quarta-feira, 6 de abril de 2016

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I
Deu na mídia: “Ana Ivanovic vira sobre checa e avança em Wimbledon”. Sem dúvida, uma notícia passível de mal-entendido.
Constatação II
Foi a Branca de Neve que escalou, para uma partida de futebol, o príncipe e os anõezinhos e mais três enxertos para enfrentar o time do Ali Babá que tinha 29 caras na reserva, alguns em pé porque no banco não cabia tanta gente?
Constatação III (E como versejava o caixa daquela empresa).
Cada vez que eu vejo
Uma mulheraça tremenda
Imagino naquele momento
Dando-lhe um beijo
Como pagamento
De uma dívida não vincenda.
Constatação IV
Deu, certa vez, na mídia: “Dupla rouba R$ 0,50 e bilhete de loteria de idoso aposentado na Bahia”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que a crise está afetando todos, no que se referem os setores da economia em todas as partes e lugares...
Constatação V
Não se pode confundir encorpar com incorporar, até porque quando chega à visita de sopetão, consequentemente não esperada, e você incorporar mais água no feijão ele não vai encorpar. Ele ficará aguado.
Constatação VI
A diferença ou semelhança entre um político e um marido que chega tarde a casa é que o político mente antes e depois de eleito; o marido antes de sair de casa e, depois, quando volta.
Constatação VII
A falta de respeito
Dos deputados e senadores
Chegou a tal jeito
Que todos viraram roedores?
Constatação VIII
Deu, certa vez, na mídia:A indústria financeira internacional recebeu no último ano quase dez vezes mais dinheiro público em ajuda do que todos os países pobres em meio século”. Data vênia, como diriam nossos juristas, alguma dúvida? Alguma surpresa?
Constatação IX
Com relação à constatação acima, Rumorejando não consegue entender a razão que todos os países ricos ainda não adotaram a Taxa Tobin (ver no google as informações a respeito) que é uma espécie de CPFM de cunho global sobre todas as operações financeiras e que, se adotada, mormente pelos países ricos, estaria contribuindo para se eliminar, dentre outros beneficios, a fome no nosso Planeta.
Constatação X
Deu, certa vez, na mídia: “Pobres precisam trabalhar o dobro dos ricos para pagar imposto. Estudo do Ipea mostra que baixa renda deve trabalhar 197 dias por ano para pagar tributos cobrados pela União, enquanto os de renda alta devem trabalhar 106 dias”. Alguma dúvida? Alguma surpresa?
Constatação XI
Com os últimos resultados do meu Paraná, tanto quanto joga em casa como alhures eu já não pergunto com quem ele vai jogar, pergunto de quanto ele perdeu ou empatou. Agora estamos perdendo o Dorival de Brito. Vamos ver se o time se recupera no mata-mata...
Constatação XII
Deu, certa vez, na mídia: “Onu pede envolvimento de Lula na crise hondurenha”. Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando acha que Lula, naquela época, deveria ter aceitado e, em retribuição, deveria pedir a interferência da Onu na atual crise do Brasil, onde o seu nome está fortemente envolvido.                           
Constatação XIII
Rumorejando recebeu, certa vez, do Amigo e colega de ginásio e faculdade Marcio Paladino Mesquita a seguinte carta que transcrevo, sem saber efetivamente se é laudatória ou o contrário, ou vice-versa ou meio a meio... Aí vai, portanto, para julgamento dos prezados leitores:                                                        
“Elogios à pessoa à parte,
Vamos ao âmago da arte,
Verdadeiro bacamarte,
Atingindo todos em toda parte.
O que dizer?
Sem sofrer, sem ofender?
Sofrer por mentir ou maldizer,
Ofender pela obra não entender?
Num primeiro supetão,
A lógica da formação
Induz à classificação.
Que falta de imaginação!
Até mesmo de erudição...
O lado filosófico desponta.
E para nenhum rumo aponta.
O que é que se tem em conta,
Quando se anda a tonta
Com que o autor apronta?
O que dizer de tanta verve?
Um hemisfério se deleita o outro ferve.
A busca de significado, para que serve
A menos que se observe
O talento do mordaz cronista,
Não um ou mais colunista,
Da palavra verdadeiro artista,
Que ao leitor deleita, conquista”.
Constatação XIV
E não se pode confundir reiterar com retirar, muito embora a torcida brasileira peça e chegue sempre a reiterar para que o técnico venha a retirar determinado jogador por não estar dando conta do recado, de nada tem adiantado. O técnico faz ouvidos moucos e, teimosamente, escala o dito cujo como titular.
Constatação XV
Não se pode confundir graxa com graça, até por que não existe nenhuma graça num ato de corrupção, onde as pessoas costumam dizer que Fulano foi engraxado, no sentido de ser comprado para facilitar para si ou para terceiros algo indevido. E já que falamos em graça, foneticamente falando, grassa uma corrupção em nosso país, a semelhança de tantos outros, que até se tem a impressão que, pelos valores implicados, o Brasil deve estar, por ora, no item corrupção, em primeiro lugar. Vige!
Constatação XVI
Num carro existe o porta-malas, o porta-luvas; no mar o porta-avião. Cada um define, pelo nome, o que faz. Com esse mar de roubalheira até a cueca ou o cuecão passaram a ser porta-corrupção. Vige!
Constatação XVII (De diálogos da internet).
Um leitor escreveu sobre os Noturnos de Chopin:
“Ninguém se compara a Claudio Arrau tocando Chopin, além de Chopin”.
Ao que outro incontinente escreveu:
“Como você sabe como Chopin tocava?”
Constatação XVIII
A baixaria se introduziu em quase todas as mídias, além de na política, é claro. Ela se banalizou. Vige!
Constatação XIX (De uma dúvida crucial).
Será que as pessoas que receberam propina da ordem de milhões, elas declararam no imposto de renda para, pelo menos, pagar o devido imposto? Quem souber se declararam e pagaram ou não, por favor, comentários no blog para podermos informar aos nossos curiosos prezados leitores. Obrigado!
Constatação XX (Quadrinha para ser recitada, a fim de esclarecer quem acha que pode tudo).
Quem se destaca em matéria de corrupção
Deve se considerar um sujeito muito atilado*
E achar que na polícia federal só tem bobão.
Quando em cana, ele vai ver que estava enganado.
*Atilado = Adjetivo.
1. Escrupuloso, correto.
3. Sagaz, esperto, perspicaz.
4. Elegante, apurado (Aurélio).

RICOS & POBRES
Constatação I
Partido rico é pragmático; partido pobre é vira-casaca.
Constatação II
Rica usa vestido fendado; pobre, usa vestido rasgado.
Constatação III
Rico vaticina; pobre, roga praga.
Constatação IV
Rico tem liberdade; pobre, alforria.
Constatação V
Rico sempre tem assunto; pobre, é bestunto.
Constatação VI
Rico vive no absenteísmo; pobre, gazeteando.
Constatação VII
Rico é incauto; pobre, otário.
Constatação VIII
Rico debanda; pobre, foge da raia.
Constatação IX
Rico raramente se enferma; pobre, vive doente.
Constatação X
Rico é considerado de Direita; pobre, não é considerado.

E-mail: josezokner/2rimasprimas.com.br
Site: www.rimasprimas.com.br

Nenhum comentário: