quarta-feira, 30 de março de 2016

RUMOREJANDO

 PEQUENAS CONSTATAÇÕES, POR FALTA DE MAIORES.
Constatação I
Deu na mídia: Um estudo realizado por cientistas britânicos afirma que o consumo excessivo de álcool não pode ser usado como desculpa por homens que estimam equivocadamente a idade das mulheres”. Taí uma notícia de pesquisa de transcendental importância para o futuro da Humanidade.
Constatação II
Quando ouviu o que a sogra estava orientando a filha com relação a um fato de relacionamento com ele, incontinente pensou: “Com todo esse ‘know-how’ ela deveria abrir uma escola para o ensino da maldade”. (Perdão, leitores pelo termo em inglês que quer dizer conhecimento, saber. É que a mãe era pernóstica e só usava termos difíceis e ele havia aprendido com ela).
Constatação III
Antes havia a execrável farra do boi que, felizmente, foi proibido, assim como a briga de galos, de canários e outras barbaridades. Agora falta ser eliminada a Farra da Petrobrás, do BNDES e outras tantas. Vige!
Constatação IV
Segundo um deputado que pagou as passagens da família, incluindo a sogra como parente, para o exterior com o dinheiro público, alegando que o conceito de família é sagrado, será que ele esqueceu que o dinheiro público também é? Ou, o que é mais provável, nem lembrou e nem deve ter feito questão...
Constatação V
Existe na música clássica a Dança das Horas, de Amilcare Ponchielli, a Dança Folclórica dos países, a Dança de salão e assim por diante. No futebol, nos clubes e também na seleção existe a Dança dos técnicos que vão mudando de time e às vezes até voltam para o mesmo. Vige!
Constatação VI
O presidente do Senado e ex-presidente da República José Sarney atribuiu o recebimento do auxílio moradia, ao qual não tinha direito, a um erro administrativo. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas o fato lembra aquela história do sujeito que, na calada da noite, estava carregando um porco quando foi abordado pela ronda policial.
“De onde você tirou esse porco?”, o policial perguntou.
“Porco? Que porco?”
“Esse que você está carregando nos ombros”.
“Nem havia reparado. Xô, porco, xô”... “Sai daí, porco”.
Constatação VII
Não sei por que, certa vez, tantos ficaram indignados quanto o então deputado Sérgio Moraes falou que “estava se lixando com a opinião alheia”. Afinal, ele expressou não mais que a opinião geral dos deputados e senadores para com nós todos.
Constatação VIII
E o que falar agora dos senadores com a história dos cargos criados secretamente que beneficiou seus parentes e amigos? E o aumento de vereadores em todo o país, quando deveria ser o contrário? E viva “nóis”!
Constatação IX
E já que falamos no assunto, vale assinalar que a Operação Lava Jato sustou, pelo menos por um tempo, o esquema dos empreiteiros, bancos e outros doar dinheiro para o candidato ou os candidatos e se ressarcindo com vantagens incomensuráveis. O esquema é tão arraigado que, através dele, a gente pensava que se havia descoberto o moto-contínuo. Vige!
Constatação X
Em 1970, este assim chamado escriba foi bolsista do governo francês. Quando respondia a uma pergunta de onde eu tinha vindo e dizia que era do Brasil, imediatamente as pessoas diziam Pelé; Recentemente, voltando dos Estados Unidos e numa padaria perguntei ao atendente de onde ele tinha vindo e ele me respondeu de Bangaldesh. “E você?” -“Eu sou brasileiro”. -“Ronaldo”.
Constatação XI
Nos dias de hoje é fácil encontrar virgem. Basta procurar no supermercado óleo de oliva...
Constatação XII
Essa história de Nós e Eles, Direita e Esquerda, Casa Grande & Senzala, Ricos e Pobres nem sempre deve ser levada a sério em nosso país. Atualmente, por exemplo, o problema é entre corruptos e corruptores. E tal ocasiona um ônus econômico-financeiro que está sendo paga pela classe média, pela mudança do imposto de renda, só para mencionar um deles e vital por que tem gente morrendo por falta de assistência médica, falta de remédios nos hospitais com a Saúde não sendo atendida devidamente. Até quando?...
Constatação XIII
Dica para quem gosta de música clássica e de notícias da maior potência do Planeta: 96,3 WQXR-FM Classical from N.Y. http://radiotime.com/station/s_19906/WQXR FM_963aspx. A estação está no iTunes, fazendo parte de esquema de outras estações de música clássica e de todo o tipo de música. Vale a pena conferir, crianças!
Constatação XIV
Quando o obcecado leu na mídia que um egípcio de 25 anos se castrou por que o seu pai havia proibido seu casamento com uma mulher que considerava de classe mais baixa, comentou: “Isso que se chama dilapidar o seu próprio e maior patrimônio”.
Constatação XV
Deu, certa vez, na mídia: “Brasil agrário ainda tem trabalho escravo”. E, claro, escravocrata fdp também. (Perdão o pleonasmo ‘escravocrata fdp’, prezados leitores).
Constatação XVI
Em certos países, onde há pessoas que não podem frequentar hospitais particulares, só os fortes sobrevivem. Vige!
Constatação XVII
E como filosofava o obcecado que frequentava a Feira Orgânica, no Passeio Público, nos sábados, lá em Curitiba: “Tudo que se come daqui faz bem para a saúde”. “O mesmo acontece também quando se come não pela via oral...”
Constatação XVIII
Não sei a razão, mas toda a vez que a seleção do Dunga joga, tenho a impressão que os jogadores não sabem o que fazer com a bola. Vige!
Constatação XIX
Não se pode confundir brio com frio, muito embora este assim chamado escriba e outros milhões de brasileiros sentem um frio na barriga, mesmo no verão, em ver a falta de brio dos nossos governantes. De falta de vergonha, nem falar. Retidão, então...
Constatação XX (De um pseudo-soneto).

Quando eu me apresto

Nunca diga que eu não presto
Se sim, eu vou fazer um protesto.
Aí, eu contesto
Esse teu gesto.


E mais, como eu sou lesto,
Soltarei um manifesto
Policresto*
Dizendo que eu sou honesto.

Assim, fiquei muito molesto
E, por isso, vou lançar um contraprotesto.
Indubitavelmente, tudo foi pra mim indigesto.

Aliás, de resto
Eu sou modesto
E não só sou eu que atesto.
*Policresto = Que tem numerosas aplicações (Aurélio).

Constatação XXI (Vige!).
E como filosofava e elucubrava o obcecado depois de ouvir da barriga de mais uma de suas conquistadas um roquinho: “Os gases que perambulam pela barriga das pessoas são os que não vislumbram a sua respectiva saída” (Perdoem o obcecado).

Constatação XXII
E já que falamos em obcecado um outro, nada a ver com o anterior e dado a fazer quadrinhas e dar conselhos recitou numa festinha a seguinte:
“Tirar um sarro de uma amiga,
Ou fazer com ela uma pirraça*,
Arrisca ela não achar a mínima graça
E o empenho para conquistá-la vira fadiga”.
*Pirraça = Substantivo feminino.
1. Coisa feita de propósito com o intuito de contrariar, agastar, aborrecer, amolar.
2. Acinte, desfeita, partida, perraria, perrice (Aurélio).
Constatação XXIII (De uma dúvida crucial).
Quando o Engenheiro Paulo Maluf ressuscita politicamente, passando inclusive a fazer parte de comissões para avaliar se a presidente deve ou não sofrer impeachment ele deixa de ser um morto-vivo, demonstra que é um cara vivo ou o quê? Quem souber a resposta, por favor, comentários no blog. Obrigado!
Constatação XXIV
Quando a senhora idosa (Rica é idosa; pobre, é velha) se deu conta que a parentalha queria vir na sua casa na época da Páscoa, para ganhar presentes, e somente por isso, ela ‘viajou’ para a casa da vizinha, sua grande amiga, e fechou toda a casa, incluso as gelosias para dar a impressão que havia efetivamente viajado.
Constatação XXV (Dúvida crucial, via pseudo-haicai).
Dói até o ilíaco*
Ouvir discurso
De megalomaníaco?
*Ilíaco = Substantivo masculino. Anat.
1. Cada um dos dois ossos, constituídos de três partes (ílio, ísquio e púbis) que, articulando-se anteriormente entre si, e posteriormente com o sacro, contribuem para formar o esqueleto ósseo da bacia; osso coxal.
Adjetivo.
2. Pertencente à bacia (12):
região ilíaca.
Constatação XXVI (Curiosidade e dúvida crucial).
Como será que se sentem muitos juristas com relação a sua – deles – vaidade diante da popularidade do juiz Sergio Moro que, aliás, vem fazendo não mais que a sua – dele – obrigação?
Constatação XXVII (De outra dúvida crucial).
Quando um político, que está sendo investigado por ter posto a mão no jarro, ameaça, se for condenado e/ou cassado, assestar a metralhadora em todas as direções, a fim de “levar junto uma porção de gente”, ele não estará confessando que realmente ele roubou?
Constatação XXVIII
Esse negócio de estar sendo posto na pauta da Justiça o caso do Banestado, Mensalão, Petrolão, provavelmente BNDESão e as delações premiadas indo a todo vapor tem deixado certas pessoas tão preocupadas em ser preso por envolvimento em um ou mais casos mencionados acima que sucedeu em Brasília o seguinte: No apartamento de um proeminente político apertaram a campainha e foi ele quem atendeu. Perguntaram se ele não gostaria de ouvir uma página da Bíblia e se ele não gostaria de ser Testemunha de Jeová. Aí, de pronto ele respondeu: “Olhe, eu não sei de nada. Eu não vi nada”. E desligou. Comentário de Rumorejando: Vige!
Constatação XXIX
Quando o obcecado – nada a ver com outros obcecados até agora citados – se inteirou que uma ex-BBB declarou numa entrevista “Ninguém merece mal dotado”, filosofou, demonstrando conhecer o idioma da maior Potência do Planeta: “Know How é muito importante para se vencer na vida”.

RICOS & POBRES
Constatação I
Rico, eventualmente, é levado na base da coerção; pobre sempre é levado no camburão*.
*Camburão = 2. Bras. RJ Gíria. Carro da polícia para o transporte de pessoas detidas.
Constatação II
Rico é convidado a sair; pobre, é expulso.
Constatação III
Rico usa de estratégia; pobre, de tramóia.
Constatação IV
Rico tem hábito; pobre, vício.
Constatação V
Rico é meticuloso; pobre, é chato.
Constatação VI
Rico é singelo; pobre, é tapado.
Constatação VII
Rico (e deputado) tem hálito etílico; pobre, tem bafo de onça (Nireu Fanini).
Constatação VIII
Rico “coleciona” souvenir; pobre, surrupia.
Constatação IX
Rico jamais incomoda; pobre, sempre transcende das suas funções.
Constatação X
Rico é ousado; pobre, é petulante.

Nenhum comentário: