quarta-feira, 25 de março de 2015

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I
O que tem de corrupto, condenando a corrupção e dando uma de honestíssimo, não está em compêndio, gibi, dicionário ou enciclopédia algum. Vige!
Constatação II
Depois do fio dental, qualquer parte do corpo que uma famosa, ou não, venha a “mostrar seria demais”, como apregoa o site da Globo?
Constatação III
Deu na mídia, mais precisamente no site acima referido: “Bia e Branca Ferez, as gêmeas do nado sincronizado, repetiram os modelitos usados no dia anterior para ir à praia”. Taí mais uma notícia de transcendental importância para o futuro da Humanidade. Vige!
Constatação IV
A passeata do dia 15 de maço se caracterizou pela não violência. A única agressão que se pode constatar foi contra a língua portuguesa, o que ocorre também nas sessões dos jornais onde o leitor pode opinar. Vige!
Constatação V
Não sei o porquê, mas quando vejo os pronunciamentos do Ministro da Justiça eu penso na mesma hora que eu jamais compraria um carro usado dele ou faria quaisquer negócios com ele. Não é preconceito. É apenas, digamos, intuição, palpite, análise comportamental e coisas desse jaez. (Dos demais ministros, tampouco).
Constatação VI
Deu no facebook: “Deputado José Guimarães o ‘Dólares na cueca’, é empossado como líder do governo Dilma pra combater a corrupção após as manifestações...”. Data vênia, como diria nossos juristas, mas Rumorejando não acredita que possa ser verdade. Vige!
Constatação VII
Para os implicados com o Lava Jato deve ter influenciado a abominável frase: Brasil, Ame-o ou Deixe-o, tendo sido adaptada para: Brasil, Deixe-o e Ame o Cayman, Suiça, HSBC...
Constatação VIII
Deu certa vez na mídia:Acaba licença médica de Renan”. “Rainha Elizabeth está entre as mais bem vestidas do mundo”. Taí duas notícias de transcendental importância para o Brasil, em particular, e para a Humanidade em geral...
Constatação IX
Não se pode confundir enovelado, que aparentemente parece significar que a pessoa assiste todas as novelas possíveis e imagináveis, mas que o dicionário Houaiss define como “1 enrolado em forma de novelo (diz-se de fio); 2 confuso, emaranhado” com enlevado, que o mesmo dicionário define “1. em arroubos de encanto; arrebatado, maravilhado, extasiado 2. entretido em; enfronhado, absorto”, até porque dificilmente quem está confuso, emaranhado pode ficar absorto na sua confusão. A recíproca só é verdadeira se o cara tiver enovelado se estiver enlevado tendo que escolher, por exemplo, se fica com as duas Alessandra: A Flávia Alessandra ou com a Alessandra Ambrosio. Coitado!
Constatação X (De obviedades).
Em condições normais de pressão e de temperatura seria um despropósito, alguém errar de propósito.
Constatação XI (Passível de mal-entendido).
O sucesso da bailarina dependia do ângulo da abertura de suas pernas.
Constatação XII (De uma dúvida crucial).
Leite longa vida é o que encurta a vida das gentes?
Constatação XIII
Quando o matemático leu no site da Globo que “Doleiros citados em escândalos como a Operação Lava-Jato, o mensalão e o caso PC Farias aparecem na lista dos 8.667 brasileiros que tinham contas numeradas no HSBC da Suíça em 2006/2007. Em todos os casos, eles foram investigados pela suspeita de terem operado dinheiro de origem duvidosa e acobertado operações financeiras ilegais. Os citados negam irregularidades”, comentou: “Diretamente proporcional”.
Constatação XIV
Deu na mídia:Rótulos enganam consumidor. Estudo da Universidade de Brasília revela irregularidades nas embalagens dos alimentos”. O estudo esqueceu-se de acrescentar: Se tantos enganam impunemente em nosso país, porque não os produtos de alimentação também não iriam pelo mesmo caminho? E também se esqueceu de finalizar com um “viva nóis”.
Constatação XV
E como ensinava o obcecado convencido, do alto da sua sapiência e experiência: “Beijo a gente não rouba. A gente faz por merecer”.
Constatação XVI (Com rima no infinitivo).
Mexe, remexe e se põe a virar
A corrupção aqui está em todo lugar
Os corruptos? Põem-se a negar
E as leis querem modificar
Para a Justiça calar.
Às vezes nem é de precisar,
Pois algum desembargador poderá ajudar,
Mandando o corrupto soltar.
E se alguém um pão roubar
Para o seu filho alimentar
Acaba de vir a enjaular,
De aprisionar
E ali fica a mofar.
Constatação XVII (De uma dúvida crucial).
Será que para participar nos BBB´s da Globo, a condição sine qua non é que a pessoa saiba ter um comportamento compatível debaixo do edredom? Quem souber a resposta, por favor, comentários no blog. Por favor, sem ironias. Obrigado! Comportamento compatível?
Constatação XVIII (Quadrinha para ser recitada por, também, um torcedor do bom futebol).
A televisão transmitir jogo local
E não Real Madrid versus Barcelona
Só é melhor passar na semana, o final
Curtindo aquela senhora mulherona!!!!
Constatação XIX
Rumorejando, num trabalho de pesquisa detectou, entre outros, alguns tipos de motoristas que existem por aí:
-O que para na faixa de pedestre e quando o sinal abre, ele não arranca porque ficou sem ângulo para ver se o verde está pra ele. É o motorista biunívoco, imperfeito, que consegue atrapalhar motoristas e pedestres;
-O que finge que não te viu para ceder o passo, inclusive parando para você não poder atingir o teu desejo, se você, por exemplo, quer sair de uma garagem, mesmo que o sinal lá na frente esteja fechado e ele terá que esperar de qualquer maneira;
-O que não te cede o passo porque não e tá acabado. A maioria das mulheres pertence a tal componente de motoristas;
-O que finge que está procurando uma estação no rádio do seu carro para não te dar a chance de você pedir a ele para poder cortar a sua – dele – frente para dobrar à direita ou esquerda, quando você não teve chance de pegar uma das faixas das laterais dos extremos da rua.
-O que costura como um louco, normalmente jovens, que tem pressa em chegar mais cedo onde quer que seja para poder ficar mais tempo sem fazer nada, como é o seu – dele – caso.
-O que buzina atrás do teu carro naquela fração de segundo que o sinal acabou de abrir;
-O que já sai de uma garagem, falando no celular, o que poderia ter feito enquanto estava parado, como a lei determina;
-O que vira a cabeça, enquanto está dirigindo, para o seu interlocutor ao lado e até mesmo para as pessoas que estão sentadas no banco de trás.
-O que dirige lendo;
-O que dirige com crianças no colo;
-O que acelera adoidado entre uma esquina e outra mesmo sabendo que o sinal estará fechado na próxima;
-O que não permanece numa faixa determinada, variando entre uma e outra, quando não ocupando metade de cada uma;
-O que colocou pneus banda larga e direção esportiva, achando que o seu carro é da Fórmula I. A saída direta do escapamento ele teve que se conformar em não poder usar porque a repressão andou ficando mais rigorosa;
-O que acha que deve usar a hipotenusa, estando ou não transgredindo a ordem das coisas, tipo um trechinho na contramão, que, sem dúvida, é o caminho mais curto que a soma dos dois catetos da rua, estrada, etc.
-O que dirige com o som tão alto que se fosse num salão de festas já estaria num volume insuportável;

PEQUENAS COMPARAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES, MELHORES E VEROSSÍMEIS.
Tão seguro como o povo em geral e o turista em particular, no Brasil.
Tão calmo como torcedor do Corinthians no meio da torcida do Palmeiras, ou vice-versa.
Tão valente como quem passeia altas horas da noite por ruas desertas.
Tão interessado em biologia, como aluno que vai fazer vestibular de engenharia.
Tão comunista como Le Pen.
Tão da Direita como Karl Marx.
Tão maquiavélico como Madre Thereza de Calcutá
Tão equitativa como a distribuição de renda no Brasil.
Tão respeitoso como as crianças de hoje.
Tão tranquilo e seguro como o empregado no seu emprego.
Tão com complexo de inferioridade como a de um argentino.
Tão rapidamente atendido como pessoas na fila do banco, repartição pública, sala de espera de médico, dentista, advogado, etc.
Tão rápido como o deslocamento de uma lesma.
Tão bem intencionado como as vendas do comércio a prazo.
Tão saudável como o pessoal que é atendido pelo SUS.
Tão brilhante na exposição de um assunto como político em campanha.
Tão agasalhado como naturista em campo de nudismo.
Tão seguro de não cair pra ‘terceirona’ como o meu Paraná.
Tão anticolonialista como os franceses, belgas, holandeses, alemães e ingleses, mormente estes...
Tão cumpridora da palavra como a presidente da República.
Tão sincero como os aliados do governo que sempre afirmam que o apoio é desinteressado.
Tão certo que a escolha para fazer parte do governo será baseada, dentre outros, na Ficha |Limpa, no conhecimento técnico do escolhido, na experiência, no currículo e assim por diante.
Tão absolutamente não imperialistas como os Estados Unidos e a Rússia.
Tão comovente como as lágrimas do senador Fernando Collor de Melo no seu discurso meio mea culpa, quando foi posto fora da presidência.  (Falar no cidadão ele está acontecendo na mídia, mais especificamente nas colunas dos jornais. Mas não na coluna social. Na relação dos que receberam propina da Petrobrás. Dúvida não necessariamente crucial: Não foi ele que se elegeu presidente da República com a história dos marajás?).
Tão feia e ruim como a Miss Universo.
Tão bonito como este locutor que vos fala, digo, digita.

RICOS & POBRES
Constatação I
Rico é formal; pobre mete os pés pelas mãos.
Constatação II
Rico tem elevados princípios; pobre não tem, ao menos, escrúpulos.
Constatação III
Rico segue a lei e a ordem; pobre é ultrajante.
Constatação IV
Rico tem a charmosa sarda; pobre, tem manchas na pele.
Constatação V
Rico tem narizinho arrebitado; pobre tem nariz ximbeva.
Constatação VI
Rico tem desejo; pobre tem tara.
Constatação VII
Rico descarta, jogando canastra; pobre é descartado.
Constatação VIII
Rico malha na academia; pobre, na carestia.
Constatação IX
Rico fala em caprichos do Mercado; pobre, reclama – e com razão – da filhada pu…ce também do aumento constante dos preços dos medicamentos.
Constatação X
Rico vai jogar em Las Vegas; pobre, joga truco.


Nenhum comentário: