quarta-feira, 28 de agosto de 2013

RUMOREJANDO


PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I
Deu na mídia: “O Ministério da Educação está preparando a criação de centros de atendimento para alunos com altas habilidades, os chamados superdotados. A intenção é ter um centro em cada Estado para ajudar na formação e desenvolvimento do potencial dessas crianças”. O prezado leitor consegue imaginar quantos talentos o país já perdeu por falta desses centros? Quem souber, por favor, comentários no blog. Obrigado.
Constatação II
Quando a mais recente companheira do obcecado, conquistador barato, pediu a ele para fechar o zíper que ficava nas costas do seu vestido, ele respondeu: “Tudo bem. Mas a minha especialidade não é fechar. É abrir”.
Constatação III
Deu, certa vez, na mídia: “EUA capturam 10.000 fugitivos em uma semana, representando apenas 1% dos que estão sendo procurados, ou seja, 1 milhão. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que a maior potência do Planeta deveria ir para o Guiness Book de recordes.
Constatação IV
Deu, certa outra vez, na mídia: “Porto Alegre faz mutirão de cirurgias para atender quatro mil que estavam na fila do SUS desde 2000”. Dúvida crucial: Por que será que deixaram, dessa vez, acumular tão pouca gente, já que não é o usual? Quem souber a resposta, mesmo não sendo gaúcho, por favor, comentários no blog. Obrigado.
Constatação V
E como ensinava aos seus alunos, durante uma aula aquele Chefe de Cozinha famoso: “O sucesso de uma cozinha também está na boa qualidade dos produtos e ingredientes. Vejam bem, repolho cozido, muito tempo na geladeira vira chucrute, pois azeda. E, também, não esqueçam, a recíproca não é verdadeira, já que chucrute muito tempo na geladeira não vira repolho cozido e, claro, muito menos ficará cru”.
Constatação VI (De diálogos meio confusos).
E como indagava a recepcionista do hotel ao hóspede, enquanto preenchia a ficha de entrada: “E sua mulher também é de meia-idade?” Respondia o hóspede: “Não. Ela é de idade inteira. Ela fez aniversário na semana passada”.
Constatação VII
Não se pode confundir destino com desatino, muito embora o desatino dos nossos governantes já está consagrado, desde a época do descobrimento do Brasil até os nossos dias, portanto pelo costume, como nosso triste destino. A recíproca não é necessariamente verdadeira. Ela depende do tipo de desatino de cada um.
Constatação VIII (Poeminha para ser recitado independente se é ou não o nosso time que bate melhor).
Ver quem é o campeão
Na base dos pênaltis
Faz mal para o coração
E só não se morre por um triz.
Constatação IX (Passível de mal-entendido).
Ele tinha várias passagens pela polícia. É que ia buscar a mulher que trabalhava numa delegacia onde era funcionária pública.
Constatação X
Deu na mídia: “Stephen Hawking, cientista capaz de fazer compreensível a Segunda Lei da Termodinâmica, a Teoria Geral da Relatividade, a teoria M sobre as dimensões do espaço-tempo e a soma de Feynmann, revelou suas dúvidas sobre o funcionamento do cérebro, particularmente o feminino. Os cérebros das mulheres me parecem especialmente misteriosos". Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que o cientista britânico ainda não se deu conta que o cérebro feminino, a exemplo de tantos outros mistérios, é – e sempre será – um dos casos insolúveis do Universo.
Constatação XI
No dia 25 de agosto se comemorou o Dia do Soldado. Jamais este assim chamado escriba imaginou que com o advento da assim chamada democracia viria a sentir saudades de certos aspectos da época da ditadura, no que se refere aos cuidados com relação à corrupção que hoje a mídia noticia diariamente, onde estão envolvidos governantes nos três Poderes a nível municipal, estadual e federal. E se se levar em conta o Vaticano poder-se-ia considerar também a nível eclesiástico. Vige!
Constatação XII
Rico tem alento; pobre, bufa.
Constatação XIII
Deu na mídia, mais precisamente no Estadão: “BRASÍLIA - Ao lançar pacote de medidas moralizadoras este ano, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AP), manteve regra que autoriza os líderes e dirigentes da Casa a enviar até 7,2 milhões de correspondências por ano. A cota, que varia conforme o Estado e o cargo ocupado pelo congressista têm sido usados para enviar até cartões de aniversário e Natal aos eleitores, embora só sejam permitidas despesas para divulgação do mandato”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas não adianta, os caras não resistem. Por que não fazer uma moralização total e integral? Que souber o porquê, por favor, se manifestar, tendo em vista que Rumorejando é um prestimoso informante aos seus prezados leitores, também através do blog. Obrigado.
Constatação XIV
E já que falamos em moralização, a mídia está se atendo ao pronunciamento das Associações de magistrados ao criticarem o tratamento de Barbosa ao seu colega Lewandowski no julgamento dos recursos do mensalão. Este conterrâneo cá da minha terra já demonstrou que no caso do mensalão ele tem defendido os mensaleiros. É preciso que a mídia se atente também para esse fato.
Constatação XV
E como lucubrava, nada filosoficamente, o septuagenário, quase octogenário: “Eu penso que minhas pernas “andam” fazendo greve porque elas se negam a andar, a caminhar. Nem ao menos para passear, vaguear, perambular, locomover-se. Chutar uma bola, correr, nem falar”.
Constatação XVI
Se eu morasse em Paranaguá,
Onde todos ganham apelido
Eu daria ao meu Paraná
O nome de time meio ardido.
Constatação XVII
Impostura
Negar
A escravatura,
De quem
Mantém
Na sua fazenda,
Como até deputados
E senadores
Têm mantido
É uma tremenda
Canalhice,
Desses senhores,
Entre eles, doutores,
Que são representantes
Dos seus eleitores,
Deles, simpatizantes
Que dantes
Desconheciam
Essa filha da p...ice.
Esses legisladores
Não mereceriam
Consideração,
Nem perdão,
Ou comiseração
E com ou sem peia
Todos eles deveriam
Estar,
Sem exceção,
Na cadeia.
Constatação XVIII
Deu, certa vez, na mídia: “O bispo David Stancliff, da Igreja da Inglaterra, conclamou o príncipe Charles a pedir desculpas a Andrew Parker Bowle, ex-marido de sua noiva, Camilla Parker Bowles, por ter sido seu amante, segundo o jornal The Sunday Times”. O obcecado, quando se inteirou dessa notícia, do alto do convencimento da sua sapiência, falou: “Se isso de pedir desculpas fosse uma instituição obrigatória, seria um tal de pedidos de desculpas por esse mundo afora que não haveria mais tempo para estudo, trabalho, lazer e, o que seria pior, para o imprescindível bem-bom”.
Constatação XIX
A gata,
Com olho
De mel,
Quis, porque quis,
Aprender
A jogar
O “freecell”,
No computador.
O primeiro xis
Da questão,
Dessa ingrata
Missão
Não foi barata:
Aprender
A lidar
Com o trambolho
Eletrônico.
Aí, quase teve
Um ataque
Catatônico
Já que reteve
Uma p. dor
Na cuca,
De tanto
Quebrar
A retro mencionada.
E também na nuca
Pela má posição
E sem saber,
Sem atinar
O porquê
Desse tão falado,
Elogiado
Sacrossanto
Enciclopédico
Equipamento
Considerado,
A todo momento,
Um encanto,
Tendo, portanto,
Que recorrer,
Para se curar,
A um médico
Ortopédico.
Coitada!
Constatação XX
Rico é fantasioso; pobre, mentiroso.
Constatação XXI
Rico é naturista; pobre, não tem alternativa.
Constatação XXII
Não se pode confundir vela com fela, muito embora quando, no passado, o casalzinho queria ficar sozinho e tinha o irmãozinho, ou a irmãzinha, ou uma tia solteirona que acompanhava os dois ao cinema, segurando a vela, como se costuma dizer, obrigando-os a somente ver o filme, no máximo encostando os cotovelos na poltrona – joelhos, nem pensar –, aí fatalmente ocorria o pensamento nos tolhidos, reprimidos, coibidos, cerceados, impedidos ou, pelo menos, em um deles: “É fela!”. Claro, desde que fossem educados. Caso contrário, a interjeição, ainda que também começando com efe, seria bem outra...
Constatação XXIII (Teoria da relatividade para principiantes).
É muito melhor ser dono de banco e não pagar o imposto de renda, porque banco não paga, recorrendo eternamente ao item ‘Devedores Duvidosos’, do que assalariado que está isento por ganhar pouco.
Constatação XXIV
Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que as grandes e únicas vantagens de estar na idade provecta e acima dos 70, são: 1. Atendimento prioritário em alguns lugares; 2. O voto deixa de ser obrigatória a semelhança dos países efetivamente democráticos, onde, para quaisquer idades, ele não é obrigatório. Se em nosso país não houvesse coronelismo e o voto não fosse obrigatório é de se supor que o percentual de comparecimento às urnas seria algo em torno de 10%. Vige!
Constatação XXV
O que é de se admirar é a quantidade de composições musicais escritas, por exemplo, por Bach ou Mozart, sem prejuízo da qualidade. Ou mesmo se pode dizer, também como exemplo, na nossa música popular a Noel Rosa e Martinho da Vila.
Constatação XXVI
Nem sempre recordar é viver. Na idade vetusta a nostalgia – saudade com dor aguda – pode ser de intensidade tal que pode acelerar o sujeito à morte.
DÚVIDAS CRUCIAIS, VIA PSEUDO-HAICAIS.
Dúvida I
Cantora com decote generoso
E mostrando as pernonas, ouvi-la
Cantando mal ainda é prazeroso?
Dúvida II
Biquíni comportado
É aquele que pode ser
Puxado para o lado?
Dúvida III
Quando o Copom
Sobe os juros, você
Acha ruim ou bom?
Dúvida IV
Recurso no STF
Dos mensaleiros
É pra valer ou é blefe?
Dúvida V
Quando Paraná e Atlético
Entraram no G4, você
Também ficou apoplético?
Dúvida VI
Mulher que é um colírio
De tão bonita que é, ao se olhar,
Arrisca-se ter febre com delírio?
Dúvida VII
Quando uma aristocrata
Hesita em ir prum motel, ela fica
Na base do não ata nem desata?
Dúvida VIII
E foi a famosa diplomata
Que foi a uma recepção, vestida
Com um short e uma alpargata?
Dúvida IX
E foi o tocador de acordeom
Que na hora da marcha nupcial
Descambou prum réquiem ao errar o tom?
Dúvida X
Ela toda coquete
Se serviu com as mãos
O gorduroso croquete?
Dúvida XI
O professor de filosofia ficou tenso
Porque o aluno pareceu trocar as bolas
Ao dizer: “Existo, logo penso”?
Dúvida XII
Alguém, por acaso, já viu um genro
Se mostrar para a sua – dele – sogra
Amável, gentil, cortês, tenro?

Site: www.rimasprimas.com.br

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I
Fica-se cada vez mais
Atônito, estupefato,
Abismado,
Desatinado,
Perplexo
De ver,
Como jamais,
Tanto deputado
Falar coisas sem nexo
Por só estar preparado
Para passar o povo,
Eternamente cordato,
  Quer dizer
Nós, simples mortais –
Mais uma vez, de novo,
Pra situações infernais.
Constatação II (De uma dúvida crucial).
Será que, quando o então ministro Antonio Pallocci exercia as funções de médico ele, como entendido em economia e finanças, media o ritmo da pressão sanguínea dos seus pacientes pela raiz quadrada da sístole e da diástole, elevados ao quadrado?
Constatação III
O magriço
Se quedou
Enfermiço
De tanto
Comer
Um assado
De chouriço,
Querendo engordar.
Pensou
Que ia morrer;
Ficou
Até de cama.
Para seu espanto
Engordou
Só uma grama.
Que azar!
Coitado!
Constatação IV
Não se pode confundir símil, que quer dizer semelhante, com senil, que o Aurelião afirma tratar-se de “muito velho, decrépito”, muito embora tenha alguns jovens que têm um comportamento símil à de uma pessoa senil. A recíproca não tem nada a ver, portanto não é necessariamente verdadeira.
Constatação V
Deu, certa vez, na mídia: “A cantora Britney Spears anunciou que espera o primeiro filho de seu noivo, Kevin Federline, com quem, diz ela, se casará em setembro”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando está inferindo, sem julgar ou dar a sua abalizada e modesta opinião sobre o assunto, já que não é da sua conta, que, cada vez mais, a lua-de-mel vem sendo feita antes do casamento.
Constatação VI (Via hexa pseudo-haicai)                                         
Palrava
Até
Pelo cotovelos;.
Perorava
Inclusive
Pelos tornozelos;
Ranzinzava
Tão-somente
Desmazelos;
Se pronunciava
Através duma gama
De libelos.
Afinal, de quem se tratava?
Elementar, meu caro:
Do povo, fazendo apelos.
E quem escutava?
Dos governantes, ninguém.
Eles têm cerebelos?
Constatação VII
Preparou
Uma pegada
Pra namorada:
Perguntou
Quanto era
A raiz quadrada
Do número pi
A amada
Ficou uma fera
E armou
Uma briga
Só havia estudado,
No passado
A tabuada
E havia iniciado
A ler
E a escrever,
Lendo Amiga,
Contigo e gibi.
Coitada!
Constatação VIII
O meu time, o Paraná, além de estar em péssima situação financeira, muito embora tenha vendido mais uma parcela do seu patrimônio onde era o campo do Palestra Itália, está até hoje procurando o reforço, do reforço, do reforço, do reforço elevado à n-2, à n-1, à n, à n+1, à n+2... para ver se arma um time condizente com o sua tradição desde que era o Clube Atlético Ferroviário, Britânia, Palestra Itália e Água Verde. Bons tempos, aqueles... Maus tempos, atuais...
Constatação IX
Tomou
Uma bebedeira
E não foi a primeira.
A última? Nem falar.
Ficou
Numa canseira
Que nunca terminava
De ficar.
E com tal borracheira,
Quando chegava,
No lar doce lar,
Pelos amigos deixado,
Na soleira
A mulher armava
A maior confusão,
Uma baita pauleira
Que chegava
Os vizinhos a incomodar.
Era rolo de macarrão
Que despencava
Daqui pra lá
E de lá pra cá
Que o deixava
Totalmente
Lanhado,
Machucado
Tão-somente.
Coitado!
Coitado?
Constatação X
Rico é revolucionário; pobre, subversivo.
Constatação XI
Rico é sorumbático; pobre é azedo.
Constatação XII
Deu, outra vez, na mídia: “A Organização Mundial de Saúde – OMS mandou destruir vírus mortal, enviado por engano ao Brasil”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que a instituição dos Estados Unidos que enviou para 3.700 laboratórios, em 18 países, inclusive o Brasil, o vírus que, em 1957, matou 4 milhões de pessoas, deveria explicar melhor o que fez, a fim de que a gente não venha, injustamente, pensar mal da maior potência do Planeta.
Constatação XIII
Rico tem companheira; pobre, cúmplice.
Constatação XIV
Com o beneplácito
Da mulher
Ele, plácito*,
Propôs e fez
Um acordo tácito
Que era a última vez
Que chegaria
Num horário qualquer
Principalmente
Na alta madrugada.
E ela, ingenuamente,
Angelicamente,
Inocentemente
Acreditava, cria,
Piamente,
No que ele dizia,
Tão-somente.
Coitada!
*Plácito = Substantivo masculino
1. Manifestação favorável a que alguém faça algo; aprovação, consentimento, beneplácito
2. A promessa de vida casta que os bispos fazem
3. Compromisso de realizar ou cumprir algo; promessa
4. (1720) Convenção ou acordo entre duas ou mais pessoas; pacto
ª plácitos = Substantivo masculino plural (1720)
Diacronismo: obsoleto.
5. Máximas, aforismos (Houaiss).
Constatação XV
Rico, quando morre, deixa testamento; pobre, dívidas.
Constatação XVI (Teoria da Relatividade para principiantes).
Mais vale o um time, como o meu Paraná, p. ex., não disputar a final do campeonato regional do que cair para a segunda divisão.
Constatação XVII
Rico, herda bens; pobre, continua deserdado.
Constatação XVIII
Sugestão de cartaz para ser colocado em banheiro público e mesmo em particular: “Sorria! Daqui, você não está sendo filmado”.
Constatação XIX
Não se pode confundir ingestão com injeção, muito embora, dependendo do que, onde, quando e qual alimento o incauto cidadão fez a ingestão, ele poderá ter necessidade de recorrer a uma injeção, ou várias, daquelas que fazem bem ao fígado, curam uma eventual congestão, constipação, ou o inverso e assim por diante, ainda que assaz doloridas. Quanto à recíproca, deixa pra lá!
Constatação XX
Rico tem aliado; pobre, comparsa.
Constatação XXI (Desculpe, caro leitor, a inusual imodéstia, mas a verdade não deve ser negada, dissimulada, escamoteada).
Fui desafiado
Prum jogo de truco
E de tanto surrar
O desventurado
Do desafiante
Ele quase ficou
Completamente
Maluco
E teve que desaparecer
De circulação
Para o fato não passar
Adiante,
À toda a nação
Tão-somente.
E o pobre, desconsolado,
Se viu obrigado
A recorrer
A um posto
Hospitalar
Pra, de desgosto,
Não vir a adoecer,
Até mesmo fenecer.
Coitado!
Também!
Quem
Mandou
Ele se meter!
Constatação XXII
“O Supremo brasileiro é um reality show. Antes das sessões, câmeras são ligadas. Quando os capas pretas aparecem no plenário, seguidos dos auxiliares, a pompa salta aos olhos. A TV Justiça transmite, outros canais reproduzem, ministros dão entrevistas...” (Celso Roma, cientista político da USP). Vige!
Constatação XXIII
Na antiga briga entre o governo federal e a administração do Rio de Janeiro com a intervenção do primeiro nos hospitais, com auxilio de unidades militares, posteriormente com a interferência da Justiça, adivinhe, caro leitor, quem andou se ferrando. É aquela velha história de que na briga entre o mar e o rochedo quem se ferra é o marisco...
Constatação XXIV
Rico tem comportamento atípico; pobre é degenerado.
Constatação XXV
Rico é neófito; pobre, inexperiente.
Constatação XXVI (De uma pequena dúvida de fatos, talvez, irrespondíveis).
Por onde será que anda o ex-técnico do meu Corinthians, o argentino Passarella, que chamava tanta atenção para o seu trabalho, como a Gisela Bundchen no seu, ao desfilar na passarela? Quem souber, por favor, comentários no blog. Obrigado.
Constatação XXVII
Pilota a broca,
Como um artista,
O doutor,
O dentista,
Enquanto
Cavaca,
Se atraca,
Teso,
Com um indefeso
Dente.
No entanto,
Ele não se toca
Faz ouvidos de mercador,
Ouvidos moucos,
Reparos poucos
Com a nossa dor,
Tão-somente.
Constatação XXVIII (Via duplo pseudo-haicai).
Sem a libido,
É difícil o cara
Ser exibido.
E, dependendo da mulher,
Mesmo com a libido,
Outros itens* se fazem mister.
*Não ficou devidamente claro quais itens que se fazem necessários. Quem souber, por favor, comentários no blog. Obrigado.
Constatação XXIX (E no SUS não vai nada?)
Deu na mídia: “Ministro da Saúde confirma estudos para racionalizar UTI’s”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando, com todo o respeito, acha que S. Excia. poderia já aproveitar o ensejo e estender os estudos para racionalizar o atendimento do SUS.
Constatação XXX
Agora que Neymar foi vendido para o Barcelona, vale lembrar o inverso do que aconteceu com o jogador Robinho, hoje atuando no Milan, na Itália. A época, numa entrevista do presidente do Santos F.C., Marcelo Teixeira, falando de uma eventual saída de Robinho para um outro clube, dos vários que estão interessados no seu concurso: “A saída de Robinho não depende dos aspectos financeiros, mas da vontade do jogador. Isso, mesmo com o clube detendo 60% dos direitos federativos, com o contrato com o atleta válido até janeiro de 2008 e a multa prevista de US$ 50 milhões em caso de rescisão contratual”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que o contrato draconiano que Robinho tinha com o Santos é um caso de polícia, pois beirava à escravidão.
Constatação XXXI
“Vão
Devagar
Disputar
O Poder”,
O Presidente
Deu de resolver
Aconselhar
Às mulheres.
Mas a incipiente
Gestão
Do presumido,
Antes temido,
Sexo forte
É tão
Contraproducente
Que querer
Alguém doutrinar,
Principalmente
Uma mulher
É neres
De pitibiriba*
Em Curitiba,
Cianorte,
Francisco Beltrão
Ou em qualquer
Outro lugar,
Tão-somente.
*Neres de pitibiriba = “Bras. Gir. Absolutamente nada”.
Constatação XXXII
Não se pode confundir errático, no sentido de perdido no caminho; desnorteado com erótico, muito embora, dependendo do grau do erótico a gente pode ficar errático, correndo o risco de chegar tarde em casa e ter bronca da patroa. A recíproca, dependendo de uma série inumerável de fatores que, por falta de espaço, deixamos de relacionar, pode até ser verdadeira.
Constatação XXXIII (Razões e proporções matemáticas).
Os Estados Unidos se emocionam com os problemas da América Latina, assim como a Europa com os países da África e a Austrália com os da Ásia. Nota extremamente importante: No presente caso, pode-se mudar os denominadores que dá tudo no mesmo. No entanto, não se pode confundir os dominadores com os denominadores, já que, nessas frações matemáticas, os dominadores são os numeradores. Elementar, minha gente).
Constatação XXXIV
Ela parecia
Ter um coração
Totalmente
Em granito
Impuro
Com maioria
Em feldspato
De tão
Duro,
Preso
Rijo,
Teso,
E que
Nesse esconderijo
Fechado,
Enclausurado,
Trancado
Eu absolutamente
Não fazia
Moradia,
Não lá vivia,
Pois só
Levava pito,
Admoestação.
E mais,
Ela me fazia
De gato
E sapato
Qual um bocó,
Assim,
Como se lê
Nos jornais
E que se vê
Na televisão.
Coitado!
De mim!

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I
Deu na mídia: “Estudo mostra efeito benéfico do riso para o coração”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas nas atuais condições de pressão e temperatura econômica, política e social não tá nada fácil é deixar de chorar...
Constatação II
Invadiram o Senado
Profusões
De escorpiões.
O fato tem suscitado
Controvérsia,
Pois, como é sabido,
O escorpião
Vive, aparentemente
Quieto e cabisbaixo,
Debaixo
De pedras, escondido.
Será que eles estão
Levando em consideração
Que nossos senadores,
De tanto valores
E tão amados,
Como pedra rara,
Portanto, cara,
São dotados,
De inércia
Tão-somente?
Constatação III
Não pagar a conta,
Ou despesas efetuadas,
Para vencer
Determinadas
Eleições,
Seja pra governador,
Deputado,
Ou senador,
Mesmo o candidato
Sendo dinheirudo,
Religioso, frequentador
De igreja ou templo,
Nos deixa indignados
E, de fato,
Nos desaponta.
Pois serve de exemplo
Para as novas gerações
E para se compreender
O tirar proveito em tudo.
Constatação IV
Não se pode confundir liderada com liberada, muito embora quando o Executivo ou o Legislativo, seja municipal, estadual ou federal quer que seja liberada e aprovada uma lei que é apresentada, defendida e liderada pela situação ou a oposição, os pais da pátria costumam fazer ingentes esforços para que tal aconteça, negociando através das lideranças. No caso de aumento dos próprios salários, aí a tramitação já passa a ser mais tranquila, não havendo necessidade dos tais ingentes esforços retro mencionados.
Constatação V (Falta de “desconfiômetro”).
"Pelo Poder, vão devagar",
Às mulheres o Presidente
Resolveu aconselhar.
Mas, dos homens, o incipiente
Desempenho, tão contraproducente
E, ainda, elas, querer doutrinar?
Constatação VI
Aquela mulher fascinante,
No meio de tantas feias,
Gordas que nem baleias,
Parecia até destoante.
Constatação VII
Ela descartou
A hipótese
De fazer,
De se submeter
A uma prótese
Nas partes principais.
O preço assustou,
Já que era alto demais
E não era só isso,
Havia ainda mais:
Além dum compromisso
Monetário,
Ela já havia feito,
Confessando,
Meio sem jeito,
Oitenta e um.
Não, operação plástica,
Nem ginástica,
Mas aniversário.
Muito embora,
De viver
A pele esticando
Ela, agora,
Não conseguia,
De modo algum,
Simultaneamente
Sorrir e dar uma piscada
Tão-somente.
Coitada!
Constatação VIII
O Programa Certa Vez, do meu amigo Beto Guiz que a E-Paraná, antes chamada de Educativa do Paraná apresentava todos os domingos, às seis horas da manhã, voltou, depois de uma interrupção e cada vez está melhor. Também muito bom o Programa Venas Abiertas, apresentado por meu Amigo Geraldo Pioli, às 10 horas, também aos domingos. Quem não acompanha, não sabe nada de nada. Tenho dito!
Constatação IX
Rico é arrebatado; pobre é grosso.
Constatação X
Deu na mídia: “Astrônomos encontram planeta cor-de-rosa fora da órbita solar. A descoberta faz parte de um conjunto de estudos sobre exoplanetas com o uso do Telescópio Subaru, no Havaí”. Data vênia, como dizem nossos juristas, mas Rumorejando pensa que, se ele for habitado, só existe pessoas, animais e plantas do sexo feminino que descobriram um modo de dispensar o sexo masculino para se produzir, o que deve ser um planeta assaz infeliz. Vige!
Constatação XI
Quando o namorado se deu conta que a garota queria, porque queria, ser modelo a toda força e que de tão magra já estava até com anorexia e viu ela comprando uma joelheira que, para ela, conforme ela afirmou, seria assaz suficiente para modelar a sua – dela – cintura, falou: “Vai ser magra assim na casa do chapéu. Ela até parece ter nascido num vão de cerca e, inclusive, consegue se desviar dos pingos da chuva”.
Constatação XII
Deu na mídia: "A Câmara não será apenas o supositório do Poder Executivo, afirmou, certa vez, Severino Cavalcanti”, quando foi seu presidente. Data vênia, como dizem nossos juristas, mas Rumorejando, até hoje, não entendeu o que S. Excia. quis dizer com essa assaz diplomática assertiva. Quem puder esclarecer, por favor, comentários no blog. Obrigado.
Constatação XIII
Depois da enésima pifada,
O marido se desculpou,
Todo envergonhado,
Para a mulher, desapontada,
Uma expectante angustiada:
“Como o fenômeno, Ronaldo,
No seu futebol,
Mais uma vez entornou
O caldo,
Pois, também eu estou,
Chova ou faça sol,
Atravessando
Me defrontando,
Com uma má temporada”.
Coitado!
Coitada!
Constatação XIV
Data vênia, como diriam nossos juristas, Rumorejando acha que a gente não deve se indignar contra o Presidente da Câmara Deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-Natal-RN). Na noite do dia 16/07/13, ele, abriu as portas da residência oficial que ocupa, às margens do Lago Paranoá, em Brasília, para os deputados da bancada do seu partido ao oferecer-lhes um jantar que custou vinte e oito mil e quatrocentos reais (R$ 28.400,00), ou seja, R$ 355,00 por cabeça. A conta foi paga com dinheiro público. A verba saiu das arcas da Câmara. A ONG Contas Abertas obteve a nota de empenho da despesa.
Está escrito: “Concessão de suprimento de fundos para atender despesas relativas à contratação de serviços destinados à realização de jantar no dia 16.07.2013, na residência oficial da Câmara dos Deputados, para um público estimado de oitenta pessoas, a pedido do gabinete do presidente”.
"A rubrica “suprimentos de fundos” serve para a realização de despesas inesperadas e urgentes. No caso específico, o dinheiro da Câmara (PÚBLICO) foi repassado à servidora Bernadette Maria França Amaral Soares que está lotada no Gabinete de Henrique Alves, como administradora da residência oficial da Câmara. O salário dela é de cerca de R$ 23.000,00 mil mensais". Afinal, ele é o que é e o que sempre foi. Mas, só por isso, a gente não deve se indignar – se não existe alguém que ainda não se indignou – com os deputados que o elegeram presidente da Câmara. A indignação deve se estender também aos senadores que elegeram quem elegeram. Pena!
Constatação XV (De uma dúvida não necessariamente crucial).
O Volta Redonda, fazendo rolar uma bola idem, deu uma bela volta no campeonato carioca?
Constatação XVI (De uma “poesia” descrita por um pintor).
O caradura
Tinha cara
De caricatura,
De biruta,
De estupor,
Como se pintado
Numa cor
Verde, como fruta
Não madura,
Mas cheia de bolor.
Coitado!
Coitado?
Constatação XVII (Homenagem ao mestre sueco Ingmar Bergman, autor, dentre outros, do filme O Sétimo Selo).
O destino,
Alguma vez,
Nos favorece,
Deixando,
Após
Titubear,
A gente ganhar,
Ou, ao menos, empatar
– Embora não quisesse –
Não jogando
O fino
Uma partida
De xadrez,
Por nós
Quase perdida.
Acontece!
Constatação XVIII (De uma dúvida crucial).
Em certos países, até as almas penadas já estão com medo de balas perdidas?
Constatação XIX
Não se deve confundir ansiado com insinuado, muito embora tenha muito cara assaz ansiado para se insinuar, preferencialmente, como deputado federal ou senador, a fim de auferir cerca de 100 mil reais entre salários e ajudas de custo. Ajudas de custo? Custo para o que mesmo ? Quem souber, por favor, comentários no blog para que possamos informar aos nossos prezados leitores. Obrigado pela atenção.
Constatação XX (Rumorejando reitera agradecimentos às cinco colaborações a seguir, do Amigo Edson Ferreira dos Santos, de Maringá-Paraná).
1.Rico faz suas compras à vista; pobre faz suas compras à perder de vista.
2.Rico escalando parede é esporte radical; pobre escalando parede é fugitivo da colônia penal.
3.Rico estuda na Escola de Belas Artes; pobre na Escola, faz "belas artes".
4.Rico mora no Alphaville, pobre mora na Alfavela;
5.Rico dirige seu carro, um B M W; pobre também dirige seu carro, uma B M V (Brasília Meio Velha).
Constatação XXI
Rico opera na bolsa; pobre, é inoperante.
Constatação XXII
Ela puxou uma sonecada
Na hora sagrada do bem-bom
Alegou que tava muito cansada
Pois tinha passado o vassourão.
Constatação XXIII (De uma dúvida não necessariamente crucial).
Quando o meu time, o Paraná entrou no G4 você também, maldosamente, achou que foi acidente de percurso?

Fábula Confabulada (Dessa vez, sem chineses e com personagens dos irmãos do norte).
O sujeito que morava no Texas e que tinha achado petróleo no quintal de seu pequeno terreno, na casa onde morava, logo, logo construiu uma mansão em terreno com as dimensões compatíveis com o seu novo grau de riqueza. Os velhos amigos e os novos, que fatalmente advém nesses casos, diziam, fazendo blague, que a sua nova casa, de tão grande, tinha dois fusos horários: um na entrada social e outro na entrada de serviço. Na realidade, a casa era tão imensa que havia casos em que enquanto chovia no jardim, não chovia no quintal; o filho caçula de 10 anos dirigia o carro no terreno da casa; heliporto, cancha de futebol americano, nem falar; O piso era feito como os dos supermercados, a fim de permitir que todos se deslocassem sobre patins para não se cansarem de andar pela casa. Evidentemente que todos tinham que usar cotoveleiras e também aquelas máscaras protetoras dos jogadores de futebol americano para não se machucarem caso caíssem ao andar sobre patins. As visitas chegavam a encostar seus carros em espécies de baias como cavalos nos estábulos. Efetivamente era uma casa grande. Uma p. duma casa!
Um dia, no aniversário do filho caçula, os amigos e colegas de escola compareceram, trazendo presentes, digamos, condizentes com o novo status da família. No entanto, um dos meninos, trouxe um minúsculo origami, feito por ele mesmo, aprendido em livro sobre o assunto. A família não tinha esse grau de sutileza para apreciar tal tipo de presente, como dizem os americanos, “home made”, feito em casa, aliás, com todo o carinho, pelo garoto. E proibiram, definitivamente, que o caçula continuasse se dando com o “origamista”.
Moral: Nem sempre, como disse o poeta: “tudo vale a pena quando a alma não é pequena”.
E-mail: josezokner@rimasprimas.com.br
Site: www.rimasprimas.com.br