quarta-feira, 13 de julho de 2016

RUMOREJANDO

PEQUENAS CONSTATAÇÕES, NA FALTA DE MAIORES.
Constatação I (Quadrinha para ser recitada algures {I}).
A leitura labial
Me revelou, de pronto
E de um modo geral,
Que ela me chama de tonto.
Constatação II
Deu na mídia mais precisamente no site da Ego que, por sua vez saiu no site da Globo: “Adriana Lima aposta em decote vertiginoso em evento de moda. Modelo brasileira foi presença vip na primeira fila do Paris Fashion Week na noite desta segunda-feira, 4, na França”.
O dicionário Aurélio dá vertiginoso como:
“Adjetivo.
1. Que tem ou que causa vertigens.
2. Fig. Que gira com muita rapidez:
3. Que perturba a razão ou a serenidade do espírito”.
Rumorejando, como democrata como se considera e propõe ser, recomenda que o leitor tenha acesso à foto e escolha um dos significados do adjetivo e/ou, se quiser, dois e até os três.
Constatação III
Não é que a gente costume ler esse tipo de notícia, mas ainda do site recente da Ego: “Laura Keller e Jorge Sousa relembram sexo com pedreiro espiando: ‘Aplaudiu’. Tal notícia faz Rumorejando lembrar o que publicou no livro Rimas Primas & Outras Constatações, em 2004, pela editora gaúcha AGE:
“De um cidadão que naturalmente preferiu ficar no anonimato”.
“A minha sorte é que sexo é feito entre quatro paredes. Se fosse um espetáculo público, não tenho dúvida que eu seria vaiado”.
Constatação IV
Quando o Brasil foi escolhido para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, houve muita alegria por parte de alguns e preocupação por parte de outros. Dentre a razão destes, muitos se manifestaram por medo de assaltos a turista e demais, maculando a imagem do país, latrocínio, as ameaças de terrorismo e com mais desperdício de dinheiro em detrimento da Saúde, Educação e Segurança, principalmente. Isso tudo e mais com a experiência das obras superfaturadas, da corrupção e da crise no país.
Ainda antes dos mensalões e petrolões da vida, Rumorejando publicava o seguinte texto: “Não é por nada, não, mas no fundo, no fundo, teve muita gente que deu um suspiro de alívio quando o Brasil saiu do páreo para sediar as Olimpíadas de 2012. Afinal, a turma acha que o país tem uma imagem a preservar...”
Constatação V
E como dizia aquele corrupto, hospedado num hotel de n estrelas: “Como é bom passar bem, não gastando o dinheiro da gente”.
Constatação VI (Pedido ultra respeitoso não assaz usual. Me refiro apenas ao uso da segunda pessoa do plural, via quadrinha para ser recitada algures {II}).
Vós que sois tão gentis; vós que me amais;
Vós que não me aborreceis, nunca, jamais;
Vós que tratais assim tão bem os animais.
Fazei que haja pra eles mais adoções gerais.
Constatação VII
Do Wikipédia transcrevo: “Antonio Franco de Oliveira (Resende-RJ, 16 de junho de 1906 — Rio de Janeiro-RJ, 17 de janeiro de 1976), mais conhecido como Neném Prancha, foi um roupeiro, massagista, olheiro e técnico de futebol brasileiro. Ganhou a alcunha de O Filósofo do Futebol de Armando Nogueira, por suas frases engraçadas”. Dentre elas a mais conhecida é "Pênalti é uma coisa tão importante, que quem devia bater é o presidente do clube". Data vênia, como diriam nossos juristas, mas Rumorejando está em pleno acordo com Neném Prancha. Já imaginaram se o jogador Griezmann perde o pênalti contra a Alemanha? Provavelmente o resultado seria outro, pois a Alemanha vinha apresentando um futebol com mais posse de bola do que a França. Por outro lado (qual lado?), a vitória da França sobre a Alemanha não lava a alma de nós brasileiros: 7x1. Pode, para alguns atenuar, ainda que tenha ficado a dúvida, em muitos, se não houve falcatrua com compra de jogadores. Como técnico brasileiro número 200.001 e grande entendido de futebol, tenho dito.
Constatação VIII (Quadrinha para ser recitada algures {III}, mormente para os “azes” do volante que costumam “voar baixo”).
Os acidentes nas estradas estão aumentando.
Boa parte com ferimentos e vítimas fatais.
Não é necessário o IBGE* estar contando,
Basta ver na mídia a televisão e os jornais.
*IBGE = Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.
Constatação IX
O deputado Eduardo Cunha pelo menos tem uma atenuante nas acusações que lhe estão sendo imputadas. Como ele faz parte dos Evangélicos, nunca se ouviu ele dizer determinadas frases que alguns “pastores” costumam dizer aos seus rebanhos do tipo: “Jesus Cristo não gosta que a contribuição dos fiéis sejam irrisórias, sejam de pequena monta”. Vige!
Constatação X
E já que falamos no deputado Eduardo Cunha, não se pode negar, conforme ele tem demonstrado, que ele é uma pessoa voltada para o bem-estar da sua família...
Constatação XI (Quadrinha para ser recitada algures {IV}).
Querem dar fim, querem cessar o Lava Jato.
E como fica a devolução do que foi roubado?
Será que quem surrupiou deverá ser perdoado?
E assim, terá sido um bom negócio para o gato?
Constatação XII
O filme À noite sonhamos retrata parte da vida de Frédéric François Chopin (Cornel Wilde). Após ter que fugir da Polônia por se recusar a tocar para o governador (“Não toco para os carniceiros do czar!”), Chopin chega com seu professor (Paul Muni) em Paris. Quando ambos estão esperando para serem atendidos pelos membros da academia de música, a quem eles queriam mostrar as criações de Chopin. Franz Lizt pega uma partitura e se põe a tocar uma das obras de Chopin e, encantado, pergunta várias vezes quem é o autor. Chopin se senta em outro piano que dava as costas ao piano onde estava tocando Lizt e se põe a tocar junto a ele o mesmo trecho. Lá pelas tantas, um deles sugere que em determinada parte seria possível se virarem, sem interromper a música, se cumprimentar e apertar as mãos. E assim foi feito. As descrições românticas sempre enaltecem um casal de mãos dadas. Este aperto de mão este assim chamado escriba considera uma das cenas mais antológicas do cinema. A outra cena antológica é que em Paris, Chopin conhece a escritora Aurore Dupin (Merle Oberon), mais conhecida pelo pseudônimo masculino que usava para assinar seus livros, George Sand, por quem se apaixona perdidamente. Debilitado fisicamente e temendo que seu romance se torne público, Chopin, acompanhado de Sand, viaja para Majorca, onde o clima úmido e chuvoso fortaleceria ainda mais sua tuberculose. E o filme mostra a segunda cena – também considerada antológica – é quando Chopin está tocando e cai uma gota de sangue sobre o teclado. No filme colorido e talvez um dos primeiros filmes coloridos (1945) impressiona sobremaneira tal cena. Comenta o Google: “Excelente adaptação biográfica para as telas, rendendo-lhe 6 indicações ao Oscar, incluindo Melhor Ator (Cornel Wilde) e Melhor Roteiro Adaptado”. Quem tiver interesse encontra o filme na internet. Como ficou assinalado, basta procurar no Google. De nada!
Constatação XIII
E já que falamos no assunto os Noturnos, de Chopin e a Rapsódia Húngara número 2, de Franz Lizt, como de tantos outros, fazem bem as gentes que apreciam a música clássica e, provavelmente abominam, como este assim chamado escriba, os rock em geral e os pauleira, em particular e dos heavy metal da vida, nem falar. Vige!
Constatação XIV (Quadrinha para ser recitada algures {V}, mas não em aula de matemática).
Será que a gata é capaz de falar de outro tema
Que não seja sobre suas necessidades de sexo
E não precisa ser um tema filosófico complexo
Nem resolver ax2 +bx+c=0, ou um teorema.
Constatação XV (Ainda o deputado Eduardo Cunha).
Este assim chamado escriba se emociona com muita facilidade e abre os tarros, seja ouvindo determinadas músicas ou, por exemplo, ver a bandeira brasileira sendo hasteada concomitantemente com o hino nacional pelo feito de um atleta ou atletas. Aplausos e abraços também causam emoções. Quando o deputado Eduardo Cunha chorou ao se demitir da presidência da Câmara posso afirmar, peremptoriamente, que não externei a mínima emoção pelo fato e também por não saber as razões efetivas por que o deputado estava chorando: Seria por se sentir injustiçado, traído pelo afastamento de alguns dos seus pares? Ou seria pela acusação de haver mentido sobre os dólares na Suíça? Ou pelas delações premiadas que o acusaram de cobrar propina e o produto ser lavado, frequentando bons hotéis e restaurantes e também frequentar shoppings para fazer compras, como foi noticiado?
Constatação XVI (Quadrinha para ser recitada algures {VI}).
Fui a uma festa junina e a uma outra julhina.
Em cada uma convidei, pra dançar, uma menina.
Ela me mediram com olhar matreiro de alto a baixo
E as negativas das duas me deixaram cabisbaixo.
Constatação XVII
Rumorejando não se lembra de haver publicado um fato no qual participou o meu grande amigo Walmor Marcelino, poeta, escritor, filósofo, jornalista, dramaturgo,
lamentavelmente falecido em 2009. O Walmor, considerado, por alguns, mais marxista do que Karl Marx sempre quando me encontrava, na maioria das vezes, na Boca Maldita, lugar de encontro no centro da cidade onde se discute todos os assuntos imagináveis, ou não, fazia a maior festa me abraçando efusivamente. Como naquele tempo eu efetivamente lembrava fisionomicamente o filósofo judeu-alemão, depois de certo tempo me dei conta que ele não abraçava o Juca. Ele abraçava Karl Marx... Grande Walmor Marcelino!
Constatação XVIII (Quadrinha para ser recitada algures {VII}).
O ministro Lewandowski foi ironizado
Quando jantava num restaurante.
“Parabéns, por ter aumentado
Seu próprio salário já abundante”.
Constatação XIX
Não se pode confundir assista com assusta, até por que se você se assusta com certos filmes de terror, que tantos gostam do gênero, não vale a pena que você assista a tais tipos de filmes. Melhor você assistir filmes do Cantinflas, Jerry Lewis e outros comediantes. Também você poderá optar pelos musicais como, por exemplo, Cantando na Chuva. Só a sequência do ator Gene Kelly, dançando já justifica a película. Ainda tem no elenco Debbie Reynolds e Cyd Charisse.

Nenhum comentário: