quarta-feira, 19 de agosto de 2015

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I
E como filosofava, enquanto degustava algumas ostras e bebericava um vinho, culminando com um chá a base de catuaba, o obcecado: “Não ter um amor todo o tempo é um desperdício das horas, dos minutos, dos segundos e até mesmo dos décimos de segundos”. 
Constatação II (Passível de mal-entendido.
E como comentava aquela consumista contumaz com as amigas: “Eu sempre estarei totalmente aberta e receptiva para grandes e variadas novidades”.
Constatação III (De uma declaração de amor, via pseudo-haicai, escrita antes do aquecimento global

                    Saudades

Acordei já não me lembro em qual cidade
E senti falta da minha Curitiba cinza
Dela me deu uma imensa saudade
Que até me deixou meio ranzinza.

Por causa do calor abafado, dormi pouco
Tive maus sonhos, terríveis pesadelos
Eu tava num asilo, tinha ficado louco
O que arrepiou todos os meus cabelos.

Alagado em suor, coração opresso
Na boca, gosto de chá de corrimão
De uma repartição pública, eu padeço.

Quero pro meu torrão voltar correndo,
Minha amada fria do meu sofrido coração
Não! Não quero mais viver sofrendo.

Constatação IV
Não se pode confundir solidário com solitário, muito embora a gente possa ficar o único, solitário, incausado* com certas causas, ao contrário do corporativismo solidário dos deputados e senadores com relação ao despautério de um colega que, comprovadamente, usou de falcatrua para seu – dele – próprio benefício ou de seus familiares. A recíproca, como toda a recíproca pode ser verdadeira ou não. Obviamente elementar, minha gente...
*Incausado = “que não tem causa; que não tem explicação; desmotivado, inexplicável” (Houaiss).
Constatação V
E já que falamos no assunto, não se pode confundir furtos com frutos, muito embora, em certos países, há uma infinidade de pessoas colhendo os frutos de roubos, assaltos, furtos, sequestros, executados por bandos, quadrilhas, assaltantes, súcias, governantes, deputados, senadores. A recíproca é verdadeira, porque há muitos frutos que são motivos de furtos, exceto no caso de frutos, como no caso, antológico, da “laranja madura na beira da estrada tá bichada Zé ou tem marimbondo no pé”, segundo nos fala o grande e imortal mestre Ataulfo Alves.
Constatação VI (Dúvida crucial via pseudo-haicai).
Não ter brincado com a prima
De médico, quando criança, pode
Ter afetado a tua autoestima?
Constatação VII (De uma dúvida crucial)
Edi Lima, mano velho, amigão ainda do tempo do jornal O Estado do Paraná e da Tribuna, quando ainda não usava barba: Você que também é chamado de Ferrugem, me esclareça, de uma vez por todas, algo: Existe a ferrugem que dá nas plantas e a ferrugem de que dá no ferro. Você, por acaso, é do tipo CDF?
Constatação VIII (Quadrinha, para alguns, masoquismo; para outros, puro sadismo).
Um amor não correspondido
É um martírio, um padecimento,
Como se você nunca tivesse tido
Qualquer outro tipo de tormento.
Constatação IX
Deu, certa vez na mídia, quando o CR7 ainda não tinha se transferido para o Real Madrid: O jogador português Cristiano Ronaldo, do Manchester United, é o jogador "mais apaixonante" do Campeonato Inglês, segundo o diretor-executivo da Associação dos Jogadores Profissionais da Inglaterra, Gordon Taylor”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas qual era essa do então diretor-executivo, não deu para ficar sabendo...
Constatação X (Dúvida crucial, em forma de quadrinha, de um pobre genro).
Parecia um iracundo vulcão,
Da terrível sogra a explosão,
Quando entrava em erupção?
Ou assemelhava-se a um tufão?
Constatação XI (Em certos países, é claro).
A governadora,
Já em idade madura,
Nada impoluta,
Impostora,
Pouco positiva,
Impôs,
Apôs
Impostos
Num proceder,
De não se enaltecer,
Numa impostura
Impositiva,
Nada batuta.
Constatação XII
Quis fazer um papagaio
Pra pagar minhas contas.
O gerente me olhou
De través, de soslaio
E disse que não seria possível
Mas com cara-de-pau me forçou
A comprar ações do banco
E destarte,
Reter uma parte
Por um tempo na conta corrente
Tão-somente.
O líquido que eu receberia,
Que me competiria
O, digamos, ajutório
Era tão irrisório
Que até fiquei meio às tontas
E quase tive um desmaio.
Ele alegou,
Dizendo ser muito franco,
Por causa da indefectível
Reciprocidade.
Já viram tamanha maldade?!
Tanta iniquidade?!
Constatação XIII (Dúvida crucial).
Será que, quando Aristóteles, se referindo aos supostos racionais, proferiu “O homem é um animal político”, a frase não suscitou protestos dos animais?
Constatação XIV (De um preconceito).
“Ele é o único argentino que eu conheço que não parece ser argentino”.
Constatação XV (De uma dúvida crucial, via quadrinha).
A corneta
De certos quartéis
Soa como lambreta
Por causa dos decibéis?
Constatação XVI
Deu na mídia:Um ano depois de ter escapado do sequestrador que a manteve em cativeiro por oito anos, a austríaca Natascha Kampusch diz estar cada vez mais triste com a morte dele”. Vá lá alguém procurar entender a intrincada alma humana.
Constatação XVII (Teoria da Relatividade para principiantes).
É muito melhor cantar uma gata do que cantar ‘Parabéns pra você’, numa festa infantil, àquela que tá cheia de balões e outras crianças, que você foi obrigado a ir porque era da filha do teu chefe. Nem a possibilidade de você poder levar um balão colorido pra casa pra você levar à tua neta, nem a presença da secretaria boazuda da empresa atenua o atazanante programa.
Constatação XVIII
Quando o obcecado leu na mídia que a China havia fechado 44 mil sites pornográficos, em 2007, exclamou indignado: Isso é um acinte contra a liberdade de expressão e, daria pra dizer, até da imprensa.
Constatação XIX
Um dos fatos que sempre chamou a atenção deste assim chamado escriba é o investimento de ricaços em jogadores de futebol e, assim, passarem a ser o dono, parcial ou total, do passe do jogador. Segundo alguns, o ricaço estaria ajudando o seu time do coração; segundo alguns outros, ele estaria tentando fazer um negócio; e segundo, terceiros, as duas coisas. Seja como for, para Rumorejando soa como uma espécie de trabalho escravo tal tipo de “investimento”. Fica-se imaginando o cartola falando para o “seu” jogador: “Olha, vê se você dá um pouco mais de você, se esforça mais, porque “nós” temos que ganhar esse jogo e os demais. É tua chance de passar a jogar num time grande do eixo Rio São Paulo e mesmo ser adquirido por um time da Europa que paga em euros, o que é uma maneira de você conseguir a tua independência financeira”. E por aí ele vai. Naturalmente, sem citar o lucro que ele teria. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas para Rumorejando soa, também, como mais uma forma de capitalismo selvagem e de filhadap...ce. Por favor, cartas por e-mail, telegrama, pelo blog (http://rimasprimas.blogspot.com.br), etc., opinando sobre o assunto. Obrigado.
Constatação XX
E como elucubrava o obcecado, mostrando estar por dentro do que se passa na maior potência do Planeta e suas repercussões: “Nem a turbulência do mercado mundial, nem a desaceleração em setores da economia, tampouco as altas e baixas da Bolsa de Valores irão afetar a elevação do que mais me interessa”...
Constatação XXI
O filme “Saneamento Básico” é tão bom quanto os já citados anteriormente por Rumorejando. Dá, mesmo com o comportamento dos políticos, para proferir a frase, já conhecida, “porque me ufano do meu país”. Tenho, sem patriotada, dito!
Constatação XXII
E o programa Certa Vez, apresentado pelo Amigo Beto Guiz, na rádio e-Paraná, antiga Radio Educativa, sábado, as seis da matina, não é para nenhum boêmio, que tá chegando essa hora em casa ou quem acorda cedo, botar defeito. E Revivendo, da mesma emissora, que foi apresentado aos sábados, às 4 horas da matina, pelo radialista Ubiratan Lustosa, seria o mesmo caso.
Constatação XXIII (De uma definição catastrófica).
Sinistrose*, teu nome é dengue, febre amarela, vaca louca e os políticos.
*Sinistrose = “1. Tendência a alardear a iminência de colapsos e perigos terríveis, individuais ou sociais, a vaticinar desastres, ruínas, grandes perdas materiais, catástrofes em empreendimentos, planos econômicos, projetos políticos”.
“2. a inquietação causada por tais riscos e perigos sinistros”. (Houaiss).
Constatação XXIV
Deu certa vez na mídia: “O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, considera possível que a inflação já tenha parado de subir”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Sua Excelência, aparentemente, não deve algum dia frequentado algum supermercado. Pelo menos em nosso sofrido país...
Constatação XXV (De diálogos agrícolas).
Disse o obcecado: “Você é uma senhora mulher, uma mulherona, em você sobra mulher. Te amo, mulher! O que você vai fazer hoje à tarde?
Respondeu a mulher, mulherona e demais predicados alardeados e mencionados: “Vou cuidar das minhas plantas do meu jardim e da minha horta. A propósito, por que você não vai plantar batata?”
Constatação XXVI
E como também dizia, didaticamente, o obcecado, mencionado acima: “Quaisquer notícias que se refiram à troca de silicone, ou aumento ou diminuição de silicone das gatas, ao contrário do que se propala em certa coluna, intitulada Rumorejando, que circula semanalmente por aqui, é efetivamente de transcendental importância para o futuro da Humanidade pelo aumento da população que, sem dúvida, acarretará”.

RICOS & POBRES
Constatação I
Rico tem um atraso temporário; pobre, perde o metrô. (O bonde da história nem falar). 
Constatação II
Rico come caviar; pobre, bóia-fria.
Constatação III
Rico fala com convicção; pobre, enrola.
Constatação IV
Rico se atrasa no tráfego; pobre perde a hora.
Constatação V
Rico é badalativo; pobre, puxa-saco.
Constatação VI
Rico se acostuma; pobre, vicia.
Constatação VII
Rico tem a capacidade de memorizar; pobre, impossibilidade de lembrar.
Constatação VIII
Rico dá sugestão oportuna; pobre, palpite errado.
Constatação IX
Rico se preocupa com a alta ou baixa da Bolsa de Valores; pobre, com os baixos valores do seu bolso sempre furado...
Constatação X
Rico é sensível; pobre, é casca grossa.

Site: www.rimasprimas.com.br

Nenhum comentário: