quarta-feira, 17 de abril de 2013

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I
Rico tem candidíase; pobre, sapinho.
Constatação II
O grau de tratamento que uma pessoa recebe dos que a circundam é diretamente proporcional ao seu grau da tolerância e em função do teor emitido pelo emissor ou pelos emissores...
Constatação III
Com certos governantes aflorando, dentre outros malefícios, a corrupção, ou a inépcia, ou o arbítrio ou ainda a boçalidade. Na espalhada maioria dos casos, todos esses danos, juntos. Cruzes!
Constatação IV
O clima de Curitiba está de modo tal que além de aparecer o sol só de vez em quando e raramente, o veranico que se apresentava nos anos anteriores já no outono, ou seja, nos meses de março, abril e maio. Agora, está se apresentando nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro no meio de um frio, às vezes intenso. Vige!
Constatação V (De uma dúvida crucial).
Também deu na mídia, coincidentemente quando a notícia da constatação anterior aconteceu: “Apesar da baixa atividade econômica das últimas duas décadas, o número de ricos no País mais do que dobrou”. Dúvida crucial: Será que a distorção de renda em nosso país é endêmica? Em caso positivo, existe vacina ou antídoto para tal? Quem souber a resposta, por favor, comentários no blog. Obrigado.
Constatação VI
Não se pode confundir patrimônio com matrimônio, muito embora, algumas vezes, o matrimônio dilapida o patrimônio de um dos cônjuges. Em tal caso, se constata que houve um dos seguintes casos: golpe do baú; má gestão financeira; efeito ostentação; crise econômica; inflação; desperdício ou todos eles, concomitantemente. A recíproca, no presente caso, não vem ao caso, sem que exista, por parte de Rumorejando, algum descaso para com tal trágico desenlace.
Constatação VII
Não se pode confundir solidária com solitária, muito embora tenha gente que come desmesuradamente, solidária com a sua solitária de autoestima. A recíproca para esses gastronômico-helminticos casos não é necessariamente verdadeira. Depende, essencialmente, do que e aonde o sujeito costuma fazer as suas – dele – opíparas* refeições.
*Opíparo = 2. Adjetivo. Que é feito ou apresentado de forma abundante; farto, abundante, lauto (Houaiss).
Constatação VIII
Quando se tem
Dezenove,
Dezoito
Também
Dezessete
Anos de idade
A gente
Não se comove
Com facilidade.
Se é muito afoito,
Vedete,
Impetuoso,
Imprudente,
Ansioso,
Despachado,
Tão somente.
Não imagina,
Não atina
Que um dia
Ele, incluso,
Ficará idoso,
Considerado
Sem serventia,
Sem uso.
Lamentavelmente...
Constatação IX
Este assim chamado escriba constatou que em matéria de corte de cabelo acha-se rigorosamente dentro da moda, pois, de acordo com os entendidos, a alta é cabelos desfiados, cabelos desalinhados, brilho com elevado predomínio do branco, o que, naturalmente, sem ter movido uma palha, ou melhor, um fio de cabelo, é o caso deste já retro mencionado escriba.
Constatação X
Deu na mídia: “Para reunir o necessário numerário para comprar a cesta composta por 13 alimentos básicos, o trabalhador paulistano precisa cumprir uma jornada de 153 horas e cinco minutos de trabalho”. Data vênia, como diriam nossos juristas, a mídia paulistana esqueceu de acrescentar viva “nóis”.
Constatação XI
Quando as mulheres alegam que não quererem nada com nada, por estarem com aquela indefectível “dor de cabeça”, elas não estão corroborando para que os maridos, mais propensos a tal, caiam em tentação? Quem tiver uma resposta explicativa, laudatória, irretorquível, por favor, comentários no blog. De posse deles, Rumorejando pretende preparar um dossiê e divulgá-lo para os quatro cantos do mundo, colaborando, assim, para a cura dessa pertinaz doença, já que ela, a tal dor de cabeça, parece ser endêmica. Obrigado pela pronta atenção.
Constatação XII
Rico dialoga; pobre, discute.
Constatação XIII
Deu, certa vez, na mídia: “Foi preso, em Belém, Paulo Roberto Mustafá Moraes, 48 anos, acusado de ser o homem que seduziu e se apropriou de dinheiro, talões de cheque e joias de dezenas de mulheres em São Paulo e no Rio de Janeiro, ganhando a fama de ser o Don Juan brasileiro”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que a vida imita a ficção e a ficção imita a vida num círculo perniciosamente vicioso. Basta ver as novelas na televisão. Quase sempre tem personagens dando o golpe do baú e coisas afins que não deixam de servir de exemplo, de escola, de vade-mécum para a criação de trampas, trampões e trapaceiros, que imitando a realidade nunca são punidos. Vige!.
Constatação XIV
Deu na mídia: “Planalto recua e vai rever salário de militares este ano”. Como já foi dito por uma grande filósofa que pediu para declinarmos o seu nome: “Quando os militares começam a reivindicar aumento de salários, eles, naquele momento, estão em disponibilidade ideológica”.
Constatação XV
Ela
Sentou,
De maneira
Escanchada*,
Na cadeira,
Virada
Para o espaldar.
O namorado,
Quando olhou,
Aquela
Posição
Fez um esgar,
Ficou
Assustado,
Atabalhoado,
De olho estanhado,
Meio perdido,
Com um ar
De bobalhão,
Achando
Aquilo anormal
E conjeturando,
Tentando
Calcular,
Até por trigonometria
E por geometria
Plana –
E não só euclidiana
Como espacial –,
Quem havia
Cometido
Essa aleivosia
Que tinha,
Tirado
A sua calcinha.
Coitado!
*Escanchar = “Abrir, alargar (as pernas), quando monta a cavalo, ou à maneira de quem o faz”.
Constatação XVI
Rico retruca; pobre, gagueja.
Constatação XVII
E como discorria didaticamente o obcecado na roda com os amigos: “Para mim, vida útil não se restringe somente o quanto dura uma máquina, um equipamento ou, ainda, alguns acessórios. Vida útil é o tempo que você despende prazerosamente com uma gata. Aliás, não só com uma, mas com várias porque, segundos os catedráticos no assunto, há que se variar de vez em quando o pitéu”. Pitéu? Coisa de machista. Vige!
Constatação XVIII
Quando a gente ouve certos políticos se manifestarem sobre determinados assuntos acha que o esquema de Ficha Limpa deveria se estender também ao Quociente de Inteligência, prova de conhecimentos, de uma cultura ao menos razoável, julgada por especialistas em cada área específica, não usar pronunciamentos religiosos na base de críticas para outras religiões, pois no Brasil o ensino é laico e assim por diante.
Constatação XIX
Deu na mídia: “Corruptos tomam R$ 20 bi por ano dos cofres municipais”. Dúvida crucial: O que é que é feito para recuperar esse dinheiro todo e o que acontece, face as penalidades da lei, aos que ficam com toda essa grana que não é nem para qualquer país rico botar defeito? Quem souber a resposta, por favor, comentários no blog. Obrigado.
Constatação XX
Alguma acachapante,
Derrota,
Desestimulante,
Antipatriota
Incomum
E assaz inibitória,
Eventual
Do meu Paraná
–Que melhor não há,
Ou melhor, havia –
Algum dia
Seja por cá
Ou lá,
Digamos, na Bahia
Indubitavelmente,
Deixa qualquer
Mortal,
Homem, mulher
Ou criancinha
Passando mal
Até com aumento,
E agravamento,
Do colesterol.
E com a certeza
Que, efetivamente,
A todo momento,
Futebol
É uma caixinha
De surpresa.
Constatação XXI
Gente bangalafumenga, *
Não agüentou a lengalenga
Do político nada molenga
Com sua tradicional arenga
E armou uma pendenga
Que o deixou com uma cor verdolenga
E que fez ele sair meio capenga,
Dando a impressão de derrenga **
Na base do resmelenga.***
*Bangalafumenga = joão-ninguém.
**Derrengar = Requebrar-se; rebolar.
***Resmelenga = Resmungo; rabugice.
Constatação XXII
Deu na mídia: “O Brasil recebeu elogio dos dirigentes do sistema financeiro mundial (FMI e Banco Mundial), por seu esforço para manter a estabilidade fiscal”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas essa notícia lembra aquela outra, dada pelo médico ao sair da sala de cirurgia, dizendo aos familiares apreensivos: “A operação foi um sucesso, mas infelizmente o paciente está morrendo”...
Constatação XXIII
Não se pode confundir baeta, que quer dizer, dentre outros, “a parte que resta do charuto ou cigarro depois de fumados” com beata (“mulher que se dedica em excesso às práticas religiosas”), até porque, no primeiro caso se verifica o problema da falta e, no segundo, a solução, data vênia, em excesso. Quanto à recíproca, Rumorejando solicitou a ajuda de um linguista que ficou de dar uma resposta, enquanto ficou pitando uma guimba, quer dizer, uma baeta, perto de uma beata que falou a ele que fumar, além de fazer mal para a saúde, de acordo com a recomendação do Ministério correspondente, é pecado. Vige!
Constatação XXIV
Desconcertante,
Aterrorizante,
Atordoante,
Bestificante,
Acabrunhante,
Irritante,
Apavorante,
Seviciante,
Até broxante,
Escutar,
Ouvir
A secretaria
Falar,
Proferir:
“Só mais
Um instante
Que já iremos
Lhe atender
E faremos
Tudo
Para
bem lhe servir”.
E, contudo,
Tá na cara
Que jamais,
Ela vai deixar
De nos esquecer”.
DÚVIDAS CRUCIAIS VIA PSEUDO-HAICAIS.
Dúvida I
Para certos idosos
Certas reminiscências e recordações
São assuntos assaz dolorosos?
Dúvida II
Até cartola ganhar alto salário
Também está condizente
Com o anseio comunitário?
Dúvida III
A sua silhueta
Parecia, mais que tudo,
A dum próspero proxeneta?
Dúvida IV
O ministro do Trabalho,
Quando se escuta ele falar
É só um fatal atrapalho?
Dúvida V
Quem lê Ricardo Vélez ou Arnaldo Jabor
Sobre os nossos desgovernos descobre
A outra diferença entre medo e pavor?
Dúvida VI
Foi o glutão, o guloso,
Que engoliu um parafuso
E disse que tava gostoso?
Dúvida VII
Estar com a moral elevada
É passageiro, é efêmero ou fugaz,
Pois ali ela não fica parada?
Dúvida VIII
Dívida não se paga,
Mas se cobra. Seja aqui,
Ou em outra plaga?
Dúvida IX
Comissão dos Direitos Humanos,
Dependendo de quem a preside
Pode virar um festival de enganos?
Dúvida X
Quem não é digno do seu oficio
Só comete barbaridades,
Além de causar malefício?
Dúvida XI
Se hospedar, com comitiva, em hotel de primeira,
Em Roma, “para facilitar os trabalhos”,
É dilapidar o nosso dinheiro sem eira nem beira?
Dúvida XII
Sanear o Congresso impedindo a eleição
De candidato mau-caráter, sem Ficha Limpa,
Representará, em nosso país, uma revolução?
Dúvida XIII
A implantação de um grupo de trabalho
Com gente que nada sugere, nada resolve
Resulta numa escolha infeliz ou num ato-falho?
E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
Site: www.rimasprimas.com.br

Nenhum comentário: