: Muito esclarecedor, sem dúvida, essa de "verdadeira ou não".
Constatação V
E não se pode confundir carapaça com carapuça, até porque tem gente que não veste a carapuça, fingindo que não é com ela, principalmente quem é cara de pau, se disfarçando com uma carapuça de boas pedras. Grandessíssimos filhos da p, digo, da mãe deles que eles são. Vige!
Constatação VI
Não se pode confundir jacta com jaca, muito embora quem se jacta de comer uma jaca, àquelas de 10 quilos, sozinho, numa vez só, está correndo o risco de não poder se jactar nunca mais na sua vida. Idem, idem se a dita cuja cair na sua cabeça. Quanto à recíproca, deixa pra lá.
Constatação VII
Quem deixou de assistir o projeto “O samba e sua nobreza”, em que se apresentaram os grandes nomes de Velha Guarda da Portela, da Mangueira e de outros tantos nomes lembrados e cantados como Noel Rosa, Carlos Cachaça, Nelson Sargento, Ataulfo Alves, apenas para citar alguns poucos, não sabe nada de nada. Tenho dito.
Constatação VIII (De conselhos úteis. De nada!).
Na época de férias e havendo necessidade de um canil para deixar hospedado o melhor amigo do homem, o proprietário do animal deve estar atento a alguns pontos, como higiene, transporte, espaço de lazer, local de dormir e profissionais responsáveis pelo estabelecimento. Enfim, nada diferente a escolha, com preço compatível, de um hotel para ele mesmo e sua família.
Constatação IX
Rico é persistente; pobre, é teimoso.
Constatação X
Deu na mídia: "O Canadá ameaça retirar investimentos da Polônia se a empresa aérea do país, a Lot, continuar com a estratégia de comprar aeronaves do Brasil. O conselho executivo da Lot, porém, já havia tomado a decisão interna de comprar os aviões da Embraer. Mas a pressão dos canadenses, que lutam para garantir as vendas da Bombardier, fez com que a empresa polonesa voltasse a debater a compra". Este assim chamado escriba está começando a desconfiar – ingenuamente, meio tarde, é bom que se reconheça – que não existem "amigos", "países amigos", "parentes amigos", "conhecidos amigos" "etc. amigos" e, sim, interesses. Não mais que interesses. Tenho, mercê de experiência própria, dito!
Constatação XI
O Prêmio Nobel colombiano Gabriel García Márquez, em seu último livro Vivir para contarla eliminou o advérbio de modo terminado em mente em seus escritos, ao se referir ao “enxugamento” do texto. O recusado pela Academia Brasileira de Letras, o falecido gaúcho Mário Quintana, um dos gurus de Rumorejando, escreve no seu Elogio do quê o seguinte: “E desses que evitam cuidadosamente os ‘quês’ (parece que o toque de caça foi dado pelo velho Castilho) o que estão, afinal, é desossando este nosso rude e doloroso idioma... Um idioma durão”.
Constatação XII
Com seu ar pachorrento
Ele informou à Receita
Que, de imposto, tava isento
E que não era nenhuma desfeita.
É que apenas até aquele momento
A venda tinha sido imperfeita
Com um faturamento muito lento,
Mas que no porvir tudo ajeita.
E esse clima totalmente cinzento
De braços cruzados não se aceita
E que o futuro será um portento.
Que ele em berço esplêndido não se deita,
Bastando somente ficar atento
Para as oscilações do mercado que se respeita,
Já que a lei de oferta e procura não tem reinvento.
Constatação XIII
Deu na mídia: “Dez maiores bancos do Brasil já concentram 42% dos ativos”. “A agência norte-americana classificadora de risco de crédito Standard & Poor´s divulgou em relatório sobre os grandes bancos brasileiros, destacando a grande concentração dos ativos do setor”. “A agência lembra que o Itaú, um dos maiores bancos privado, anunciou recentemente as aquisições do banco BBA Creditanstalt e do banco Fiat, enquanto Bradesco, também um dos maiores bancos privado, comprou o BEA e o Mercantil de São Paulo. O Unibanco, antes de se unir o Itaú, ampliou a presença no mercado varejista com parcerias com grupos como o Magazine Luiza e o Ponto Frio. Como o prezado leitor pode constatar a concentração de renda, qual a marchinha de carnaval que fala do cordão dos puxa-sacos, “cada vez aumenta mais”.
Constatação XIV (Com a introdução de pessoas de outros status financeiros, além dos ricos e pobres).
Rico, troca idéias; classe média alta, alterca*; classe média baixa, discute; pobre, bate-boca.
*Altercar =  verbo
 transitivo indireto e intransitivo
1 discutir com calor; polemizar, disputar, contender
Ex.:
 transitivo direto
2 fazer a defesa de (idéia, argumento etc.) em polêmica
Ex.: o advogado alterca a explicação do acusado. (Houaiss).
Constatação XV
Mais três autores que Rumorejando toma a liberdade de sugerir aos seus prezados leitores: Tutty Vasques, no Estadão, com seu sutil humor (www.estadao.com.br) ; as fotografias da fotógrafa Lina Faria (http://naftalina55.blogspot.com.br) e o Professor Paulo Roxo Barja, com sua Literatura de Cordel (http://cordeis joseenses@blogspot.com.br). Tenho respeitosamente dito e aconselhado!
Constatação XVI (De um pseudo-soneto).

           
                 Bem feito!

Ela trabalhou com denodo e afinco
Deixando a casa limpa, um brinco.
Ele chegou com os amigos, de repente
Conspurcando* o recinto, o ambiente.

Ela não estava com TPM ou mal-humorada
Triste, macambúzia, sorumbática ou chateada
Apenas quando viu o batalhão na casa adentrar
Veio-lhe à mente a expressão, agora, já antiga: Lar doce lar.

E eis que lhe ficaram os olhos sombrios, anuviados, capiongos
E segurando um guarda-chuva fechado de modo ameaçador
Bradou: “Ponham-se daqui para fora sua súcia de mocorongos”.

A turma, assustada, tratou de salvar a pele, temendo uma coça
Vendo que ela não estava para brincadeira com todo aquele furor
Tratou de se escafeder dali se atropelando uns aos outros sem muita boça.
*Conspurcar =  verbo
transitivo direto
1 colocar ou deixar cair sujeira sobre; sujar, manchar
Ex.: conspurcou o traje de gala
transitivo direto
2 Derivação: sentido figurado.
fazer recair dúvidas sobre a integridade de; macular, infamar, desonrar
Ex.:
transitivo direto e pronominal
3 Derivação: sentido figurado.
tornar(-se) vil, abjeto; corromper(-se), perverter(-se)
Ex.: conspurcar (-se) o idealismo dos jovens
intransitivo
4Diacronismo: antigo.
criar pus; infeccionar (ferida, lesão etc.) (Houaiss).


DÚVIDAS CRUCIAIS, VIA PSEUDO-HAICAIS.

Dúvida I
É muito lamento
Dizer que o juiz deu o pênalti
No último momento ?
Dúvida II
É muita indolência
Ir pro motel e ficar
Jogando paciência ?
Dúvida III
É pouco paradisíaco
Uma bolada ali perto
Do osso ilíaco ?
Dúvida IV
Parecia mais um perjúrio,
Durante o comício, quando o
Político falou em bom augúrio ?
Dúvida V
Ele ficou compungido
Por estar perdendo
A libido ?
Dúvida VI
Ou isso de libido
É só para quem
É destemido ?
Dúvida VII
É de mau alvitre,
Na hora do bem-bom,
Sentir a artrose e/ou a artrite ?
Dúvida VIII
A soma total
Do freguês e do comerciante
Nem sempre é igual ?
Dúvida IX
O preço, na promoção,
Estava maior do que
Na usual condição ?
Dúvida X
Está dando mal-e-mal
Para comprar comida
Sem aumento salarial ?
Dúvida XI
De tanto malhar,
Na academia, não deu,
Uma semana, para sentar ?
Dúvida XII
Ou a celulite
Transmigrou
Pruma tendinite ?
Dúvida XIII
Não é um baita disparate
Querer colocar adoçante,
Açúcar, ou mel no mate ?
Dúvida XIV
E quem não toma chimarrão,
Não joga truco e, deixa pra lá,
Não tem imaginação ?
Dúvida XV
Perder as partidas finais
Para os russos e mexicanos
Teve a mesma sensação de funerais?
Dúvida XVI
Quando se morre na praia
É como levar na cara
Um rabo-de-arraia?
Dúvida XVII
E já que falamos no assunto
Quem luta capoeira sem conhecimento
Arrisca ser considerado um bestunto*?
*Bestunto =  substantivo masculino
Uso: informal, pejorativo.
capacidade mental limitada, inteligência curta (Houaiss).
Dúvida XVIII
Se for verdade a terrível notícia
Que a Tim andou prejudicando os usuários
Não seria um caso de polícia?
Dúvida XIX
O julgamento dos réus do mensalão
Revelou que nas várias plêiades*
Deles só tem cara bom?
*Pleiade =  substantivo feminino
1 reunião de sete pessoas ilustres
2 Derivação: por extensão de sentido.
grupo de homens ou de literatos famosos (Houaiss).
Dúvida XX
A Olimpíada na Inglaterra
Mostrou, mais uma vez
Que a gente quase sempre, se ferra?
E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
 www.rimasprimas.com.br 

Um comentário:

Marina da Silva disse...

Juca,
Adorei e...republiquei! Abraço